advertisement

Um processo eco-compatível do inicio ao fim

50 %
50 %
advertisement
Information about Um processo eco-compatível do inicio ao fim
Technology

Published on February 25, 2009

Author: valmirmondejar

Source: slideshare.net

advertisement

O PROTOCOLO DE KYOTO E OS MEIOS DE ILUMINAÇÃO Um processo eco-compatível do início ao fim de vida Uma lâmpada moderna de alta eficiência consome até 80% menos em relação a uma lâmpada incandescente, reduzindo também a emissão de CO2. (veja também http://administradores.com.br/artigos/um_business_verde/28072/) Porém, o mercúrio contido no seu interior pode poluir cerca de 4 mil litros de água, se disperso no ambiente. Para evitar tal risco é necessário um sistema de traçabilidade e tecnologia de reciclagem. As modernas lâmpadas economizam energia e reduzem o efeito estufa. As tradicionais lâmpadas incandescentes consomem sob forma de calor cerca de 90% da energia elétrica utilizada, transformando em luz somente os restantes 10%. Um enorme desperdício de energia que pode ser evitado utilizando lâmpadas fluorescentes compactas de alta eficiência. As fluorescentes compactas duram cerca de 8 vezes mais e ainda nos dão os 80% de redução de consumo com os benefícios econômicos e ambientais. Reduzir os consumos significa não somente diminuir a despesa ao final do mês, mas também as emissões que contribuem para o efeito estufa. Em um mundo ideal, esta discussão não existiria. Porém é impossível minimizar a existência de edificações e instalações já existentes. Logo, considerar estes impactos no momento da substituição demanda uma tomada de consciência prévia da nossa real capacidade em assumir desde já nosso papel como agentes de mudança ambiental. Aos empreendedores, arquitetos e consumidores fica o papel de introduzir novos métodos de construção que priorizem nosso maior recurso natural, a luz solar, garantindo assim descontinuidade parcial do uso de energia elétrica para fins de Iluminação. Uma recente pesquisa no continente europeu confirma que a substituição das lâmpadas incandescentes, se fossem efetuadas em toda Europa até 2015, permitiria a redução de 23 milhões de toneladas de CO2 com uma economia de 7 Bilhões de Euro. Na Itália sómente abandonar as incandescentes permitiram cortar cerca de 3 milhões de toneladas de CO2 e economizar 5,6 bilhões de kWh por ano. Seguramente aí está um potencial projeto para que sejam atingidos os objetivos para a redução do ozônio fixado no Protocolo de Kyoto. No momento muito se fala sobre a responsabilidade de cada país sobre seus compromissos e projetos para o sucesso das ações previstas neste Protocolo, mas o que pouco se vê é o engajamento de cada cidadão, com estímulo de ações governamentais, a cumprir sua parcela de responsabilidade. Por esta razão, até o final de 2007 o governo italiano estabeleceu um projeto de substituição completa das lâmpadas incandescentes a partir de 01/01/2011. Após a Irlanda, a Itália é o segundo país da UE a ter fixado o adeus às incandescentes. Além da Europa iniciativas análogas foram criadas na Austrália, China e EUA. A necessidade do correto reciclo das eco-lampadas existe por ter no seu interior mercúrio e pó fluorescente que, quando se exaurem se transformam em dejeto altamente perigoso.

Além da toxicidade tem também a característica da fragilidade de seus invólucros, o vidro de reduzida espessura. Durante sua substituição é preciso manusear com atenção evitando seu rompimento. Sobretudo não devem ser jogadas em um lixo qualquer e é necessário separá-las dos dejetos sólidos urbanos para que sejam endereçados a processos de reciclo apropriados. O mercúrio é extremamente nocivo ao ser humano, a fauna e o ambiente. Um simples lâmpada daquelas com menos de 1 miligrama de mercúrio, afirmam os pesquisadores da Universidade de Stanford na revista “Evironmental Research”, pode contaminar 4 mil litros de água. As plantas e algumas espécies de peixes representam o anel mais externo de nossa cadeia alimentar e é assim que o mercúrio é introduzido na cadeia humana com danos que vão desde o sistema neurológico ao sistema cardiovascular, do tipo reprodutivo e imunológico. Assim, se as lâmpadas a alta eficiência são “verdes” pelo baixo consumo de energia e aquecimento da atmosfera, durante seu ciclo de vida, quando se exaurem é previsto na Itália um processo eco-compatível para reciclagem que tem por objetivo evitar a dispersão do mercúrio e de pós tóxicos contidos em seu interior. O consórcio constituído pelos maiores produtores presentes no mercado italiano (totalizando 86% do mercado) foi chamado a assegurar o correto reciclo dos dejetos iluminotécnicos. Com início em 2008 lâmpadas de descarga, incandescentes, com vapor de gás, fluorescentes e compactas mas também dispositivos de iluminação (plafons, luminárias, etc) não são mais despejadas no lixo urbano mas sim destinados a instalações apropriadas onde é possível recuperar o vidro, os metais (alumínio, latão), os plásticos e ainda colocar me segurança as substancias perigosas presentes no seu interior. A traçabilidade dos dejetos. Para evitar que as eco-lampadas sejam simplesmente jogadas no lixo urbano o sistema italiano foi prevista a possibilidade para os Consumidores se restituírem de um valor no momento da substituição das velhas lâmpadas por novas diretamente no ponto de venda. Este dispositivo está atualmente em discussão para ser regulamentado. Em suma, a participação de cada cidadão desde o momento da decisão de compra até o destino a ser dado a elas ao final da vida, e a implicação dos governos, produtores, importadores e de toda a cadeia de distribuição e revenda é a única forma de nossas gerações procurarem de alguma forma minimizar os impactos à natureza promovidos por nosso modo de vida abusivo, e porque não dizer perdulário, no que tange a gestão dos recursos naturais do nosso lar, o planeta Terra. Valmir Mondejar valmirmondejar@ercltda.com.br www.ercltda.com.br http://www.linkedin.com/in/valmirmondejar 23/02/2009

Add a comment

Related presentations

Presentación que realice en el Evento Nacional de Gobierno Abierto, realizado los ...

In this presentation we will describe our experience developing with a highly dyna...

Presentation to the LITA Forum 7th November 2014 Albuquerque, NM

Un recorrido por los cambios que nos generará el wearabletech en el futuro

Um paralelo entre as novidades & mercado em Wearable Computing e Tecnologias Assis...

Microsoft finally joins the smartwatch and fitness tracker game by introducing the...

Related pages

Montagem de um Carro do Inicio ao fim - YouTube

Montagem de um Carro do Inicio ao fim ... a linha de montagem de um carro da Ford do inicio ao fim. ... do processo fabril ...
Read more

M1V2 - TCC ENTENDA O PROCESSO DO INICIO AO FIM - YouTube

... TCC ENTENDA O PROCESSO DO INICIO AO FIM http://seuguiaperfeito.com.br/tcc-como ...
Read more

A ReadSoft é agora Lexmark. | Lexmark Brasil

... do início ao fim. ... você obtém uma verdadeira automação do processo financeiro de ponta a ponta que é integrada com os sistemas ERP ...
Read more

Da formação do processo | ABC do Direito

Para compreendermos a formação do processo, ... insuscetível de pôr fim ao processo, que apenas resolve, com força preclusiva, ...
Read more

Processo penal descomplicado 1/1 | Artigos JusBrasil

Processo. 1. INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL PENAL . ... 1.7. INÍCIO E FIM DO PROCESSO . Como se inicia o processo? Com a propositura da ação.
Read more

Karl Marx: O capital - Volume I - Capitulo VII

No fim do processo do trabalho aparece um resultado que ... despendido num estágio anterior ao processo de fiação, antes do trabalho de fiar ...
Read more

O Processo – Wikipédia, a enciclopédia livre

'"O Processo"' apresenta ao leitor a narrativa carregada de uma atmosfera desorientada e avulsa na qual o ... se faz necessário notar que o fim do ...
Read more

Globalização – Wikipédia, a enciclopédia livre

... além disso em torno de 923 sites de noticias ao redor do ... ou ainda do próprio fim da ... são os principais atores atuais do processo de ...
Read more

Início e fim de pega do cimento - Scribd - Read books ...

Laboratório de Processo Industriais, do Curso Técnico de ... e o fim do pega permite que ... idades conduz ao endurecimento ...
Read more