Reflexoes E Recomendacoes

100 %
0 %
Information about Reflexoes E Recomendacoes
Business & Mgmt

Published on October 9, 2009

Author: Serlins

Source: slideshare.net

Description

Trecho do livro “Sinergia Fator de Sucesso nas Realizações Humanas”
Sérgio Lins editado pela Campus-Elsevier em 2005
Para disparar as reflexões propõe-se para cada capítulo, a título de exemplo, uma questão (Q) aberta sobre estímulos, valores, atitudes, comportamentos, casos, aspectos humanos, etc. Recomendações (R) são apresentadas com verbo de ação, tendo associadas às mesmas, algumas hipóteses (H) comprovadas no livro e que relembram os conceitos apresentados. Como reconhecemos o valor da Gestão do Conhecimento em todos os processos de transformação, adicionamos a cada recomendação um pouco do que pode ser feito em termos de coleta, armazenamento, desenvolvimento, disseminação, uso e compartilhamento de informações relativas aos processos sinergísticos.

Sinergia Organizacional Reflexões e recomendações Para disparar as reflexões propõe-se para cada capítulo, a título de exemplo, uma questão (Q) aberta sobre estímulos, valores, atitudes, comportamentos, casos, aspectos humanos, etc. Recomendações (R) são apresentadas com verbo de ação, tendo associadas às mesmas, algumas hipóteses (H) comprovadas no livro e que relembram os conceitos apresentados. Como reconhecemos o valor da Gestão do Conhecimento em todos os processos de transformação, adicionamos a cada recomendação um pouco do que pode ser feito em termos de coleta, armazenamento, desenvolvimento, disseminação, uso e compartilhamento de informações relativas aos processos sinergísticos. 1 Comportamentos Sinergísticos R Descrever os principais desafios para ajustar atitudes e comportamentos. H1 O trabalho sinérgico não acontece com espontaneidade; H2 Grupos de trabalho podem atuar com sinergia negativa; H3 Seres humanos às vezes ignoram os efeitos da sinergia; H4 Deficiências de sinergia acontecem freqüentemente. Q Quais os estímulos que despertam a consciência sinérgica para a identificação das semelhanças e valorização das diferenças individuais? 2 Metáforas da Sinergia R Resgatar e narrar casos típicos de sinergia interpessoal, interdepartamental e interorganizacional ocorridos ou ocorrendo na empresa ou nos parceiros. H1 A natureza nos dá bons exemplos de sinergia; H2 Aprende-se muito fazendo paralelos com os exemplos da natureza; H3 Reflexões metafóricas são feitas com entidades vivas ou inanimadas; H4 Existem diversos propósitos possíveis para um ajuntamento sinérgico. Q De que forma a natureza através da sua diversidade orienta o esforço colaborativo nos processos sinergísticos do ambiente de negócios? 3 Diversidade e complementaridade R Estudar e relatar casos em que houve estímulo à formação de parcerias sinérgicas, visando a inovação e o empreendedorismo. 183

Epílogo H1 Semelhança e diversidade entre componentes da sinergia são determináveis; H2 A diversidade é o catalisador do dinamismo na sinergia; H3 Diversidade não implica ausência de semelhanças essenciais; H4 Sinergia organizacional depende da velocidade do fluxo do conhecimento. Q Como disparar, manter e energizar processos onde ocorrem ganhos sinérgicos? 4 Metáfora Geométrica R Registrar os estímulos anteriores e posteriores a cada passo da formação de uma parceria empreendedora e os ganhos obtidos com o processo sinergístico. H1 A geometria nos dá excelentes metáforas; H2 O tetraedro serve de metáfora completa para sinergia interorganizacional; H3 A sinergia interorganizacional pode desenvolver-se em cinco fases; H4 Com a evolução das interações emerge o espírito da sinergia. Q De que forma os esforços interdependentes de uma parceria evoluem para produzir ganho sinérgico? 5 Ubiqüidade da sinergia R Investigar, caracterizar e descrever casos particulares ou localizados de sinergia interpessoal, interdepartamental e interorganizacional. H1 Sinergia está presente na água, nos tijolos, na escrita, no automóvel, etc; H2 A sinergia está em toda parte e é a palavra certa para representar o conceito; H3 Por trás de toda sinergia há uma situação e um motivo; H4 Na simbiose sinérgica perde-se a noção do sujeito que realiza o esforço. Q Que exemplos de sinergia em diversos campos comprovam a importância da interdependência, reforçando aspectos humanos? 6 Ingredientes da Sinergia R Classificar tipos e casos de resiliência, proatividade, objetividade, flexibilidade, e senso de prioridade. H1 O sucesso da sinergia não depende apenas de lógica e conhecimento; H2 Existem ingredientes invisíveis na composição da sinergia; H3 A composição é função do contexto em que evolui a sinergia; H4 Caráter, confiança e colaboração são os principais ingredientes invisíveis. 184

Sinergia Organizacional Q Além de habilidade e competência, de que outros aspectos humanos depende o sucesso de uma parceria sinérgica? 7 Caráter sinergístico R Descrever situações de observância de virtudes e respeito aos valores. H1 Existem estímulos que disparam comportamentos que mantêm a sinergia; H2 A sinergia de uma equipe é influenciada pelo caráter dos seus membros; H3 Existe um conjunto de virtudes que transparecem no caráter; H4 O equilíbrio na observância de virtudes dá indícios do bom caráter. Q Que valores e princípios caracterizam as atitudes que fundamentam a credibilidade e condicionam a interdependência? 8 Confiança Sinergística R Descrever a evolução dos comportamentos e hábitos. H1 Fomenta-se confiança aumentando a eficácia dos indivíduos; H2 Confiança mútua é um ingrediente básico que pode ser desenvolvido; H3 É possível desenvolver confiança com atitudes básicas; H4 Resiliência, proatividade, objetividade, flexibilidade são atitudes básicas. Q Que atitudes e comportamentos mantêm a interdependência e produzem um valor que se agrega ao esforço conjunto? 9 Colaboração Sinergística R Resgatar e narrar casos onde a comunicação e a negociação foram fundamentais para criar e manter a sinergia. H1 Disposição para colaborar depende de estímulos e pode ser desenvolvida; H2 Credibilidade é um dos principais estímulos ao processo colaborativo; H3 A propagação de estímulos depende da eficácia da comunicação; H4 Negociações nos processos colaborativos dependem de comunicação eficaz. Q Que modelos de cooperação sinérgica podem orientar o esforço em conjunto no aproveitamento da diversidade cultural? Trecho do livro “Sinergia Fator de Sucesso nas Realizações Humanas” Sérgio Lins editado pela Campus-Elsevier em 2005 185

Add a comment

Related presentations

Canvas Prints at Affordable Prices make you smile.Visit http://www.shopcanvasprint...

30 Días en Bici en Gijón organiza un recorrido por los comercios históricos de la ...

Con el fin de conocer mejor el rol que juega internet en el proceso de compra en E...

With three established projects across the country and seven more in the pipeline,...

Retailing is not a rocket science, neither it's walk-in-the-park. In this presenta...

What is research??

What is research??

April 2, 2014

Explanatory definitions of research in depth...

Related pages

Desafios à ciência e às políticas de desenvolvimento ...

Official Full-Text Publication: Desafios à ciência e às políticas de desenvolvimento regional: reflexões e recomendações sobre o futuro ...
Read more

Consumo alimentar de atletas: reflexões sobre ...

Abstract. PANZA, Vilma Pereira et al. Consumo alimentar de atletas: reflexões sobre recomendações nutricionais, hábitos alimentares e métodos para ...
Read more

Jornalismo Diário. Reflexões, Recomendações, Dicas e ...

Buy Jornalismo Diário. Reflexões, Recomendações, Dicas e Exercícios (Em Portuguese do Brasil) by Ana Estela de Sousa Pinto (ISBN: 9788574029115) from ...
Read more

Consumo alimentar de atletas: reflexões sobre ...

Resumen. PANZA, Vilma Pereira et al. Athletes' food intake: reflections on nutritional recommendations, food habits and methods for assessing energy ...
Read more

COMENTÁRIOS E REFLEXÕES 04 - YouTube

COMENTÁRIOS E REFLEXÕES 06 - Duration: 9:05. SiteShopB 1,423 views. 9:05 XBOX ONE S - UNBOXING - PT-BR - Duration: 7:56. SiteShopB 3,343 ...
Read more

Auto-Vigilância na Diabetes tipo 2 Revisão das ...

Auto-Vigilância na Diabetes tipo 2 Revisão das Recomendações Internacionais Carlos Martins Médico de Família Faculdade de Medicina UP
Read more

Recomendações de Paulo a Timóteo - YouTube

Nélson Bomilcar apresenta uma série de reflexões sobre as cartas pastorais de Paulo a seus discípulos Timóteo e Tito. Nesta meditação ...
Read more

REFLEXÕES ACERCA DA UNIFICAÇÃO DOS SISTEMAS VERTICAIS NO ...

REFLEXÕES ACERCA DA UNIFICAÇÃO DOS SISTEMAS VERTICAIS NO ÂMBITO DO SIRGAS-GTIII Simposio SIRGAS 2015 UN-GGIM United Nations Global Geospatial
Read more

WHO | Policy, advocacy and communications

Policy, advocacy and communications. Network Webinars. The webinar entitled "Measuring use and impact of household water treatment: from evidence to action ...
Read more