Os Dois lados da ambição

50 %
50 %
Information about Os Dois lados da ambição
Spiritual-Inspirational

Published on September 15, 2019

Author: hfcblog

Source: authorstream.com

Apresentação do PowerPoint: Os Dois lados da ambição Pesquisa e Formatação Música: Hymnody-Amethystium Transição manual dos Slides 14/09/19 18:10:30 HELIO CRUZ Apresentação do PowerPoint: Do Livro “Uma razão para viver”, retiramos o conto “Desvios de rota” para ilustrar este texto: Em férias numa cidade litorânea, o turista observava um morador da localidade que, diariamente, vinha à beira-mar, pescava dois peixes e se retirava. Finalmente, não se conteve. Aproximou-se e perguntou: - Por que o senhor não pesca um pouco mais? - Para quê? - Venderá parte do pescado. - Para quê? - Com o dinheiro arrecadado comprará apetrechos de pesca. - Para quê? - Pescará mais peixes. Terá mais dinheiro . Apresentação do PowerPoint: - Para quê? - Equipará um barco, contratará funcionários. - Para quê? - Ganhará muito dinheiro! - Para quê? - Ora, ficando rico não terá preocupações materiais e poderá dedicar-se ao que gosta de fazer... - Bem, - concluiu o pescador - então não é preciso nada disso, porque meu maior prazer é pescar dois peixes diariamente. O grande segredo do equilíbrio e da felicidade é justamente definir o que nos compete fazer. Poucos sabem, não porque seja difícil, mas por desinteresse. Apresentação do PowerPoint: A estória do pescador ilustra com propriedade duas situações características. Na primeira, o indivíduo ambicioso, que multiplica afazeres visando consolidar uma situação financeira que lhe garanta a liberdade de fazer o que deseja. E o pescador que se envolve tanto com os peixes que, julgando-se proprietário, situa-se como mero escravo dos bens que acumula. Na segunda, o indivíduo acomodado na rotina, preso ao imediatismo, sem cogitações mais nobres, além do peixe de cada dia. Perde tempo e não raro compromete-se com vícios e desregramentos que vicejam em tediosa inércia. Vemos até agora então que a ambição tem duas caras: uma quando falta ambição e há conformismo e uma quando sobra ambição e há ganância. Mas também há mais características que diferenciam esses dois lados, ... Apresentação do PowerPoint: ... dependendo dos motivos que a alimentam, da forma como é gerida e dos fins que ela tem. A ambição é feita do mesmo material de que são feitos os grandes sonhos. Trata-se de uma força enorme que nos leva a tomar decisões e nos aventurarmos por caminhos difíceis, para conseguir algo que desejamos muito. Nesse sentido, a ambição pode ser uma grande virtude, porque faz as pessoas saírem de sua zona de conforto e exigirem sempre um pouco mais de si mesmas. Essa é a fonte da qual nascem as grandes conquistas da vida. Enquanto, porém, há uma ambição que promove a pessoa em direção a metas razoáveis, há pessoas que só querem acumular para se exaltar e alimentar seu próprio narcisismo. Não dificilmente associamos a ambição cega e desenfreada a este tipo de comportamento. Apresentação do PowerPoint: E não é à toa, já que ser ambicioso pode ser sim um assunto bem polêmico, cheio de prós e contras e um assunto que dá muito pano para manga. Afinal, ser ambicioso é algo bom ou ruim? A ambição pode ter um lado positivo e qual seria? A ambição é um sentimento como qualquer outro e, assim como outras facetas da vida humana, tem seu lado positivo e negativo, dependendo do ponto de vista e da forma como é empregado. Entre essas duas situações extremadas transitam os homens, em graus menores ou maiores de comprometimento com a ambição ou o acomodamento, favorecendo a manifestação frequente de desajustes e perturbações que os afligem. O indivíduo ambicioso consegue satisfazer-se com aquilo que já conseguiu conquistar? Segundo o que se encontra registrado nos evangelhos, Jesus condenou a ambição? Apresentação do PowerPoint: O desapego do consumismo e do materialismo pode mostrar-se saudável à nossa saúde íntima? Se direcionássemos com maior equilíbrio nossos impulsos ambiciosos, poderiam eles ser-nos bastante úteis? Devendo o homem progredir, os males, aos quais está exposto, são um estimulante para o exercício da sua inteligência, de todas as suas faculdades, físicas e morais, iniciando-o na pesquisa dos meios para deles subtrair-se. Se ele nada houvesse de temer, nenhuma necessidade o levaria à procura dos meios, seu espírito se entorpeceria na inatividade; não inventaria nada e não descobriria nada. Mas os mais numerosos males são aqueles que o homem cria para si mesmo, pelos seus próprios vícios, aqueles que provêm de seu orgulho, de seu egoísmo, de sua ambição, de sua cupidez, de seus excessos em todas as coisa; Apresentação do PowerPoint: ... aí está a causa das guerras e das calamidades que elas arrastam, dissenções, injustiças, opressão do fraco pelo forte, enfim, a maioria das doenças. Como qualquer outro animal, o ser humano luta, com todas as suas forças e possibilidades, pela garantia e manutenção de sua vida. Os inúmeros desafios que necessita enfrentar e superar são, dessa forma, os grandes impulsionadores de suas aptidões e potencialidades. E, à medida que as suas melhores aspirações encontram a devida realização, mais concreta se torna a sua evolução. No entanto, em alguns indivíduos, em virtude de a vida financeira representar o grande propósito de sua existência, seu anseio de crescimento é voltado, quase que exclusivamente, para a conquista de recursos materiais, de poder e de prestígio social. Apresentação do PowerPoint: Dessa forma, na ânsia de tudo possuir e impulsionados pelo lema “custe o que custar”, deixam de perceber as injustiças que praticam e as inimizades que angariam. Muito embora seja de capital importância que se busque a estabilidade financeira e o conforto material, e que se aprenda a usar positivamente o dinheiro, ser bem sucedido e feliz nem sempre depende do fato de se conseguir coisas, mas, quantas vezes, em saber desapegar-se delas! Destacando a problemática da ambição, Allan Kardec, em O Evangelho segundo o Espiritismo, anota: As vicissitudes da vida são de duas espécies, ou, se assim se quer, têm fontes bem diferentes que importa distinguir: umas têm sua causa na vida presente, outras, fora dela. Remontando-se à fonte dos males terrestres, se reconhecerá que muitos são a consequência natural do caráter e da conduta daqueles que o suportam. Apresentação do PowerPoint: Quantos homens caem por suas próprias faltas! Quantos são vítimas de sua imprevidência, de seu orgulho e de sua ambição! No tocante à ambição, uma realidade necessita ser destacada: o ambicioso raramente se satisfaz com aquilo que já conquistou. Ao contrário, está sempre em busca do que ainda lhe falta, porque o muito tende a tornar-se pouco quando não existem limites para o querer e para o desejar. Entre aqueles que conseguiram riquezas, por exemplo, não lhes bastam os bens acumulados, mas, por pura vaidade, necessitam tornar-se a pessoa mais rica e influente de seu ambiente social. O Espírito Hammed , enfatizando que, nas ambições sem limites, toda frustração decorrente do querer e não poder realizar, inevitavelmente gera conflito íntimo, alerta: Abrir a alma à ambição é fechá-la à serenidade, Apresentação do PowerPoint: ... porquanto a ambição que se alimenta é presa inútil ao coração. Cultivá-la é o mesmo que guardar espinhos na própria intimidade. Diz o ditado popular: “Tudo falta a quem tudo quer”. Em razão disso, o ganancioso não possui bens, mas é dominado por eles. A ambição produz mais insatisfeitos por não conquistarem as coisas, do que saciados com o que possuem. A cobiça não ouve a razão nem o bom senso; nela, o desejo ardente sempre reaparece quando já deveria ter acabado. É a ambição desmedida e o apego às coisas exclusivamente materiais que, de fato, infelicitam o ser humano. Por outro lado, quando aprendemos, enfim, a nos desapegar do consumismo e do materialismo, mais nossa condição íntima nos possibilita uma existência sem grandes sacrifícios e inquietações. Apresentação do PowerPoint: Libertar-se, portanto, da ambição de tudo possuir ou de tudo conquistar nos permite um melhor direcionamento da própria energia, sobretudo para as questões do espírito, porque queiramos admitir ou não, somos, de fato, seres espirituais que nos encontramos temporariamente vivendo nesse planeta. Abordando a desarmonia que a ambição desmedida provoca nos relacionamentos, o Espírito Joanna de Angelis enfatiza: A ânsia, porém, que domina as criaturas humanas, em favor da posse, do destaque político ou social, religioso ou artístico, científico ou cultural, estético ou afetivo, responde por verdadeiros desastres interiores, que se apresentam como depressões, agressividade, violência, lutas contínuas, homicídios e suicídios lamentáveis. Apresentação do PowerPoint: Fossem consideradas essas ambições de maneira tranquila, como sendo recursos utilizáveis quando oportuno, direcionando-as para metas verdadeiras, valeria o esforço envidado. Nada obstante, em face da impermanência de que se constituem, envolvem o ser humano em uma sofreguidão que o alucina, empurrando-o, de maneira devastadora, a querer mais, a permanecer inviolado, perene conquistador... Apesar disso, a sucessão inevitável dos acontecimentos apresenta sempre os que os substituirão, aqueles que alcançarão o pódio, deixando-os no esquecimento, na sombra. Inicia a tua experiência de despojamento, abrindo mão de disputas inúteis, muitas vezes, mesquinhas, que arrastam multidões a incessantes disparates. Apresentação do PowerPoint: Com essa atitude emocional, superarás questiúnculas e desafios infantis, caprichos e sentimentos de mágoas, de inferioridade ou de superioridade, aos quais te aprisionas por orgulho ou presunção, descobrindo a felicidade de viver com equilíbrio. Em suas considerações, Joanna de Angelis sugere que, se utilizássemos com maior equilíbrio nossas ambições, até que elas poderiam ser-nos bastante úteis. Será, então, que além de seu aspecto negativo, a ambição também possui um lado positivo? As pessoas são ambiciosas por vários motivos, alguns dos quais bastante saudáveis e úteis. Tanto é assim que a palavra ambição carrega um duplo sentido. Conforme suas acepções, ela não é somente um forte desejo de poder e de riquezas, de honras e de glórias, mas é também um veemente anseio de se alcançar determinado objetivo. Apresentação do PowerPoint: Ainda que muitos indivíduos utilizem os impulsos ambiciosos para a satisfação de seu orgulho e egoísmo, outros, porém, canalizam seus sentimentos para os melhores propósitos e as boas aspirações. Ressaltando os benefícios que a ambição bem direcionada pode proporcionar ao ser humano, o professor e escritor espírita Rodolfo Calligaris (1913-1975) defende: A ambição é, e tão cedo não deixará de sê-lo, um dos mais fortes sentimentos humanos, constituindo-se, mesmo, em mola propulsora do progresso. A ambição é um impulso natural que, até certo ponto, nada tem de censurável, constituindo, mesmo, num elemento indispensável ao progresso individual e social. (...) A ambição deixa, todavia, de ser um bem, e assume a feição de vício detestável, quando excede determinados limites, caindo no exagero. Apresentação do PowerPoint: Em outras palavras, quando, ao invés de ser governada por nós, passa a nos governar. Em seus ensinamentos, Jesus também não condenou a ambição, mas o seu exagero. No Evangelho de Marcos (7:14-22), ao abordar a maneira como devemos interpretar o puro e o impuro, o Cristo teria dito: Nada há no exterior do homem que, penetrando nele, o possa tornar impuro, mas o que sai do homem, isso é o que o torna impuro. (...) Com efeito, é de dentro, do coração dos homens que saem as intenções malignas: prostituições, roubos, assassínios, adultérios, ambições desmedidas, maldades, malícia, devassidão, inveja, difamação, arrogância, insensatez. Assim, nobre é a ambição de se fazer o bem, de tornar-se melhor a cada dia, superando, com isso, o orgulho e o egoísmo, de ampliar cada vez mais os próprios conhecimentos e recursos, Apresentação do PowerPoint: ... utilizando-os, especialmente, como fatores de contribuição à melhoria da sociedade. Logo, bem-vinda é a ambição que objetiva a conquista de virtudes e a que busca a sabedoria na vivência das inúmeras circunstâncias do cotidiano. E, se tivermos que ambicionar algo de alguém, que sejam as elevadas qualidades que lhe caracterizam o ser. A Doutrina Espírita nos oferece um roteiro precioso para que não nos percamos em desvios indesejáveis, explicando-nos: - Somos Espíritos eternos, filhos de Deus, que imprimiu em nós algo de suas potencialidades. Dentre elas destacaríamos o poder criador que exercitamos pelo pensamento contínuo, com o qual sustentamos nosso universo interior e desenvolvemos nossas próprias iniciativas . Apresentação do PowerPoint: - Fomos criados para o Bem, que se realiza no esforço da Verdade, do Amor, da Caridade, da Justiça. Podemos constatar isso observando que ao negarmos esses valores fatalmente nos tornamos infelizes, tão desajustados quanto uma laranjeira que pretendesse produzir melancias. Quando nos comprazemos no erro, no vício, na inconsequência, é como se agredíssemos a nós mesmos, exercitando o mal, porquanto intrinsecamente, de acordo com a nossa filiação divina, estamos destinados à bondade. - A Terra é um educandário onde nos vemos na contingência de usar, no instituto da reencarnação, um admirável instrumento evolutivo: o corpo físico. E ele que nos familiariza com o trabalho, ante a necessidade de garantir-lhe a subsistência, sob inspiração do instinto de conservação, próprio dos seres vivos, Apresentação do PowerPoint: ... ajudando-nos a superar a indolência; é ele o agente precioso para “choques evolutivos” como o nascimento e a morte, que agitam os refolhos de nossa consciência, acelerando o despertar para a responsabilidade. - Os sofrimentos humanos, tanto físicos como espirituais, desbastam nossas imperfeições mais grosseiras, ajudando-nos a compreender que, assim como as laranjeiras foram feitas para produzir laranjas, o homem foi criado para realizar o Bem. É por isso que nossos impulsos mais generosos, no exercício da solidariedade, manifestam-se quando enfrentamos a adversidade. E difícil não nos sensibilizarmos com a dor alheia quando a experimentamos em nós mesmos . Apresentação do PowerPoint: - Seremos felizes na medida em que orientarmos nossas iniciativas no esforço por cumprir os desígnios divinos, admiravelmente sintetizados na lições de Jesus, o mestre por excelência. Inegavelmente, nenhum roteiro, por mais precioso, objetivo e claro, fará algo em nosso benefício, se não nos dispusermos a conhecê-lo devidamente, pelo estudo, e a seguir-lhe as orientações, caminhando na direção indicada. A perseverança nesse propósito é, sem dúvida, uma questão de maturidade. Consideremos, entretanto, a vantagem de acelerar esse amadurecimento. Não se trata de “forçar a natureza”, mas de favorecer-lhe os objetivos. Quem se empenha caminha mais depressa. Apresentação do PowerPoint: É importante cogitarmos dessa possibilidade, já que a meta a ser atingida é a nossa realização plena como filhos de Deus, habilitando-nos à felicidade em plenitude. Cuidado com a ambição. Quando os bens materiais deixam de ser parte da existência, convertendo-se em finalidade dela, entramos por caminhos perigosos. Fuja à rotina do “comer, beber, dormir, divertir-se”. Cada dia que nasce é um convite do Céu para que iluminemos nossa existência com iniciativas de aprendizado e trabalho para a conquista de inalienáveis valores de sabedoria e virtude. Evite os “desvios de rota ” cultivando a reflexão. Mais importante do que cogitar o que desejamos para nossa vida é compreender o que a Vida espera de nós . Apresentação do PowerPoint: Muita Paz! Visite o meu Blog: http://espiritual-espiritual.blogspot.com.br A serviço da Doutrina Espírita; com estudos comentados, cujo objetivo é levar as pessoas a uma reflexão sobre a vida, buscando pela compreensão das leis divinas o equilíbrio necessário para uma vida feliz. Visite também o meu Site: compartilhando-espiritualidade.webnode.com Leia Kardec! Estude Kardec! Pratique Kardec! Divulgue Kardec! O amanhã é sempre um dia a ser conquistado! Pense nisso !

Add a comment

Related presentations