Santa Casa - Jornada De Tec Radiol Petct

0 %
100 %
Information about Santa Casa - Jornada De Tec Radiol Petct

Published on August 23, 2008

Author: caduanselmi

Source: slideshare.net

Description

Aula de 23/8/2008 realizada na Santa Casa de Porto Alegre

PET/CT Carlos Eduardo Anselmi Laboratório de Medicina Nuclear Complexo Hospitalar Santa Casa IV Jornada de Técnicas Radiológicas

Cíclotron

PÓSITRONS H 2 0, CO 2 2.04 min 15 Oxigênio Amônia 9.96 min 13 Nitrogênio Acetato, butanol, glicose, palmitato, metilspiperone 20.4 min 11 Carbono Glicose (FDG), estradiol, espiperone 110 min 18 Fluor Marcação Meia-vida Radioisótopo

Módulo de 18 FDG

Radiofármaco β + (Pósitron) 511 keV 511 keV Detector Detector (Elétron) β - Átomo Vizinho

Elementos de Detecção - Cristais

PET DEDICADO

CT console PET console PET/CT scanner Somatom AR.SP ECAT ART CT PET Fused image viewer SISTEMA PET/CT

PET-CT Siemens

Lowly the worm

Onde está a Lowly? CT

PET - Na maçã !

PET-CT

PET - CT + = 1 + 1 = 3!

PET/CT

PET/CT

PET/CT

Artefatos

Preparo do paciente Jejum por 4-6 horas, exceto água (para reduzir glicemia e insulinemia) Hidratação oral (com água) Verificar a glicemia (injetar se < 150 mg/dl) Dose: 300-370 MBq (8-10 mCi) de FDG-18F Repouso: na posição sentada ou reclinada, sem falar Aquecer o paciente; calmante se necessário Imagens: 60 minutos após a injeção venosa

Jejum por 4-6 horas, exceto água (para reduzir glicemia e insulinemia)

Hidratação oral (com água)

Verificar a glicemia (injetar se < 150 mg/dl)

Dose: 300-370 MBq (8-10 mCi) de FDG-18F

Repouso: na posição sentada ou reclinada, sem falar

Aquecer o paciente; calmante se necessário

Imagens: 60 minutos após a injeção venosa

Protocolos de Aquisição PET com AC CT não diagnóstico + PET CT diagnóstico + PET CT não diagnóstico + PET + CT diagnóstico com contraste venoso Contraste oral

PET com AC

CT não diagnóstico + PET

CT diagnóstico + PET

CT não diagnóstico + PET + CT diagnóstico com contraste venoso

Contraste oral

Aquisição das Imagens Da base do crânio até a região proximal das coxas, com braços elevados Scout – planejar bed positions Tumores de cabeça e pescoço: acrescenta-se imagem localizada, com braços para baixo Melanoma: braços para baixo, acrescenta-se imagem dos membros inferiores Procedure Guideline for Tumor Imaging with 18F-FDG-PET/CT . Delbeke, D. et al. J Nucl Med 47:885-895, 2006

Da base do crânio até a região proximal das coxas, com braços elevados

Scout – planejar bed positions

Tumores de cabeça e pescoço: acrescenta-se imagem localizada, com braços para baixo

Melanoma: braços para baixo, acrescenta-se imagem dos membros inferiores

Biodistribuição do FDG- 18 F Cérebro Glândulas Salivares Gordura/Músculo Pool Sangüíneo Miocárdio Mamas Fígado/Baço Rins Medula Óssea Intestino Bexiga PROJEÇÃO ANTERIOR OBLÍQUA ANTERIOR ESQUERDA

PET : Usos na Medicina Oncologia 85% Cardiologia 5% Neurologia 10%

Neurologia Epilepsia Demências Alzheimer Lewy Cerebrovascular Frontotemporal Parkinson Psiquiatria Esquizofrenia

Epilepsia

Demências

Alzheimer

Lewy

Cerebrovascular

Frontotemporal

Parkinson

Psiquiatria

Esquizofrenia

Neurologia - Alzheimer

Demência de Alzheimer PET MCI (mild cognitive deficit) – 10 a 15% / ano PET com FDG- 18 F tem maior valor preditivo 1 ano antes dos sintomas notados pelo paciente J Cereb Blood Flow Metab 2001; 21 (Suppl):S426. Neuroreport 2001; 12 (4): 851–855.

MCI (mild cognitive deficit) – 10 a 15% / ano

PET com FDG- 18 F tem maior valor preditivo

1 ano antes dos sintomas notados pelo paciente

J Cereb Blood Flow Metab 2001; 21 (Suppl):S426.

Neuroreport 2001; 12 (4): 851–855.

Cardiologia Radiofármacos Perfusão 13 N-amonia ( 13 NH 3 ), 15 O água (H 2 15 O), e 82 Rubídio Captação proporcional ao fluxo sanguíneo Metabolismo 18 F-Glicose ( 18 F-FDG) Jejum: metabolismo de ácidos graxos Isquemia/hipóxia ou pós-prandial: glicose Padrão-ouro para viabilidade

Radiofármacos

Perfusão

13 N-amonia ( 13 NH 3 ), 15 O água (H 2 15 O), e 82 Rubídio

Captação proporcional ao fluxo sanguíneo

Metabolismo

18 F-Glicose ( 18 F-FDG)

Jejum: metabolismo de ácidos graxos

Isquemia/hipóxia ou pós-prandial: glicose

Padrão-ouro para viabilidade

Cardiologia – Mismatch Há benefício na revascularização Aumento da FEVE em 15% na média Melhora da função contrátil em 80-85% dos casos

Há benefício na revascularização

Aumento da FEVE em 15% na média

Melhora da função contrátil em 80-85% dos casos

PET em Oncologia Localização do tumor primário Estadiamento dos tumores Avaliação da resposta terapêutica Detecção de recorrência Re-estadiamento antes de procedimentos cirúrgicos de remoção de metástases isoladas Indicações

Localização do tumor primário

Estadiamento dos tumores

Avaliação da resposta terapêutica

Detecção de recorrência

Re-estadiamento antes de procedimentos cirúrgicos de remoção de metástases isoladas

PET em Oncologia Estabelecer o grau de malignidade dos tumores Predizer a resposta terapêutica em estágios iniciais (1º ou 2º ciclo da QT) Identificar doença primária na presença de metástases de origem desconhecida Determinar locais de biópsia Planejar o tratamento radioterápico Indicações (cont...)

Estabelecer o grau de malignidade dos tumores

Predizer a resposta terapêutica em estágios iniciais (1º ou 2º ciclo da QT)

Identificar doença primária na presença de metástases de origem desconhecida

Determinar locais de biópsia

Planejar o tratamento radioterápico

PET em Oncologia Células malignas tem alta atividade glicolítica Expressão aumentada de moléculas trans-portadoras de glicose Alta taxa de atividade tumor/tecidos sãos 18 FDG

Células malignas tem alta atividade glicolítica

Expressão aumentada de moléculas trans-portadoras de glicose

Alta taxa de atividade tumor/tecidos sãos

PET em Oncologia Câncer de pulmão Câncer de cólon e reto Melanoma Linfoma Câncer cabeça e pescoço Câncer de mama Tumor cerebral Câncer ginecológico Câncer de bexiga Câncer gastrointestinal Câncer hepático Tumores musculoesqueléticos Câncer de pâncreas Câncer de próstata Câncer de rim Câncer de testículo Câncer de tireóide Câncer primário desconhecido Outros tumores Tumores NOPR: www.cancerpetregistry.org

Câncer de pulmão

Câncer de cólon e reto

Melanoma

Linfoma

Câncer cabeça e pescoço

Câncer de mama

Tumor cerebral

Câncer ginecológico

Câncer de bexiga

Câncer gastrointestinal

Câncer hepático

Tumores musculoesqueléticos

Câncer de pâncreas Câncer de próstata

Câncer de rim

Câncer de testículo

Câncer de tireóide

Câncer primário desconhecido

Outros tumores

PET em Oncologia Resultados Sensibilidade de 84-87% (18402) Especificidade de 87-88% (14264) Acurácia 87-90% (419 artigos)

Sensibilidade de 84-87% (18402)

Especificidade de 87-88% (14264)

Acurácia 87-90%

(419 artigos)

Tumor de Cabeça e Pescoço Estadiamento: PET x CT Sensibilidade: 87% x 62% Especificidade: 89% x 73% Impacto no tratamento em até 70% dos pacientes Informação adicional em 31% dos pacientes com CT ou MRI equívoco Metástases 41%-79% 80%-88% MRI 47%-85% 65%-82% CT 82%-100% 67%-91% PET Espec Sens

Estadiamento: PET x CT

Sensibilidade: 87% x 62%

Especificidade: 89% x 73%

Impacto no tratamento em até 70% dos pacientes

Informação adicional em 31% dos pacientes com CT ou MRI equívoco

Metástases

Tumor de cabeça e pescoço

Câncer de Pulmão Indicações Diagnóstico de massas pulmonares Quantificação: Se: 92% Sp: 90% Análise visual: Se: 98% Sp: 69% Estadiamento de cânceres não de pequenas células Avaliação de recorrências: Se: 98% Sp: 82% Monitoramento da resposta terapêutica

Indicações

Diagnóstico de massas pulmonares

Quantificação: Se: 92% Sp: 90%

Análise visual: Se: 98% Sp: 69%

Estadiamento de cânceres não de

pequenas células

Avaliação de recorrências: Se: 98% Sp: 82%

Monitoramento da resposta terapêutica

CA com 1 cm NSCLC VN: granuloma FP: granuloma

Câncer de Mama: PET Câncer de Mama com metástases em linfonodos supraclavicular, cervical inferior, pulmonares e mediastinais Centre Hospitalier Universitaire de Sherbrooke

Linfoma Estadiamento: mais sensível que a CT (detecta lesões adicionais) Avaliação da resposta à quimioterapia após 1 a 2 ciclos e após término Avaliação de massa pós-tratamento – viabilidade tumoral Muda conduta em 8-44% dos pacientes Pode ser positivo em até 50% dos pacientes considerados negativos em outros métodos

Estadiamento: mais sensível que a CT (detecta lesões adicionais)

Avaliação da resposta à quimioterapia após 1 a 2 ciclos e após término

Avaliação de massa pós-tratamento – viabilidade tumoral

Muda conduta em 8-44% dos pacientes

Pode ser positivo em até 50% dos pacientes considerados negativos em outros métodos

Linfoma Pré terapia Pós terapia

Melanoma

Câncer de Cólon

Re-estadiamento após o PET Modificação do tratamento Dizendorf et al: em 55 de 202 pacientes (27%) em cânceres em geral. Kalff et al: em 11 de 28 pacientes (39%) em câncer de pulmão não de pequenas células. Munley et al: em 12 de 35 pacientes (34%) em câncer de pulmão. Rahn et al: 16 de 34 pacientes (47%) em tumores de cabeça e pescoço.

Dizendorf et al: em 55 de 202 pacientes (27%)

em cânceres em geral.

Kalff et al: em 11 de 28 pacientes (39%) em

câncer de pulmão não de pequenas células.

Munley et al: em 12 de 35 pacientes (34%) em

câncer de pulmão.

Rahn et al: 16 de 34 pacientes (47%) em

tumores de cabeça e pescoço.

Planejamento terapêutico

Aneurisma de Aorta Abdominal J Vasc Surg. 2008 Jun 21. [Epub ahead of print]

Infecção

Avaliação de artrite reumatóide J Nucl Med 2004; 45:956–964

Febre de origem indeterminada JNM 2007;48:35

Add a comment

Related presentations

Related pages

PET/CT - alejandracork.fullblog.com.ar

PET/CT. Santa Casa - Jornada De Tec Radiol PetctView more presentations from caduanselmi....
Read more