Hormonas Tiroideias

50 %
50 %
Information about Hormonas Tiroideias

Published on February 19, 2008

Author: VaniaCaldeira

Source: slideshare.net

Description

Apresentação de Bioquímica Fisiológica sobre as Hormonas Tiroideias

HORMONAS TIROIDEIAS Bioquímica Fisiológica Dra. Alexandra Cordeiro SISTEMA ENDÓCRINO Trabalho realizado por: Carolina Correia Cátia Barão Telma Calado Vânia Caldeira

HORMONAS TIROIDEIAS Segregadas pela Glândula Tiroideia (glândula de secreção endócrina) Regulam: expressão genética diferenciação tecidular desenvolvimento em geral Necessitam de Iodo

Segregadas pela Glândula Tiroideia (glândula de secreção endócrina)

Regulam:

expressão genética

diferenciação tecidular

desenvolvimento em geral

Necessitam de Iodo

HORMONAS TIROIDEIAS Consistem em: 3,5,3’- tri-iodotironina (T3) 3,5,3’,5’-tetra-iodotironina (T4 ou tiroxina) Tiroglobulina (Tg) – pro-hormona Tiroglobulina T3 T4

Consistem em:

3,5,3’- tri-iodotironina (T3)

3,5,3’,5’-tetra-iodotironina (T4 ou tiroxina)

Tiroglobulina (Tg) – pro-hormona

TIROGLOBULINA Precursora de T3 e T4 Glicoproteína, constituída por duas subunidades: Tirosina Resíduos Iodados: 3-mono-iodo-tirosina (MIT) 3,5-di-iodo-tirosina (DIT) T3 e T4 Sintetizada nas células foliculares

Precursora de T3 e T4

Glicoproteína, constituída por duas subunidades:

Tirosina

Resíduos Iodados:

3-mono-iodo-tirosina (MIT)

3,5-di-iodo-tirosina (DIT)

T3 e T4

Sintetizada nas

células foliculares

SÍNTESE DA TIROGLOBULINA

DISPONIBILIDADE DE IODO A síntese de hormonas tiroideias requer a disponibilidade do elemento iodo. 80 μ g / dia Iodo excretado 60 μ g / dia Iodo orgânico segregado pela Tiróide 8000 μ g Iodo orgânico intratiroideu 600 μ g Iodo orgânico em circulação 250 μ g 100 μ g Iodo inorgânico em circulação Ingestão diária

A síntese de hormonas tiroideias requer a disponibilidade do elemento iodo.

CAPTAÇÃO DE IODO Células foliculares Transporte activo dependente da ATPase Na + K + Difusão facilitada de I - Transporte de iodo controlado pela TSH Inibição competitiva por Perclorato (ClO 4- ), Per-renato, Pertecnato (TcO 4- ) e Tiocianato (SCN - ). Concentração de iodo nas glândulas salivares e gástricas

Células foliculares

Transporte activo dependente da ATPase Na + K +

Difusão facilitada de I -

Transporte de iodo controlado pela TSH

Inibição competitiva por Perclorato (ClO 4- ), Per-renato, Pertecnato (TcO 4- ) e Tiocianato (SCN - ).

Concentração de iodo nas glândulas salivares e gástricas

IODO

CONSEQUÊNCIAS DO EXCESSO DE IODO INTRATIROIDEU Diminuição do débito sanguíneo Diminuição da captação de iodo , organificação e condensação Aumento de iodo em Tg Diminuição da hidrólise de Tg Inibição da secreção de T3 e T4

Diminuição do débito sanguíneo

Diminuição da captação de iodo , organificação e condensação

Aumento de iodo em Tg

Diminuição da hidrólise de Tg

Inibição da secreção de T3 e T4

OXIDAÇÃO DO IODO E IODAÇÃO DA TIROSINA (ORGANIFICAÇÃO) Enzima: Tiroperoxidase (TPO) H 2 O 2 (agente oxidante)

Enzima: Tiroperoxidase (TPO)

H 2 O 2 (agente oxidante)

Metabolismo do Iodo

TRANSPORTE SANGUÍNEO DAS HORMONAS TIROIDEIAS Circulação livre no plasma Circulação combinada com proteínas de fixação plasmática (sintetizadas no fígado): TBG – globulina de ligação à tiroxina TBPA – pré-albumina de fixação à tiroxina A fracção livre de T3 e T4 é biologicamente activa.

Circulação livre no plasma

Circulação combinada com proteínas de fixação plasmática (sintetizadas no fígado):

TBG – globulina de ligação à tiroxina

TBPA – pré-albumina de fixação à tiroxina

A fracção livre de T3 e T4 é biologicamente activa.

VARIAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DAS PROTEÍNAS DE TRANSPORTE Diminui a proporção de hormona livre em circulação Aumenta a estimulação hipotálamo-hipofisária Aumento da concentração sérica de proteínas transportadoras por estimulação da síntese hepática (ex: acção de esteróides) Competição de drogas para as proteínas tranportadoras de iodotirodinas (ex: hidantoina, salicilato) Aumenta a proporção de hormona livre em circulação Diminui a estimulação hipotálamo-hipofisária Consequências Diminuição da concentração sérica das proteínas transportadoras (ex: jejum, estados patológicos…) Causas

DESIODIZAÇÃO EXTRA-TIROIDEIA Conversão de T4 em T3 pela acção da tironina desiodinase Produção de T3 reversa (rT3) – antagonista fraco Enzima presente apenas no cérebro, hipófise e tecido adiposo castanho. Fígado, rim, músculo esquelético e coração – T3 circulante. T3 é a forma activa preponderante Inibição por propanolol

Conversão de T4 em T3 pela acção da tironina desiodinase

Produção de T3 reversa (rT3) – antagonista fraco

Enzima presente apenas no cérebro, hipófise e tecido adiposo castanho.

Fígado, rim, músculo esquelético e coração – T3 circulante.

T3 é a forma activa preponderante

Inibição por propanolol

MODO DE ACÇÃO As hormonas tiroideias ligam-se a receptores específicos de alta afinidade no núcleo e mitocôndrias das células-alvo. Induzem ou reprimem a síntese proteica através da regulação genética. Podem ligar-se a receptores citosólicos (baixa afinidade) para manter as hormonas próximas do núcleo da célula.

As hormonas tiroideias ligam-se a receptores específicos de alta afinidade no núcleo e mitocôndrias das células-alvo.

Induzem ou reprimem a síntese proteica através da regulação genética.

Podem ligar-se a receptores citosólicos (baixa afinidade) para manter as hormonas próximas do núcleo da célula.

INFLUÊNCIAS METABÓLICAS Metabolismo Proteico Metabolismo Lipídico Metabolismo Glicídico Interacção com a Hormona do Crescimento Interacção com o Eixo Hipotálamo-Hipofisário Regulação

Metabolismo Proteico

Metabolismo Lipídico

Metabolismo Glicídico

Interacção com a Hormona do Crescimento

Interacção com o Eixo Hipotálamo-Hipofisário

Regulação

INFLUÊNCIAS METABÓLICAS Efeitos gerais Vasodilatação Aumento do fluxo sanguíneo Aumento do débito cardíaco Aumento da frequência e força cardíaca Diminuição da pressão diastólica e aumento da sistólica. Aumento da secreção e motilidade gastrointestinais Interacção com o Sistema Nervoso Vegetativo

Efeitos gerais

Vasodilatação

Aumento do fluxo sanguíneo

Aumento do débito cardíaco

Aumento da frequência e força cardíaca

Diminuição da pressão diastólica e aumento da sistólica.

Aumento da secreção e motilidade gastrointestinais

Interacção com o Sistema Nervoso Vegetativo

ASPECTOS CLÍNICOS Bócio Aumento da Glândula Tiroideia Causas: Carência de Iodo na dieta Doenças familiares relacionadas com defeitos na síntese hormonal Doenças auto-imunes Tumores benignos e malignos As doenças da Tiróide afectam mais as mulheres do que os homens.

Bócio

Aumento da Glândula Tiroideia

Causas:

Carência de Iodo na dieta

Doenças familiares relacionadas com defeitos na síntese hormonal

Doenças auto-imunes

Tumores benignos e malignos

As doenças da Tiróide afectam mais as mulheres do que os homens.

ASPECTOS CLÍNICOS Hipertiroidismo e Hipotiroidismo Hipernatrémia, Poliúria, Hipomagnesémia Aparelho Urinário Anorexia, Obstipação, Alteração marcadores hepáticos Polifagia, Diarreia, Esteatorreia, Alteração marcadores hepáticos Aparelho Gastro- Intestinal Bradipneia, Dispneia Taquipneia, Dispneia Aparelho Respiratório Bradicárdia, Isquémia Hipotiroidismo Taquicárdia, Isquémia Aparelho Circulatório Hipertiroidismo

Hipertiroidismo e Hipotiroidismo

ASPECTOS CLÍNICOS Obesidade, Hipercolesterolémia Resistência à insulina, Hipercolesterolémia, Hipoalbuminémia, perda peso Metabolismo Pele fina e seca, Alopécia, Mixedema Pele quente e húmida (hipersudorese), cabelo fino e unhas quebradiças Pele e faneras Sonolência, Hipocinésia, Depressão reflexos Nervosismo, Labilidade, Hipercinésia, Irritabilidade Sistema Nervoso Osteoporose, Hipercalcémia, Miopatia Ossos e Cartilagem Anemia Hipotiroidismo Anemia, Linfocitose, Adenopatias Sist.ema Hematológico Hipertiroidismo

SNA = SNV – controlo da vida vegetativa Mantém a homeostasia junto com o Sistema endócrino Constituído por neurónios que se localizam na medula e tronco cerebral Inconsciente, involuntário SISTEMA NERVOSO VEGETATIVO

SNA = SNV – controlo da vida vegetativa

Mantém a homeostasia junto com o Sistema endócrino

Constituído por neurónios que se localizam na medula e tronco cerebral

Inconsciente, involuntário

SN SIMPÁTICO E PARASSIMPÁTICO Constituídos por uma via motora com 2 neurónios: um pré-ganglionar e um pós-ganglionar

Constituídos por uma via motora com 2 neurónios: um pré-ganglionar e um pós-ganglionar

TRANSMISSORES PRÉ E PÓS-GANGLIONARES Pré-ganglionares Fibras formam zonas de contacto sináptico com o neurónio pós-ganglionar Transmissor: acetilcolina Pós-ganglionares Transmissor terminações parassimpáticas: acetilcolina -> colinérgicas Transmissor terminações simpáticas (maioria): noradrenalina -> adrenérgicas (receptores α -1, α -2 e β -1, β -2)

Pré-ganglionares

Fibras formam zonas de contacto sináptico com o neurónio pós-ganglionar

Transmissor: acetilcolina

Pós-ganglionares

Transmissor terminações parassimpáticas: acetilcolina -> colinérgicas

Transmissor terminações simpáticas (maioria): noradrenalina -> adrenérgicas (receptores α -1, α -2 e β -1, β -2)

FUNÇÕES DO SIMPÁTICO E PARASSIMPÁTICO

Bibliografia Sites pesquisados: http:// www.abcdasaude.com.br / http:// www.manualmerck.net / http:// lab-lamartine.pt /2007/ tiroide.html http://www.anatomyatlases.org/MicroscopicAnatomy/ http://www.biologyreference.com/Oc-Ph/Peripheral-Nervous-System.html http:// anatomy.med.umich.edu /modules/intro_autonomics_2_module/autonomics_12.html Livros: Devlin, Thomas; Textbook of Biochemistry with Clinical Correlations ; Wiley-Liss; 6.ª edição; 2006 Rouvière, Henri; Anatomía Humana ; Masson; 11ª edição; 2005

Sites pesquisados:

http:// www.abcdasaude.com.br /

http:// www.manualmerck.net /

http:// lab-lamartine.pt /2007/ tiroide.html

http://www.anatomyatlases.org/MicroscopicAnatomy/

http://www.biologyreference.com/Oc-Ph/Peripheral-Nervous-System.html

http:// anatomy.med.umich.edu /modules/intro_autonomics_2_module/autonomics_12.html

Livros:

Devlin, Thomas; Textbook of Biochemistry with Clinical Correlations ; Wiley-Liss; 6.ª edição; 2006

Rouvière, Henri; Anatomía Humana ; Masson; 11ª edição; 2005

Add a comment

Related presentations

Related pages

guyton y hall, fisiología médica, capítulo 76, hormonas ...

guyton y hall, fisiología médica, capítulo 76, hormonas metabólicas tiroideas. jp gm. ... HORMONAS METABÓLICAS TIROIDES - Duration: 19:40.
Read more

Finding Genes Underlying Schizophrenia Retinoid and ...

Finding Genes Underlying Schizophrenia: Retinoid and Thyroid Hormone Hypotheses ... hormonas tiroideias, tem sido descritos como estando diminuˆ ´ıdos ...
Read more

Hipotiroidismo induzido pelos inibidores da tirosina-cinase

A disfunção tiroideia provocada pelos inibidores de tirosina-cinase (ITC) ... em monoterapia que fizeram doseamento de hormonas tiroideias, ...
Read more

Admeda Arzneimittel

Os inibidores da síntese de hormonas tiroideias também passam através do leite para o recém-nascido. No período de aleitamento, ...
Read more

Hipotiroidismo canino - ResearchGate - Share and discover ...

Hipotiroidismo canino on ResearchGate, the professional network for scientists.
Read more

Pregnancy and the thyroid - ResearchGate - Share and ...

Pregnancy and the thyroid on ResearchGate, the professional network for scientists.
Read more

Glucocorticóides - Portuguese - Romanian Übersetzung und ...

Glucocorticóides:, Glucocorticoizi:, Portugiesisch Brasilien, Rumänisch, Translation, human translation, automatic translation.
Read more

HIPERTIREOIDISMO CLASSIFICAÇÃO ETIOPATOGÊNICA ( MACAHOUSE)

HIPERTIREOIDISMO CLASSIFICAÇÃO ETIOPATOGÊNICA ( MACAHOUSE) ... resultante do excesso de hormonas tiroideias: ... DE HORMONAS TIROIDEAS ...
Read more