Quimica Descritiva

50 %
50 %
Information about Quimica Descritiva

Published on July 30, 2007

Author: protj

Source: slideshare.net

Prof Telso Ferreira Junior (TJ) Química A – Química Descritiva

Composição Química da Terra * Litosfera * Hidrosfera * Atmosfera

Litosfera – “Parte Sólida da Terra” Minerais: são substâncias presentes na crosta terrestre que se encontram em determinados depósitos. São provenientes da concentração de vários elementos que ocorreram com o passar das eras geológicas, devido a vários processos como fusão, cristalização, dissolução e precipitação, formando compostos estáveis. M I N É R I O S

Estruturas, veículos, latas, parafusos, pigmentos vermelhos, amarelos, castanhos e pretos. Ferro HEMATITA E MAGNETITA Fios elétricos, encanamentos de água quente. Cobre CALCOSITA Cromação, aço, ferramentas, pigmentos amarelos e verdes. Cromo CROMITA Janelas, portas, fogos de artifício, foguetes, aviões. Alumínio BAUXITA Barro, siderurgia, cimento Portland, vidro, louças, porcelanas, pedras preciosas e semipreciosas. Cerâmicas, metalurgia, abrasivos, vidros, pedras semipreciosas. Silicatos de alumínio e outros metais. Quartzo ( SiO 2 ) SILICATOS Diferentes tipos de Minérios

Fertilizantes fosfatados (superfosfatos). Fosfatos ROCHAS FOSFATADAS Cimento, cerâmicas, ortopedia (gesso). Sulfato de cálcio GIPSITA Latas, moedas, soldas, esmalatados. Estanho CASSITERITA Aço, trilhos, ferramentas, vidro, pigmento preto. Manganês PIROLUSITA Baterias, proteção à radiação, zarcão ( Pb 3 O 4 ). Chumbo GALENA Diferentes tipos de Minérios

Combustíveis Gás natural GÁS NATURAL   Combustíveis, indústria petroquímica. Óleo combustível, gasolina, GLP, etc. PETRÓLEO Combustíveis, indústria carboquímica. Carvão CARVÃO MINERAL Obtenção de ácido sulfúrico para a indústria de plástico, medicamentos, fertilizantes e detergentes. Enxofre ENXOFRE ELEMENTAR Fabricação de cal viva ( CaO ) e hidratada, corretivo de solos, materiais de construção ( cimento e gesso). Carbonato de cálcio e de magnésio ROCHAS CALCÁRIAS Diferentes tipos de Minérios

Tipos de Minérios

Atmosfera – “Parte gasosa da Terra”

Hidrosfera – “Parte líquida da Terra”

Siderurgia do Ferro Ocorre na natureza sob a forma de minérios, como hematita (Fe 2 O 3 ), magnetita (Fe 3 O 4 ) e pirita (FeS 2 ). Animação

Reações ocorridas para obtenção do Fe Se o minério for Fe 2 O 3 , ele é reduzido pelo CO a Fe 3 O 4 na parte superior do forno (300 °C). CO (g) +3Fe 2 O 3(s)           2Fe 3 O 4(s) +CO 2(g) O Fe 3 O 4 vai aos poucos descendo para a parte inferior do forno onde é reduzido a FeO (600 °C). CO (g) + Fe 3 O 4(s)           3FeO (s) + CO 2(g) Na parte mais baixa do forno, FeO é reduzido a ferro (Fe) (de 800 a 1600 °C). CO (g) + FeO (s)           Fe (l) +CO 2(g)

O calcário introduzido no forno sofre uma decomposição térmica. CaCO 3(s)           CaO (s) +CO 2(g) Reações ocorridas na formação da Escória Após ser produzido, CaO(s) reage com as impurezas de sílica e silicato, formando uma escória de silicato que é muito menos densa que o ferro, de modo que flutua e pode sair separadamente. Parte da escória é utilizada para construção de estradas, blocos, pedras artificiais, fabricação de adubos etc.

O produto do alto-forno é o ferro-gusa , que contém até 5% de Si, P, Mn e S. Estas impurezas são geralmente oxidadas e removidas do ferro. A purificação parcial fornece o ferro fundido, que ainda contém quantidades consideráveis de carbono. O aço é o ferro que contém 0,1 a 1,5% de carbono. Ferro doce, ferro praticamente puro, contém menos de 0,1% de C. Aços inoxidáveis são ligas resistentes à corrosão e que apresentam geralmente crômo e/ou níquel. Outros metais, incluindo vanádio, titânio e manganês, podem ser também usados em aços. Tipos de Ferro e Aço

Alumínio (Al) É o metal mais abundante da litosfera, ocorre nos aluminossilicatos, argilas, micas e feldspatos. É obtido industrialmente pelo processo Hall, que consiste na eletrólise ígnea da alumina (Al 2 O 3 ) proveniente da bauxita. O alumínio é um metal extremamente versátil. Ele pode ser prensado, curvado, enrolado, moldado, estruturado, dando origem às mais variadas formas. Sua baixa densidade torna-o útil na construção de aeronaves e está sendo cada vez mais utilizado nas indústrias automobilísticas para obter veículos mais leves. É utilizado na fabricação de utensílios domésticos, como panelas, bacias, formas etc., e também na produção de fios para eletricidade.

Cobre (Cu) Ocorre na natureza tanto no estado nativo (Cu), como na forma de minérios, Cu 2 S (calcocita), Cu 2 O (cuprita), CuFeS 2 (calcopirita) etc. A obtenção do cobre pode ser feita a partir de sulfetos, aos quais se faz a ustulação do minério concentrado por flotação. O cobre assim obtido apresenta uma pureza de 97 a 99%. Para se obter o cobre com aproximadamente 99,99%, faz-se uma purificação por eletrólise (cobre eletrolítico). 2 CuFeS 2 + 5 O 2       2 Cu + 2 FeO + 4 SO 2 A liga de latão é uma mistura de Cu(70%) e Zn, e a liga de bronze é Cu (90%) e Sn.

Hidrogênio  H 2 É um gás incolor, inodoro, combustível (combustível do futuro). Na Terra, o hidrogênio raramente se encontra livre, mas combinado, geralmente com o oxigênio, formando água. A molécula de hidrogênio é tão leve que, ao ser libertada, rapidamente sobe aos níveis mais altos da atmosfera de onde, aos poucos, se perde no espaço. O hidrogênio é usado na hidrogenação de óleos vegetais para a produção de margarina, como combustível, na formação de vários compostos, como NH3 e HCl. É produzido industrialmente, através da reação entre metais menos nobres e ácidos ou através de eletrólise.

Oxigênio  O 2 É um gás incolor, inodoro e, no estado líquido, é azul pálido. É o elemento mais abundante na Terra, quer em porcentagem de átomos, em massa. Ocorre livre na atmosfera, combinado com hidrogênio na hidrosfera e combinado como silício, ferro, alumínio e outros elementos na crosta terrestre (litosfera). Inicialmente, o ar atmosférico é submetido a sucessivas compressões e resfriamentos até atingir uma temperatura de aproximadamente – 200 °C. O ar torna-se líquido e, então, faz-se a destilação fracionada. É obtido também pela eletrólise da água. 2 H 2 O  2 H 2 + O 2 É usado como “comburente”, substância que alimenta as combustões.

Nitrogênio  N 2 É um gás, incolor, inodoro e insípido. É um gás inerte. Ocorre na Terra como o principal constituinte do ar atmosférico (~ 78% em volume) onde se encontra livre (N 2 ). É difícil encontrar compostos inorgânicos do nitrogênio como minerais, pois a maioria é solúvel em água. O nitrogênio é encontrado em compostos orgânicos em todos os seres vivos, animais e plantas. É obtido pela decomposição do nitrito de amônio (NH 4 NO 2 )                                                

Enxofre  S O enxofre é encontrado livre na crosta terrestre, bem como combinado com outros elementos, principalmente na forma de sulfetos, como a galena (PbS), pirita (FeS2) e vários sulfatos (Ca, Mg, Na , etc) É obtido industrialmente pelo processo Frasch, no qual o vapor d’água superaquecido (a cerca de 170 ºC e sob pressão) e ar comprimido são injetados por encanamentos até os depósitos subterrâneos. O enxofre se funde e é forçado a subir para a superfície como uma espuma de ar-água-enxofre. O enxofre é usado na vulcanização da borracha, na fabricação de pólvora e em fogos de artifício. Lançado na atmosfera interage com a mesma em sucessivas reações até formar H 2 SO 4

Processo Frasch

Família 7A - Halogênios Os elementos da família VIIA (atual 17) são conhecidos como halogênios (“formadores de sal”). Os halogênios, por serem altamente reativos, não são encontrados livres na natureza e ocorrem como íons halogenetos: F–, Cl–, Br– e I–. Reagem com H 2 produzindo ácidos. A reatividade decresce com o aumento do número atômico

Flúor  F 2 É um gás amarelo pálido que ocorre em minerais, como fluorita (CaF 2 ), criolita (Na 3 AlF 6 ) e fluor apatita [Ca 5 F(PO 4 ) 3 ]. O fluor F 2 é, em princípio, o mais forte dos agentes oxidantes: O HF, apesar de ser um ácido fraco, possui propriedades que o tornam difícil de manusear. O HF(g), ou em solução aquosa ataca o vidro. Os íons fluoretos (F–) são usados em prevenção de cárie dentária. A fonte de íons fluoreto pode ser SnF2 (fluoreto estanoso) encontrado no creme dental, ou NaF, adicionado à água potável, na proporção de 1 p.p.m.

Cloro  Cl 2 É um gás amarelo-esverdeado, venenoso, pouco solúvel em água, reagindo com ela, dando íons cloreto e hipoclorito. O cloro é um germicida poderoso, usado na purificação da água de beber. É obtido pela eletrólise de solução aquosa de cloreto de sódio.               2 NaCI + 2 H 2 O  2 NaOH + H 2 + CI 2 Quando o cloro é borbulhado em uma solução de hidróxido de sódio, ocorrre a reação: cuja solução resultante é comercializada como água sanitária para uso doméstico e como desinfetante

Bromo  Br 2 Líquido castanho-avermelhado, de cheiro repugnante, tóxico, venenoso. Parcialmente solúvel em água, reagindo e produzindo água de bromo. É obtido industrialmente pela oxidação em meio ácido do Br– das águas do mar, usando cloro como agente oxidante. É usado na fabricação de bromofórmio (CHBr 3 ), de desinfetantes, corantes e na indústria fotográfica, principalmente na forma de AgBr.

Iodo  I 2 É um sólido cinza-escuro, com um brilho semi-metálico. Sublima a 184 o C, dando vapor violeta. É praticamente insolúvel em água. É solúvel em etanol, formando a tintura de iodo que era utilizada como desinfetante e antisséptico. O sal de cozinha iodado (NaCl + NaI) tem a finalidade de combater o hipertireoidismo (doença do bócio). É produzido industrialmente pela oxidação de I– com gás Cl 2 : CI 2 (g) + 2 I –  2 CI – + I 2

Amônia  NH 3 É um gás incolor (ponto de ebulição normal - 33,4 °C), com odor característico, sufocante, e sua inalação, em altas concentrações, causa problemas respiratórios. A amônia é extremamente solúvel em água, produzindo o hidróxido de amônio, o qual não existe isolado. NH 3 + H 2 O  NH 4 OH NH 4 OH  NH 4 + + OH - É obtida industrialmente pela síntese catalítica.

Cloreto de Hidrogênio  HC l É um gás solúvel em água, reagindo com a mesma formando um ácido forte, volátil e de odor irritante. O ácido formado é chamado de clorídrico ou Muriático. É obtido pela reação de hidrogênio e cloro, que são produtos da eletrólise do NaCl em água. NaCl + 2 H 2 O  2 NaOH + H 2 + Cl 2 H 2 + Cl 2  2 HCl O ácido clorídrico é encontrado no suco gástrico.

Ácido Nítrico (HNO 3 ) Puro, é um líquido incolor, volátil (PE = 86 °C) e solúvel em água. Em solução aquosa, dá origem a um ácido forte, ( aqua fortis ), de cheiro irritante, muito venenoso se inalado ou ingerido, e forte agente oxidante. É obtido industrialmente pela oxidação da amônia, processo Ostwald

Hidróxido de Sódio - NaOH Famosa Soda Cáustica, sólido branco solúvel em água, tóxico e corrosivo, absorve naturalmente água do meio (higroscópico) È usado na fabricação de sabão, papel, seda artificial, alvejante e corantes. Pode ser obtida pela reação entre sódio metálico e água. Na + H 2 O  H 2 + NaOH Pode ser obtida pela eletrólise aquosa do NaCl. NaCl + 2 H 2 O  2 NaOH + H 2 + Cl 2

Ácido Sulfúrico – H 2 SO 4 É um líquido incolor, viscoso, forte agente oxidante, desidratante, densidade igual a 1,84 g/cm3. Seu ponto de ebulição é cerca de 330 °C, sendo um ácido fixo (difícil de vaporizar). É um dos reagentes industriais mais importantes. Poderoso oxidante e desidratante quando concentrado CnHmOy + H 2 SO 4  n C + y H 2 O X + H 2 SO 4  X(SO 4 )n + H 2 Pode ser obtido a partir da ustulação da pirita (FeS2) 4 FeS 2 + 11 O 2  2 Fe 2 O 3 + 8 SO 2

Ácido Sulfúrico – H 2 SO 4 Pode ser obtido a partir de qualquer uma das etapas abaixo: 1ª etapa: S + O 2  SO 2 2ª etapa: SO 2 + ½ O 2  SO 3 (Oxidação catalítica) 3ª etapa: SO 3 + H 2 O  H 2 SO 4 O ácido sulfúrico é usado como fertilizante. Ca 3 (PO4) 2 + 2 H 2 SO 4  2 CaSO 4 + Ca(H 2 PO 4 ) 2 Superfosfato

O metanal é conhecido por formol na medicina conserva os cadáveres O etanal é produzido pelo corpo Vem da ressaca, daquela manguaça Ácido fórmico é encontrado nas formigas e o vinagre é o ácido acético a acetona se chama propanona serve então, tira o esmalte do dedão Metanol, álcool metílico se ingerido traz cegueira tem chama invisível, não é brincadeira etanol ou álcool etílico está em todas as bebidas no vinho, perfume ou combustível Cotidiano

tolueno se chama metil benzeno O ele é o solvente da cola de sapateiro nos maçaricos tem o acetileno não esquece o isopor que tem o estireno para compor Acetato de etila, essência de maçã o polietileno vem do etileno radiadores de automóveis tem etilenoglicol que baixa o ponto de fusão da água.

Add a comment

Related presentations

Related pages

Química Descriptiva | La Guía de Química

HOLA QUERIDISIMOS AMIGOS NADA QUE DECIR SOLO QUE LA QUIMICA ES MUY DIFICIL. maría camila contreras 4 marzo, 2011 a las 22:29. ay gracias me salvaste la vida
Read more

Química Descritiva

INTRODUÇÃO. Na Química Descritiva estudaremos a ocorrência dos elementos na natureza, os locais onde podem ser encontrados, o estado físico em que se ...
Read more

QUÍMICA DESCRITIVA

QUÍMICA DESCRITIVA . Principais gases. Os principais gases encontrados na atmosfera são: gás nitrogênio ( 78 % ) e gás oxigênio ( 21 % ). Estes gases ...
Read more

O que é "Quimica descritiva Inorganica"? | Yahoo Respostas

Melhor resposta: Vamos lá Como o nome diz, é a descrição da quimica inorganica. Qnd fiz essa materia na faculdade ela nd mais era do uma ...
Read more

Química Inorgânica Descritiva

Scribd is the world's largest social reading and publishing site.
Read more

O que é química Descritiva? | Yahoo Respostas

Melhor resposta: Querido Dark, aqui é só geografia. mas vou te deixar o que encontrei: A química descritiva estuda a ocorrência dos ...
Read more

QUÍMICA DESCRITIVA I

QUÍMICA DESCRITIVA I . As partes constituintes da Terra; Hidrogênio; Oxigênio; Nitrogênio; Água; Halogênios; Haletos de Hidrogênio (HX) 1.
Read more

Química Descritiva - Átomos, Elementos, Íons ...

Baixe grátis o arquivo Qu?mica Descritiva.doc enviado por Luiz Fernando Mendes no curso de Química na UFMA. Sobre: Átomos, Elementos, Íons ...
Read more