Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos

50 %
50 %
Information about Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Education

Published on February 21, 2014

Author: mjvasconcelos

Source: slideshare.net

Description

Esquemas de Ginástica

Todos os alunos devem iniciar o trabalho, na trave, pelo esquema de menor grau de dificuldade e ir adicionando os elementos que lhe permitem atingir um nível superior. Os alunos devem escolher o esquema em que se sentem mais confortáveis e procurar trabalhar com rigor os elementos que o compõem. Cada esquema possui um teto classificativo para uma execução que obedeça aos critérios definidos. Nos esquemas apresentados alguns elementos podem ser substituídos. Se a substituição aumentar o grau de dificuldade acresce 0,5 valores à classificação obtida desde que o elemento tenha sido corretamente executado. Se a substituição resultar numa diminuição do grau de dificuldade do esquema, serlhe-á retirado 0,5 valores à composição final. O aluno poderá ainda propor ao professor a substituição dos elementos do mesmo nível não havendo, nesse caso, qualquer bonificação ou penalização. A substituição dos elementos não deve ser superior a 3. O aluno poderá, no entanto, realizar 1 elemento a mais para melhorar a sua composição. A bonificação dependerá do grau de complexidade do elemento executado. Critérios de Avaliação    Correção Técnica (amplitude e impulsão); Atitude Gímnica (postura corporal, tonicidade); Ritmo do Exercício ( não há paragens nem hesitações na realização dos elementos ;  Fluidez dos movimentos. (equilíbrio, autoconfiança, segurança) Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 1

10 Valores ‐ Banco Sueco ou Trave Baixa Da posição de sentido facial a uma das pontas do banco, subir com uma perna, juntando a outra atrás, braços em elevação lateral. 3 Passos em frente, dir. esq. dir., elevação anterior da perna esq. Fletidas, braços em elevação superior. Um passo em frente com a perna esq., braços em elevação lateral, elevação anterior da perna dir. fletida, braços em elevação superior. Alguns passos até ao fim do banco, juntar as pernas e salto em extensão de saída com os braços em elevação superior, para chegar de pé sobre o colchão. O 10 é atingido pelo aluno quando este realiza a sequência de nível 1 sem deficiências ao nível da:     Correção Técnica (amplitude e impulsão); Atitude Gímnica (postura corporal); Ritmo do Exercício; Fluidez dos movimentos Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 2

11 Valores ‐ Banco Sueco ou Trave Baixa Da posição de sentido facial a uma das pontas do banco, saltar com os pés juntos 3 pequenos saltos mantendo sempre as pernas unidas. Elevação anterior de uma perna e repetir o movimento com a outra perna. Juntar os pés com os braços em elevação lateral, alguns passos até à ponta do banco e, juntando as pernas, salto em extensão com os braços em elevação superior para chegar de pé sobre o colchão. O 11 é atingido pelo aluno quando este realiza a sequência de nível 1 com:     Correção Técnica (amplitude e impulsão); Atitude Gímnica (postura corporal); Ritmo do Exercício; Fluidez dos movimentos. Este esquema poderá ter bonificação, de 0,5 valores, se for realizado com correção na Trave Olímpica Elementos Novos a Trabalhar   Salto em extensão (3 saltos executados com ritmo); Elevação do MI, alternado, em extensão e com grande amplitude. Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 3

12 Valores ‐ Banco Sueco ou Trave Baixa Da posição de sentido facial a uma das pontas do banco saltar com os pés juntos 3 pequenos saltos à frente, mantendo sempre as pernas unidas. Meia volta sobre os dois pés com os braços em elevação superior, um passo à retaguarda e meia volta sobre os dois pés com os braços em elevação superior. Elevação anterior de uma perna estendida, um passo em frente e repetir o movimento com a outra perna. Alguns passos até à ponta do banco e, juntando as pernas, salto engrupado com os braços em elevação superior para chegar de pé sobre o colchão. O 12 é atingido pelo aluno quando este realiza a sequência de nível 1 com:     Correção Técnica (amplitude e impulsão adequada ao salto); Atitude Gímnica (postura corporal); Ritmo do Exercício (sem quebras no ritmo de execução do elemento); Fluidez dos movimentos. Este esquema poderá ter bonificação, de 0,5 valores, se for realizado com correção na Trave Olímpica Elementos Novos a Trabalhar   Meia Volta sobre os 2 pés (autoconfiança na execução); Salto engrupado na saída (impulsão dos MI) Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 4

13 Valores ‐ Trave Olímpica De pé, facial ao terço esquerdo da trave, colocar as mãos e entrada, passando a perna dir. estendida sobre a trave para chegar sentada a cavalo. Elevar as pernas para ângulo agudo, segurando a trave atrás da bacia. Afastar as pernas lateralmente e, colocando as mãos à frente na trave, balançar as pernas à retaguarda, para chegar sobre o joelho esq., a perna dir. em elevação à retaguarda. Endireitando o tronco, apoiar o pé dir. à frente com a perna fletida. Erguer‐se, um passo à retaguarda com o pé dir. e meia volta sobre as 2 pernas, braços em elevação superior. Saltar sobre o pé dir. levando a perna esq. à elevação anterior com o joelho fletido, apoiar o pé esq. e repetir o salto com a outra perna. Apoiar o pé dir., troca passo com a perna esq., troca passo com a perna dir. (2 x pas chassé). Alguns passos até ao fim da trave e, juntando as pernas, salto em extensão para chegar de pé, dorsal à trave. O 13 é atingido pelo aluno quando este realiza a sequência de nível 1 com:     Correção Técnica (amplitude e impulsão adequada nos salto); Atitude Gímnica (postura corporal e tonicidade); Ritmo do Exercício (sem quebras no ritmo de execução do elemento); Fluidez dos movimentos. Este esquema poderá ter bonificação, de 0,5 valores, se for realizado com correção na Trave Olímpica Elementos Novos a Trabalhar    Elemento próximo da trave (equilíbrio e autoconfiança, amplitude do elemento e ritmo); Subida em apoio (Tonicidade) Saltitar Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 5

14 Valores ‐ Trave Olímpica De pé, facial ao terço esq. da trave, colocar as mãos e entrada, passando a perna dir. estendida sobre a trave para chegar sentada a cavalo. Passar para a posição deitada facial, as mãos segurando a trave. Estender os braços e ajoelhar‐se sobre a perna esq., a dir. estendida em elevação. Endireitar o tronco, braços em elevação lateral e apoiar a perna dir. fletida à frente. Erguer‐se, um passo em frente, ½ volta sobre os dois pés. Salto em extensão. Um passo em frente, elevação anterior da perna dir., apoiá‐la e elevação anterior da perna esq.. Apoiá‐la, troca passo (pas chassé) com a perna dir. Troca passo (pas chassé) com a perna esq.. Alguns passos até à ponta da trave e, juntando as pernas, salto engrupado para chegar de pé, dorsal à trave. Elementos Novos a Trabalhar  Elemento próximo da trave. Apoio ventral na trave (equilíbrio e autoconfiança, amplitude do elemento e ritmo);  Deslocamento – Troca-passo (pas chassé) (Tonicidade, fluidez, segurança) Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 6

15 Valores ‐ Trave Olímpica De pé, costal ao terço esq. da trave, apoiar as mãos e saltar com as pernas fletidas para chegar de cócoras. Saltar para a posição a cavalo, colocando as mãos atrás da bacia, ângulo e fletindo uma perna, com os braços em elevação lateral, fletir a outra para a posição de cócoras. Erguer‐se, ½ volta sobre os dois pés. Salto em extensão. Avião com os braços em elevação lateral (2 seg.). Endireitar o tronco, um passo em frente, salto de gato. Alguns passos até à ponta e juntando as pernas, salto em extensão com ½ volta para chegar de pé, facial à trave. Elementos Novos a Trabalhar      Entrada na trave (amplitude) Elemento próximo da trave. Ângulo (equilíbrio e autoconfiança, amplitude do elemento); Equilíbrio - Avião (Tonicidade, autoconfiança) Salto de gato(equilíbrio e auto-confiança, amplitude do elemento ); ½ Pirueta para sair Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 7

16 Valores ‐ Trave Olímpica De pé, costal ao terço esq. da trave, alguns passos de corrida e, apoiando a mão esq. na trave, tesoura para chegar sentada, a perna dir. fletida, a esq. estendida à oblíqua à retaguarda, os braços em elevação lateral. Passar para a posição deitada dorsal, segurando a trave por baixo ao nível do pescoço e juntando as pernas, rolar à retaguarda. Vela. Rolar à frente para a posição de cócoras, tronco direito, braços em elevação lateral e erguer‐se. Um passo em frente, salto de gato com braços em elevação superior, juntar as pernas. Salto em extensão. ½ volta sobre os dois pés. Avião com braços em elevação lateral. Endireitar o tronco, alguns passos, chamada com uma perna e salto com afastamento ântero‐ posterior das pernas (grand jeté), alguns passos até à ponta da trave. Juntar os pés e salto de carpa para chegar dorsal à trave. Elementos Novos a Trabalhar     Entrada na trave (ritmo e fluidez) Elemento próximo da trave - Vela. (equilíbrio e autoconfiança, tonicidade); salto com afastamento ântero‐posterior das pernas (grand jeté), (amplitude, Impulsão dos MI, segurança) Salto de Carpa para sair Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 8

17 Valores ‐ Trave Olímpica De pé, facial ao terço direito da trave, saltar com afastamento lateral das pernas, colocando os pés sobre a trave. Rodar o corpo ¼ de volta à esquerda, deixando descair as pernas par os lados e passar para a posição sentada a cavalo. Deitar‐se, agarrando a trave por baixo ao nível do pescoço e rolar à retaguarda para vela. Largar a trave, rolar à frente passando pela posição de cócoras para se erguer 2 passos corridos. Chamada com a perna esq. e salto com afastamento ântero‐posterior das pernas (grand jeté). Receção sobre a perna dir., dois passos e salto de gato, receção sobre a perna esq. Apoiar a perna dir. ½ volta sobre os dois pés. Elevação anterior da perna dir., apoiá‐la e avião e braços em elevação lateral. Juntar os pés endireitando o tronco, salto engrupado. 1 ou 2 passos, balançar para apoio invertido, e largando a trave com a mão esq., sair para chegar de pé, costal à trave. Elementos Novos a Trabalhar    Entrada na trave (amplitude, impulsão) Salto engrupado (impulsão, autoconfiança) Apoio facial invertido para sair (tonicidade, ritmo, segurança) Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 9

18, 19 e 20 Valores ‐ Trave Olímpica Acrescem 1 valor ao nível anterior os seguintes elementos, num máximo de 3. Entradas  Entrada entre-mãos  Entrada com chamada no trampolim a 1 pé frontal ou lateral  Entrada com chamada no trampolim a 2 pé s frontal ou lateral Saídas  Saída em roda ou Rodada (rondada) Elementos realizados próximo da Trave  Rolamento à retaguarda Fletir as pernas passando pela posição de cócoras, rolamento engrupado à retaguarda para chegar na posição ajoelhada sobre a perna esq., a dir. elevada à retaguarda; passá-la para a frente, largando a trave e endireitando o tronco e apoiar o pé com a perna fletida, braços em elevação lateral. Na posição de sentado a cavalo com os braços em elevação superior, as pernas caídas ao longo do tronco ligeiramente selado, deitar‐se, segurando a trave atrás e unindo as pernas à frente, rolamento à retaguarda para a posição de cócoras, os braços em elevação anterior. Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 10

 Rolamento à frente A partir da posição de cócaras, braços em elevação anterior, apoio das mãos lateralmente na trave, rolamento em cima da trave, mantendo o alinhamento, para a posição de sentado a cavalo Outros Elementos  Ângulo – A partir da posição de sentado a cavalo com os braços em elevação superior, as pernas caídas ao longo do tronco ligeiramente selado, apoiar as mãos lateralmente na trave elevando os MI à horizontal ligeiramente afastados  Bandeira - Elevar a perna lateralmente, segurando o pé com a mão do mesmo lado e o braço so lado contrário em elevação lateral. Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 11

Anexo 1 Substituição de Elementos nos esquemas pré definidos. Alguns elementos alternativos Salto de carpa (pode substituir salto com afastamento ântero‐posterior das pernas (grand jeté)) Salto com afastamento lateral das pernas ( pode substituir o salto do mesmo nível) Pivot (pode substituir o Avião) Onda de corpo (pode substituir outro elemento de ligação que o professor considere pertinente) Afundo com ¼ de volta e regresso à posição de afundo (pode substituir a Vela) Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 12

Troca passo à retaguarda (pas chassé) (pode substituir um deslocamento) Salto de Tesoura (pode substituir um salto) Salto em extensão com ½ volta no ar, braços em elevação oblíqua superior (1/2 pirueta) ( poderá substituir um salto) Salto em extensão com troca de pernas ( poderá substituir um salto) Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF 13

Anexo 2 Ginástica de Aparelhos - Trave Olímpica Subidas Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 4 Subi da em a poi o Subi da ei xo fronta l Subi da a 1 pé ou a pés juntos Subi da de ei xo ou entre mã os Saídas Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 4 Sa l to em Extens ã o Sa ída com 1/2 pi rueta Sa l to Engrupa do ou Ca rpa Roda ou Roda da 14 Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF

Ginástica de Aparelhos - Trave Olímpica Deslocamentos Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 4 Si mpl es Des l oca mento com el eva çã o MI Fl eti do Des l oca mento com el eva çã o MI es tendi s o Troca Pa s s o à frente e à reta gua rda Nível 2 Nível 3 Nível 4 Sa l to de Tes oura e Sa l to de Ga to Sa l to Engrupa do e Sa l to de Ca rpa e Sa l to Es trel a • s a l to com a fa s ta mento â ntero‐pos teri or da s perna s (gra nd jeté); Si s s one e Si s s one com MI fl eti dos Saltos Nível 1 Sa l to em Extens ã o com ou s em troca de MI 15 Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF

Ginástica de Aparelhos - Trave Olímpica Elementos Próximos da Trave Nível 1 Dei ta do ventra l Nível 2 Nível 3 Ângul o pa ra pos i çã o qua dri pede Ângul o pa ra el erva çã o com ba l a nço e Dei ta do dors a l pa ra vel a El eva çã ocom ba l onço de um MI Rol a mento à frente e à reta gua rda Nível 4 Voltas Nível 1 Mei a -Vol ta Nível 2 Nível 3 Nível 4 !/2 Pi rueta Afundo com ¼ de vol ta e regres s o à pos i çã o de a fundo Pi vot 16 Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF

Ginástica de Aparelhos - Trave Olímpica Outros Elementos Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 4 Sa l titares Onda de Corpo Avi ã o Ba ndei ra , â ngul o e Es pa rga ta 17 Adaptado de Federação de Ginástica de Portugal Programa de Exercícios Obrigatórios GAF

Add a comment

Related presentations

Related pages

Ginástica Artística - Disciplina - Educação Física

Ginástica é um esporte tanto emocionante ... (à base de aparelhos). ... Na trave são considerados os 8 elementos de maior dificuldade mais o giro ...
Read more

Apoio à Disciplina de Educação Física da Brotero

Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos - 11ºAno. Ginástica de Aparelhos - Trave - Níveis . Publicada por Maria João Vasconcelos. Etiquetas ...
Read more

Ginástica Acrobática - Prancha Facial nos Pés do Base

Ginástica Acrobática ... Esquemas de Ginástica (1) ... Ginástica de Aparelhos (1) Imagens (3) Informações (4) Jogos Oímpicos (1)
Read more

Ginástica De Solo e Aparelhos - Documents

Share Ginástica De Solo e Aparelhos.
Read more

Ginástica - Desporto Escolar

A Ginástica foi praticada, ... Trave olímpica ... Todos os esquemas devem ser elaborados utilizando os vários elementos técnicos ...
Read more

Ginastica por Mariana Coimbra by Mariana Coimbra on Prezi

Ginástica Ginástica Acrobática Ginástica Rítmica Ginástica Artística Forma mais antiga do desporto. Em 1896, até então praticada apenas por ...
Read more

Professor Educação Física: Táticas do Basquete ...

Ginástica de Aparelhos - Trave de Equilíbrio; Ginástica de Aparelhos - Barra Fixa Saída em Arco; Ginástica de Aparelhos ... Ginástica de Aparelhos ...
Read more

Mundo Artístico

A Ginástica Rítmica surgiu ... Aparelhos . Os aparelhos de Ginástica Rítmica ... As músicas executadas para os esquemas são os técnicos que ...
Read more