Oficina de Internet eEvangelização

50 %
50 %
Information about Oficina de Internet eEvangelização
Education

Published on September 27, 2008

Author: pjest

Source: slideshare.net

Description

Oficina realizada no Anchietanum, Centro de Pastoral dos Jesuítas, em SP.

Internet e evangelização: oportunidades e desafios.

Objetivo Origem e possibilidades da rede. Inclusão digital: cursos, formações, oficinas. Educação digital: melhor aproveitamento da rede; Criação para a web: grátis e paga (aproveitamento de recursos existentes); Reforçar as Rotas virtuais entre a juventude.

Origem e possibilidades da rede.

Inclusão digital: cursos, formações, oficinas.

Educação digital: melhor aproveitamento da rede;

Criação para a web: grátis e paga (aproveitamento de recursos existentes);

Reforçar as Rotas virtuais entre a juventude.

Nossa missão de cristãos EVANGELIZAR Proclamando a Boa Nova de Jesus Cristo, Caminho para a santidade, por meio do serviço, diálogo, anúncio e testemunho de comunhão, à luz da evangélica pelos pobres, promovendo a dignidade da pessoa, renovando a comunidade eclesial, formando o povo de Deus e participando da construção de uma sociedade justa e solidária, a caminho do Reino definitivo. (DGAEv)

EVANGELIZAR

Proclamando a Boa Nova de Jesus Cristo,

Caminho para a santidade, por meio do serviço, diálogo, anúncio e testemunho de comunhão, à luz da evangélica pelos pobres, promovendo a dignidade da pessoa, renovando a comunidade eclesial, formando o povo de Deus e participando da construção de uma sociedade justa e solidária, a caminho do Reino definitivo. (DGAEv)

Características da internet Ela é instantânea, imediata, de alcance mundial, descentralizada, interativa, expansível até ao infinito em termos de conteúdo e de alcance, flexível e adaptável a um nível surpreendente. É igualitária, no sentido de que, qualquer pessoa que disponha do equipamento necessário e de uma modesta capacidade técnica, pode constituir uma presença ativa no espaço cibernético.

Ela é instantânea, imediata, de alcance mundial, descentralizada, interativa, expansível até ao infinito em termos de conteúdo e de alcance, flexível e adaptável a um nível surpreendente.

É igualitária, no sentido de que, qualquer pessoa que disponha do equipamento necessário e de uma modesta capacidade técnica, pode constituir uma presença ativa no espaço cibernético.

Nos anos 60, no auge da Guerra Fria, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos decidiu desenvolver uma rede de computadores que não pudesse ser destruída por bombardeios e que conseguisse ligar pontos considerados estratégicos para o país, como bases militares e centros de pesquisa e tecnologia. Origem da internet

Nos anos 60, no auge da Guerra Fria, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos decidiu desenvolver uma rede de computadores que não pudesse ser destruída por bombardeios e que conseguisse ligar pontos considerados estratégicos para o país, como bases militares e centros de pesquisa e tecnologia.

A idéia era montar uma rede sem um comando central, ou seja, um sistema no qual todos os pontos (os nós da rede) tivessem a mesma importância e por onde os dados fossem transmitidos em qualquer sentido (sem uma ordem definida). Estava delineada a ARPAnet, o projeto realizado pela Agência de Projetos de Pesquisa Avançada (Advanced Research Projects Agency) do governo dos EUA.

A idéia era montar uma rede sem um comando central, ou seja, um sistema no qual todos os pontos (os nós da rede) tivessem a mesma importância e por onde os dados fossem transmitidos em qualquer sentido (sem uma ordem definida). Estava delineada a ARPAnet, o projeto realizado pela Agência de Projetos de Pesquisa Avançada (Advanced Research Projects Agency) do governo dos EUA.

Em 1970, a rede interligava quatro universidades norte-americanas. O nome Internet começou a ser usado apenas em 1982. Foi só em 1991 que foi criado o sistema de hipertexto World Wide Web (www), o que facilitou a navegação pela rede.

Em 1970, a rede interligava quatro universidades norte-americanas.

O nome Internet começou a ser usado apenas em 1982.

Foi só em 1991 que foi criado o sistema de hipertexto World Wide Web (www), o que facilitou a navegação pela rede.

No Brasil Foi apenas em 1993 que ocorreu a primeira conexão de 64 kbps à longa distância, estabelecida entre São Paulo e Porto Alegre. Em 1994, estudantes da USP criaram centenas de páginas na Internet. Hoje o internauta pode perder a paciência quando um site demora 30 segundos para abrir. Mas, há dez anos, era comum uma única página demorar de 15 a 20 minutos para surgir na tela. As linhas de transmissão eram limitadas e nem se pensava em conexões via fibra óptica.

Foi apenas em 1993 que ocorreu a primeira conexão de 64 kbps à longa distância, estabelecida entre São Paulo e Porto Alegre. Em 1994, estudantes da USP criaram centenas de páginas na Internet.

Hoje o internauta pode perder a paciência quando um site demora 30 segundos para abrir. Mas, há dez anos, era comum uma única página demorar de 15 a 20 minutos para surgir na tela. As linhas de transmissão eram limitadas e nem se pensava em conexões via fibra óptica.

Dados sobre a rede A Internet manteve sua rápida taxa de crescimento no final de 2007, ao ganhar mais 5,4 milhões de sites em dezembro, fechando o ano com um total de 155.230.051 sites, informou o site TG Daily.

A Internet manteve sua rápida taxa de crescimento no final de 2007, ao ganhar mais 5,4 milhões de sites em dezembro, fechando o ano com um total de 155.230.051 sites, informou o site TG Daily.

Perfis dos internautas 1. Autênticos Digitais - representa a maioria dos pesquisados. São aqueles que não estão dispostos a consumir conteúdo em canais diferentes se não houver uma razão prática para isso. 2. Exploradores de Mídia – são pessoas mais velhas e desconfiadas com a tecnologia, dão importância para os canais tradicionais de informação, embora, segundo Marinho “ se aventurem de vez em quando no Google ou Yahoo para achar alguma coisa específica. Preferem conversas pessoais ao telefone celular e gostam de jornais e revistas impressos ”.

1. Autênticos Digitais - representa a maioria dos pesquisados. São aqueles que não estão dispostos a consumir conteúdo em canais diferentes se não houver uma razão prática para isso.

2. Exploradores de Mídia – são pessoas mais velhas e desconfiadas com a tecnologia, dão importância para os canais tradicionais de informação, embora, segundo Marinho “ se aventurem de vez em quando no Google ou Yahoo para achar alguma coisa específica. Preferem conversas pessoais ao telefone celular e gostam de jornais e revistas impressos ”.

Perfis dos internautas 3. Residentes Aprofundados – são pessoas que fazem uso da tecnologia para tudo: trabalho, negócios, diversão. Não se imaginam sem a web. São ativos na web e nas redes sociais. Acreditam que os aparatos tecnológicos são como uma extensão do corpo. 4. Zapeadores de Canais – são usuários que possuem pouco tempo para ler e muita informação para absorver. Querem entender de tudo e gostam de veículos que resumem as informações que precisam ter.

3. Residentes Aprofundados – são pessoas que fazem uso da tecnologia para tudo: trabalho, negócios, diversão. Não se imaginam sem a web. São ativos na web e nas redes sociais. Acreditam que os aparatos tecnológicos são como uma extensão do corpo.

4. Zapeadores de Canais – são usuários que possuem pouco tempo para ler e muita informação para absorver. Querem entender de tudo e gostam de veículos que resumem as informações que precisam ter.

Perfis dos internautas 5. Promotores Sociais – fazem da internet um ponto de encontro, ou seja, usam para fazer amigos, montar comunidades de relacionamento. Assistem pouca TV e lêem poucos livros, pois se concentram na web. 

5. Promotores Sociais – fazem da internet um ponto de encontro, ou seja, usam para fazer amigos, montar comunidades de relacionamento. Assistem pouca TV e lêem poucos livros, pois se concentram na web. 

Afinal, o que a internet influencia na vida da juventude? (Revista Super interessante/ setembro-2008)

 

 

Evangelização e internet: desafios e oportunidades

O que Igreja pensa sobre internet? Dois documentos: “Ética e internet” e “Igreja e internet”. Documento Ética e internet: Assim como acontece com os outros meios de comunicação, a pessoa e a comunidade dos indivíduos são centrais para uma avaliação ética da Internet. (n.03)

Dois documentos: “Ética e internet” e “Igreja e internet”.

Documento Ética e internet:

Assim como acontece com os outros meios de comunicação, a pessoa e a comunidade dos indivíduos são centrais para uma avaliação ética da Internet. (n.03)

O uso das novas tecnologias de informação e da Internet precisa de ser ponderado e orientado por um compromisso decidido em prol da prática da solidariedade ao serviço do bem comum, tanto dentro das nações como entre elas mesmas. (n. 05) Uma das mais importantes delas diz respeito àquilo a que hoje se chama « divisão digital » — uma forma de discriminação que separa os ricos dos pobres

O uso das novas tecnologias de informação e da Internet precisa de ser ponderado e orientado por um compromisso decidido em prol da prática da solidariedade ao serviço do bem comum, tanto dentro das nações como entre elas mesmas. (n. 05)

Uma das mais importantes delas diz respeito àquilo a que hoje se chama « divisão digital » — uma forma de discriminação que separa os ricos dos pobres

 

Documento ‘Igreja e internet’: No que diz respeito à Internet, a educação e o treinamento devem constituir uma parte dos programas compreensivos de formação a respeito dos meios de comunicação, disponíveis para os membros da Igreja. (n.06).

Documento ‘Igreja e internet’:

No que diz respeito à Internet, a educação e o treinamento devem constituir uma parte dos programas compreensivos de formação a respeito dos meios de comunicação, disponíveis para os membros da Igreja. (n.06).

Assim, a formação sobre a Internet e as novas tecnologias exige muito mais do que o ensino das técnicas; os jovens têm necessidade de aprender como agir corretamente no mundo do espaço cibernético, discernir os juízos de acordo com critérios morais sólidos a respeito daquilo que nele encontram e lançar mão das novas tecnologias para o seu desenvolvimento integral e o benefício dos outros. (n.06)

Assim, a formação sobre a Internet e as novas tecnologias exige muito mais do que o ensino das técnicas; os jovens têm necessidade de aprender como agir corretamente no mundo do espaço cibernético, discernir os juízos de acordo com critérios morais sólidos a respeito daquilo que nele encontram e lançar mão das novas tecnologias para o seu desenvolvimento integral e o benefício dos outros. (n.06)

Oportunidades da rede Intercambio de experiências: email, dinâmicas, comunicação (lista de email) Divulgar informações/ Sites de notícias/ Igrejas/ Cristãos/ Políticos, etc... Formação de consciência/ Debate de temas/ Fórum/ pesquisas/ produções

Intercambio de experiências: email, dinâmicas, comunicação (lista de email)

Divulgar informações/ Sites de notícias/ Igrejas/ Cristãos/ Políticos, etc...

Formação de consciência/ Debate de temas/ Fórum/ pesquisas/ produções

Produção para a web -Criação de conteúdos dinâmicos - Blogs: Blogger: https:// www.blogger.com /start Wordpress: http://pt-br.wordpress.com/

-Criação de conteúdos dinâmicos

- Blogs:

Blogger: https:// www.blogger.com /start

Wordpress: http://pt-br.wordpress.com/

-Fotos Picasa: http://picasa.google.com.br/ Vuvox: http://www.vuvox.com/ -Armanezagem de arquivos: 4shared: http://www.4shared.com/ Hotshare: http:// www.hotshare.net/br /

-Fotos

Picasa: http://picasa.google.com.br/

Vuvox: http://www.vuvox.com/

-Armanezagem de arquivos:

4shared: http://www.4shared.com/

Hotshare: http:// www.hotshare.net/br /

Vídeos Youtube: http://br.youtube.com/ Google: http:// video.google.com / 12Seconds: http://12seconds.tv/ Yappr: http:// br.yappr.com/welcome/VideoList.action

Vídeos

Youtube: http://br.youtube.com/

Google: http:// video.google.com /

12Seconds: http://12seconds.tv/

Yappr: http:// br.yappr.com/welcome/VideoList.action

Meios Potencialização de recursos/ criatividade/moviemaker/ Câmeras fotográficas/ clipes Escrita para a web Serviço PAGO ou grátis?

Potencialização de recursos/ criatividade/moviemaker/

Câmeras fotográficas/ clipes

Escrita para a web

Serviço PAGO ou grátis?

Ajudar a Igreja na evangelização Inclusão digital: cursos, formações, oficinas. Retomando os desafios

Ajudar a Igreja na evangelização

Inclusão digital: cursos, formações, oficinas.

Retomando os desafios Educação digital: melhor aproveitamento da rede (a vida não é só MSN e Orkut) Criação para a web: grátis e paga (aproveitamento de recursos existentes)

Educação digital: melhor aproveitamento da rede (a vida não é só MSN e Orkut)

Criação para a web: grátis e paga (aproveitamento de recursos existentes)

Retomando os desafios Criação e reforço das Rotas virtuais entre e com a juventude.

Criação e reforço das Rotas virtuais entre e com a juventude.

 

Add a comment

Related presentations