O Futuro das Religiões

50 %
50 %
Information about O Futuro das Religiões
Spiritual-Inspirational

Published on November 11, 2018

Author: hfcblog

Source: authorstream.com

Apresentação do PowerPoint: O Futuro das Religiões Pesquisa e Formatação Música: Leaving the next -Ernesto Cortazar Transição manual dos Slides 10/11/18 18:47:16 HELIO CRUZ Apresentação do PowerPoint: As religiões sempre foram muito importantes para toda Humanidade, porque sempre tivemos a necessidade de receitas ou de fórmulas para acessar Deus, em função de nossos níveis de consciência. Mas o homem vem evoluindo e sua forma de ver o divino também. Saber o que pode acontecer no futuro sempre foi e será uma tarefa complexa, isso porque nenhum de nós possui o controle sobre os acontecimentos futuros. No máximo o que podemos é levantar algumas hipóteses com base no que vemos no presente. Pois o presente é o resultado do que aconteceu no passado, e o futuro dependerá do que acontecer agora no presente. Nos dias de hoje, percebemos que para o indivíduo moderno, a maioria das religiões não consegue mais explicar com esclarecimento, sensatez e sobriedade, questões como, por exemplo: Apresentação do PowerPoint: De onde viemos? Para onde vamos? Quem somos? Qual é a nossa missão? Por que sou filho desses pais? Por que as pessoas morrem? O que é a morte? E todas essas são algumas das poucas perguntas que não podem ser respondidas de forma coesa pela maioria das religiões do mundo. Mas essa não é a única limitação. Muitas pessoas não suportam falar de Deus porque associam esse termo às insanidades ocorrentes no planeta, em que pessoas comuns se mutilam, fazem guerra, tudo para defender, seus pontos de vista religiosos. Chega de tanta ignorância e alienação! O homem precisa sair dessa hipnose insana em que vive quando o assunto é a sua essência divina. Temos que aprender a perceber que somos de natureza espiritual, entendendo as implicações em que isso resulta. Apresentação do PowerPoint: As religiões foram realmente importantes até os tempos mais recentes na história evolutiva da Humanidade, só que precisam encerrar seus ciclos que, diga-se de passagem, são dignos de aplausos. Só que agora, não mais comportam as necessidades e anseios que transbordam do coração das pessoas. Se elas continuarem assim como estão nos dias de hoje, acabarão por escravizar, tolher e atrapalhar a evolução de seus fiéis que por sua vez, não devem ser fiéis às linhas religiosas, mas um estilo angelical de vida. A conduta moral não deve acompanhar apenas escrituras, mas, principalmente princípios de bondade, equilíbrio e amor ao próximo como a si mesmo. Não existem fórmulas ou métodos perfeitos, não somos capazes de expressar em palavras faladas ou escritas, a divindade universal . Apresentação do PowerPoint: Qualquer tentativa, mesmo que bem intencionada e elaborada, ainda que crivada de muita sabedoria, mesmo assim seria um modelo rústico diante da grandeza da mente divina e do Grande Espírito que rege esse Universo incrível. As Histórias das religiões estão cheias de assembleias, sínodos e concílios para correções e reformas doutrinárias. A Igreja, com seus concílios ecumênicos, é um exemplo dessas correções no decorrer dos séculos, as quais nos demonstram, é óbvio, que, anteriormente, havia erros doutrinários em seus ensinos. Foi, por um lado, um erro a Igreja ter-se aliado ao poder civil, no tempo de Constantino e Teodósio, mas, por outro lado, foi bom, pois ela se fortaleceu, e o Cristianismo firmou-se com o monoteísmo sobre o politeísmo do Império Romano. Apresentação do PowerPoint: As Cruzadas foram outro grande erro da Igreja, mas, com elas, o Cristianismo se expandiu mais no Oriente Médio. E, lembrando que os protestantes tiveram também a sua Inquisição, ela, certamente, foi o maior erro e o mais grave pecado da Igreja. Como disse João Paulo II, por mais que se queira empurrar a Inquisição para debaixo do tapete, ela é uma página negra na História da Igreja. Mas ela se tornou também uma prova incontestável de que nenhuma igreja é infalível, o que nos leva às seguintes perguntas. Será que todas as doutrinas dogmáticas estão realmente corretas, apesar de tanto os dogmatistas dizerem que os dogmas são intocáveis? Seriam intocáveis por sustentarem doutrinas realmente corretas ou, simplesmente, por sustentarem uma atitude orgulhosa de autoridades religiosas, que querem ser consideradas infalíveis? Apresentação do PowerPoint: O tempo futuro nos dirá a verdade! E quando se fala no futuro das religiões temos que seguir a mesma linha de raciocínio. Por exemplo, o cristianismo ainda é a maior religião do mundo; isso em número de seguidores. Mas será que daqui há cinquenta anos ele continuará com esse status? Talvez não. E o que falar das outras religiões? Há conjecturas de que o Islã tome o lugar do cristianismo e se torne a maior religião do mundo, mas nada pode ser afirmado com absoluta certeza. As ciências sociais ensinam que à medida que o tempo passa as sociedades sofrem mudanças em suas estruturas, e esse processo afeta diretamente as religiões, pois elas também fazem parte das sociedades humanas. Em outras palavras, a religião de hoje não será à mesma de amanhã. Apresentação do PowerPoint: O presente texto tem o principal objetivo de provocar uma reflexão filosófica sobre o futuro das religiões; e também saber o que elas podem fazer para sobreviverem em um mundo que vive em constantes mudanças. Hoje um dos maiores adversários das religiões é o secularismo, que a grosso modo pode ser definido como uma tendência em explicar o mundo de forma racional, sem precisar do auxílio das crenças religiosas. Qualquer sistema religioso pode se desgastar com o tempo e se tornar irrelevante para as futuras gerações. Porque não conseguiram se “revitalizar” e se adaptar aos novos tempos; com certeza não terão um futuro promissor, e entrarão na lista das “religiões que o mundo esqueceu”. Isso mesmo, existem religiões que o mundo esqueceu e se transformaram em peças de museu! Apresentação do PowerPoint: Onde estão as religiões dos egípcios, sumérios, gregos, romanos, celtas, maias e dos incas? Nos museus e nos livros de histórias. Em outras palavras, são religiões mortas que não são praticadas e vivenciadas por ninguém. Hoje são apenas objetos de estudo de historiadores e arqueólogos. As religiões nunca mais foram as mesmas depois do progresso cientifico. Antes do advento da ciência quase tudo no mundo era explicado a partir dos conceitos religiosos. A origem do homem e do universo eram explicados conforme os ditames dos livros sagrados. Mas na medida que os tempos foram se seguindo as explicações religiosas foram perdendo sua credibilidade. A fé religiosa mostrou-se incompetente para responder muitas perguntas. A sociedade passou a usar à ciência e seus métodos para tentar explicar, de uma forma mais racional, os mistérios do mundo. Apresentação do PowerPoint: A nossa reflexão é sobre o futuro das religiões. Qual será o futuro das religiões? Porém, alguém poderá perguntar: qual será a religião do futuro? Lógico, os espíritas desejariam que o Espiritismo fosse a religião do futuro. Os católicos desejariam também que o Catolicismo foi a religião do futuro. Os protestantes, nas mais diversas escolas, nas quais estão divididos, desejariam também que o Protestantismo em sua essência fosse a religião do futuro. Assim, com todas as demais religiões. Mas, será que é isso que vai acontecer no futuro? Nós teremos uma única religião que irá absorver as demais religiões, ou teremos, como existe na atualidade, esse grande número de religiões que já ultrapassa a casa de 10.000 religiões diferentes na face do Planeta Terra, em sua maioria religiões cristãs, que são ligadas aos textos bíblicos, mas cada qual dá uma interpretação diferente. Apresentação do PowerPoint: Essa reflexão é em torno do nosso futuro religioso. O que ocorrerá? Quais são os sinais que podemos perceber em relação a permanência das religiões ou a extinção delas. A ideia da religião surgiu a partir de um princípio da religação do homem com a divindade. Restabelecer um laço entre o homem que cometeu equívocos e Deus. E isso ocorreu durante um longo período de tempo. E esse modelo antigo, esse contato direto do homem com a sua divindade, perdeu-se um pouco, porque começaram a criar modelos intermediários, uma estrutura sacerdotal, onde um indivíduo teria capacidade superior aos demais daquela congregação, e as pessoas deveriam buscá-los para ser o intermediário entre o homem, o pecador, e a divindade. Apresentação do PowerPoint: Surgiu, então, essa estrutura no seio das religiões. Então, aquele sentido de que o homem poderia estabelecer esse contato foi suprimido, para que se tivesse uma estrutura com grau hierárquico, e o homem buscasse primeiro esses indivíduos. No livro A Gênese, em seu capítulo XVIII, item 17, Sinais dos tempos, encontramos: A fraternidade será a pedra angular da nova ordem social; mas, não há fraternidade real, sólida, efetiva, senão assente em base inabalável e essa base é a fé, não a fé em tais ou tais dogmas particulares, que mudam com os tempos e os povos e que mutuamente se apedrejam, porquanto, anatematizando-se uns aos outros, alimentam o antagonismo, mas a fé nos princípios fundamentais que toda a gente pode aceitar e aceitará: Apresentação do PowerPoint: Deus, a alma, o futuro, o progresso individual indefinito, a perpetuidade das relações entre os seres. Quando todos os homens estiverem convencidos de que Deus é o mesmo para todos; de que esse Deus, soberanamente justo e bom, nada de injusto pode querer; que não dele, porém dos homens vem o mal, todos se considerarão filhos do mesmo Pai e se estenderão as mãos uns aos outros. Essa a fé que o Espiritismo faculta e que doravante será o eixo em torno do qual girará o gênero humano, quaisquer que sejam os cultos e as crenças particulares. Aqui, Kardec está fazendo referência a todas as escolas religiosas, inclusive a Doutrina Espírita. Todas elas têm os seus princípios fundamentais; e esses princípios têm que ser aceitos por unanimidade. Apresentação do PowerPoint: A estrutura que seria o eixo tem que apresentar verdades inabaláveis, em que todos possam acreditar. Eles não podem ter características particulares ou de grupos, e não podem contradizer a ciência, a evolução, o conhecimento, porque senão o grupo que acredita nisso fica fadado ao atraso, porque as coisas evoluem e a pessoa continua acreditando numa coisa que está errada comprovadamente. Então os dogmas particulares e grupais não poderão existir para funcionar como eixo de crença de todas as pessoas. É comum se ouvir no meio espírita que Léon Denis teria dito certa feita que o Espiritismo não será a religião do futuro. Mas será o futuro das religiões. Na verdade, Léon Denis (Pensador espírita, médium e dos principais continuadores do Espiritismo após a morte de Kardec) nunca disse isso. Apresentação do PowerPoint: Dessa maneira, não. Isso foi uma interpretação equivocada de alguém, com base no capitulo XI, do livro No Invisível. De onde podemos extrair o seguinte: A ideia de que aos poucos as religiões do mundo irão agregar os conceitos fundamentais do Espiritismo. E que as religiões ficarão naturalmente tão parecidas, que não se fará mais a distinção entre uma e outra. Pouco importará a qual religião se siga. Haverá uma harmonia mundial em relação a conceitos sobre vida e espiritualidade. Todos unidos em concordância, em prol do Bem Universal. Um dia, os dogmas serão derrubados; as estruturas clericais se extinguirão; o modelo comercial ao qual algumas religiões estão vinculas acabará; vai imperar o dai de graça o que de graça recebeu; não vamos ficar mais ancorados no Velho Testamento . Apresentação do PowerPoint: Acredito que um caminho mais eficaz para preservação das tradições religiosas seja o caminho da ética e não o da força. Quando cristãos, judeus, muçulmanos, budistas e outros religiosos preocuparem-se mais com o bem-estar da sociedade e não tanto com os seus dogmas, sem dúvida, as religiões serão mais relevantes e terão um futuro certo. Concluindo, sempre será uma tarefa complexa prever o futuro de alguma coisa. O mundo dá muitas voltas; e o que defendemos hoje como certo pode futuramente ser visto como equivocado. Mas se as religiões quiserem sobreviver no futuro terão que fazer muito mais, além de defenderem somente os seus dogmas. Na hora em que nos religarmos a Deus, nós vamos oferecer um sacrifício a Ele; ... Apresentação do PowerPoint: ... o sacrifício da nossa reforma interior, de nós buscarmos a todo custo, a cada momento nos tornar uma criatura melhor. Fazendo isso, nós garantiremos que a religião do futuro, ou o futuro das religiões será o bem coletivo . Muita Paz! Visite o meu Blog: http://espiritual-espiritual.blogspot.com.br A serviço da Doutrina Espírita; com estudos comentados, cujo objetivo é levar as pessoas a uma reflexão sobre a vida. Leia Kardec! Estude Kardec! Pratique Kardec! Divulgue Kardec! O amanhã é sempre um dia a ser conquistado! Pense nisso!

Add a comment

Related presentations