advertisement

Workshop de Infografia - Novembro/2014

50 %
50 %
advertisement
Information about Workshop de Infografia - Novembro/2014
Design

Published on November 11, 2014

Author: atlasmedialab

Source: slideshare.net

Description

Quarta turma do workshop de Infografia, ministrado por Beatriz Blanco e Marcos Singulano no Espaço Premium Paulista em São Paulo (Novembro / 2014)
advertisement

1. 01História da Infografia

2. 02A prática da Infografia

3. Princípios da Infografia 1) Um infográfico é por definição uma apresentação visual de fatos e dados. Por esse motivo, nenhum infográfico pode ser produzido sem informações confiáveis; ! 2) Nenhum infográfico deve incluir elementos que não sejam baseados em fatos conhecidos ou evidências disponíveis; ! 3) Nenhum infográfico deve ser apresentado como verdadeiro quando for fictício ou se apoiar em pressupostos não verificados;

4. Princípios da Infografia 4) Nenhum infográfico deve ser publicado sem que sejam identificadas suas fontes de informação; ! 5) Profissionais envolvidos na produção de infográficos devem se recusar a produzir qualquer apresentação visual que inclua elementos fictícios ou projetados para torná-lo “apelativo” ou “espetacular”. Editores não devem considerar pedir gráficos que não sejam baseados em evidências disponíveis. ! 6) Infográficos não são ilustrações ou arte. Infográficos são jornalismo visual e devem se orientar pelos mesmos padrões éticos que se aplicam a outras áreas da atividade.

5. 03Conceitos básicos

6. 04Etapas de um infográfico

7. Etapas de um infográfico Briefing + Planejamento + Edição de Texto + Layout + Edição de Arte + Finalização

8. Briefing: quando fazer um infográfico? Infográficos estão em moda atualmente, mas isso não quer dizer que são sempre uma boa ideia. Existem situações em que eles são ideais, outras que que simplesmente não funcionam.

9. Briefing: quando fazer um infográfico? Você deve fazer um infográfico se: ! • A informação com que está lidando é muito visual e é mais fácil de ser compreendida quando ilustrada; • Está com dados numéricos que isoladamente não são muito chamativos, mas dizem muito quando comparados entre si; • Precisa apresentar muita informação curta sobre um determinado tema de forma impactante; • Está lidando com dados geográficos ou espaciais que precisam ser visualizados para que a mensagem faça sentido.

10. Briefing: quando fazer um infográfico? Você não deve fazer um infográfico se: ! • Estiver usando uma tabela enorme e não puder eliminar nenhum dado; • Os dados numéricos não podem ser comparados entre si; • As ilustrações servirem apenas como “enfeite” e não trazem informações novas; • Estiver trabalhando com um grande volume de informações geográficas ou espaciais, impossíveis de serem visualizadas de forma clara em um mapa; • For usar muitos dados curtos sem conexão entre si, tornando impossível construir uma identidade visual unificada para seu trabalho. • Estiver trabalhando com muito texto.

11. Planejamento: que tipo de infográfico devo fazer? Após fazer o briefing das suas informações, é importante olhar para os dados e refletir sobre o tipo de infográfico ideal para o material que tem em mãos. Muitos designers se entusiasmam com modismos ou com referências visuais que encontram na internet e acabam criando gráficos pouco eficientes.

12. Planejamento: que tipo de infográfico devo fazer? Quais ferramentas devo usar para fazer meu infográfico? Depende do tipo de infográfico que você deseja fazer. Para dados numéricos e ilustrações em estilo pictograma programas de ilustração vetorial como o Illustrator ou o Inkscape funcionam bem. Existem ferramentas DIY que permitem gerar mapas e outros tipos de gráficos simples e interativos para embedar em páginas html. Ilustrações mais elaboradas podem pedir o uso de softwares mais voltados para a edição de imagens, como o Photoshop ou Illustrator, ou opções open source como o Inkscape e o Gimp. O Illustrator possui ferramentas para geração de gráficos, que podem ser editados depois nos próprios programas. É possível copiar e colar tabelas do Excel ou da web, o que facilita bastante o trabalho. No Inkscape essa ferramenta não existe, mas você pode colar gráficos gerados pelo LibreOffice Writer e trabalhar em cima deles.

13. 05Tipos de Infográficos

14. Forma x Função Priorize sempre a função: ao lado temos um belo infográfico, porém é extremamente difícil decifrar o que ele está dizendo.

15. Forma x Função Design bem sucedido é aliar forma e função com excelência. Sendo assim, fuja de modismos ou ilustrações bonititinhas que não servem aos dados com que você está lidando.

16. Tipos de infográficos Barras e colunas Funciona muito bem por ser de rápida visualização e compreensão. É fácil calcular quando uma coluna é aproximadamente o dobro, a metade ou um terço da que está desenhada ao seu lado, por exemplo.

17. Tipos de infográficos Barras e colunas seccionadas Tem todas as vantagens das barras e colunas, mas devem ser utilizadas para representar partes de um todo. Ou seja: para representar valores que, juntos, formam um conjunto.

18. Tipos de infográficos Barras e colunas seccionadas Como o objetivo desse tipo de gráfico é mostrar a proporção entre cada um dos itens do conjunto em relação ao todo, é importante que, ao mesmo tempo que exista contraste entre as partes.

19. Tipos de infográficos Linhas Gráficos de linhas são ideais para mostrar variação de um dado em relação a outro (geralmente, em relação ao tempo). ! O maior cuidado que devemos tomar em relação a gráficos de linhas é quando trabalhamos com valores muito próximos: as linhas podem ficar emboladas e confusas.

20. Tipos de infográficos Área Gráficos de área são semelhantes a gráficos de linha, com a diferença da área de preenchimento abaixo das linhas. Pode ser utilizado de forma semelhante aos gráficos de linha, e permite mais incrementos gráficos que este formato.

21. Tipos de infográficos Bolha Embora visualmente interessante, é preciso tomar muito cuidado com esse tipo de gráfico, porque o círculo é uma forma geométrica que não é simples de ser compreendida em relação às suas proporções. Veja por exemplo esses dois círculos. O segundo representa metade do valor numérico indicado pelo primeiro. Você consegue perceber isso apenas observando os dois círculos? ! Dificilmente né? Isso porque o círculo não tem uma área fácil de der calculada automaticamente. Isso torna o formato de bolhas péssimo para fazer comparações entre valores numéricos.

22. Tipos de infográficos Bolha Por outro lado, bolhas são muito interessantes para demonstrar concentração no espaço. Se utilizadas em mapas, por exemplo, é fácil visualizar em que áreas em um mapa existe maiores índices da variável utilizada no gráfico. Distribuição é um outro tipo de informação que se adapta bem a gráficos de bolhas.

23. Tipos de infográficos Pizza Gráficos de pizza são, de forma semelhante aos gráficos de barra fracionada, ideais para dados que demonstram partes de um todo. São mais utilizados para dados percentuais que somam 100%.

24. Tipos de infográficos Pizza Existem variações do gráfico de pizza que utilizam arcos, geralmente meios círculos. Esse formato é atrativo e pode ser utilizado, desde que se tome cuidado em reduzir os valores proporcionalmente ao arco que você está utilizado.

25. Tipos de infográficos Passo a passo Infográficos de passo a passo são comuns em informações em que a representação visual é importante para o entendimento de um processo que envolve etapas. Instruções de montagens, receitas culinárias e esquematizações de fatos acontecidos são informações que se encaixam bem em um infográfico do tipo passo a passo.

26. Tipos de infográficos Passo a passo Riscos: ! 1- Abusar do uso de texto. Como geralmente infográficos de passo a passo envolvem textos explicativos, é preciso cuidado. ! 2- Banalizar a ilustração, com trabalhos sem informação e desconectados do texto.

27. Tipos de infográficos Mapas É um formato bem auto explicativo: use para informações geográficas. Mapas dificilmente são utilizados sozinhos: geralmente eles são combinados a outros tipos de gráficos (principalmente o gráfico de bolhas).

28. Tipos de infográficos Combinação de Formatos Não é preciso ficar engessado em um único formato para construir um infográfico. Pelo contrário: combinar tipos de representação tornará seu trabalho mais atraente e instigante para seu público. Abuse, seja criativo com os dados que chegarem até você. A única preocupação que deve manter em mente é com a simplicidade na leitura dos seus dados: certifique-se de que eles são facilmente compreendidos em uma primeira “passada de olhos” em seu trabalho.

29. Tipos de infográficos Infográficos em formatos diferenciados Alguns formatos alternativos e bastante criativos têm ganhado popularidade nos últimos tempos. Os mais representativos são os gráficos em linha do tempo, gráficos em estilo mapa de metrô e tabelas periódicas.

30. Tipos de infográficos Infográficos em formatos diferenciados Esses formatos são divertidos e muitas vezes rendem resultados inteligentes e informativos. Mas é preciso atenção para que o formato sirva aos seus dados e não o contrário. Ao ficarmos muito empolgados com um determinado tipo de formato, muitas vezes acabamos “forçando” os dados para que eles se encaixem em nosso modelo preferido. Isso não é uma boa ideia e pode gerar resultados muito insatisfatórios.

31. Tipos de infográficos Infográficos em formatos diferenciados Quando for se apropriar de alguma forma de infográfico já existente, como no caso do mapa de metrô e da tabela periódica, procure construir uma analogia entre a função original daquele infográfico com a função que você tentará dar a ele com sua ressignificação. Senão, a apropriação fica sem sentido, vira apenas um recurso de distração.

32. Tipos de infográficos Interativos Interatividade é um conceito extremamente popularizado em tempos de Web 2.0. Porém, ele é constantemente mal compreendido. Convencionou-se chamar de interatividade qualquer recurso que responda a uma ação do usuário, como a sequência clique-abre janela. Isso não é interatividade e sim reatividade. A verdadeira interatividade envolve o ciclo interação -PROCESSAMENTO- resposta.

33. Tipos de infográficos Interativos A maioria dos infográficos interativos disponíveis na web é na verdade reativa. Para um bom infográfico online oferecer uma experiência realmente interativa para seu usuário, é importante que o foco do mesmo esteja justamente no processamento do ciclo de resposta descrito acima. Forneça para seu leitor recursos para interagir de forma real com o infográfico: deixe que ele escolha quais dados quer comparar, consiga recortar informações para visualizar de forma mais detalhada, oculte ou mostre as variáveis de acordo com a própria vontade. Incentivar e diferenciar a participação do usuário é o que tornará o seu infográfico uma experiência realmente interativa.

34. Diagramas de Venn Como na matemática são uma opção interessante para retratar conjutos e suas interações. O infografista pode brincar com as formas geométricas, sem ficar restrito ao tradicional círculo. ! http://www.pinterest.com/pin/ 177470041540155383/ ! Tipos de infográficos

35. Edição de texto: corte o quanto puder Existe muita confusão entre infográficos e textos ilustrados. Muito volume de texto com ilustrações e gráficos pontuais “boiando” no meio do conteúdo não deveriam ser classificados como infografia, e sim como diagramação de texto. Se você optou por fazer um infográfico, é porque a representação visual pareceu mais adequada que a textual. Portanto, concentre-se em fazer com que o texto trabalhe junto com as ilustrações e gráficos, sem se sobrepor. Escreva o que for importante para ser escrito, e nada mais do que isso.

36. Layout: como dispor meus dados? Após planejar exatamente quais serão os tipos de gráfico usados em seu projeto, chega a hora de planejar como eles vão se encaixar no layout. Nesse momento, é importante resgatar aquela narrativa que você imaginou na fase do briefing. A ordem de leitura é um dos aspectos mais importantes do infográfico e deve receber atenção especial. Sem esse cuidado, você corre o risco de criar uma apresentação de dados desconexos que o leitor terá dificuldade em acompanhar até o final.

37. Layout: como dispor meus dados? Outras dicas extremamente importantes na fase do layout são: Agrupe dados que devem ser comparados de forma que o leitor não precise ficar deslocando o olhar de um ponto para o outro para fazer as comparações. Mantenha as relações de proporção para não causar confusão na leitura. Não tenha medo de “quebrar” a informação: melhor ter vários gráficos legíveis do que um ilegível. Se for preciso fazer recortes, faça. Se for preciso cortar, corte.

38. Criei meu layout: ele está muito “difícil”? A roda de visualização Um método interessante para determinar o quão legível e simples de entender está seu infográfico é a ferramenta que Alberto Cairo chama de “roda de visualização. Ela não é um método formal e deve ser usado apenas para fins de planejamento, mas ajuda a dar uma ideia de como está seu infográfico.

39. Criei meu layout: ele está muito “difícil”?

40. Criei meu layout: ele está muito “difícil”?

41. 06Edição de arte: bonito e legível

42. Edição de arte: bonito e legível Agrupe dados que devem ser comparados de forma que o leitor não precise ficar deslocando o olhar de um ponto para o outro para fazer as comparações.

43. Edição de arte: bonito e legível Outras dicas importantes para montar seu infográfico Mantenha as relações de proporção para não causar confusão na leitura.

44. Edição de arte: bonito e legível Outras dicas importantes para montar seu infográfico Mantenha as relações de proporção para não causar confusão na leitura.

45. Edição de arte: bonito e legível Outras dicas importantes para montar seu infográfico Mantenha as relações de proporção para não causar confusão na leitura.

46. Edição de arte: bonito e legível Faça ilustrações informativas. Fuja de figuras decorativas: é importante que toda ilustração acrescente uma nova informação ao infográfico.

47. Edição de arte: bonito e legível Não exagere nas cores e tipografia. Um infográfico pode conter muitas informações, e se você exagerar nas cores e nos tipos de fontes, dificilmente conseguirá um resultado coeso.

48. Edição de arte: bonito e legível Não tenha medo de “quebrar” a informação: melhor ter vários gráficos legíveis do que um ilegível. Se for preciso fazer recortes, faça. Se for preciso cortar, corte.

49. Finalização: meu infográfico está legível? O arquivo final: o que considerar Após seguir as recomendações de um bom design, fazer uma edição cuidadosa e montar o infográfico de acordo com o tipo de informação apresentada, reflita se o resultado final está coeso e tem uma boa unidade visual.

50. Finalização: meu infográfico está legível? O arquivo final: o que considerar Fechar o arquivo exige cuidado também: estude bem o formato mais adequado para a circulação do seu infográfico. Perda de qualidade de imagem pode comprometer muito a legibilidade do seu trabalho.

51. Finalização: meu infográfico está legível? O arquivo final: o que considerar Antes de começar um arquivo pense que no fechamento, ele será veiculado de alguma forma. Se seu infográfico for veiculado em uma revista, site, material publicitário ou apresentação, tome cuidado em manter a linguagem visual que utilizar não conflitar com o veículo para o qual você está produzindo.

52. Finalização: meu infográfico está legível? O arquivo final: o que considerar Por fim, mantenha em mente a pergunta: eu dedicaria meu tempo a ler esse infográfico? Ele parece intimidador? Eu consigo entendê-lo? Se colocar no lugar do leitor é essencial para produzir infográficos verdadeiramente informativos.

53. 07Atividade

54. Atividade Transformar essa notícia em um infográfico: http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/cni-6-de-cada- 10-engenheiros-nao-trabalham-na-area Vamos enviar o link por e-mail!

55. Beatriz Blanco Marcos Singulano Todos os pictogramas usados são de propriedade e autoria dos usuários do The Noun Project (www.thenounproject.com)

Add a comment

Related presentations

UX im Unternehmen

UX im Unternehmen

October 31, 2014

Slides zum Vortrag 'UX im Unternehmen' auf dem UX Day 2014 in Mannheim.

My Music Magazine Pitch

My Music Magazine Pitch

October 30, 2014

music mag pitch

Questionaire charts

Questionaire charts

November 4, 2014

bk

Final research

Final research

November 5, 2014

final research

Cersaie 2014

Cersaie 2014

October 30, 2014

allestimento in cartone per il Cersaie 2014 alberi in cartone scultura in cartone

Related pages

anyforms: Novembro 2014

Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada. Páginas. Início; Agência
Read more

Design slides, presentations - slidesearch.net

Workshop de Infografia - Novembro/2014. Design. Tweet. 10. 11. 2014 0 views Rock genre research task. Design. Tweet. 10. 11. 2014 1 views ...
Read more

Workshops | Creative Fields | CADA - It's personal

... experimentar várias formas de as visualizar Um workshop para jovens entre os 12-15 anos de ... Workshops in Berlin and ... 27-28 Novembro 2014, ...
Read more

Dezembro | 2014 | Crianças a torto e a Direitos

visualizar a infografia ... Novembro 2014 (142) Outubro 2014 ... UNICEF Video Violência Contra Crianças Violência Doméstica Violência em Contexto ...
Read more

Workshop de Infografia no Atlas Media Lab | Tarcízio Silva

Neste próximo sábado, dia 14, outro curso de Infografia será oferecido, ministrado por Beatriz Blanco, ... Workshop de Infografia no Atlas Media Lab.
Read more

Infografia | Crianças a torto e a Direitos | Página 2

... Finlândia, Infografia, Políticas Educativas, Sucesso ... Novembro 2014 (142) Outubro ... Workshop "O Educador Social no Acolhimento ...
Read more

Novembro 2014 - Noticias do Nordeste

II Workshop de Micologia em Alfândega da F ... (676) Hélio (1) Hélio Bernardo Lopes (640) Infografia (1) Informação Instrutiva (122) Justiça (1) ...
Read more

quinta-feira, novembro 20, 2014 - jornaljr.com.br

20 de novembro foi escolhido para homenagear Zumbi, o líder dos Quilombo dos Palmares Por Gustavo Guimarães Na década de 1970, quilombolas potiguares ...
Read more

Notícias da UFSC

O workshop “Infografia além da objetividade” será ministrado nos dias 2 e 4 de agosto, das 19h às 22h, no Vilaj Coworking, em Florianópolis.
Read more