Imperialismo e Colonialismo

63 %
38 %
Information about Imperialismo e Colonialismo
Education

Published on October 7, 2008

Author: ricardup

Source: slideshare.net

I.1 Hegemonia e Declínio da Influência Europeia Imperialismos e colonização

Do Imperialismo à Prosperidade dos anos de 1920

Hegemonia Europeia A Europa dominava o mundo nos finais do século XIX e inícios do século XX: Politicamente dominava e controlava grande parte de África e Ásia (colónias). Economicamente e financeiramente: os Grandes bancos, grandes empresas industriais e comerciais situavam-se nos principais Estados Europeus. Demograficamente: Era o continente mais povoado, com as maiores cidades e com população disposta a emigrar para povoar outros continentes. Cientificamente e culturalmente: até 1914 todos os prémios Nobel, ligados à ciência, foram para europeus; na literatura, filosofia e artes eram os europeus que ditavam as regras; até a moda europeia e o estilo de vida, influenciavam o resto mundo.

A Europa dominava o mundo nos finais do século XIX e inícios do século XX:

Politicamente dominava e controlava grande parte de África e Ásia (colónias).

Economicamente e financeiramente: os Grandes bancos, grandes empresas industriais e comerciais situavam-se nos principais Estados Europeus.

Demograficamente: Era o continente mais povoado, com as maiores cidades e com população disposta a emigrar para povoar outros continentes.

Cientificamente e culturalmente: até 1914 todos os prémios Nobel, ligados à ciência, foram para europeus; na literatura, filosofia e artes eram os europeus que ditavam as regras; até a moda europeia e o estilo de vida, influenciavam o resto mundo.

Exigências do crescimento industrial Na segunda metade do século XIX houve muitas alterações nos modos de vida : Desenvolvimento das economias capitalistas; Aumento do consumo As potências industrializadas tentavam desenvolver as suas economias : Procuravam obter matérias primas a baixos preços para a indústria; Procuravam mercados para exportar os produtos excedentários (consequência da produção em massa)

Na segunda metade do século XIX houve muitas alterações nos modos de vida :

Desenvolvimento das economias capitalistas;

Aumento do consumo

As potências industrializadas tentavam desenvolver as suas economias :

Procuravam obter matérias primas a baixos preços para a indústria;

Procuravam mercados para exportar os produtos excedentários (consequência da produção em massa)

Para conseguirem esses objectivos desenvolveram: Uma política expansionistas de reforço dos seus impérios coloniais; Alargaram as suas áreas a zonas menos desenvolvidas ( colonialismo ). Impuseram o seu domínio económico, político, militar e cultural ( imperialismo ). Isto origina a competição e a rivalidade entre as potências na luta pelo domínio das regiões dos Mundo, menos exploradas mas possuidoras de matérias-primas necessárias ao desenvolvimento industrial - NACIONALISMO

Para conseguirem esses objectivos desenvolveram:

Uma política expansionistas de reforço dos seus impérios coloniais;

Alargaram as suas áreas a zonas menos desenvolvidas ( colonialismo ).

Impuseram o seu domínio económico, político, militar e cultural ( imperialismo ).

Isto origina a competição e a rivalidade entre as potências na luta pelo domínio das regiões dos Mundo, menos exploradas mas possuidoras de matérias-primas necessárias ao desenvolvimento industrial - NACIONALISMO

Disputa europeia por territórios africanos Na segunda metade do século XIX acentuaram-se as rivalidade entre as potências europeias pelo domínio de África. Já não era o comércio de escravos que interessava a procura de matérias-primas para a industria europeia. Por isso fizeram-se várias viagens de exploração pelo interior do continente africano: Livingstone (1849-1873); Stanley (1871-1889) Viagens que despertaram o interesse das potências europeias por África, pois descobriram-se muitas riquezas, até aí desconhecidas. As viagens de exploração tinham uma tripla finalidade: geográfico-científica; política e económica.

Na segunda metade do século XIX acentuaram-se as rivalidade entre as potências europeias pelo domínio de África.

Já não era o comércio de escravos que interessava a procura de matérias-primas para a industria europeia.

Por isso fizeram-se várias viagens de exploração pelo interior do continente africano: Livingstone (1849-1873); Stanley (1871-1889)

Viagens que despertaram o interesse das potências europeias por África, pois descobriram-se muitas riquezas, até aí desconhecidas.

As viagens de exploração tinham uma tripla finalidade: geográfico-científica; política e económica.

Principais viagens de exploração do continente africano Sir David Livingstone

Sir. Henry Morton Stanley

As viagens de exploração em África por Portugueses

A Conferência de Berlim A posse de territórios em África gerou grandes rivalidades entre as potências europeias. Para tentar diminuir essas rivalidades e terminar com as disputas, os países, com interesses em África, reuniram-se na Conferência de Berlim (1884-1885).

A posse de territórios em África gerou grandes rivalidades entre as potências europeias.

Para tentar diminuir essas rivalidades e terminar com as disputas, os países, com interesses em África, reuniram-se na Conferência de Berlim (1884-1885).

Na conferência de Berlim Houve uma autêntica partilha de África: - Inglaterra , ficou com um grande território (do Cairo ao Cabo); - França com colónias na África Ocidental - Itália ; Alemanha ; Bélgica ; Portugal e Espanha ficaram com o restante do território repartido entre si. - A Alemanha não ficou satisfeita com a partilha e isso vai agravar as relações entre estes países. Principio de ocupação efectiva – só os países que tivessem meios e possibilidades de explorar e ocupar o território é que tinham direito a ter colónias. Foi desvalorizado o principio de direito histórico, baseado na descoberta.

Houve uma autêntica partilha de África:

- Inglaterra , ficou com um grande território (do Cairo ao Cabo);

- França com colónias na África Ocidental

- Itália ; Alemanha ; Bélgica ; Portugal e Espanha ficaram com o restante do território repartido entre si.

- A Alemanha não ficou satisfeita com a partilha e isso vai agravar as relações entre estes países.

Principio de ocupação efectiva – só os países que tivessem meios e possibilidades de explorar e ocupar o território é que tinham direito a ter colónias. Foi desvalorizado o principio de direito histórico, baseado na descoberta.

Os impérios coloniais nos finais do século XIX

Add a comment

Related presentations

Related pages

Colonialismo - Wikipedia

Il colonialismo è definito come l'espansione di una nazione su territori e popoli all'esterno dei suoi ... L'imperialismo si diffuse soprattutto in ...
Read more

Imperialismo y colonialismo - YouTube

Imperialismo y colonialismo en el siglo XIX - Duration: 8:06. ... Imperialismo, colonialismo y reparto del mundo - Duration: 6:48.
Read more

Imperialismo - Wikipedia

L'imperialismo si sviluppa come nuovo colonialismo tra il 1870 e il 1914, e consiste nell'azione da parte dei governi ad imporre la propria egemonia su ...
Read more

Storia - 1.3 - Imperialismo e colonialismo - Appunti 5^ Ci

Colonialismo e imperialismo attorno alla seconda rivoluzione industriale. Tra il 1873 ed il 1895 l'economia dei paesi più avanzati entrò in grave crisi ...
Read more

Diferencia entre imperialismo y colonialismo

Imperialismo y colonialismo son términos que a menudo se emplean de muchas maneras y quizás por esta misma razón, en muchas ocasiones se utilizan indistint
Read more

Imperialismo e colonialismo by Elisa Palazzi on Prezi

Imperialismo e colonialismo Imperialismo e colonialismo Delle ragioni economiche portarono gli imprendori a vedere nelle colonie molti vantaggi per le loro ...
Read more

Cos'è il colonialismo - [Appunti Video] - YouTube

Con il termine di imperialismo s'identifica l'espansione di una nazione su territori oltre i suoi confini, soggiogandone gli abitanti, con lo ...
Read more

Imperialismo – Wikipédia, a enciclopédia livre

Imperialismo é a política de expansão e o domínio territorial, cultural ou econômico de uma nação sobre ... levavam ao ciclo do novo colonialismo, ...
Read more