Organismos geneticamente modificados

63 %
38 %
Information about Organismos geneticamente modificados
Education

Published on March 6, 2014

Author: DanielaFilipaSousa

Source: slideshare.net

Description

Resumo de Biologia àcerca dos OGM (organismos genéticamente modificados)

ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS (OGM) Corresponde a toda a entidade biológica que sofreu alterações em relação ao seu património genético, ou seja, ocorrem modificações do seu material genético através de técnicas de engenharia genética, nomeadamente através do ADN-recombinante, transferindo características num determinado organismo que, de outra forma, nunca poderia possuir ou, se possuísse, seria em menor quantidade ou grau. Assim, a inclusão de novos genes num novo organismo pretende conferir características relacionadas com a capacidade a resistir a doenças/pragas e com a melhoria do valor nutricional. Para tal acontecer recorresse, como já referi, à técnica do ADN recombinante, que utiliza ferramentas específicas tais como as enzimas de restrição, que funcionam como tesouras, pois cortam o ADN. No entanto, não o cortam ao acaso mas sim em locais específicos, ou seja, permitem cortar a parte que contém o gene/s escolhido/s. Outras grandes ferramentas são as ADN-ligases, enzimas que permitem a colagem entre as pontas de dois segmentos de ADN. Também os vectores são outra ferramenta importante para este processo, pois são eles que vão transportar o material genético a ser incluído no novo organismo. Os plasmídeos (ADN circular, presente em vegetais) e os vírus (presentes em animais) são os vectores mais comuns a serem utilizados. Por último temos os promotores, genes que acompanham o material genético a ser inserido, garantindo a expressão do gene/s que foram transferidos. Os OGM apresentam vantagens e desvantagens. Vejamos … VANTAGENS: - Tolerância a Herbicidas – Aumento da Produtividade As plantas podem ser modificadas de modo a que no seu ADN haja um gene que lhe confira resistência a produtos químicos como os pesticidas e os insecticidas. Com isto os agricultores podem utilizar a quantidade de químicos que desejarem contra pragas e o produto final não ser afectado, aumentando assim a quantidade da produção no final de cada época. - Tolerância a Insetos – Redução dos Químicos Usados As culturas transgénicas podem ser munidas de genes que lhes confiram resistência às suas pragas naturais, produzindo toxinas que matam essas pragas. Assim, é desnecessário o uso de químicos como por exemplo os pesticidas na agricultura, uma vez que a própria planta se protege, contribuindo para a redução do impacte e poluição ambiental. - Redução de uso de fertilizantes Alguns frutos e nozes são munidos de genes capazes de os fazer aumentar de tamanho naturalmente sem serem utilizados químicos nas culturas para os tornarem maiores e mais apetecíveis, como por exemplo fertilizantes

- Melhoria da qualidade dos Alimentos A tecnologia usada nos transgénicos permite-nos melhorar e corrigir os mais variados alimentos, de modo a produzirmos novos alimentos com características desejadas. Podem ser obtidos alimentos com maior teor em certos nutrientes, alimentos com vitaminas que naturalmente não conseguiriam produzir, reduzir a síntese de algumas proteínas, para que deste modo os alimentos durem mais tempo, etc. - Produção de compostos com interesse Económico A inovação da biotecnologia a este nível é de tal forma grandiosa, que é possível produzir variadíssimos tipos organismos que nos possibilitem uma vida mais fácil. É possível criar vacinas comestíveis, modificar o material genético das vacas para produzirem mais leite, criar peixes coloridos para comercializar como peças de decoração, assim como muitas outras coisas que falamos mais à frente. Tudo isto contribui para um largo interesse económico à escala mundial, e quem tiver mais “imaginação” sai a ganhar. - Clonagem Através da técnica de ADN-recombinante é possível introduzir nas bactérias genes com determinadas funções (genes de interesse). As bactérias ao reproduzirem-se formam descendentes exatamente iguais entre si, como se fosse um clone, assim fazem cópias desse gene, sendo este processo chamado de Clonagem. - Produção de Medicamentos Tal como na clonagem, através de técnicas de ADN-recombinante é possível fazer com que as bactérias passem a produzir determinadas substâncias através da inserção de genes de interesse benéficas para a saúde, e assim produzir medicamentos com base nessas substâncias produzidas. - Acabar com a Fome Mundial Os transgénicos ao permitirem um maior aproveitamento de culturas e principalmente a concepção de alimentos mais ricos em nutrientes e vitaminas, são vistos como uma esperança para os países de terceiro mundo. DESVANTAGENS: - Poluição do Ambiente Os transgénicos mais comuns são as plantas, nomeadamente o milho e a soja. Ora, uma vez que estas são modificadas de modo a adquirirem uma resistência a um pesticida ou herbicida, com o objetivo de obter um maior rendimento da colheita, por exemplo, os indivíduos responsáveis por esses campos de plantas transgénicas vão adquirir um maior “á vontade” na aplicação desses herbicidas e pesticidas. Com isto, a quantidade aplicada destes produtos sobre os campos não vai causas preocupações

relativamente ao contágio da plantação, e assim as quantidades despejadas sobre estas vão ser descomunais, tendo assim um impacto altamente nocivo sobre o ambiente, tendo assim um impacto direto sobre os solos, um vez que os químicos utilizados se infiltram na terra, contaminando-a, e um impacto indireto sobre as águas subterrâneas, os rios e mesmo sobre a atmosfera, uma vez que os químicos presentes no solo chegaram aos aquíferos e as águas dos rios. - Redução da Biodiversidade A existência de plantas resistentes a produtos químicos provoca uma redução dos predadores naturais dessa planta, afetando assim os níveis seguintes da cadeia alimentar, como os pássaros que necessitam dos insetos para se alimentarem, e ainda pode provocar uma dificuldade em existir predadores naturais para essa mesma planta. Em consequência destes acontecimentos vai haver a possibilidade de criar efeitos nocivos nos insetos que não são pragas importantes á agricultura e induzir um rápido crescimento de insetos resistentes (seleção natural). - Poluição Genética Não é possível separar culturas convencionais das transgénicas, pois os grãos de pólen percorrem distâncias na ordem dos 180 Km por dia, sendo possível haver uma disseminação dos grãos de pólen das plantas transgénicas para as plantas naturais, ou seja, vai haver uma “contaminação” pelo ar das plantas naturais pelas plantas modificadas, convertendo assim estas plantas em “cópias” daquelas que haviam sido geneticamente modificadas, convertendo todas as plantas atingidas em plantas com as mesmas características das transgénicas, alterando assim também a biodiversidade. - Aumento das Alergias Há possibilidade de desenvolvimento de alergias a produtos transgénicos. A criação de proteínas sintetizadas pelos novos genes nos transgénicos pode ter um potencial alérgico ao nosso organismo e são postos à venda nos supermercados muitos produtos com substâncias transgénicas cujo potencial alérgico ainda não foi testado. - Perigo para os agricultores A existência de culturas transgénicas pode prejudicar aqueles agricultores que não as utilizam. Como? Simplesmente porque a lei defende sempre as grandes empresas multinacionais. O que acontece é que sempre que há contaminação genética de culturas convencionais por grãos de pólen transgénicos, essas culturas passam a ser transgénicas também, e as empresas responsáveis pelo fabrico das sementes transgénicas tem o “direito” de ficar com a posse dos terrenos agrícolas porque agora passaram a ser as suas sementes que constituíam os campos agrícolas, e o proprietário para alem de ficar sem as suas culturas ainda fica sujeito a pagar uma indemnização por ter “usado” sementes que não eram dele. - Aparecimento de novas doenças

Os transgénicos munidos de genes que lhe conferem resistência a algumas bactérias podem provocar um fortalecimento dessas bactérias contra as quais atuam. As bactérias que sobrevivem à resistência das plantas transgénicas, por um processo de seleção natural, vão se reproduzindo, criando novas colónias de bactérias que não são afetadas por aquelas plantas transgénicas, desenvolvendo-se assim um novo tipo de bactérias e surgindo novas doenças nas plantas. - Perigo para a Saúde Pública O excesso de produtos químicos que advêm da utilização de organismos geneticamente modificados na agricultura, não tem apenas um impacto negativo no ambiente, mas também um risco para saúde pública. Se considerarmos que os alimentos provenientes de campos transgénicos são excessivamente irrigados com pesticidas e herbicidas, esses mesmos produtos químicos vão chegar a nossa mesa, mesmo em ínfimas quantidades, nos alimentos. Os especialistas dizem que a quantidade de químicos que tem possibilidade de chegar a nossas casas é “banal” para provocar algum tipo de impacto a nível da saúde, mas de certo que bem também não faz! - Resistência a Antibióticos A transferência de genes dos organismos geneticamente modificados para as células do corpo humano causaria preocupação se o material genético transferido afeta-se de forma adversa a saúde. Os críticos aos transgénicos defendem a teoria de que os OGM munidos de genes que lhes conferem resistências a certos antibióticos (característica que lhes permitem serem distinguidas dos não modificadas), passam a ter probabilidade de causar essa mesma resistência ao antibiótico no ser que o consumiu, ou seja, nos humanos. O resultado será então a ineficiência desse antibiótico numa possível infecção provocada por uma bactéria, ou seja, quando necessitarmos desse antibiótico, seremos resistentes a este, e assim, não nos fará efeito, com isso, podem multiplicar o número de problemas de saúde que envolvem bactérias imunes e dificultar o tratamento de doenças. - Insegurança na Utilização dos Transgénicos Os estudos feitos aos organismos geneticamente modificados são de curta duração e superficiais, não sendo possível avaliar com segurança os danos provocados por a introdução de transgénicos no ambiente. - Falta de Informação Existe uma falta de informação relativa aos organismos geneticamente modificados, sendo que grande parte da população não está informada acerca da sua concepção e em geral nem sequer sabem do que se trata um transgénico. Para além disto, mesmo a parte da população que tem conhecimento do assunto e dos possíveis impactos não tem uma informação evidente de quando está a ingerir produtos transgénicos.

Add a comment

Related presentations

Related pages

Organismo genéticamente modificado - Wikipedia, la ...

Un organismo genéticamente modificado (abreviado OMG u OGM) es un organismo cuyo material genético ha sido alterado usando técnicas de ingeniería genética
Read more

Organismos geneticamente modificados – Wikipédia, a ...

OGM é a sigla de Organismos Geneticamente Modificados, organismos manipulados geneticamente, de modo a favorecer características desejadas, como a cor ...
Read more

Organismos Genéticamente Modificados OGM

ORGANISMOS GENÉTICAMENTE MODIFICADOS: Definición legal: Definición coloquial OGM. La definición en los términos jurídicos formales deriva de la LBOGM ...
Read more

Los organismos modificados genéticamente (OMG)

Los micro organismos modificados genéticamente son seres vivos microscópicos que se utilizan en la producción de muchas vitaminas, aromas y aditivos.
Read more

ORGANISMOS GENÉTICAMENTE MODIFICADOS - Proyecto Biosfera

ORGANISMOS GENÉTICAMENTE MODIFICADOS. La Comunidad Europea define a los organismos modificados ...
Read more

¿Qué son los organismos - Instituto Nacional de ...

¿Qué son los organismos genéticamente modificados (OGM) o transgénicos? Son organismos vivos cuyas características han sido cambiadas, usando ...
Read more

Alimento transgénico - Wikipedia, la enciclopedia libre

Los diferentes organismos OGM (organismos genéticamente modificados) incluyen genes diferentes insertados en formas diferentes.
Read more

OGM: El campo de las incertitumbres - UNESCO | Building ...

Un organismo genéticamente modificado (OGM) se puede definir como un organismo animal o vegetal que ha sufrido un cambio genético ...
Read more

Organismos genéticamente modificados - YouTube

Un OGM, organismo genéticamente modificado, ... GMO (Organismos Geneticamente Modificados) - Duration: 4:06. Gonçalo Guerra 53,053 views.
Read more

Organismos Geneticamente Modificados - MAPA

Organismos geneticamente modificados são definidos como toda entidade biológica cujo material genético (ADN/ARN) foi alterado por meio de qualquer ...
Read more