advertisement

Tales - Estrutura nominal - 2014 - Jason Lima

100 %
0 %
advertisement
Information about Tales - Estrutura nominal - 2014 - Jason Lima
Education

Published on March 9, 2014

Author: jasonrplima

Source: slideshare.net

Description

Exercícios sobre Estrutura Nominal.
advertisement

Língua Portuguesa TALES Professor Jason Lima Curso Preparatório às Escolas Militares Exercícios – Estrutura Nominal - 2014 Questão 01) Assinale o item em que o par de prefixos grifados não possua equivalência de significado: a) dilema / bienal b) disenteria / discordar c) hemisfério / semicírculo d) sinestesia / companhia e) endoscopia / ingerir a) b) Considerada no contexto, a expressão “liberdade negativa” (ref. 3) deve ser entendida como algo positivo para o indivíduo. Você concorda com essa afirmação? Justifique sua resposta. Considerando o gênero a que pertence o texto, é adequado, do ponto de vista lógico, o emprego da expressão latina “conditio sine qua non” (ref. 14)? Justifique sua resposta. É correto afirmar que os prefixos que ocorrem nas palavras “antitéticos” (ref. 6) e “anarquismo” (ref. 19) têm o mesmo sentido que os prefixos formadores, respectivamente, das palavras “antediluviano” e “amoral”? Justifique sua resposta. Questão 02) c) 1 Os mecanismos constitucionais que caracterizam o Estado de direito têm o objetivo de defender o 2 indivíduo dos abusos do poder. Em outras palavras, são garantias de liberdade, da assim chamada 3 liberdade negativa, entendida como esfera de ação em que o indivíduo não está obrigado por quem 4 detém o poder coativo a fazer aquilo que não deseja Questão 03) Quanto à estrutura e formação de palavras, ou não está impedido de fazer aquilo que deseja. Há assinale a alternativa correta. 5 uma acepção de liberdade – que é a acepção a) Perfeição e percurso são palavras cognatas. prevalecente na tradição liberal – segundo a qual b) Em combatente, ocorre derivação parassintética. 6 “liberdade” e “poder” são dois termos antitéticos, que c) A palavra pontiagudo é formada por denotam duas realidades em contraste entre si e 7são, justaposição. portanto, incompatíveis: nas relações entre duas d) Em exportar e êxodo, os prefixos têm sentido pessoas, à medida que se estende o poder (poder de correspondente. 8 comandar ou de impedir) de uma diminui a liberdade e) Em hipótese, o prefixo indica “antes, em sentido negativo da outra e, vice-versa, à 9medida anterioridade”. que a segunda amplia a sua esfera de liberdade diminui o poder da primeira. Deve-se agora Questão 04) “Língua torta: portão menor que porta.” 10 acrescentar que para o pensamento liberal a liberdade individual está garantida, mais que pelos Observando-se a frase acima, de Millôr Fernandes, 11 mecanismos constitucionais do Estado de direito, pode-se inferir que também pelo fato de que ao Estado são reconhecidas a) a forma -ão não necessariamente funciona como 12 tarefas limitadas à manutenção da ordem pública sufixo aumentativo, como no caso da palavra interna e internacional. No pensamento liberal, teoria irmão, por exemplo. Sendo assim, porta e portão 13 do controle do poder e teoria da limitação das são palavras completamente distintas e, tarefas do Estado procedem no mesmo passo: pode-se portanto, a frase de Millôr Fernandes não faz 14 até mesmo dizer que a segunda é a conditio sine qua sentido. non da primeira, no sentido de que o controle dos b) a frase está em sentido denotativo e quer 15 abusos do poder é tanto mais fácil quanto mais mostrar que, ao não dominar bem o próprio restrito é o âmbito em que o Estado pode estender a idioma, o falante mal consegue passar pelo 16 própria intervenção, ou mais breve e simplesmente portão da comunicação e, portanto, menos ainda no sentido de que o Estado mínimo é mais controlável conseguirá quando a exigência chegar a 17 do que o Estado máximo. Do ponto de vista do interpretações mais complexas. indivíduo, do qual se põe o liberalismo, o Estado é c) a forma portão, por ter o sufixo aumentativo -ão, 18 concebido como um mal necessário; e enquanto mal, indica aumento, ou seja, uma porta grande. embora necessário (e nisso o liberalismo se 19distingue Como existem portões menores que a forma do anarquismo), o Estado deve se intrometer o menos normal porta, Millôr conclui que, nesse caso, a possível na esfera de ação dos indivíduos. língua é torta, ou seja, defeituosa. Noberto Bobbio, Liberalismo e democracia. São Paulo: d) o humorista faz uma brincadeira com o fato de a Brasiliense, 2006. linguagem vir de dentro para fora na comunicação interpessoal. Sendo assim, para que as palavras entrem no mundo da comunicação,

devem passar primeiramente pelo portão, Com base nessas informações e nos seus representado pelos dentes, para só então conhecimentos sobre prefixos e radicais, dê o entrarem pela porta, representada pela boca, significado das palavras: cuja abertura, enquanto porta, é maior do que a a) Eufonia: da arcada dentária. Eugenia: e) o pensador Millôr Fernandes, por trás de uma b) tanatofobia: frase curta e rimada, quer nos levar a imaginar Tanatólogo: que, quando não se domina a linguagem, a primeira barreira, representada pelo termo Questão 10) O morfema -ada tem mais de um sentido. portão, precisa ser ultrapassada sem medo, Assinale a opção em que esse morfema apresenta o porque, depois dessa entrada dificultosa, todo o mesmo sentido que tem na palavra engenheirada. resto será mais fácil, já que é comum as portas se a) freada abrirem para aqueles que falam bem. b) cajuada c) caldeirada Questão 05) Assinale a única alternativa que menciona d) cervejada um vocábulo pertencente à família etimológica de e) aguada desacredito. a) Já se apagavam as luzes do crepúsculo. Questão 11) Todos os vocábulos possuem o mesmo radical b) O governo coopera no incremento da lavoura da em: cana. a) amor: amargo - amável - amora c) O embaixador havia apresentado sua credencial. b) verdade: vereda - veracidade - vernáculo d) Nada havendo a acrescentar, encerrou-se a c) morte: moroso - mortalha - mórbido discussão. d) vida: vitalício - viticultura - vitral e) O cheiro acre do vinho desagradou ao comprador. e) príncipe: princípio - principal - principado Questão 06) No segmento “ferramenta imprescindível”, aparece uma palavra com um prefixo de sentido negativo, como em: a) medicamento injetável. b) argumento irrefutável. c) linha intermediária. d) matéria inflamável. e) pessoa influenciável. Questão 07) É o RADICAL que irmana as palavras da mesma família e lhes dá uma base comum de significação (Celso Cunha, Gramática do Português Contemporâneo). Com base na citação acima, é CORRETO afirmar que se irmanam pelo mesmo radical as palavras: a) vidente, revisor e convincente. b) consideração, constelação e conspiração. c) solitário, dissolução e insólito. d) júri, perjúrio e ajuizar. e) condução, condizente e irredutível. Questão 12) Em relação aos vocábulos filósofo e teólogo é correto afirmar que: a) são exemplos de hibridismo, em que se unem radicais, um de origem grega e outro de origem latina, respectivamente. b) o primeiro é formado por radicais de origem latina e o segundo, por radicais de origem grega. c) são, ambos, exemplos de composição por aglutinação, em que os dois elementos de origem diversa se fundem, para formar uma nova palavra. d) ambos são formados pela junção de dois radicais de origem grega. e) ambos são formados pela junção de dois radicais de origem latina. Questão 13) O prefixo assinalado em "DESVARIO" expressa a) negação. b) cessação. c) ação contrária. Questão 08) Assinale a alternativa em que todas as d) separação. palavras apresentam o prefixo in significando negação: e) intensificação. a) implicante – indigno – isento. b) indigente – inteligível – imoral. c) injetado – irresponsável – ingênuo. d) indócil – inócuo – importante. e) imprudente – ineficaz – imaculado. Questão 09) Eutanásia, s. f. (Gr. euthanasia < eu  bem + thanathos  morte)  Morte se agonia.

TEXTO: Comum à questão: 14 TEXTO I TEXTO II Questão 16) “Ingerido, o parasita aloja-se discretamente no intestino do apreciador de peixes crus.” (§ 2) “[...] e qual seria o tratamento desse vilão?” (§ 4) As palavras cujos sufixos apresentam a mesma função e significado dos que aparecem em “apreciador” e “tratamento” são, respectivamente: a) saudável / incidência. b) remetente / elaboração. c) limpeza / esperança. d) preventivo / formosura. e) frescor / realismo. 17 - “Que é ousada e audaciosa.” “Sintonizada com o seu tempo.” Nos fragmentos acima, é CORRETO afirmar que os elementos em destaque: a) formam palavras compostas. b) são formas livres. (MENEZES, Philadelpho. Poesia concreta e visual. São c) são formas invariáveis. Paulo: Ática, 1998.) d) estão ligados a uma base verbal. e) têm diferente valor semântico. Questão 14) Na construção do TEXTO II, deu-se ênfase aos recursos 18 - Qual das palavras abaixo é formada a partir de um morfológicos. Em relação a esses recursos, assinale a único radical? afirmativa correta. a) Teólogos a) A palavra mental é formada pela junção do sufixo b) Ortodoxas al ao substantivo menta. c) Tecnologia b) Goma de mascar é uma expressão formada pelo d) Antibiótico substantivo goma acrescido da locução substantiva de mascar. TEXTO: Comum à questão: 19 c) A flexão de número dos substantivos sabor e goma é feita da mesma maneira: acréscimo de s, que é a TEXTO regra geral da formação do plural em português. A “inspiração” não vem para todos. d) Mascarar é um verbo formado a partir do A noção comum que se tem a respeito do escritor substantivo máscara e tem como radical mascar. é que pessoas excepcionais, nascidas com o dom de e) Em ele é um doente mental, a palavra mental escrever bem o belo, são periodicamente visitadas por classifica-se, morfologicamente, de forma uma espécie de iluminação das musas ou do Espírito diferente de mental no TEXTO II. Santo, – fenômeno a que se dá o nome de “inspiração”. O escritor fica sendo assim uma espécie Questão 15) de médium, que apenas capta as inspirações sobre ele “[...] quando o coração bombeia o sangue e os vasos descidas, manipulando-as no papel graças “àquele” estão estreitados, a pressão dentro dos vasos dom de nascimento, que é a sua marca. aumenta.” (§ 1) Pode ser que existam esses privilegiados – mas os “[...] para que o diagnóstico da doença seja feito pouco que conheço são diferentes. Não há nada de súbito, tempo depois do seu aparecimento.” (§ 4) nem de claro, nem de fácil. O processo todo é penoso e dolorido – e se assemelha terrivelmente a uma Assinale a alternativa em que os prefixos sublinhados gestação, cujo parto se arrastasse por muitos meses e traduzem, respectivamente, as noções de dentro e até anos. depois: Começa você sentindo vagamente que tem umas a) intermolecular / transatlântico. coisas para dizer ou uma história para contar. Ou, às b) intramuscular / pós-graduação. vezes, ambas. Fica aquilo lá dentro, meio incômodo, c) endovenoso / parapsicológico. meio inchado; quando, um belo dia, a coisa dá para se d) importar / anteposição. mexer. Surgem frases já inteiras, surgem definições e) extracorpóreo / pré-vestibular. que, se você for ladino bastante, anota para depois aproveitar; mas se for o contumaz preguiçoso confia-

as à memória e depois as esquece. Dentro da TEXTO: Comum à questão: 20 enxurrada de frases e de idéias aparecem, então, as pessoas. Surgem como desencarnados numa seção TEXTO espírita – timidamente, imprecisamente. São uma cabeça, uma silhueta, uma voz. Neste ponto, com as Os sonhos também envelhecem frases, pensamentos e criaturas (e mormente com o cenário, embora ainda não se haja falado nele), a Os sonhos! Esses companheiros que movem a vida, história já se está arrumando. Você sabe mais ou que vêm de mãos dadas à existência! menos o que contar. Os autores meticulosos, nessa Sonhos que se realizam, sonhos possíveis, fase, já delinearam o que eles costumam chamar de “o impossíveis sonhos, fáceis e difíceis, alavanca de cada plano de obras”, ou seja, um esqueleto do enredo. Se é dia. 5Sonhos dormidos, sonhos bem acordados. um romance, o esquema será mais amplo – os claros Li em algum lugar que os “sonhos são os primeiros serão facilmente preenchíveis. A história corre a bem passos para as realizações”. Verdade, porque se realiza dizer por si. o que se pensa, se pensa o que se sonha. E então chega um dos piores momentos nessa fase Engatinhamos em pensamento, damos os primeiros embrionária da obra por escrever. O autor enguiça. passos, andamos 10rumo à vitória, pelo menos deveria Falta-lhe imaginação para desenrolar o resto da ser assim. história, falta a centelha necessária para criar a Estava pensando que os sonhos, assim como tudo, situação única, indispensável, climática, que será como ficam velhos. Feio isso, não é? a tônica do trabalho. E a gente fica numa irritabilidade Sonhos velhos, velhos sonhos, que se cansaram de característica... sonhar, que enrugaram a cara, a esperança, a vontade. 15 Talvez com autores de imaginação rica o fenômeno Pergunto-me se os sonhos ficam velhos ou se se passe diferente. É provável que eles, ao contrário de erramos nas projeções de realização. nós, os terra-a-terra, primeiro imaginem um enredo e Seguimos com tantos sonhos e vejo que alguns depois, segundo as necessidades desse enredo, vão passam do sonho ao desafio a si mesmo. criando os personagens e os situando no tempo e no Muitas vezes, quando se chega ao pé do sonho, 20 espaço. Aí a sensação criadora deve ser de plenitude e quando o temos nas mãos, não é mais importante, gratificação. Mas esses são os “estrelos”. A arraia apenas vencemos um desafio, não alcançamos o sonho miúda escrevente – ai de nós – é mesmo assim como bonito, digladiamos com a força de fazer, quer se eu disse: pena, padece e só então escreve. queira ainda ou não. (Rachel de Queiroz. Estado de S. Paulo. 22 mar. 2003. A dialética da vida, essa pressa de mudar tudo, faz 25 Adaptado) as óticas mudarem também. Muitas vezes não percebemos e continuamos a trilhar na mesma 19 - Analisando a composição morfológica de palavras que estrada, como se as árvores que a enfeitam não ocorreram no Texto 2, e o valor semântico de seus fossem outras, à medida que se evolui... Como se o radicais, prefixos e sufixos, podemos fazer os seguintes tempo não passasse pela metamorfose de dia e noite, comentários. de chuva e sol. 30 00. “Fica aquilo lá dentro, meio incômodo, meio Continuamos as mesmas velhas pessoas, com os inchado”: nas duas palavras sublinhadas o prefixo mesmos sonhos. tem o sentido de privação ou negação. Os sonhos também envelhecem, mas podem 01. “irritabilidade”: palavra que integra o prefixo passar pela plástica da visão ampla e serem novos, negativo in, tal como irromper, irrupção, irrigação. novos sonhos, com cara de menino, com cara de vida, O sentido de negação também pode ser expresso na nossa 35cara de vencedor... pelo prefixo –des. Importante se faz tirar o véu que cobre a 02. “contumaz”: palavra que incorpora o sufixo –az, jovialidade do sonho, identificar sua velhice, vê-lo formador de adjetivos, que expressa um sentido deitado e cansado de ser sonhado, interromper o aumentativo, como em voraz, mordaz. desafio, fazer renascer, melhor, moderno e possível... 03. “os terra-a-terra”: uma palavra composta, neste LAGARES, Jane (adaptado). contexto, substantivada, para designar aqueles Disponível em: http://prosaepoesia.com.br/cronicas/ que vivem as situações triviais do cotidiano. sonhos_envelhecem.asp. 04. “estrelos”: trata-se de uma transgressão proposital Acesso em: 12 nov. 2006. da autora, com o objetivo de surtir certo efeito estilístico de crítica e de relativa ironia.

20 - Tendo em vista os comentários gramaticais, assinale a afirmativa correta. a) Flexionando-se na primeira pessoa do plural do presente do indicativo a forma verbal destacada em “que vêm de mãos dadas à existência!” (l. 2) tem-se: viemos. b) Assim como “digladiamos” (l. 22), grafam-se com i as palavras impecilho e cadiado. c) Em “digladiamos com a força de fazer,” (l. 22) e “continuamos a trilhar na mesma estrada,” (l. 26), a classe das palavras destacadas é a mesma. d) No vocábulo “metamorfose” (l. 29) temos dois radicais gregos. e) O vocábulo “envelhecem” (l. 32) é um exemplo de derivação prefixal e sufixal. 21 - O dicionarista Antônio Houaiss registra a seguinte etimologia do adjetivo americanófilo (linha 10): american(o) + filo O radical grego que significa o contrário de filo, em americanófilo, é o que se encontra na palavra a) antropófago. b) iconoclasta. c) fotofobia. d) fitoterapia. 22 - Os elementos em negrito nas palavras: “dignidade”, lamentável”, “altíssimo” e “otimamente” veiculam, respectivamente, as seguintes noções: a) intensidade – modo – qualidade – possibilidade b) qualidade – possibilidade – intensidade – modo c) qualidade – agente – finalidade – origem d) possibilidade – intensidade – qualidade – direção e) agente – negação – finalidade – circunstância 23 - Assinale a alternativa em que todas as palavras pertencem a mesma família. a) pessimista (l. 02) – péssimo – peçonhento. b) esperançosa (l. 03) – esperança – desesperado. c) velhice (l. 05) – envelhecer – velhaco. d) impressão (l. 12) – impressionista – depressivo. e) vidraça (l. 30) – envidraçado – enviesado. 24 - O sufixo que aparece na palavra sublinhada em “economia mundial” tem o mesmo sentido do sufixo que aparece em: a) milharal. b) cafezal. c) global. d) canavial. e) arrozal. 25 - Analise as afirmações que são feitas sobre determinadas palavras. I. Em observador e colecionador, ocorre sufixo nominal. II. Nas palavras inúmeras e indiscutível, há prefixo, cujo significado é o mesmo. III. Na palavra transdisciplinaridade, o prefixo transsignifica em torno de. Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas III. d) Apenas II e III. e) I, II e III.

GABARITO: 7) Gab: D 1) Gab: B 8) Gab: E 2) Gab: a) Sim. Deve ser entendida como algo positivo, pois é uma garantia de que o indivíduo está protegido contra os abusos do poder. Segundo o texto, trata-se de uma “liberdade negativa”porque é aquela em que “o indivíduo está obrigado por quem detém o poder coativo a fazer aquilo que não deseja ou está impedido de fazer aquilo que deseja”. b) Sim. Como se trata de um operador argumentativo, é perfeitamente adequado a um texto do gênero dissertativo. Do ponto de vista lógico, também é adequado, pois indica que algo é condição necessária, indispensável para que se possa fazer uma afirmação ou chegar a uma conclusão. No caso do texto, indica que a “limitação das tarefas do Estado” é condição essencial para o “controle dos abusos do poder”. c) Não, para “antitéticos” e “antediluviano”; sim, para anarquismo e “amoral”. No primeiro caso, trata-se de prefixos diferentes (“anti”= oposição; “ante”= anterioridade). Já no segundo caso, temos variantes do mesmo prefixo (a/an), que acrescenta ao radical ideia de negação ou ausência. 9) Gab: 10) Gab: A 11) Gab: E 12) Gab: D 13) Gab: E 14) Gab: D 15) Gab: B 16) Gab: B 17) Gab: D 18) Gab: D 19) Gab: FFVVV 20) Gab: D 21) Gab: C 3) Gab: D 22) Gab: B 4) Gab: C 23) Gab: B 5) Gab: C 24) Gab: C 6) Gab: B 25) Gab: A

Add a comment

Related presentations

Related pages

Em Linguagem: Tales - Estrutura Nominal - Exercícios

Blogue do professor Jason Lima sobre língua portuguesa, literatura, atualidades e concursos.
Read more

Em Linguagem: Tales - Estrutura Verbal / Verbos - Exercícios

Blogue do professor Jason Lima sobre língua portuguesa, ... 2014 (103) ... Tales - Estrutura Nominal ...
Read more

Em Linguagem: Tales (2) - Ortografia e acentuação

Blogue do professor Jason Lima sobre língua portuguesa, ... Carregando... sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014. Tales (2) ... Tales - Estrutura Nominal ...
Read more

Lisa Bonet – Wikipedia

... von Jason Momoa, den sie im Herbst 2007 nach der Geburt ihrer Tochter heiratete ... Tales from the Darkside ... 2014: New Girl ...
Read more

The Spoils of Babylon (TV Mini-Series 2014) - IMDb

Search for "The Spoils of Babylon" on Amazon.com. Connect with IMDb. Share this Rating. Title: The Spoils of Babylon (2014– ) 6.9 /10. Want to share IMDb ...
Read more

Aymara language - Wikipedia, the free encyclopedia

The Aymara language is an agglutinating and, ... in nominal compounds and noun phrases, ... in the Dept. of Lima, ...
Read more

Lisa Bonet - Wikipedia, the free encyclopedia

Lisa Bonet; Born: Lisa Michelle Bonet [1] ... Tales from the Darkside: Justine: Episode: ... 2013–2014: Drunk History:
Read more