Resumo sobre as instituições sociais

50 %
50 %
Information about Resumo sobre as instituições sociais
Education

Published on March 6, 2014

Author: Osnildo13

Source: slideshare.net

RESUMO SOBRE AS INSTITUIÇÕES SOCIAIS O estudo das Instituições Sociais é algo de grande importância para entendermos sobre a organização das sociedades. Seus conceitos, fundamentam bastante o entendimento histórico, filosófico e sociológico dos grupos sociais, auxiliando assim, termos um conhecimento mais complexo sobre a realidade que vivemos. As Instituições Sociais são entendidas como normas, práticas, valores ou atitudes que se consolidam na sociedade, fazendo, notoriamente, parte do comportamento social dos indivíduos. Mesmo não tendo o peso de um ordenamento jurídico, as Instituições são elementos de grande valia, para podermos entender o funcionamento e a organização da sociedade. Costuma-se confundir os conceitos interligados ao termo sociológico, Instituição Social com a ideia, regida pelo senso comum, como por exemplo: seria mais fácil alguém exemplificar um hospital como uma Instituição Social, do que o Estado. Mesmo os dois sentidos utilizados, de uma certa forma, estão corretos, vamos dotar maior atenção para a abrangência sociológica para o presente estudo. As Instituições Sociais são estruturas presentes nas sociedades e detém características próprias, como a exterioridade, objetividade, coercitividade, autoridade moral e historicidade. Ou seja, não dependem da vontade o indivíduo, são muito bem definidas, influenciam os comportamentos e atitudes sociais, são normativos e, principalmente, são ligadas as conjunturas históricas de determinada sociedade. Podemos elencar várias Instituições Sociais presentes em nosso convívio social, entretanto, em nível de sistematização, o estudo vai trabalhar sobre as Instituições Universais, ou seja, aquelas que estão presentes em todas as sociedades existentes ao longo da história dos homens. A Linguagem, a Família, o Estado, a Economia, a Educação, a Religião e o Lazer. A Linguagem: Considerado por alguns teóricos como a Instituição Social mais antiga que a própria instituição familiar, a linguagem é o meio, pelo qual, os valores morais de uma sociedade são passados para os indivíduos, como também promove uma identidade social em todos os indivíduos que compõe uma sociedade. Sem a simbologia das linguagens, não há como chegarmos ao conceito de qualquer outra instituição social, como o Estado, Mercado ou a Religião, ou seja, somente através da linguagem que podemos pensar na idéia de uma ordem social objetiva. A Família: Está ligada a regulamentação dos parentescos, da procriação, das relações sexuais e da transmissão dos componentes intermentais básicos da sociedade (VILA NOVA). Segundo a maioria das obras sobre a sociologia, a instituição familiar é a primeira forma de socialização, criada pelas culturas humanas. Em todas as sociedades, a idéia da relação familiar é um aspecto cristalizado na mentalidade dos indivíduos. Antes de se definir como um membro da sociedade, a pessoa constrói a sua identidade, sobre os valores morais da sua família, mesmo sem saber que esses valores são impostos pela sociedade de uma forma geral. As formas de organização familiar estão ligadas a questões ligadas a sobrevivência coletiva e reprodução biológica. Os valores familiares sempre estão em constantes transformações, como todas as sociedades, contudo, a idéia de família é perene na natureza social do homem. Por exemplo, temos famílias poligâmicas, monogâmicas, patriarcais, matriarcais, de muitos ou poucos filhos, de ligação consangüínea direta (pais e filhos) ou de ligações mais amplas (parentes, amigos, agregados etc).

O Estado: Consiste em uma criação fictícia das sociedades para representar o ordenamento geral de uma sociedade. Tal instituição tem o papel de regulamentar as relações sociais e políticas, tendo em vista os mecanismos de controle social. A idéia moderna de contrato social é um dos maiores exemplos de que o Estado é uma instituição necessária para a orientação e o bom convívio coletivo de uma população pertencente a um território em comum. A Economia: Também pode ser tratada por outros autores, como a instituição do mercado, a economia é toda regra ligada ao processo de produção, distribuição e consumo das riquezas, utilizando os recursos de uma sociedade. Assim, todas as sociedades criam seus valores e normas econômicas para assim, regulamentar as relações de produção e consumo presentes na vida de todos os indivíduos. A Educação: Eis uma das mais importantes instituições sociais, uma vez que, está ligada ao processo de transmissão dos valores, das normas, dos símbolos e das crenças produzidas ao longo do tempo, pelas culturas humanas. A educação é o meio em que a sociedade transforma o indivíduo em um cidadão, dotado dos direitos e deveres impostos pelo sistema social. Além disso, a educação tem funções de transmitir os conhecimentos produzidos pelo homem, profissionalização, socialização, desenvolvimento pleno da cidadania e cumprimento de papeis sociais. A Religião: Instituição ligada ao relacionamento do homem com as suas concepções extra-humanas ou sobrenaturais. Assim as religiões ocupam um papel relevante para as sociedades em todos os períodos históricos, pois são por meio dessas, que os indivíduos se relacionam com as diversas incógnitas que surgem ao longo do tempo. As concepções sobre os valores sagrados e profanos são interligadas diretamente com a religiosidade e influenciam notoriamente diversas práticas individuais e coletivas. O Lazer: Em todas as sociedades, também são criados valores ligados a pratica de recreação que são relevantes, principalmente para aliviar as pessoas das tensões acumuladas na vida cotidiana. Como sabemos as regras morais restringe o homem a um convívio social, reprimindo em muitos casos as ações instintivas, emoções e desejos. Assim, a vida em sociedade é necessariamente causadora de frustrações e tensões. O alívio dessas tensões, é por um lado, socialmente garantido, mas, por outro, institucionalizado. Todas as sociedades, portanto, possuem instituições recreativas, como por exemplo, o carnaval e o futebol no Brasil. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BERGER, P.L. e BERGER, B. Sociologia e Sociedade: leituras de introdução à sociologia. Rio de Janeiro, Livros Técnicos e Científicos. VILA NOVA, Sebastião. Introdução à Sociologia. São Paulo: Atlas.

Add a comment

Related presentations

Related pages

Resumo Sobre as Instituições Sociais.

As Instituições Sociais são entendidas como normas, práticas, valores ou atitudes que se consolidam na sociedade, fazendo, notoriamente ...
Read more

Sociologia - A Melhor Matéria: INSTITUIÇÕES SOCIAIS

As principais instituições sociais são: a instituição familial, a instituição educativa, ... possui autoridade de chefe sobre a mulher e os filhos.
Read more

SOCIOLOGIA NO ENSINO MEDIO: INSTITUIÇÕES SOCIAIS

As instituições sociais são lugares ou situações em que há uma imposição de padrões ... O que pensa a sociologia funcionalista sobre a ...
Read more

Sociologia aplicada ao aluno: Instituições Sociais

Olá Marília, que bom que você postou este texto sobre as instituições sociais, ... Amei, Foi o melhor resumo textual que encontrei, ...
Read more

Videoaula de Sociologia - As instituições Sociais - YouTube

Videoaula para ENEM e Vestibulares de Sociologia com o Professor Fábio Medeiros Tema: As instituições Sociais Assista as videoaulas de ...
Read more

Instituição – Wikipédia, a enciclopédia livre

... as instituições sociais tem seu papel fundamental no processo de ... Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao ...
Read more

Sociologia 2º ano - Profª Ilvana "As Instituições ...

As Instituições Sociais se referem a regras e procedimentos que se aplicam a ... Fale um pouco sobre as mudanças ocorridas no novo Código ...
Read more

Degustação Sociológica

Enquanto as instituições sociais se referem às regras e procedimentos que se aplicam a diversos ... postando algo sobre a mesma agradeceríamos muito ...
Read more