Romantismo Poesia

100 %
0 %
Information about Romantismo Poesia
Education

Published on March 12, 2008

Author: janaina.bomfim

Source: authorstream.com

Slide2:  Geração influenciada por Byron e Musset. O sentimento do mal do século foi amplamente cultivado, em especial na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo. Os estudantes dessa faculdade chegaram a fundar a Sociedade Epicuréia. Os epicuristas eram filósofos e escritores que cultivavam o prazer como bem maior; entretanto, não esqueçamos de que, segundo eles, o prazer intelectual era o maior de todos. Os jovens membros dessa sociedade buscaram no álcool e na boemia não exatamente uma forma de prazer, mas de auto-aniquilamento. Slide3:  Nasceu em São Paulo em 1831; Aos 16 anos ingressou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco – SP e envolveu-se na Sociedade Epicuréia; Álvares morou numa república entre um velho casarão em ruínas e um cemitério; Foi um poeta precoce e admirável – sua poesia oscila entre uma vertente sentimental e mórbida, comovedoramente sofrida, e outra, mais realista e irônica, muitas vezes chegando aos sarcasmo; Numa temporada em fazenda de familiares caiu de um cavalo batendo a fossa ilíaca numa pedra. A pancada provocou um tumor que teve de ser operado. Resistiu 40 dias. Alguns associam sua morte a este fato, outros à tuberculose, doença adquirida por Azevedo logo que entra para a faculdade.Pouco ates de falecer, aos 21 anos, escreveu “Se eu morresse amanhã”; Morre em 1852; Todas as suas obras foram editadas sob os cuidados de sua mãe. Slide4:  Nos poetas ultra-românticos, os temas do índio, da pátria e da natureza cedem lugar ao chamado mal-do-século. Álvares de Azevedo é o mais importante poeta do Ultra-Romantismo brasileiro. São características de sua obra: Suas poesias falam de morte e de amor, este sempre oscilando entre o idealizado e o sensual; amor que nunca se realiza. Daí a frustração , o sofrimento e a dor; Evasão na fantasia e no sonho: mulheres misteriosas, filhas do céu, donzelas ingênuas; Devoção pela noite e por ambientes lúgubres e sombrios; Evasão na morte; Sentimento de autodestruição. Azevedo foi bastante influenciado por Byron e Musset, daquele foi leitor assíduo e tradutor, deste herdou as características do spleen – o sarcasmo, a ironia e a autodestruição. spleen – do inglês, baço. Inicialmente significava apenas ‘baço, órgão ao qual era atribuída, no século XIX, a propriedade de determinar o estado melancólico ou depressivo de um indivíduo. Por extensão passou a significar ainda “mau humor”, tornando-se depois o nome da vertente urltra-romântica, também conhecida com mal-do-século. Slide6:  Minha desgraça Minha desgraça, não, não é ser poeta, Nem na terra de amor não ter um eco, E meu anjo de Deus, o meu planeta Tratar-me como trata-se um boneco... Não é andar de cotovelos rotos, Ter duro como pedra o travesseiro... Eu sei...O mundo é um lodaçal perdido Cujo sol (quem mo dera!) é o dinheiro... Minha desgraça, ó cândida donzela, O que faz que o meu peito assim blasfema, É ter para escrever todo um poema E não ter um vintém para uma vela. Slide8:  Nasceu no Rio de Janeiro em 1839; Filho de pai português – fazendeiro muito rico e mãe brasileira; Em 1853, a mando do pai, foi estudar em Lisboa, onde sofreu bastante em virtude da saudade que sentia da mãe e da irmã; Em Lisboa deu asas à sua vocação de poeta e dramaturgo; escreveu e teve encenada sua peça Camões e o Jaú; Influenciado pela saudade da família escreveu uma série de pomas a que chamou de Canções do Exílio, que, somados a outros formaram Primaveras (1859), seu único livro publicado; Sua poesia é caracterizada por temas já gastos, ritmo fácil, rima pobre e repetitiva, linguagem simples e emprego abusivo de pleonasmos; Marca-se pela evasão no tempo e no espaço. Além disso, o amor e a mulher são quase sempre idealizados; Por seu estilo simples, é considerado um dos poetas mais populares da literatura brasileira; cantou o saudosismo em todas as situações: o saudosismo nacionalista e a saudade nostálgica da infância pura, acrescida da fixação sentimental na mãe e na irmã; Morre em 1860. Slide9:  Meus oito anos (Casimiro de Abreu) Oh! que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais! Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras À sombra das bananeiras, Debaixo dos laranjais! Como são belos os dias Do despontar da existência! — Respira a alma inocência Como perfumes a flor; O mar é — lago sereno, O céu — um manto azulado, O mundo — um sonho dourado, A vida — um hino d'amor! Que aurora, que sol, que vida, Que noites de melodia Naquela doce alegria, Naquele ingênuo folgar! O céu bordado d'estrelas, A terra de aromas cheia As ondas beijando a areia E a lua beijando o mar! Oh! dias da minha infância! Oh! meu céu de primavera! Que doce a vida não era Nessa risonha manhã! Em vez das mágoas de agora, Eu tinha nessas delícias De minha mãe as carícias E beijos de minha irmã! Slide10:  Livre filho das montanhas, Eu ia bem satisfeito, Da camisa aberta o peito, — Pés descalços, braços nus — Correndo pelas campinas A roda das cachoeiras, Atrás das asas ligeiras Das borboletas azuis! Naqueles tempos ditosos Ia colher as pitangas, Trepava a tirar as mangas, Brincava à beira do mar; Rezava às Ave-Marias, Achava o céu sempre lindo. Adormecia sorrindo E despertava a cantar! Oh! que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais! — Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras A sombra das bananeiras Debaixo dos laranjais! Slide12:  A partir de um núcleo de articulação do Recife, composto de estudantes universitários daquela cidade, a problemática social começou a ser abordada nos versos que corriam em estilo grandiloqüente e panfletário. A poesia desse período foi chamada de social, por sua temática fundamental, notadamente por defender os ideais do abolicionismo e da República. O nome que eternizou essa geração de escritores foi o de condoreira. O condoreirismo caracteriza-se por um estilo dramático, pomposo, violento, exclamativo, hiperbólico, repleto de apóstrofes, interjeições e metáforas. Os poetas condoreiros faziam da poesia um instrumento de reforma social e usavam-na em duelos poéticos em festas e praças. Slide13:  Nasceu na Bahia em 1847; Estudou na Faculdade de Direito de Recife; Conheceu a atriz portuguesa Eugênia Câmara e tornaram-se amantes. Ele tinha entre 16 e 17 anos, ela, 24. Foi uma paixão fulminante que durou cinco anos; Era defensor ardorosos das causas liberais, notadamente do abolicionismo, popularizou-se por promover duelos poéticos, os quais ajudaram a fundamentar a mentalidade abolicionista; Em 1868, junto de sua amada, parte para São Paulo, onde se matricula na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. Eugênia rompe definitivamente com o poeta, e ele mergulha em depressão. Desinteressa-se de tudo, e passa os dias perambulando e caçando; Em 1869 publicou Espumas Flutuantes, sua única obra publicada em vida; Morreu de tuberculose, aos 24 anos, em 1871, junto a uma janela banhada de sol, como era seu último desejo, deixando incompleta a obra Os Escravos. Slide14:  Castro Alves foi um poeta arrebatado, dono de um temperamento poético hiperbólico. Temos: infinito, universo, mundo, enorme, imenso, oceano; A vocação para as causas sociais motivou no autor poemas intensos que deram rosto à massa escrava oprimida, revelando os dramas que se passavam nos canto tristes das senzalas. Como bom romântico, cultivou também o egocentrismo. Cantou o amor, a mulher, a morte, o sonho, a República – seu segundo grande tema social, a igualdade, as lutas de classe, os oprimidos. Um de seus poemas mais célebres, O Navio Negreiro, é uma síntese de toda a trajetória do povo escravo: os horrores do tráfico e o martírio da chibata e da privação de liberdade de uma raça ganham uma vivacidade aterradora aos olhos do leitor. Reprodução do porão d’O Navio Negreiro Slide15:  A poesia lírico-amorosa de Castro Alves evolui de um campo de idealização para uma concretização das virgens sonhadas pelos romântico: agora temos uma mulher de carne e osso, sensual, individualizada em Eugênia Câmara. Ás vezes, se mostrava prisioneiro de imagens eróticas: “Boa-noite, Maria! Eu vou-me embora. A lua nas janelas bate em cheio. Boa-noite, Maria! É tarde ... é tarde... Não me apertes assim contra teu seio. Boa-noite!... E tu dizes – Boa-noite. Mas não digas assim por entre beijos... Mas não mo digas descobrindo o peito, — Mar de amor onde vagam meus desejos. (...) Mulher do meu amor! Quando aos meus [beijos Treme tua alma, como a lira ao vento, Das teclas de teu seio que harmonias, Que escalas de suspiros, bebo atento!”

Add a comment

Related presentations

Related pages

Romantismo – Wikipédia, a enciclopédia livre

Romantismo nas belas artes A liberdade guiando o povo por ... as manifestações em poesia e prosa popular na Inglaterra são os primeiros antecedentes, ...
Read more

Literatura - Aula 6: Romantismo (poesia) - YouTube

Literatura - Aula 6: Romantismo (poesia) Aula De. ... Modernismo (2ª fase) - Poesia Moderna - Duration: 30:29. Aula De 191,981 views. 30:29
Read more

POEMAS DO ROMANTISMO BRASILEIRO - Professora Gladis ...

PRIMEIRA GERAÇÃO ROMÂNTICA ( INDIANISTA / NACIONALISTA ) Esta geração é marcada pela busca de uma identidade nacional. Voltados para a recuperação ...
Read more

Literatura - Romantismo Poesia - YouTube

Atenção, poetas e poetizas de plantão! Que tal conhecer um pouco mais sobre os períodos do Romantismo no Brasil e seus principais autores ...
Read more

Romantismo no Brasil: Poesia | Pesquisa Eletrônica

ROMANTISMO NO BRASIL: POESIA O romantismo pode ser considerrado o período de revolução na vida literária no Brasil. Em termos didáticos, o ano de 1836 ...
Read more

Romantismo - InfoEscola - Navegando e Aprendendo - InfoEscola

ROMANTISMO (SÉC. XIX)-Prosa-Poesia. A POESIA DO ROMANTISMO. O Romantismo brasileiro surgiu em 1836 com a publicação de "Suspiros Poéticos e Saudades ...
Read more

ROMANTISMO_POESIA - Download - 4shared - Jorge Tajra

ROMANTISMO_POESIA - download at 4shared. ROMANTISMO_POESIA is hosted at free file sharing service 4shared.
Read more

Romantismo - Poesia ~ Literatura Brasileira Digital

Valeu Wallison, vou postar mais conteúdos sobre o Romantismo nas próximas postagens, fique ligado! Responder Excluir
Read more