Informativo IEEAK Julho 2016

50 %
50 %
Information about Informativo IEEAK Julho 2016

Published on July 1, 2016

Author: ieeakespirita

Source: slideshare.net

1. “HÁ A NECESSIDADE DE SE ORAR PELO NOSSO QUERIDO BRASIL, QUE AGONIZA MORALMENTE!... << di.Bernardi >> - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - IEEAK – InstItuto de estudos espírItas “allan Kardec” Informativo Espírita Mensal – Ano VII – nº 88 – Julho / 2016 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Atividades Diárias: 2ª Feira – 20:00 horas – Preparo Para a Mediunidade; 3ª Feira – 19:00 horas – Pré–Atendimento; 3ª Feira – 19:45 horas – Curso “Perdoando, Nos Libertamos”; 4ª Feira – 20:00 horas – Pesquisa Espiritual; 5ª Feira – 20:00 horas – Palestra Pública, com Passes; 6ª Feira – 20:00 horas – Atividade Mediúnica aos Suicidas; Sábados – 15:00 horas – Pesquisa Espiritual; Domingo – 08:30 horas – Grupo de Irradiações; e Domingo – 10:00 horas – Evangelização Infantil. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Livro do Mês – Sugerimos a leitura do livro sob o título: “Livro da Esperança” << Emmanuel / Chico Xavier >> - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Aniversariantes de Julho/16 – P a r a b é n s!... - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - ORADORES DO MÊS DE JULHO NO IEEAK 07/07 – Lígia Regina Velani – C. E. Erasto – Rio Preto/SP. 14/07 – Edimilson Dezan – IELUZ – Mirassol/SP. 21/07 – João de Jesus Sales – E. Barsanulfo – Mirassol/SP. 28/07 – José Maria / MILIA – Allan Kardec – Rio Preto/SP. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Aprendizado – “Assimilando todas as ideias reconhecidamente justas, de qualquer ordem que sejam, físicas ou metafísicas, ela jamais será ultrapassada, constituindo isso uma das principais garantias de sua perpetuidade.” (Obras Póstumas – Allan Kardec). Diante das características abrangentes do Espiritismo, tornou-se conveniente a divisão didática dos compartimentos doutrinários, destacando-se, entre outros, o aspecto científico, ilimitado e complexo em suas múltiplas equações. Assim, de acordo com os postulados kardecianos: “A ciência espírita compreende duas partes: experimental uma, relativa às manifestações em geral; filosófica, outra, relativa às manifestações inteligentes.” (O Livro dos Espíritos – Allan Kardec). Não se pode afirmar o esgotamento dos esforços de investigação e pesquisa no campo experimental do Espiritismo. A potencialidade psíquica do ser encarnado há de se desvelar progressivamente, à medida que se aperfeiçoem técnicas de investigação da alma. E nesse objetivo, o auxílio do instrumental anímico mediúnico alicerçado na metodologia apométrica haverá de conduzir o cientista espírita ao aprofundamento das questões transcendentais que desafiam a medicina espírita. O intercâmbio vibratório entre os dois planos da vida é ininterrupto, riquíssimo de detalhes e de consequências variadas, por conseguinte, jamais deixará de ser motivo de nossas especulações científicas. “Ora, as manifestações, nas suas inumeráveis modalidades, são fatos que o homem estuda para lhes deduzir a lei, auxiliado nesse trabalho por Espíritos de todas as categorias, que, de tal modo, são mais colaboradores seus do que reveladores, no sentido usual do termo.” (A Gênese – Allan Kardec). << Trecho do Livro: “Desobsessão & Apometria” – Autor: Vitor Ronaldo Costa >> - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Amigo Espiritual – (...) Não temais em nos fatigar com vossas perguntas; estejais, ao contrário, sempre em relação conosco: sereis mais fortes e mais felizes. São essas comunicações de cada homem com seu Espírito familiar que fazem todos os homens médiuns, médiuns hoje ignorados, mas que se manifestarão mais tarde e se espalharão como um oceano sem limites para repelir a incredulidade e a ignorância. Homens instruídos, instruí; homens de talento, elevai vossos irmãos. Não sabeis que obra cumprireis assim: a do Cristo, a que Deus vos impôs. Para que Deus vos deu a inteligência e a ciência, senão para repartir com vossos irmãos, para adiantá-los no caminho da alegria e da felicidade eterna. (...) << São Luís – Santo Agostinho – O Livro dos Espíritos – Pergunta 495 >> - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Suicídio – Aqueles que, não suportando a perda de pessoas que lhes são queridas, se matam na esperança de ir reencontrá-las, atingem seu objetivo? – O resultado, para eles, é diferente do que esperam, e em lugar de estar reunido ao objeto de sua feição, dele se distanciam por maior tempo, porque Deus não pode recompensar um ato de covardia e o insulto que lhe é feito, duvidando de sua providência. Eles pagarão esse instante de loucura por desgostos maiores que aqueles que acreditavam abreviar e não terão para compensá-los a satisfação que esperavam. << Pergunta 956 – O Livro dos Espíritos >> - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Obstáculo – Qual o maior obstáculo ao progresso? – O orgulho e o egoísmo. Quero falar do progresso moral, porque o progresso intelectual caminha sempre e à primeira vista, parece dar a esses vícios um desdobramento de atividade, desenvolvendo a ambição e o amor das riquezas que, a seu turno, excitam o homem às procuras que esclarecem seu Espírito. É assim que tudo se tem no mundo moral como no mundo físico e que do mal mesmo pode surgir o bem. Mas esses estado de coisas é breve e mudará, à medida que o homem compreenda melhor que há, fora dos prazeres dos bens terrenos, uma felicidade infinitamente maior e infinitamente mais durável. << Pergunta 785 – O Livro dos Espíritos >> - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Verdade – A única garantia séria do ensinamento dos Espíritos está na concordância que existe entre as revelações feitas espontaneamente, por intermédio de um grande número de médiuns, estranhos uns aos outros, e em diversos lugares. << O Evangelho Segundo o Espiritismo >> - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - e-mail: ieeak2008@gmail.com Blog: https://ieeak.blogspot.com.br/ Facebook: https://www.facebook.com/ieeak.espirita Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC7x8wCxFACkZP9y 4TYeT3h,,w (URL encurtado: https://goo.gl/uL9Qfw)

2. AFINIDADE O homem permanece envolto em largo oceano de pensamentos, nutrindo-se de substância mental, em grande proporção. Toda criatura absorve, sem perceber, a influência alheia nos recursos imponderáveis que lhe equilibram a existência. Em forma de impulsos e estímulos, a alma recolhe, nos pensamentos que atrai as forças de sustentação que lhe garantem as tarefas no lugar em que se coloca. O homem poderá estender muito longe o raio de suas próprias realizações, na ordem material do mundo, mas, sem a energia mental na base de suas manifestações, efetivamente nada conseguirá. Sem os raios vivos e diferenciados dessa força, os valores evolutivos dormiriam latentes, em todas as direções. A mente, em qualquer plano, emite e recebe, dá e recolhe, renovando-se constantemente para o alto destino que lhe compete atingir. Estamos assimilando correntes mentais, de maneira permanente. De modo imperceptível, “ingerimos pensamentos”, a cada instante, projetando, em torno de nossa individualidade, as forças que acalentamos em nós mesmos. Por isso, quem não se habilite a conhecimentos mais altos, quem não exercite a vontade para sobrepor-se às circunstâncias de ordem inferior, padecerá, invariavelmente, a imposição do meio em que se localiza. Somos afetados pelas vibrações de paisagens, pessoas e coisas que nos cercam. Se nos confiamos às impressões alheias de enfermidade e amargura, apressadamente se nos altera o “tônus mental”, inclinando-nos à franca receptividade de moléstias indefiníveis. Se nos devotamos ao convívio com pessoas operosas e dinâmicas, encontramos valioso sustentáculo aos nossos propósitos de trabalho e realização. Princípios idênticos regem as nossas relações uns com os outros, encarnados e desencarnados. Conversações alimentam conversações. Pensamentos ampliam pensamentos. Demoramo-nos com que se afina conosco. Falamos sempre ou sempre agimos pelo grupo de espíritos a que nos ligamos. Nossa inspiração está filiada ao conjunto dos que sentem como nós, tanto quanto a fonte está comandada pela nascente. Somos obsidiados por amigos desencarnados ou não e auxiliados por benfeitores, em qualquer plano da vida, de conformidade com a nossa condição mental. Daí, o imperativo de nossa constante renovação para o bem infinito. Trabalhar incessantemente é dever. Servir é elevar-se. Aprender é conquistar novos horizontes. Amar é engrandecer-se. Trabalhando e servindo, aprendendo e amando, a nossa vida íntima se ilumina e se aperfeiçoa, entrando gradativamente em contato com os grandes gênios da imortalidade gloriosa. << Espírito: Emmanuel – Psicografia: Francisco Cândido Xavier – Livro: Roteiro >>

Add a comment