advertisement

Oficina #2 Bike Anjo - Apresentação TC Urbes - Você sabe o que é um plano cicloviário?

100 %
0 %
advertisement
Information about Oficina #2 Bike Anjo - Apresentação TC Urbes - Você sabe o que é um...
Environment

Published on October 14, 2014

Author: jpmamaral1

Source: slideshare.net

Description

Saiba mais: http://bikeanjo.org/oficinasparabikeanjos
advertisement

1. Você sabe o que é um Plano Cicloviário? 2° Oficina de capacitação da Rede Bike Anjo | outubro de 2014

2. Planejamento Urbano Plano Cicloviário Cidade Ciclável Exemplos de Planos Cicloviários Planejamento Urbano

3. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 3/23Plano Diretor - PD Constituição de 1988 – define como obrigatórios os Planos Diretores para cidades com população acima de 20.000 habitantes Estatuto da Cidade, de 2001 – reafirmação dessa diretriz, estabelecendo o Plano Diretor como o instrumento básico da política de desenvolvimento e expansão urbana (adaptado de BRASIL, 2002, p. 38) Plano Diretor = conjunto de princípios e regras orientadoras da ação dos agentes que constroem e utilizam o espaço urbano (adaptado de BRASIL, 2002, p. 40)

4. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 4/23Plano de Mobilidade - PlanMob Lei nº 12.587/2012 – Lei da Mobilidade Urbana • Sancionada em janeiro de 2012 • Entrou em vigor em abril de 2012 *até abril de 2015, os municípios que não tenham elaborado o PlanMob ficam impedidos de receber recursos orçamentários federais destinados à mobilidade urbana até que atendam às exigências da Lei Define os modos de transporte, traz princípios, diretrizes e objetivos da Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU) e estabelece prazo para elaboração do Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob), para municípios com mais de 20.000 habitantes

5. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 5/23PNMU – Política Nacional de Mobilidade Urbana Princípios II - desenvolvimento sustentável das cidades, nas dimensões socioeconômicas e ambientais VIII - equidade no uso do espaço público de circulação, vias e logradouros Diretrizes II - prioridade dos modos de transportes não motorizados sobre os motorizados e dos serviços de transporte público coletivo sobre o transporte individual motorizado III - integração entre os modos e serviços de transporte urbano IV - mitigação dos custos ambientais, sociais e econômicos dos deslocamentos de pessoas e cargas na cidade Objetivos III - proporcionar melhoria nas condições urbanas da população no que se refere à acessibilidade e à mobilidade IV - promover o desenvolvimento sustentável com a mitigação dos custos ambientais e socioeconômicos dos deslocamentos de pessoas e cargas nas cidades

6. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 6/23Plano Cicloviário Plano Diretor – organiza as diretrizes da cidade que se deseja Plano de Mobilidade – elabora as informações relativas à mobilidade de forma a integrar todos os modos de transporte, para que se possa alcançar o planejamento territorial definido Plano Cicloviário – detalha as informações do PlanMob para a mobilidade por bicicleta *O Plano Cicloviário é um desdobramento do Plano de Mobilidade ou do Plano Diretor e consiste em detalhamentos sobre as políticas públicas a ser implementadas para viabilizar e/ou melhorar a mobilidade por bicicleta nos municípios

7. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 7/23Relação do Plano Cicloviário com outros instrumentos de planejamento urbano Plano Diretor Lei nº 10.257/01 Plano de Mobilidade Lei nº 12.587/12 Plano Cicloviário Plano Municipal de Saneamento Lei nº 11.445/07 Plano Municipal de Resíduos Sólidos Lei nº 12.305/10 Plano de Habitação Plano de Preservação do Patrimônio Cultural Demais Planos

8. Planejamento Urbano Plano Cicloviário Cidade Ciclável Exemplos de Planos Cicloviários Plano Cicloviário

9. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 9/23O que compõe um Plano Cicloviário? $ i Programa de Infraestrutura Cicloviária Programa para a Educação e Informação Programa Orçamentário Programa de Gestão

10. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 10/23Dinâmicas Urbanas – Critérios para levar em conta em um plano cicloviário clima relevo arborização processos históricos processo de crescimento densidadeuso do solo dimensão sistema viário perfil sócio- econômico 1800 1900 2000 10 30 $

11. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 11/23 Trânsito compartilhado Ciclovia elevada ou trânsito no acostamento Ciclovia em terreno limpo Ciclovia na via Ciclofaixa 2.000 *1.000veículo/diaequivalema,aproximadamente, 40veículos/horaou1veículoacada1,5minutos 4.0006.0008.00010.00012.000 10 20 30 40 50 60 70 80 velocidade de tráfego (km/h) volumedeveículos/dia Dinâmicas Urbanas – Critérios para levar em conta em um plano cicloviário

12. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 12/23Objetivos do Plano Cicloviário Cidade Ciclável = Cidade que permite ao ciclista, independentedesuacondição física, efetuar deslocamentos por bicicleta, de porta a porta, com conforto e segurança

13. Planejamento Urbano Plano Cicloviário Cidade Ciclável Exemplos de Planos Cicloviários Cidade Ciclável

14. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 14/23O​que significa ser uma cidade ciclável? • Implantação de um Sistema Cicloviário • Traffic Calming (Medidas Moderadoras de Tráfego) - redução de velocidade das vias, restrição à circulação de veículos pesados, • Pavimentação e drenagem adequados • Sinalização de Orientação para ciclistas • Locais para estacionamento de bicicletas (paraciclos e bicicletários) • Sistema de bicicletas compartilhadas Infraestrutura Fotos(emsentidohorário): Arlington,EUA(autor desconhecido); BicicletáriodoLargoda Batata(EduardoPompeo Martins); Barcelona,ESP(autor desconhecido); Amsterdam,HOL(TCUrbes); Utrecht,HOL(TCUrbes); Copenhagen,DIN(TCUrbes)

15. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 15/23O​que significa ser uma cidade ciclável? Educação • Campanhas de educação para o trânsito • Programas de educação para o trânsito • Incorporação da educação para o trânsito ao sistema de ensino • Programas de comunicação social Fotos: curso de formação para motoristas de ônibus em Florianópolis, SC (Rede Globo/ Reprodução); Curso de formação para motoristas de ônibus em Recife, PE (Roberta Soares/Reprodução); Programa “Escola de Bicicleta” no bairro de São Mateus, em São Paulo, SP (Lilian Borges)

16. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 16/23O​que significa ser uma cidade ciclável? Gestão Operacional • Ciclovias Operacionais de Lazer • Coordenação semafórica • Análise dos impactos da aplicação de medidas para incentivar a circualção por bicicleta Institucional • modificações na estrutura administrativa pública Regulamentação • Criação de leis normatizadoras do transporte cicloviário • Criação de normas complementares (trânsito de bicicletas no contrafluxo, possibilidade de passagem no farol vermelho etc.) Fotos: Ciclofaixa de lazer em São Paulo, SP (Reprodução CiclofaixaSP); Ciclofaixa no contrafluxo em Paris, FR (autor desconhecido); Onda verde semafória instalada em São Carlos, SP (autor desconhecido)

17. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 17/23O que compõe um sistema cicloviário? • Alimentação da rede, de caráter interno aos bairros • Requalificação das vias existentes • Construção de conexões dos bairros com a área central da cidade • Ligações transversais • Circulação interna nos bairros mais periféricos Primeira fase Segunda fase Terceira fase

18. Planejamento Urbano Plano Cicloviário Cidade Ciclável Exemplos de Planos CicloviáriosExemplos de Planos Cicloviários

19. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 19/23Exemplos de Planos Cicloviários – Rio Branco, AC RIO ACRE CÓRREGO SÃO FRANCISCO MANOEL JULIÃO BOSQUE PLACAS TANCREDO NEVES TUCUMÃ CONJUNTO UNIVERSITÁRIO PORTAL DA AMAZÔNIA NOVA ESPERANÇA FLORESTA SUL TAQUARI MAURÍ SÉRGIO CENTRO Programa de Infraestrutura Cicloviária • requalificação de 60 km de vias existentes (segundo novos critérios de segurança ao ciclista) • implantação de mais 100 km de vias cicláveis • padronização da sinalização do sistema Rede Cicloviária proposta pelo Plano cicloviário de Rio Branco

20. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 20/23Exemplos de Planos Cicloviários – Rio Branco, AC Fotos: Ricardo Augusto Oliveira Fotos: RB Trans

21. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 21/23Exemplos de Planos Cicloviários – Rio Branco, AC Parque da Maternidade Rio Branco, AC Fotos: TC Urbes

22. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 22/23Exemplos de Planos Cicloviários – Porto Alegre, RS Mapa de Rede Cicloviária proposta Estruturas implantadas (Fotos: TC Urbes) 2009 2014

23. © 2014 TC Urbes Mobilidade e Projetos Urbanos 23/23 tcurbes.com.br facebook.com/tcurbes tcurbes@tcurbes.com.br

Add a comment

Related presentations

L'Arbre à Vent, système éolien innovant en forme d'Arbre dont les feuilles agissen...

2 Kåre Fostervold

2 Kåre Fostervold

November 10, 2014

Perspectives on German-Norwegian Energy Cooperation Kåre Fostervold, State Secre...

3 Tor Eigil Hodne

3 Tor Eigil Hodne

November 10, 2014

Interconnecting Germany and Norway: Nordlink in the Context of Energy Security, ...

4 Øyvind Stakkeland

4 Øyvind Stakkeland

November 10, 2014

Value Creation by Interconnecting Norwegian Hydro and European Markets in Transiti...

5 Stefan Göbel

5 Stefan Göbel

November 10, 2014

Putting a Price on Security of Supply – Capacity Mechanisms Stefan Göbel, Head o...

6 Olav Johan Botnen

6 Olav Johan Botnen

November 10, 2014

Long Term Analysis for the German Power Market Olav Johan Botnen, Senior Analyst...