advertisement

Tempo e Clima

33 %
67 %
advertisement
Information about Tempo e Clima

Published on August 11, 2008

Author: ceama

Source: slideshare.net

Description

Aula de climatologia
advertisement

CLIMATOLOGIA

CLIMATOLOGIA RAMO DA GEOGRAFIA QUE ESTUDA O CLIMA Sucessão habitual de TEMPOS Ação momentânea da troposfera em um determinado lugar e período. OBS: A caracterização de um CLIMA exige no mínimo três décadas de acompanhamento meteorológico.

RAMO DA GEOGRAFIA QUE ESTUDA O CLIMA

 

CLIMA É o nome que se dá às condições atmosféricas que costumam ocorrer num determinado lugar.

É o nome que se dá às condições atmosféricas que costumam ocorrer num determinado lugar.

TEMPO E CLIMA O tempo é o estado físico das condições atmosférica em um determinado momento e local. Isto é, a influência do estado físico da atmosfera sobre a vida e as atividades do homem. O clima é o estudo médio do tempo para o determinado período ou mês em uma certa localidade. Também, se refere às características da atmosfera inseridas das observações contínuas durante um certo período.

O tempo é o estado físico das condições atmosférica em um determinado momento e local. Isto é, a influência do estado físico da atmosfera sobre a vida e as atividades do homem.

O clima é o estudo médio do tempo para o determinado período ou mês em uma certa localidade. Também, se refere às características da atmosfera inseridas das observações contínuas durante um certo período.

LATITUDE; ALTITUDE; MASSA DE AR; CONTINENTALIDADE / MARITIMIDADE; CORRENTES MARÍTIMAS; VEGETAÇÃO; RELEVO. FATORES DO CLIMA

LATITUDE;

ALTITUDE;

MASSA DE AR;

CONTINENTALIDADE / MARITIMIDADE;

CORRENTES MARÍTIMAS;

VEGETAÇÃO;

RELEVO.

TEMPERATURA; UMIDADE; PRESSÃO ATMOSFÉRICA; VENTOS; CHUVAS. ELEMENTOS DO CLIMA OBS: Os Elementos Climáticos, estão inseridos no contexto de ação dos Fatores do Clima.

TEMPERATURA;

UMIDADE;

PRESSÃO ATMOSFÉRICA;

VENTOS;

CHUVAS.

1. TEMPERATURA – corresponde a quantidade de energia absorvida pela atmosfera após a propagação do calor absorvido pelo planeta nas porções sólidas e líquidas. OBS: A atmosfera não é aquecida pelos raios solares quando emitidos diretamente pelo sol e, sim, após reagirem com as superfícies sólidas e líquidas do planeta, ou seja a troposfera é aquecida pela irradiação. ELEMENTOS DO CLIMA

1. TEMPERATURA – corresponde a quantidade de energia absorvida pela atmosfera após a propagação do calor absorvido pelo planeta nas porções sólidas e líquidas.

OBS: A atmosfera não é aquecida pelos raios solares quando emitidos diretamente pelo sol e, sim, após reagirem com as superfícies sólidas e líquidas do planeta, ou seja a troposfera é aquecida pela irradiação.

  O ALBEDO Corresponde a reflexão dos raios solares em função da cor da superfície de contato. Nas regiões polares, onde o branco predomina a reflexão gira em torno de 75%. Na região Amazônica, por ter predomínio do verde reflete cerca de 15%. Quanto menor o albedo maior a absorção dos raios solares, maior o aquecimento e, por conseguinte, maior a irradiação solar. 20% ATMOSFERA TROPOSFERA 40% 40% RELAÇÃO DE ABSORÇÃO E IRRADIAÇÃO DA ENERGIA SOLAR DO PLANETA

ELEMENTOS DO CLIMA 2. UMIDADE – corresponde a quantidade de vapor de água encontrada na troposfera em um determinado instante. Pode ser expressa { Valor absoluto (g/m 3 ) Valor Relativo ( % ) OBS: A Umidade é relativa ao ponto de saturação de vapor de água na atmosfera, em média 4%. Chegando a esse número certamente teremos precipitação, ou seja, chuva. Portanto: 80% de umidade relativa, significa que a retenção de vapor na atmosfera é de 3.2% em termos absolutos.

2. UMIDADE – corresponde a quantidade de vapor de água encontrada na troposfera em um determinado instante.

ELEMENTOS DO CLIMA 3. PRESSÃO ATMOSFÉRICA – força provocada pelo PESO do ar. Pode variar { Altitude Latitude ALTITUDE OBS: Quanto maior a altitude, menor a pressão atmosférica; Quanto mais próxima do nível do mar, maior a pressão atmosférica.

3. PRESSÃO ATMOSFÉRICA – força provocada pelo PESO do ar.

Troposfera A B Siga a seqüência de raciocínios: Os dois elementos estão presos a terra pela mesma gravidade, 10m/s 2 . Sob o elemento A temos uma maior concentração gasosa, portanto o elemento B sofre menor pressão atmosférica . P = m . g

Troposfera

Siga a seqüência de raciocínios:

Os dois elementos estão presos a terra pela mesma gravidade, 10m/s 2 .

Sob o elemento A temos uma maior concentração gasosa, portanto o elemento B sofre menor pressão atmosférica .

ELEMENTOS DO CLIMA LATITUDE OBS: Quanto maior a latitude, menor a incidência solar e por conseguinte menor a temperatura. 0 0 TC CPA ZAP ZAP TC CPA Zona Ciclinal ZBP ZAP ZBP ZAP ZBP RAIOS SOLARES Anticiclinar Anticiclinar

 

Os raios solares atingem diretamente a região equatorial, provocando absorção do calor e da irradiação. 2. A irradiação provoca a dissipação dos gases que se deslocam em direção aos trópicos. CONSEQÜÊNCIAS # A região equatorial tem sua temperatura elevada e sua pressão atmosférica diminuída, tornando-se uma área ciclinal. # As regiões tropicais tem sua temperatura menos elevada e torna-se atrativo para os gases, aumentando, assim, sua pressão atmosférica, tornando-se uma área anti-ciclinar.

Os raios solares atingem diretamente a região equatorial, provocando absorção do calor e da irradiação.

ELEMENTOS DO CLIMA 4. VENTO – A r atmosférico em movimento. Elemento Motor { Movimento de rotação Elemento Direcionado { Pressão Atmosférica Classificação dos Ventos: Planetário ou Constantes Sopram durante todo o ano, afetando macro área planetária. Alísios Contra-Alísios Polares Apolares

4. VENTO – A r atmosférico em movimento.

Classificação dos Ventos: Planetário ou Constantes

Sopram durante todo o ano, afetando macro área planetária.

Alísios Contra-Alísios

Polares Apolares

ALISIOS – dos trópicos para o Equador. CONTRA-ALÍSIOS – do Equador para os trópicos Na região equatorial ocorre o encontro dos ventos Alísios Oriundos do hemisfério norte (chamados Alísios de Nordeste) com os originados do hemisfério sul (chamados Alísios de Sudeste). Formando a (CIT) Convergência Intertropical ou Doldrum Efeito Coriolis – Desvio dos ventos Alísios para o Oeste em função do movimento de rotação. ELEMENTOS DO CLIMA

Na região equatorial ocorre o encontro dos ventos Alísios Oriundos do hemisfério norte (chamados Alísios de Nordeste) com os originados do hemisfério sul (chamados Alísios de Sudeste). Formando a (CIT) Convergência Intertropical ou Doldrum

Efeito Coriolis – Desvio dos ventos Alísios para o Oeste em função do movimento de rotação.

A noite

ELEMENTOS DO CLIMA Ventos Continentais ou Periódicos Sopram periodicamente do continente para o mar e vice-versa. Exemplos: Brisas e Monções. Brisas : Ventos que mudam de direção entre o dia e a noite. Dia – noite = Do mar para o continente Noite – dia = Do continente para o mar Esse fenômeno ocorre em função da mudança de área de incidência da maior pressão atmosférica em função da dilatação do calor.

Ventos Continentais ou Periódicos

Sopram periodicamente do continente para o mar e vice-versa. Exemplos: Brisas e Monções.

Brisas : Ventos que mudam de direção entre o dia e a noite.

Dia – noite = Do mar para o continente

Noite – dia = Do continente para o mar

Esse fenômeno ocorre em função da mudança de área de incidência da maior pressão atmosférica em função da dilatação do calor.

 

ELEMENTOS DO CLIMA Monções : Ventos periódicos que acontecem no sudeste asiático em decorrência da maritimidade e continentalidade comum na região. Durante o verão a porção continental da Ásia meridional absorve muito calor, principalmente a Índia, tornando-se uma área de ZBP e o oceano índico uma ZAP. Em função disso os ventos sopram do mar para o continente, trazendo umidade e provocando chuvas. (Verões quentes e chuvosos) Durante o inverno ocorre o processo inverso, as altas temperaturas concentram-se nos oceanos, transformando-os em ZBP e a porção sólida do continente em ZAP, por conseguinte os ventos sopram do continente para o oceano. (Invernos frios e secos)

Monções : Ventos periódicos que acontecem no sudeste asiático em decorrência da maritimidade e continentalidade comum na região.

Durante o verão a porção continental da Ásia meridional absorve muito calor, principalmente a Índia, tornando-se uma área de ZBP e o oceano índico uma ZAP. Em função disso os ventos sopram do mar para o continente, trazendo umidade e provocando chuvas. (Verões quentes e chuvosos)

Durante o inverno ocorre o processo inverso, as altas temperaturas concentram-se nos oceanos, transformando-os em ZBP e a porção sólida do continente em ZAP, por conseguinte os ventos sopram do continente para o oceano. (Invernos frios e secos)

 

ELEMENTOS DO CLIMA Conseqüências positivas das monções: Favorece a plantação do arroz, principal produto alimentício da região meridional da Ásia. Conseqüências negativas: Favorece as enchentes urbanas, em função da má estrutura de saneamento básico, comum na região. Quando a chuva é excessiva alaga demasiadamente as plantações de arroz diminuindo a produção e aumentando a problemática da fome. Favorece o aumento da população (filhos da chuva). OBS: Em função da religião predominante, o hinduismo, as mulheres indianas não fazem uso de métodos anti-conceptivos e no período das chuvas, verão, os homens permanecem mais tempo em casa, por conseguinte, os índices de gravidez aumentam consideravelmente .

Conseqüências positivas das monções:

Favorece a plantação do arroz, principal produto alimentício da região meridional da Ásia.

Conseqüências negativas:

Favorece as enchentes urbanas, em função da má estrutura de saneamento básico, comum na região.

Quando a chuva é excessiva alaga demasiadamente as plantações de arroz diminuindo a produção e aumentando a problemática da fome.

Favorece o aumento da população (filhos da chuva).

OBS: Em função da religião predominante, o hinduismo, as mulheres indianas não fazem uso de métodos anti-conceptivos e no período das chuvas, verão, os homens permanecem mais tempo em casa, por conseguinte, os índices de gravidez aumentam consideravelmente .

ELEMENTOS DO CLIMA Hoje a Índia tem uma população de cerca de 1,025 bilhão de habitantes. A questão da taxa de natalidade é tão expressiva que estima-se um crescimento vegetativo a tal modo que por volta de 2030 a população indiana supere a China, que hoje tem 1,3 bilhão de habitantes.

Hoje a Índia tem uma população de cerca de 1,025 bilhão de habitantes.

A questão da taxa de natalidade é tão expressiva que estima-se um crescimento vegetativo a tal modo que por volta de 2030 a população indiana supere a China, que hoje tem 1,3 bilhão de habitantes.

ELEMENTOS DO CLIMA Outros ventos locais: Bora – Sopra do Ártico em direção a Europa – Frio e Seco Simum – Sopra do sul do Saara em direção ao norte – Quente e seco Siroco – Do norte da África (Saara) em direção ao sul da Europa – Quente e seco. Minuano – Do deserto da Patagônia (Argentina), chegando ao Uruguai e o sul do Brasil. Na Argentina recebe o nome de Pampeiro

Outros ventos locais:

Bora – Sopra do Ártico em direção a Europa – Frio e Seco

Simum – Sopra do sul do Saara em direção ao norte – Quente e seco

Siroco – Do norte da África (Saara) em direção ao sul da Europa – Quente e seco.

Minuano – Do deserto da Patagônia (Argentina), chegando ao Uruguai e o sul do Brasil.

Na Argentina recebe o nome de Pampeiro

ELEMENTOS DO CLIMA Chuvas: São resultados da saturação do vapor d`água que se condensa passando do estado gasoso para o líquido. Tipos de chuvas: Frontais Orográficas Convectivas

Chuvas:

São resultados da saturação do vapor d`água que se condensa passando do estado gasoso para o líquido.

Tipos de chuvas:

Frontais

Orográficas

Convectivas

ELEMENTOS DO CLIMA Frontais: Quando duas massas com temperatura e pressão opostas e proporcionais se encontram ocorre a condensação do vapor e a precipitação da água em forma de chuva. Comuns no litoral nordestino Chuvas frontais

Frontais:

Quando duas massas com temperatura e pressão opostas e proporcionais se encontram ocorre a condensação do vapor e a precipitação da água em forma de chuva.

Comuns no litoral nordestino Chuvas frontais

Chuvas frontais ++++++++++ ---------------- + - + - + - Superfície mTa mPa

ELEMENTOS DO CLIMA Orográfica: Quando a massa de ar encontra uma barreira natural (montanha) é obrigada a ganhar altitude onde pode ocorrer a queda de temperatura e a condensação do vapor. São chuvas comuns no nordeste continental (Chapada Diamantina) e no sudeste (Serra do mar).

Orográfica:

Quando a massa de ar encontra uma barreira natural (montanha) é obrigada a ganhar altitude onde pode ocorrer a queda de temperatura e a condensação do vapor.

São chuvas comuns no nordeste continental (Chapada Diamantina) e no sudeste (Serra do mar).

Chuvas Orográficas Superfície mPa - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - mPa TºC (-) Limite da Troposfera - - - - - - - - + + + + + + - - - - - - - - - - - - - - - - -

ELEMENTOS DO CLIMA Convectiva: Ocorre em função da subida do ar contendo muito vapor d`água e que ao ganhar altitude entra em contato com as camadas frias e sofre condensação e posterior precipitação. O ar quente e úmido sobe e desce frio ELEMENTOS DO CLIMA e seco.

Convectiva:

Ocorre em função da subida do ar contendo muito vapor d`água e que ao ganhar altitude entra em contato com as camadas frias e sofre condensação e posterior precipitação.

O ar quente e úmido sobe e desce frio ELEMENTOS DO CLIMA e seco.

E V A P O T R A N S P I R A Ç Ã O

 

FATORES DO CLIMA Latitude Quanto maior a latitude, isto é, nos afastarmos do Equador, menor a incidência solar e por conseguinte, menor as médias térmicas locais. Isto ocorre em função dos raios solares não conseguirem atingir de forma perpendicular as regiões extra-trópicos.

Latitude

Quanto maior a latitude, isto é, nos afastarmos do Equador, menor a incidência solar e por conseguinte, menor as médias térmicas locais.

Isto ocorre em função dos raios solares não conseguirem atingir de forma perpendicular as regiões extra-trópicos.

FATORES DO CLIMA Observe a tabela abaixo: Fonte: Anuário estatístico do Brasil, 1995 . OBS: Todas as cidades da tabela se encontram na mesma altitude em relação ao nível do mar. INFLUÊNCIA DAS LATITUDES NA TEMPERATURA Cidade Latitude Média Térmica Anual Belém 1º28’S 25,9ºC Salvador 12º55’S 25,5ºC Vitória 20º19’S 24,4ºC Porto Alegre 31º01’S 20,1ºC

Observe a tabela abaixo:

FATORES DO CLIMA Altitude Quanto maior a altitude menor a temperatura, ou seja, mesmo estando na mesma latitude uma cidade localizada a 900m do nível do mar terá 5ºC a menos que uma localizada ao nível do mar. A temperatura diminui 1ºC a cada 180m de altitude.

Altitude

Quanto maior a altitude menor a temperatura, ou seja, mesmo estando na mesma latitude uma cidade localizada a 900m do nível do mar terá 5ºC a menos que uma localizada ao nível do mar.

A temperatura diminui 1ºC a cada 180m de altitude.

FATORES DO CLIMA Esse fenômeno é facilmente entendido: Como a troposfera se aquece através da irradiação , ou seja, liberação gradual do calor absorvido pelo contato contínuo da superfície terrestre com os raios solares , a medida que ganhamos altitude menos intensa é essa irradiação e por conseguinte menor a temperatura.

Esse fenômeno é facilmente entendido:

Como a troposfera se aquece através da irradiação , ou seja, liberação gradual do calor absorvido pelo contato contínuo da superfície terrestre com os raios solares , a medida que ganhamos altitude menos intensa é essa irradiação e por conseguinte menor a temperatura.

FATORES DO CLIMA Observe a tabela abaixo: INFLUÊNCIA DAS ALTITUDES NAS TEMPERATURAS MÉDIAS ANUAIS Cidade Altitude Latitude Média Térmica Anual Vitória 2m 20º19’S 24,4ºC Belo Horizonte 852m 19º56’S 21,5ºC Rio de Janeiro 5m 22º54’S 23,8ºC São Paulo 731m 23º32’S 19,8ºC

Observe a tabela abaixo:

FATORES DO CLIMA Massas de ar porções gasosas com temperatura e pressão definidas que circulam na troposfera. No conceito da climatologia moderna é considerado o principal fator do clima. De acordo com esse conceito os climas se organizam em decorrência dos movimentos das massas de ar.

Massas de ar

porções gasosas com temperatura e pressão definidas que circulam na troposfera.

No conceito da climatologia moderna é considerado o principal fator do clima.

De acordo com esse conceito os climas se organizam em decorrência dos movimentos das massas de ar.

FATORES DO CLIMA Dispersores das massas de ar Região tropical Região equatorial Região polar

Dispersores das massas de ar

Região tropical

Região equatorial

Região polar

FATORES DO CLIMA Nomenclaturas das massas de ar: Ex: mXz m = massa de ar X = Zona climática onde se formou. z = local onde se formou Obs: As zonas climáticas onde as massas de ar: T = Tropical P = Polar E = Equatorial

Nomenclaturas das massas de ar:

Ex: mXz

m = massa de ar

X = Zona climática onde se formou.

z = local onde se formou

Obs:

As zonas climáticas onde as massas de ar:

T = Tropical

P = Polar

E = Equatorial

FATORES DO CLIMA As massas de ar que atuam no Brasil e suas características Sigla Nomenclatura Característica Principal local de atuação mTa Massa Tropical atlâtica Quente e úmida Litoral do nordeste e sudeste mTc Massa Tropical continental Quente e seca Região centro oeste mEc Massa Equatorial continental Quente e úmida Região norte mEa Massa Equatorial atlântica Quente e úmida Litoral da região norte mPa Massa Polar atlântica Fria e úmida * No inverno atinge todo o território brasileiro

FATORES DO CLIMA Ações das massas de ar no Brasil: A mPa é a que mais influência na organização climática do Brasil. No inverno ela ganha força e se desloca para o continente. Na região sul irá provocar as geadas; Na região sudeste, chuvas orográficas (serra do mar); No litoral nordestino chuvas frontais; No sul da região norte, essa massa chega já enfraquecida, porém consegue provocar, queda brusca de temperatura, as friagens. Na região Centro Oeste as ondas de frio.

Ações das massas de ar no Brasil:

A mPa é a que mais influência na organização climática do Brasil.

No inverno ela ganha força e se desloca para o continente.

Na região sul irá provocar as geadas;

Na região sudeste, chuvas orográficas (serra do mar);

No litoral nordestino chuvas frontais;

No sul da região norte, essa massa chega já enfraquecida, porém consegue provocar, queda brusca de temperatura, as friagens.

Na região Centro Oeste as ondas de frio.

 

FATORES DO CLIMA Maritimidade / Continentalidade A maior ou menor proximidade de grandes quantidades de de água exerce forte influência não só no comportamento da umidade mais também na variação da temperatura.

Maritimidade / Continentalidade

A maior ou menor proximidade de grandes quantidades de de água exerce forte influência não só no comportamento da umidade mais também na variação da temperatura.

FATORES DO CLIMA Entenda o processo: ZBP ZAP ZBP ZAP Vento Vento

Entenda o processo:

FATORES DO CLIMA Explicação do fenômeno: A massa líquida absorve o calor mais lentamente, entretanto também libera, irradia, essa energia de forma lenta. A massa sólida absorve o calor rapidamente, no entanto irradia sua energia ligeiramente.

Explicação do fenômeno:

A massa líquida absorve o calor mais lentamente, entretanto também libera, irradia, essa energia de forma lenta.

A massa sólida absorve o calor rapidamente, no entanto irradia sua energia ligeiramente.

FATORES DO CLIMA Conseqüências diretas : Nas regiões próximas de grande manancial aqüífero menor a amplitude térmica diária. Ex: A amplitude térmica diária em Salvador é mínima, quase imperceptível Nos áreas de escassez de água (sertão) as amplitudes térmicas diárias são expressivas. Dias quentes e noites frias.

Conseqüências diretas :

Nas regiões próximas de grande manancial aqüífero menor a amplitude térmica diária.

Ex: A amplitude térmica diária em Salvador é mínima, quase imperceptível

Nos áreas de escassez de água (sertão) as amplitudes térmicas diárias são expressivas. Dias quentes e noites frias.

FATORES DO CLIMA Correntes marítimas: Esses verdadeiros “rios” que circulam nos oceanos são importantes fatores de influência climática. PRINCIPAIS CORRENTES MARÍTIMAS E SUAS INFLUÊNCIAS SOBRE O CLIMA Correntes Área de Influência Efeitos Humboldt Pacífico Sul Formação do deserto de Atacama (Peru e Chile) Benguela Sudoeste africano Formação do deserto de Kalarari Gulf Stream Norte da Europa Evita o congelamento do mar do norte Califórnia Am. do Norte (porção do Pacífico) Formação do deserto da Califórnia

Correntes marítimas:

Esses verdadeiros “rios” que circulam nos oceanos são importantes fatores de influência climática.

 

FATORES DO CLIMA Explicação: Formação do deserto de Atacama, do Kalarari e da Califórnia: Como trata-se de correntes frias, provocam resfriamento e condensação do ar no próprio oceano, as massas de ar daí provenientes chegam secas ao continente. Esse efeito também faz com que os invernos nessas regiões sejam rigorosos. O degelo do mar do Norte: A corrente do Golf ou Gulf Stream é quente, pois tem origem na América Central, portanto sua temperatura positiva ameniza o frio proviniente da região próxima do Pólo .

Explicação:

Formação do deserto de Atacama, do Kalarari e da Califórnia:

Como trata-se de correntes frias, provocam resfriamento e condensação do ar no próprio oceano, as massas de ar daí provenientes chegam secas ao continente.

Esse efeito também faz com que os invernos nessas regiões sejam rigorosos.

O degelo do mar do Norte:

A corrente do Golf ou Gulf Stream é quente, pois tem origem na América Central, portanto sua temperatura positiva ameniza o frio proviniente da região próxima do Pólo .

FATORES DO CLIMA Vegetação: A cobertura de flora auxilia no aumento da umidade do ar, pois o vegetal retira umidade do solo, através das raízes e mandam para a troposfera, pela evapotranspiração . Esse processo auxilia na umidade do ar e por conseguinte no índice pluviométrico local.

Vegetação:

A cobertura de flora auxilia no aumento da umidade do ar, pois o vegetal retira umidade do solo, através das raízes e mandam para a troposfera, pela evapotranspiração .

Esse processo auxilia na umidade do ar e por conseguinte no índice pluviométrico local.

FATORES DO CLIMA Relevo Além de associado à altitude, que já é um fator climático, o relevo influencia na organização climática, a partir do momento em que interfere na circulação das massas de ar.

Relevo

Além de associado à altitude, que já é um fator climático, o relevo influencia na organização climática, a partir do momento em que interfere na circulação das massas de ar.

TIPOS DE CLIMA Polares ou Glaciais Temperados Mediterrâneos Tropicais Equatoriais Subtropicais Áridos ou desérticos Semi-áridos

Polares ou Glaciais

Temperados

Mediterrâneos

Tropicais

Equatoriais

Subtropicais

Áridos ou desérticos

Semi-áridos

 

TIPOS DE CLIMA Polares ou glaciais : Ocorrem em regiões de altas latitudes; Locais onde são grandes as variações entre o dia e a noite, conseqüentemente na quantidade de calor absorvido durante o ano; Apresentam sempre temperaturas baixas, máximo de 10ºC.

Polares ou glaciais :

Ocorrem em regiões de altas latitudes;

Locais onde são grandes as variações entre o dia e a noite, conseqüentemente na quantidade de calor absorvido durante o ano;

Apresentam sempre temperaturas baixas, máximo de 10ºC.

TIPOS DE CLIMA Temperado: Região entre os trópicos e os círculos polares; Quatro estações do ano bem definidas; Subdivide-se em: Temperado oceânico (pouca amplitude térmica) e Temperado continental (grande amplitude térmica)

Temperado:

Região entre os trópicos e os círculos polares;

Quatro estações do ano bem definidas;

Subdivide-se em: Temperado oceânico (pouca amplitude térmica) e Temperado continental (grande amplitude térmica)

TIPOS DE CLIMA Mediterrâneo: Apresentam verões quentes e secos e invernos amenos e chuvosos; São bastante parecidos com os climas tropicais, porém, apresentam: Menores índices pluviométricos ; Suas chuvas concentram-se no outono e no inverno.

Mediterrâneo:

Apresentam verões quentes e secos e invernos amenos e chuvosos;

São bastante parecidos com os climas tropicais, porém, apresentam:

Menores índices pluviométricos ;

Suas chuvas concentram-se no outono e no inverno.

TIPOS DE CLIMA Tropical: São climas quentes durante todo o ano; Apresenta apenas duas estações definidas durante todo o ano; Verões quentes e chuvosos e invernos amenos e seco. OBS: O clima tropical litorâneo, sofre a influência da maritimidade, apresenta verões quentes e úmidos e inverno chuvoso.

Tropical:

São climas quentes durante todo o ano;

Apresenta apenas duas estações definidas durante todo o ano;

Verões quentes e chuvosos e invernos amenos e seco.

OBS: O clima tropical litorâneo, sofre a influência da maritimidade, apresenta verões quentes e úmidos e inverno chuvoso.

TIPOS DE CLIMA Equatorial: Ocorrem na chamada zona tórrida do planeta, próximo ao equador; Apresenta temperaturas elevadas e chuvas abundantes o ano inteiro; Pequena amplitude térmica anual;

Equatorial:

Ocorrem na chamada zona tórrida do planeta, próximo ao equador;

Apresenta temperaturas elevadas e chuvas abundantes o ano inteiro;

Pequena amplitude térmica anual;

TIPOS DE CLIMA Subtropical: Característicos das médias latitudes; Apresentam as quatros estações definidas; Chuvas abundantes e bem distribuídas; Verões quentes e invernos frios; Elevada amplitude térmica anual.

Subtropical:

Característicos das médias latitudes;

Apresentam as quatros estações definidas;

Chuvas abundantes e bem distribuídas;

Verões quentes e invernos frios;

Elevada amplitude térmica anual.

TIPOS DE CLIMA Áridos ou desérticos: Apresenta elevada amplitude térmica diária; Os índices pluviométricos anuais são inferiores a 250mm

Áridos ou desérticos:

Apresenta elevada amplitude térmica diária;

Os índices pluviométricos anuais são inferiores a 250mm

TIPOS DE CLIMA Semi – áridos: Clima de região de transição; Apresenta chuvas escassas e mal distribuídas ao longo do ano; OBS: Este tipo climático aparecem nas regiões tropicais (temperaturas elevadas durante todo o ano) e temperadas (apresentam invernos rigorosos).

Semi – áridos:

Clima de região de transição;

Apresenta chuvas escassas e mal distribuídas ao longo do ano;

OBS: Este tipo climático aparecem nas regiões tropicais (temperaturas elevadas durante todo o ano) e temperadas (apresentam invernos rigorosos).

CLIMA NO BRASIL Três macro climas são encontrados no Brasil: Equatorial Semi-árido Tropical Altitude Subtropical Litorâneo

Três macro climas são encontrados no Brasil:

Equatorial Semi-árido

Tropical Altitude

Subtropical Litorâneo

CLIMA NO BRASIL Tropical semi-árido, região nordeste porção continental. 1.1 Temperatura elevada durante todo o ano 1.2 Chuvas escassas e irregulares Tropical de altitude, região centro-oeste e parte da região sudeste 2.1 Clima alternadamente úmido e seco 2.2 Invernos frios e seco e verões quentes e chuvosos Tropical litorâneo, litoral do país, regiões nordeste e sudeste 3.1 Pequena amplitude térmica 3.2 verões quentes e úmidos e invernos quentes e chuvosos

Tropical semi-árido, região nordeste porção continental.

1.1 Temperatura elevada durante todo o ano

1.2 Chuvas escassas e irregulares

Tropical de altitude, região centro-oeste e parte da região sudeste

2.1 Clima alternadamente úmido e seco

2.2 Invernos frios e seco e verões quentes e chuvosos

Tropical litorâneo, litoral do país, regiões nordeste e sudeste

3.1 Pequena amplitude térmica

3.2 verões quentes e úmidos e invernos quentes e chuvosos

 

 

ATMOSFERA CAMADA GASOSA QUE ENVOLVE A TERRA

A atmosfera funciona como um FILTRO DA RADIAÇÃO SOLAR , deixando passar as radiações de energia mais baixa, absorvendo (retendo) as de energia mais elevada.

A atmosfera funciona como um FILTRO DA RADIAÇÃO SOLAR , deixando passar as radiações de energia mais baixa, absorvendo (retendo) as de energia mais elevada.

Troposfera (até cerca de 15 km de altitude) 1ª Camada que cerca a Terra Com altitude aproximada de 18Km Apresenta maiores altitudes nos Pólos e menores na região Equatorial Nela encontramos 80% da massa atmosférica, sendo desse total: 78% Nitrogênio 21% Oxigênio 1% de outros gases Nessa área ocorrem os fenômenos meteorológicos A medida que ganhamos altitude diminui a temperatura.

1ª Camada que cerca a Terra

Com altitude aproximada de 18Km

Apresenta maiores altitudes nos Pólos e menores na região Equatorial

Nela encontramos 80% da massa atmosférica, sendo desse total: 78% Nitrogênio

21% Oxigênio

1% de outros gases

Nessa área ocorrem os fenômenos meteorológicos

A medida que ganhamos altitude diminui a temperatura.

Estratosfera (de 15 km a 50 km) - 2ª Camada que cerca a Terra Local onde encontramos a Camada de O 3 (ozônio), responsável por filtrar os Raios Ultravioleta do Sol

- 2ª Camada que cerca a Terra

Local onde encontramos a Camada de O 3 (ozônio), responsável por filtrar os

Raios Ultravioleta do Sol

 

Mesosfera (de 50 km a 80 km) 3ª Camada que cerca a Terra Formada basicamente por gases nobres Chamada de início da atmosfera superior Nela a temperatura diminui a medida que ganhamos altitude.

3ª Camada que cerca a Terra

Formada basicamente por gases nobres

Chamada de início da atmosfera superior

Nela a temperatura diminui a medida que ganhamos altitude.

Termosfera (de 80 km a 800 km) - Atingem-se as temperaturas mais elevadas, podendo atingir-se os 2000ºC, devido à absorção das radiações de energia superior a 9,9 x 10-19 J, verificando-se, novamente, a conjugação dos efeitos térmico e químico das radiações.

- Atingem-se as temperaturas mais elevadas, podendo atingir-se os 2000ºC, devido à absorção das radiações de energia superior a 9,9 x 10-19 J, verificando-se, novamente, a conjugação dos efeitos térmico e químico das radiações.

Exosfera (mais de 800 km acima do nível do mar) - Parte exterior da atmosfera e que se dilui no espaço

Exosfera (mais de 800 km acima do nível do mar)

- Parte exterior da atmosfera e que se dilui no espaço

 

OBRIGADA! Professora Virgínia Ribeiro Geografia

Add a comment

Related pages

Climatempo - O melhor site de meteorologia do Brasil

A Climatempo é a maior empresa de meteorologia da América latina, fornecendo o melhor conteúdo em previsão do tempo, dados de chuva, ondas, ventos ...
Read more

O Tempo para 14 dias - tempo.pt

O tempo em Portugal e em todo o mundo para 14 dias, informe-se gratuitamente das previsões do tempo por hora e condições actuais.
Read more

Previsão do tempo e condições climáticas em São Paulo, SP ...

Previsão do tempo para hoje, dia e noite São Paulo, SP, condições climáticas e radar Doppler a partir do The Weather Channel e Weather.com
Read more

Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA)

Clima. Acompanhamento do clima; Extremos climatológicos; ... O tempo na TV. Ver previsão estado tempo; IPMA multimedia . Documentário "Regresso ao mar"
Read more

Previsão do tempo para Mundo - AccuWeather.com (PT)

Previsão do tempo para Mundo. Mais previsão do tempo em todo o mundo > Locais recentes. Nova Iorque. 47 ...
Read more

Previsão do Tempo para 14 dias - tempo.com

O tempo em Brasil e em todo o mundo para 14 dias, informa-te gratuitamente das previsões do tempo por hora e condições atuais.
Read more

Tempo em Portimão. Previsão para 14 dias - tempo.pt

Tempo em Portimão, os próximos 14 dias, com as últimas previsões meteorológicas e Meteored.com dados. Os dados do tempo: temperatura, velocidade do ...
Read more

Previsão do Tempo, Clima e Meteorologia | Tempo Agora

Previsão do tempo para o Brasil e o mundo. Referência nacional em meteorologia. Notícias, vídeos, mapas e gráficos. É bem melhor saber.
Read more

Previsioni Meteo: le previsioni del tempo in Italia live ...

Previsioni del tempo ufficiali EPSON METEO precise, affidabili, in tempo reale. Previsioni per le città fino a 15 giorni. Temperature, pioggia, montagna.
Read more

SAPO Tempo - Previsão meteorológica

Pesquise por concelho ...
Read more