Modelagem Arquitetural e Visão 4+1

100 %
0 %
Information about Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Technology

Published on January 10, 2009

Author: adrianotavares

Source: slideshare.net

Description

Introdução à modelagem arquitetural com múltiplas visões e UML.

Modelagem Arquitetural e a Visão 4+1 Adriano de Pinho Tavares Janeiro 2009 – Circuito IGTI de Palestras Corporativas

Modelagem Arquitetural Sobre o palestrante

Modelagem Arquitetural e a Visão 4+1

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelos são Simplificações Um modelo é uma simplificação da realidade.

Um modelo é uma simplificação da realidade.

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem – Para quê Objetivos da modelagem: Compreensão de sistemas complexos. Explorar e comparar as alternativas de desenho a um baixo custo. Formar a fundação para implementação. Capturar requisitos com precisão. Comunicar decisões sem ambigüidade.

Objetivos da modelagem:

Compreensão de sistemas complexos.

Explorar e comparar as alternativas de desenho a um baixo custo.

Formar a fundação para implementação.

Capturar requisitos com precisão.

Comunicar decisões sem ambigüidade.

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem – Vantagens Vantagens da Modelagem: Prover a estrutura para a solução de problemas. Experimentação de múltiplas soluções. Produzir abstrações para tratar complexidade. Reduzir o tempo do projeto. Diminuir custos de desenvolvimento. Controlar riscos de erros.

Vantagens da Modelagem:

Prover a estrutura para a solução de problemas.

Experimentação de múltiplas soluções.

Produzir abstrações para tratar complexidade.

Reduzir o tempo do projeto.

Diminuir custos de desenvolvimento.

Controlar riscos de erros.

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem – Princípios Os quatro princípios da modelagem: Escolha o modelo mais adequado Use níveis diferentes de precisão. Procure conectar o modelo à realidade. Nenhum modelo único é suficiente.

Os quatro princípios da modelagem:

Escolha o modelo mais adequado

Use níveis diferentes de precisão.

Procure conectar o modelo à realidade.

Nenhum modelo único é suficiente.

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem e a UML Combina conceitos de várias metodologias Abrangente – Modelagem de negócios, Requisitos, Análise, Desenho, Implementação, Testes, Implantação. Aplicável a qualquer domínio. Independente de linguagem, plataforma ou processo. Suportada por várias ferramentas.

Combina conceitos de várias metodologias

Abrangente – Modelagem de negócios, Requisitos, Análise, Desenho, Implementação, Testes, Implantação.

Aplicável a qualquer domínio.

Independente de linguagem, plataforma ou processo.

Suportada por várias ferramentas.

Introdução à Modelagem Arquitetural UML 2 - Objetivos Linguagem consistente para: Visualização. Especificação. Construção. Documentação.

Linguagem consistente para:

Visualização.

Especificação.

Construção.

Documentação.

Introdução à Modelagem Arquitetural UML 2 - Objetivos

Introdução à Modelagem Arquitetural UML – Principais Diagramas

Introdução à Modelagem Arquitetural UML – Principais Elementos Semântica dos modelos (UML2 e MOF). Linguagem de interoperabilidade chamada XMI. Linguagem de queries chamada OCL. Linguagem de transformações chamada QVT.

Semântica dos modelos (UML2 e MOF).

Linguagem de interoperabilidade chamada XMI.

Linguagem de queries chamada OCL.

Linguagem de transformações chamada QVT.

Introdução à Modelagem Arquitetural Arquiteturas de Softwares A arquitetura de um sistema de software é a organização ou a estrutura dos componentes significativos do sistema que interagem por meio de interfaces, com elementos constituídos de componentes e interfaces sucessivamente menores.

A arquitetura de um sistema de software é a organização ou a estrutura dos componentes significativos do sistema que interagem por meio de interfaces, com elementos constituídos de componentes e interfaces sucessivamente menores.

Introdução à Modelagem Arquitetural Conceitos errados

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem Arquitetural Tipos de Projeto de sistemas de software Dirigidos por Calendário. Atendimento urgente a uma norma regulatória. Dirigidos por Qualidade. Sistemas que lidam com vidas humanas. Dirigidos por Requisitos. Sistemas com foco apenas na visão do usuário. Dirigidos por Documentação. Necessidades fortíssimas de sub-contratação e/ou gestão da informação. Dirigidos por Arquiteturas. Equilíbrio de fatores.

Tipos de Projeto de sistemas de software

Dirigidos por Calendário.

Atendimento urgente a uma norma regulatória.

Dirigidos por Qualidade.

Sistemas que lidam com vidas humanas.

Dirigidos por Requisitos.

Sistemas com foco apenas na visão do usuário.

Dirigidos por Documentação.

Necessidades fortíssimas de sub-contratação e/ou gestão da informação.

Dirigidos por Arquiteturas.

Equilíbrio de fatores.

Introdução à Modelagem Arquitetural Visão 4+1 A visão 4+1 para desenho técnico de sistemas. Baseado nos princípios de: Modelo. Visão. Preocupação. Envolvidos.

A visão 4+1 para desenho técnico de sistemas.

Baseado nos princípios de:

Modelo.

Visão.

Preocupação.

Envolvidos.

Introdução à Modelagem Arquitetural Visão 4+1 Visão de implementação Desenvolvedores Gerência de configuração Visão de processos Desempenho Escalabilidade Vasão (Throughput ) Integradores de sistemas Visão de implantação Topologia do sistema Comunicação Provisionamento Analistas de suporte Visão Lógica Funcionalidade Usuários finais ◄ lógico físico► Visão de casos de uso

Introdução à Modelagem Arquitetural Visão de Casos de Uso

Introdução à Modelagem Arquitetural Visão Lógica

Introdução à Modelagem Arquitetural Visão de Implementação Usada para capturar os sub-sistemas em um modelo de implementação, normalmente representada como um diagrama de componentes. Expressa a gestão da configuração. Agenda.INI Agenda.HLP Agenda.DLL Agenda.EXE

Usada para capturar os sub-sistemas em um modelo de implementação, normalmente representada como um diagrama de componentes.

Expressa a gestão da configuração.

Introdução à Modelagem Arquitetural Visão de Implantação

Introdução à Modelagem Arquitetural Visão de Processos

Introdução à Modelagem Arquitetural Visão 4+1 - O que usar Nem todos os sistemas precisam de todas as visões: Sistema pequeno (ignore a visão de implementação). Processador único (ignore a visão de implantação). Processo único (ignore a visão de processos). Alguns sistemas precisam de visões adicionais: Visão de dados. Visão de segurança. Outros aspectos.

Nem todos os sistemas precisam de todas as visões:

Sistema pequeno (ignore a visão de implementação).

Processador único (ignore a visão de implantação).

Processo único (ignore a visão de processos).

Alguns sistemas precisam de visões adicionais:

Visão de dados.

Visão de segurança.

Outros aspectos.

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Diagrama primário - Diagrama de classificadores estáticos (pacotes e classes). A visão da arquitetura do sistema que compreende o vocabulário do espaço do problema e da solução, as colaborações, que realizam os casos de uso do sistema, os subsistemas que determinam a decomposição do sistema em camadas, e as interfaces que são expostas pelos subsistemas e o pelo sistema como um todo.

Diagrama primário - Diagrama de classificadores estáticos (pacotes e classes).

A visão da arquitetura do sistema que compreende o vocabulário do espaço do problema e da solução, as colaborações, que realizam os casos de uso do sistema, os subsistemas que determinam a decomposição do sistema em camadas, e as interfaces que são expostas pelos subsistemas e o pelo sistema como um todo.

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Pacotes: Mecanismo de propósito geral da UML para organização de elementos de modelos em grupos.

Pacotes:

Mecanismo de propósito geral da UML para organização de elementos de modelos em grupos.

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Exemplos:

Exemplos:

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Arquitetura de referência: Representa principais abstrações da tecnologia, e serve como um template para que o código possa ser implementado. Expressa como um diagrama de classes. Um diagrama de classes de uma arquitetura de referência usa estereótipos e muitas vezes padrões de desenho para a sua representação.

Arquitetura de referência:

Representa principais abstrações da tecnologia, e serve como um template para que o código possa ser implementado.

Expressa como um diagrama de classes.

Um diagrama de classes de uma arquitetura de referência usa estereótipos e muitas vezes padrões de desenho para a sua representação.

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Arquitetura de referência - Exemplos: (1/7)

Arquitetura de referência - Exemplos: (1/7)

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Arquitetura de referência - Exemplos: (2/7)

Arquitetura de referência - Exemplos: (2/7)

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Arquitetura de referência - Exemplos: (3/7)

Arquitetura de referência - Exemplos: (3/7)

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Arquitetura de referência - Exemplos: (4/7)

Arquitetura de referência - Exemplos: (4/7)

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Arquitetura de referência - Exemplos: (5/7)

Arquitetura de referência - Exemplos: (5/7)

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Arquitetura de referência - Exemplos: (6/7)

Arquitetura de referência - Exemplos: (6/7)

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão Lógica Arquitetura de referência - Exemplos: (7/7)

Arquitetura de referência - Exemplos: (7/7)

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão de Implementação Diagrama primário - Diagrama de componentes. Um diagrama de componentes é usado para mostrar as dependências de compilação e construção bem como de tempo de execução.

Diagrama primário - Diagrama de componentes.

Um diagrama de componentes é usado para mostrar as dependências de compilação e construção bem como de tempo de execução.

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão de Implementação UML 1.x UML 2.x

UML 1.x

UML 2.x

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão de Implementação Exemplo:

Exemplo:

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão de Implantação Diagrama primário - Diagrama de implantação. Um diagrama de implantação mostra a configuração dos processadores (nodos) em tempo de execução, os links de comunicação entre eles e as instâncias dos componentes e objetos que residem neles.

Diagrama primário - Diagrama de implantação.

Um diagrama de implantação mostra a configuração dos processadores (nodos) em tempo de execução, os links de comunicação entre eles e as instâncias dos componentes e objetos que residem neles.

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão de Implantação

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão de Implantação Exemplo:

Exemplo:

Introdução à Modelagem Arquitetural Modelagem da Visão de Implantação Exemplo:

Exemplo:

Introdução à Modelagem Arquitetural Dicas (1/2) Arquiteturas devem capturar abstrações. Bom uso de hierarquias de classes. Decomposição baseada em pacotes. Uso de colaborações.

Arquiteturas devem capturar abstrações.

Bom uso de hierarquias de classes.

Decomposição baseada em pacotes.

Uso de colaborações.

Introdução à Modelagem Arquitetural Dicas (2/2) Uso de mecanismos arquiteturais. Uso de decisões estratégicas vs decisões táticas. Simplicidade.

Uso de mecanismos arquiteturais.

Uso de decisões estratégicas vs decisões táticas.

Simplicidade.

Introdução à Modelagem Arquitetural Formalização do Modelo Use templates estabelecidos para fazer a modelagem arquitetural. Um bom exemplo é o template de Documento de Arquitetura de Software (DAS) do RUP. Use este modelo para derivar o seu documento para uso em sistemas do mundo real. O DAS é contruído durante as fases de concepção e elaboração e mantido durante todo o restante do projeto pelo arquiteto de software.

Use templates estabelecidos para fazer a modelagem arquitetural.

Um bom exemplo é o template de Documento de Arquitetura de Software (DAS) do RUP.

Use este modelo para derivar o seu documento para uso em sistemas do mundo real.

O DAS é contruído durante as fases de concepção e elaboração e mantido durante todo o restante do projeto pelo arquiteto de software.

Introdução à Modelagem Arquitetural Conclusões A modelagem arquitetural captura as principais decisões estratégicas de um sistema. A UML2 fornece diversos diagramas para a modelagem arquitetural. A visão 4+1 é uma boa abstração para a representação de diversas visões. Visão 4+1 deve ser complementada com tópicos mais avançados como mecanismos de arquitetura e padrões.

A modelagem arquitetural captura as principais decisões estratégicas de um sistema.

A UML2 fornece diversos diagramas para a modelagem arquitetural.

A visão 4+1 é uma boa abstração para a representação de diversas visões.

Visão 4+1 deve ser complementada com tópicos mais avançados como mecanismos de arquitetura e padrões.

Para saber mais... The 4+1 View Model of Architecture http://www.ibm.com/developerworks/wireless/library/wi-arch11/ PANGEA Pangea é uma rede formada por profissionais e acadêmicos interessados no crescimento e evolução da arquitetura de software. http://pangeanet.org

The 4+1 View Model of Architecture

http://www.ibm.com/developerworks/wireless/library/wi-arch11/

PANGEA

Pangea é uma rede formada por profissionais e acadêmicos interessados no crescimento e evolução da arquitetura de software.

http://pangeanet.org

Capacitação IGTI http://www.institutogti.com.br

http://www.institutogti.com.br

Add a comment

Related presentations

Related pages

Modelagem Arquitetural e Visão 4+1 - Technology

Introdução à modelagem arquitetural com múltiplas visões e UML. ... Docslide.com.br. Upload Login / Signup
Read more

Modelagem Arquitetural e a Visão 4+1 Adriano de Pinho ...

Apresentação em tema: "Modelagem Arquitetural e a Visão 4+1 Adriano de Pinho Tavares Janeiro 2009 – Circuito IGTI de Palestras Corporativas."—
Read more

Palestra sobre Modelagem arquitetural e Visão 4+1 - PanGea

Ao adotar a visão 4+1 como arquitetura, é indicado a geração do artefato DAS (RUP). Neste artefato, são indicados vários Diagramas, que já fazem ...
Read more

Projeto de Arquitetura de Software Visão Geral Prof ...

... Pouca modelagem ... 12 Modelo de visão 4+1 da Arquitetura ... Modelagem Arquitetural e a Visão 4+1 Adriano de Pinho Tavares Janeiro 2009 ...
Read more

Technology - DOCSLIDE.COM.BR

Modelagem Arquitetural e Visão 4+1. Introdução à modelagem arquitetural com múltiplas visões e UML. Technology 1 year ago. Sistemas De Arquivos ...
Read more