Iochpe-Maxion - Apresentação Apimec 3T06

50 %
50 %
Information about Iochpe-Maxion - Apresentação Apimec 3T06
Economy & Finance

Published on January 13, 2010

Author: iochpe

Source: slideshare.net

Description

Apresentação Apimec 3º Trimestre de 2006

APIMEC SP 21/11/2006

AVISO – INFORMAÇÕES E PROJEÇÕES O presente material é uma apresentação de informações gerais de antecedentes da Iochpe-Maxion S.A. (“Iochpe- Maxion” ou “Companhia”). Esta apresentação foi preparada com base em informações da Companhia em versão resumida e sem intenção de ser completa. As informações indicadas neste material não devem ser consideradas por investidores potenciais como recomendação de compra das ações de emissão da Companhia. Não fazemos nenhuma declaração nem damos nenhuma garantia quanto à correção, adequação ou abrangência das informações aqui apresentadas, as quais não devem ser usadas como base para decisões de investimento. Esta apresentação contém declarações e informações prospectivas a respeito da Iochpe-Maxion. Tais declarações e informações prospectivas baseiam-se em premissas e expectativas futuras que poderão não se concretizar e não são garantia do desempenho futuro da Companhia. Advertimos os investidores de que as referidas declarações e informações prospectivas estão e estarão, conforme o caso, sujeitas a riscos, incertezas e outros fatores relativos às operações e aos ambientes de negócios da Iochpe-Maxion, e suas controladas e/ou coligadas, em virtude dos quais os resultados reais das empresas podem diferir de maneira relevante de resultados futuros expressos ou implícitos no presente material. Embora a Iochpe-Maxion acredite que as premissas e expectativas utilizadas para a divulgação das declarações e informações prospectivas sejam razoáveis e baseadas em dados atualmente disponíveis à sua administração, a Iochpe-Maxion não pode garantir resultados ou acontecimentos futuros. A Iochpe-Maxion isenta-se expressamente do dever de atualizar qualquer uma das declarações e informações prospectivas contidas no presente material. Esta apresentação não constitui oferta, convite ou solicitação de oferta de subscrição ou compra de quaisquer valores mobiliários. Esta apresentação e seu conteúdo não constituem a base de um contrato ou compromisso de qualquer espécie. 2

AGENDA 1. A Companhia 2. Novos projetos 3. Logística: visão geral 4. Desempenho da indústria 5. Desempenho financeiro 6. Mercado acionário 3 View slide

A Companhia View slide

COMPOSIÇÃO ACIONÁRIA: SET-06 Família Iochpe BNDES Participações Outros ON 74,6% ON 21,8% ON 3,6% PN 0,4% PN 27,6% PN 72,0% TOT 26,1% TOT 25,6% TOT 48,3% AÇÕES EMITIDAS Ordinárias Ordiná 18.428.597 34,62% Preferenciais 34.803.707 65,38% Total 53.232.304 100,00% 5

ESTRUTURA SOCIETÁRIA SIMPLIFICADA Iochpe-Maxion S.A. Iochpe- 50% 100% Amsted-Maxion Fundição e Amsted- Maxion Sistemas Automotivos Equipamentos Ferroviários S.A. Ltda. Divisão Rodas e Chassis Divisão Componentes Equipamentos Ferroviários Automotivos Autopeças: 7%1 Vagões Ferroviários: 22%1 Chassis: 33%1 Fundidos 12%1 e Rodas Rodas Rodoviárias: 24%1 Ferroviárias 2%1 1 % da receita operacional líquida consolidada 9M06 6

MARKET SHARE – BRASIL (9M06) Fundidos Chassis Rodas Rodoviárias Vagões Ferroviários Maxion Maxion Maxion 81% 80% 65% Maxion 55% 20% 38% 15% 7% Borlem 19% 20% Dana OEM Outros Outros Cruzaço Maxion 66% 57% 80% 80% 9M05 Fonte: Estimativa Maxion 7

JOINT VENTURE AMSTED MAXION A Amsted Industries é a maior fabricante de fundidos ferroviários do mercado Norte-Americano Associação estratégica com a Amsted Industries: Benefícios da parceria com a Amsted Industries: Características gerais da Amsted-Industries: Acesso a tecnologia de ponta 85% das vendas são provenientes do mercado norte-americano Acesso aos maiores mercados mundiais de 47 fábricas localizadas em 11 países fundidos ferroviários 9.200 funcionários Receitas em 2005: US$2,5 bn Cliente representativo das exportações + = Marca reconhecida internacionalmente Liderança no mercado nacional e Parceria de sucesso Competitividade no mercado internacional 8

PARQUE INDUSTRIAL Modernas técnicas de produção que conferem flexibilidade para atender demandas específicas com custos competitivos Localização das nossas unidades de produção Custos dos produtos vendidos (% do total – 9M06) Salários 21% D& A e Matéria prima e manutenção insumos 13% 66% Hortolândia (SP) Equipamentos ferroviários MG Taxa de utilização – Set ‘06 Contagem (MG) Osasco (SP) SP Divisão Comp. Automotivos 83% 92% Equipamentos ferroviários 23% Vagões Fundidos e Rodas Divisão Cruzeiro (SP) Cruzeiro (SP) ferroviários Ferroviários Rodas e Chassis Equipamentos ferroviários Divisão de Rodas e Chassis 9

Novos Projetos

NOVOS PROJETOS – FIAT • Estampados estruturais • Novo modelo de carro de passageiro • Início de produção: 2T07 • Receita aprox.: R$ 40 milhões anuais, após período de aceleração da produção 11

NOVOS PROJETOS HUMVEE (AM GENERAL-EUA) – • Longarinas e estampados • Início de produção: 4T06 • Receita aprox.: US$ 9 milhões anuais, após período de aceleração da produção 12

NOVOS PROJETOS RODAS RODOVIÁRIAS NA CHINA – Instalação de unidade industrial na China Primeira fase • Volume: 600 mil rodas / ano • Investimento aprox.: US$ 15 milhões • Receita aprox.: US$ 30 milhões anuais, após período de aceleração da produção • Início de produção: 1T08 • Exportações para mercado próximos – não considera vendas na China 13

VAGÕES – ENCOMENDAS Entrega em 2007 MRS 157 un. un. Receita Aprox. ALL - reforma 200 un. un. R$30 milhões Entrega em 2006 CVRD / FCA 1.416 un. un. Brasil Ferrovias(*) 720 un. un. MRC (Mitsui / Bunge / ALL) (Mitsui 300 un. un. Receita Aprox. MRS 417 un. un. R$562 milhões CVG Ferrominera Orinoco 50 un. un. Itaú Leasing (Inlogs / ALL) Itaú (Inlogs 69 un. un. Coopersucar (Inlogs / ALL) 48 un. un. Total 3.020 un. un. Entregues 9M06 – 2.756 un. un. (*) Incorporada pela ALL no segundo trimestre de 2006 14

Logística: Visão Geral

TRANSPORTE FERROVIÁRIO BRASILEIRO Milhões de ton. transportadas Por Mercadoria - 2005 Outros 600 15% 6,3% 9, 5% 500 R %= ∆ %= CAG 402 440 400 Grãos 351 331 9% 301 289 302 300 254 260 260 200 100 Siderurgicos 8% Minérios 0 68% 97 98 99 00 01 02 03 04 05 06E Fonte: ANTF / Revista Ferroviária Fonte: ANTF 16

TRANSPORTE FERROVIÁRIO BRASILEIRO Carga Transportada Frota por Operador – Jun ’06 Por Operador - 2005 (83.733 vagões) Brasil Outros Outros ALL Ferrovias (*) 2% 2% 5% ALL 7% 17% CVRD Brasil 50% Ferrovias (*) MRS 15% CVRD 26% 60% MRS Fonte: ANTF Fonte: ANTF 16% (*) Incorporada pela ALL no segundo trimestre de 2006 17

TRANSPORTE FERROVIÁRIO BRASILEIRO % Transporte Ferroviário de Carga 30% 26% 24% 24% 25% 21% 20% 10% 0% 1997 2003 2004 2005 2006(E) 18

TRANSPORTE FERROVIÁRIO BRASILEIRO Projetos anunciados de expansão da malha ferroviária Expansão do volume transportado pela Estrada de Ferro Carajás de 70 milhões de toneladas para 100 milhões e, posteriormente, para 180 milhões; Expansão da extensão da Ferrovia Norte-Sul; Novo traçado da Cia. Ferroviária Nordeste – CFN; Expansão do volume transportado pela MRS de 113 milhões de toneladas em 2006 para 200 milhões em 2010 Expansão da Mina Casa de Pedra da CSN de 16 milhões de toneladas para 56milhões; Expansão do volume transportado e da extensão da Brasil Ferrovias; Revitalização da Ferrovia Novoeste; e Construção dos Ferroanéis Metropolitanos (São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Curitiba) Fonte: Informações públicas 19

FROTA BRASILEIRA DE VEÍCULOS COMERCIAIS Veículos em Circulação – Abril 06 Idade Média da Frota - 2005 (em mil unidades) (em anos) Carros passageiros 18.122 Carros passageiros 9,4 Utilitários Utilitá 3.113 Utilitários Utilitá 8,8 Caminhões Caminhõ 1.140 Caminhões Caminhõ 11,9 Ônibus 256 Ônibus 10,0 Fonte: Sindipeças 20

Desempenho da Indústria

COMERCIAIS LEVES – BRASIL (‘000 unidades) Produção % = 14 Exportação – 05 R 01 % % C AG = 29 - 05 = 4 – 05 ∆ 9M06 R 01 C AG – 05 = 1% ∆ 9 M0 6 366 ∆ 3T06 - 0 5 = (3%) 318 275 285 ∆ 3T06 – 05 = (1 %) 216 216 180 156 114 114 115 100 97 56 72 40 42 42 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 T0 5 T0 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3 3 Fonte: Anfavea 22

CAMINHÕES – BRASIL (‘000 unidades) Produção ∆ 9M Exportação 06 – 1% 05 = 5=1 (12% R0 1–0 % ) C AG = 54 – 05 R 01 C AG ∆ 9 M 06 – 0 5 = 5% ∆ 3T 06 – 116 05 = 107 (8%) ∆ 3T 90 06 – 0 77 79 79 5 = (3 69 %) 13 37 26 28 10 7 5 25 30 10 28 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 T0 5 T0 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3 3 Fonte: Anfavea 23

ÔNIBUS – BRASIL (‘000 unidades) Produção 1% ∆ 9M06 – 05 = 1% 5=1 Exportação R0 1–0 ∆ 9M C AG 29% 06 – – 05 = 05 = ( 14% R 01 ) C AG ∆ 3T 06 – 35 05 = ∆ 3T (6% 29 06 – ) 27 28 28 05 = 24 ( 11% 23 ) 19 15 13 13 9 10 9 7 7 6 5 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 T0 5 T0 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3 3 Fonte: Anfavea 24

MÁQUINAS AGRÍCOLAS – BRASIL (‘000 unidades) Produção = 4% – 05 Exportação R 01 C AG 9% 0 5=3 R 01 – C AG ∆ 9M 06 – 05 = ∆ 9M (18% 06 – ) 05 = (32% ) 69 ∆ 3T 59 06 – 53 05=( 52 ∆ 3T 18% 44 43 06 – ) 05 = 36 (27% 31 31 25 ) 21 17 14 12 8 10 8 6 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 T0 5 T0 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3 3 Fonte: Anfavea 25

AUTOMÓVEIS – BRASIL (‘000 unidades) Produção = 7% = 4% 0 1 – 05 6 – 05 CAGR ∆ 9 M0 Exportação = 17% 01 – 05 CAGR ∆ 9M 06 – 05 = (8% ) – 05 = 3% 1.931 ∆ 3 T0 6 1.757 1.496 1.521 1.505 1.513 1.577 ∆ 3 T0 6 – 05 = (12% ) 527 488 606 533 440 497 518 319 363 185 164 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 T0 5 T0 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3 3 Fonte: Anfavea 26

VAGÕES FERROVIÁRIOS – BRASIL (unidades) Mercado 7 7% ∆ 9M 06 – 5= 05 = –0 (40% 01 ) R C AG 7.270 ∆ 3T 5.642 06 – 5.495 0 5=( 67% ) 3.291 2.459 2.223 294 748 728 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 T0 5 T0 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3 3 Fonte: Estimativa Amsted Maxion 27

Desempenho Financeiro

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA – 9M06 R$ 983 milhões Segmentos (%) Clientes (%) Rodas Rodo- Brasil Ferrovias viárias(2) / ALL(*) Volks- wagen 24% 11% 12% CVRD 9% Vagões Daimler General 12% Ferro- Chrysler 5% Motors 22% viários(1) 5% Tratores 33% Chassis (2) 4% 3% Scania 19% 12% Exportação Ford 7% 20% 2% Rodas Fundidos(1) Comp. Outros Ferrov.(1) Automo- tivos (1) Amsted Maxion (*) Brasil Ferrovias incorporada pela ALL no segundo trimestre de 2006 (2) Divisão Rodas e Chassis da Maxion Sistemas Automotivos 29

EXPORTAÇÕES – 9M06 US$87 milhões (*) R$189 milhões Câmbio médio: 1US$ = 2,17R$ Segmento (%) Destino (%) Fundidos e rodas Canadá/ ferroviárias México 7% 51% EUA 52% Rodas 38% rodoviárias 21% América do Sul 10% 6% 5% 10% África/ Vagões Or. Médio Chassis Europa ferroviários (*) No 9M05 US$70 milhões, equivalente a R$177 milhões Câmbio médio: 1US$ = 2,53 R$ 30

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA (R$ milhões) 6% =3 = 41% 5 -04 05 ∆0 ∆ 9M 1– 06 – 0 G R0 5 = (1 4%) CA 1.494 ∆ 3T0 1.099 1.137 6 – 05 = (19% 983 ) 676 374 411 387 312 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 T0 5 T0 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3 3 31

EXPORTAÇÕES (USD milhões) % = 48 05 1% 25% 01 – =6 05 = GR 5 -04 06 – CA ∆0 ∆ 9M 96 87 33% 05 = 06 – 70 ∆ 3T 47 33 31 24 24 24 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 T0 5 T0 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3 3 32

LUCRO BRUTO R$ MM % R.O.L. 350 50% 300 40% 250 30% 200 21% 289 150 21% 21% 20% 19% 20% 20% 20% 19% 18% 228 224 100 185 137 10% 50 87 80 78 56 0 0% 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 5 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3T0 3T0 33

LUCRO OPERACIONAL ANTES DAS DESPESAS FINANCEIRAS - EBIT R$ MM % R.O.L. 200 20% 150 15% 14% 12% 12% 12% 12% 100 10% 10% 9% 9% 178 7% 137 127 119 50 5% 58 54 36 30 27 0 0% 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 5 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3T0 3T0 34

DESPESA FINANCEIRA LÍQUIDA R$ MM % R.O.L. 75 15% 13% 11% 50 10% 6% 54 25 5% 41 38 37 3% 29 3% 3% 33 2% 2% 2% 16 12 6 0 0% 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 5 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3T0 3T0 35

EBITDA (*) R$ MM % R.O.L. 250 20% 17% 200 16% 16% 15% 14% 14% 14% 14% 13% 150 12% 10% 100 205 156 157 139 5% 50 89 69 61 58 36 0 0% 00 1 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 5 6 2 2 2 2 2 9M 9M 3T0 3T0 (*) EBITDA, ao longo desta apresentação significa: lucro líquido mais imposto de renda e contribuição social, mais resultado não operacional, mais despesas financeiras líquidas, mais depreciação e amortização, mais amortização de ágio. 36

LUCRO LÍQUIDO R$ MM % R.O.L. 80 20% 60 15% 40 10% 72 51 54 7% 56 6% 6% 20 5% 5% 5% 5% 5% 25 22 14 0 0% -1% 00 1 02 (24) 00 3 (5) 00 4 00 5 05 06 5 6 2 20 2 2 2 9M 9M 3T0 3T0 (20) -5% -6% (40) -10% 37

ENDIVIDAMENTO BANCÁRIO LÍQUIDO R$ MM x EBITDA (*) 200 2,0 175 150 1,5 1,5 1,3 125 1,1 100 1,0 1,0 0,9 184 161 75 0,6 1250,6 115 50 106 0,5 102 65 25 0 0,0 1 2 3 4 5 5 6 200 200 200 200 200 3T0 3T0 (*) EBITDA, ao longo desta apresentação significa: lucro líquido mais imposto de renda e contribuição social, mais resultado não operacional, mais despesas financeiras líquidas, mais depreciação e amortização, mais amortização de ágio. 38

CAPEX (R$ milhões) 84 73 69 54 46 41 21 10 00 2 00 3 00 4 00 5 05 06 T0 5 T0 6 2 2 2 2 9M 9M 3 3 39

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO – 3T06 (R$ Mil) 3T06 % R.O.L. 3T05 % R.O.L. Var. 06/05 Receita operacional líquida 311.739 100,0% 386.726 100,0% -19,4% Lucro bruto 55.911 17,9% 78.434 20,3% -28,7% Despesas operacionais (26.152) -8,4% (24.826) -6,4% 5,3% Resultado antes das despesas financeiras 29.759 9,5% 53.608 13,9% -44,5% Despesas financeiras líquidas (6.132) -2,0% (11.483) -3,0% -46,6% Resultado operacional 23.627 7,6% 42.125 10,9% -43,9% Resultado não operacional (4.826) -1,5% (5.026) -1,3% -4,0% Resultado antes do IR/CS e participações 18.801 6,0% 37.099 9,6

Add a comment

Related presentations

Rapport Bale III - le texte en français - Comité de Bâle sur le contrôle bancaire

La economía española tiene problemas de 1. productividad del trabajo y 2. de aprov...

El presente trabajo realizará un análisis comparativo del sector de bienes de equi...

- Η προβληματική κατάσταση της ευρωζώνης - ABS -αγορά “τιτλοποιημένων απαιτήσεων...

This presentation gives a short and simple description of the Ponzi Scheme and the...

Neste artigo, analisa-se a estratégia política econômica adotada pelo novo gove...

Related pages

Apresentação APIMEC

Apresentação APIMEC . 2 Visão Geral da Companhia FAMÍLIA BNDESPARIOSCHPE OUTROS 25,15% 6,77% 68,08% 100% 50% • Produção de rodas para veículos
Read more

Apresentação APIMEC|SP

Apresentação APIMEC|SP São Paulo, ... 2T04 3T04 4T04 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09
Read more

2007 Out Nov Apresentação APIMECs - Apimec Sul

Apresentação APIMEC Outubro/Novembro 2007. 1 ... 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 Lucro Bruto Margem EBITDA 132 122 154 193 261 118 ...
Read more

CPFL : Relações com Investidores - Apresentações e ...

21/06/2010 Apimec Rio de Janeiro ... 07/12/2006 Apresentação de Resultados do 3T06 e Mercado de Capitais ... Apresentação no Exterior.
Read more

Apresentação do PowerPoint

APIMEC 2006. São Paulo. 23 de novembro de 2006. Unibanco e Unibanco Holdings, S.A. ... No 3T06, o Unibanco reduziu o período de amortização de ágios .
Read more