História da Arte

36 %
64 %
Information about História da Arte
Entertainment

Published on February 15, 2014

Author: marcosilva988373

Source: slideshare.net

História da Arte Renascimento

Índice • • • • • Introdução; O Renascimento; Imagens sobre o renascimento; Conclusão Bibliografia.

Introdução Olá a todos hoje vou-vos apresentar um trabalho sobre o renascimento…. No qual foi mandado realizar por a prof. Luiza Gonzalez

Renascimento • O período foi marcado por transformações em muitas áreas da vida humana, que assinalam o final da Idade Média e o início da Idade Moderna. Apesar destas transformações serem bem evidentes na cultura, sociedade, economia, política e religião,, caracterizando a transição do feudalismo para o capitalismo e significando uma ruptura com as estruturas medievais, o termo é mais comumente empregado para descrever seus efeitos nas artes, na filosofia e nas ciências.

Renascimento • Era uma manifestação do espírito humano que colocava o indivíduo mais próximo de Deus. Ao exercer sua capacidade de questionar o mundo, o homem simplesmente dava vazão a um dom concedido por Deus (neoplatonismo). Outro aspecto fundamental das obras renascentistas era o privilégio dado às ações humanas, ou humanismo. Tal característica representava-se na reprodução de situações do cotidiano e na rigorosa reprodução dos traços e formas humanas (naturalismo). Esse aspecto humanista inspirava-se em outro ponto-chave do Renascimento: o elogio às concepções artísticas da Antiguidade Clássica ou Classicismo.

Renascimento • A aproximação do Renascimento com a burguesia foi claramente percebida no interior das grandes cidades comerciais italianas do período. Gênova, Veneza, Milão, Florença e Roma eram grandes centros de comércio onde a intensa circulação de riquezas e ideias promoveram a ascensão de uma notória classe artística italiana. Até mesmo algumas famílias comerciantes da época, como os Médici e os Sforza, realizaram o mecenato, ou seja, o patrocínio às obras e estudos renascentistas. A profissionalização desses renascentistas foi responsável por um conjunto extenso de obras que acabou dividindo o movimento em três períodos: o Trecento, o Quatrocento e Cinquecento. Cada período abrangia respectivamente uma parte do período que vai do século XIV ao XVI.

Renascimento • Durante o Trecento, podemos destacar o legado literário de Petrarca (“De África” e “Odes a Laura”) e Dante Alighieri (“Divina Comédia”), bem como as pinturas de Giotto di Bondoni (“O beijo de Judas”, “Juízo Final”, “A lamentação” e “Lamento ante Cristo Morto”). Já no Quatrocento, com representantes dentro e fora da Itália, o Renascimento contou com a obra artística do italiano Leonardo da Vinci (Mona Lisa) e as críticas ácidas do escritor holandês Erasmo de Roterdã (Elogio à Loucura).

Renascimento

Renascimentoao alto grau de inovação de Devido seu trabalho (ele é considerado o introdutor da perspectiva na pintura da época), Giotto é considerado por Bocaccio o precursor da pintura renascentista. Ele é considerado o elo entre o renascimento e a pintura medieval e abizantina. A característica principal do seu trabalho é a identificação da figura dos santos como seres humanos de aparência comum. Esses santos com ar humanizado eram os mais importantes das cenas que pintava, ocupando sempre posição de destaque na pintura. Assim, a pintura de Giotto vem ao encontro de uma visão humanista do Giotto di Bondoni “O beijo de Judas” mundo, que vai cada vez mais se firmando até o Renascimento.

Renascimento Giotto di Bondoni “A Lamentação”

Renascimento Sua pintura foi iniciada em 1503 e é nesta obra que o artista melhor concebeu a técnica do sfumato. O quadro representa uma mulher com uma expressão introspectiva e um pouco tímida. O seu sorriso restrito é muito sedutor, mesmo que um pouco conservador. O seu corpo representa o padrão de beleza da mulher na época de Leonardo. Este quadro é provavelmente o retrato mais famoso na história da arte, senão, o quadro mais famoso e valioso de todo o mundo. Poucos outros trabalhos de arte são tão controversos, questionados, valiosos, elogiados, comemorados ou reproduzidos. Muitos historiadores da arte desconfiavam de que a reverência de Da Vinci pela Mona Lisa nada tinha a ver com sua maestria artística. Segundo muitos afirmavam devia-se a algo muito bem mais profundo: uma mensagem oculta nas camadas de pintura. Leonardo Da Vinci “Monalisa”

Renascimento • Na fase final do Renascimento, o Cinquecento, movimento ganhou grandes proporções dominando várias regiões do continente europeu. Em Portugal podemos destacar a literatura de Gil Vicente (Auto da Barca do Inferno) e Luís de Camões (Os Lusíadas). Na Alemanha, os quadros de Albercht Dürer (“Adão e Eva” e “Melancolia”) e Hans Holbein (“Cristo morto” e “A virgem do burgomestre Meyer”). A literatura francesa teve como seu grande representante François Rabelais (“Gargântua e Pantagruel”). No campo científico devemos destacar o rebuliço da teoria heliocêntrica defendida pelos estudiosos Nicolau Copérnico, Galileu Galilei e Giordano Bruno. Tal concepção abalou o monopólio dos saberes desde então controlados pela Igreja.

Renascimento Luís de Camões “Os Lusíadas”

Renascimento O Renascimento pode ser entendido como uma apropriação cultural do período Clássico. Os renascentistas viam-se com alteridade aos medievais e a restrição da produção de conhecimento que a Igreja proporcionava. Da mesma maneira, viam-se como continuadores dos antigos, jamais como copiadores, uma vez que propunham retomar a tradição antiga para continuar seu trabalho interrompido. Mas o Renascimento não é apenas a retomada da Filosofia Clássica. A arte, a poesia, a retórica e o estudo das línguas também são reavivados conforme a tradição dos antigos. Este movimento foi realizado por humanistas, eruditos dos assuntos humanos, conhecidos por “studia humanitates”. Originários da Europa mediterrânea, em especial da atual Itália, os humanistas passaram a valorizar o humano, em detrimento do teológico. Albercht Dürer “Adão e Eva”

Renascimento Foi cónego da Igreja Católica, governador e administrador, jurista, astrólogo e médico. Ao propor a teoria segundo a qual a Terra dá uma volta diária completa em torno de seu eixo e uma volta anual em torno do Sol, Copérnico desencadeou uma revolução na ciência, na filosofia e na religião. Nicolau Copérnico

Renascimento Galileu Galilei Descobriu a lei dos corpos e enunciou o princípio da Inércia e o conceito de referencial inercial, idéias percursoras da Mecânica newtoniana. Melhorou significamente o telescópio refractor e terá sido o primeiro a utiliza-lo para fazer observações astronómicas. Com ele descobriu as manchas solares, as montanhas da Lua, as fases de Vénus, quatro dos satélite de Júpiter, os anéis de Saturno, as estrelas da Via Láctea. Estas descobertas contribuiram decisivamente na defesa do Heliocentrismo. Desenvolveu ainda vários instrumentos como a balança hidrostática, um tipo de compasso geométrico que permitia medir ângulos e áreas, o termómetro de Galileu e o percursor do relógio de pêndulo.

Renascimento • Ao abrir o mundo à intervenção do homem, o Renascimento sugeriu uma mudança da posição a ser ocupada pelo homem no mundo. Ao longo dos séculos posteriores ao Renascimento, os valores por ele empreendidos vigoraram ainda por diversos campos da arte, da cultura e da ciência. Graças a essa preocupação em revelar o mundo, o Renascimento suscitou valores e questões que ainda se fizeram presentes em outros movimentos concebidos ao logo da história ocidental.

Renascimento • Características Principais: - Valorização da cultura greco-romana. Para os artistas da época renascentista, os gregos e romanos possuíam uma visão completa e humana da natureza, ao contrário dos homens medievais; - As qualidades mais valorizadas no ser humano passaram a ser a inteligência, o conhecimento e o dom artístico; - Enquanto na Idade Média a vida do homem devia estar centrada em Deus (teocentrismo), nos séculos XV e XVI o homem passa a ser o principal personagem (antropocentrismo); - A razão e a natureza passam a ser valorizadas com grande intensidade. O homem renascentista, principalmente os cientistas, passam a utilizar métodos experimentais e de observação da natureza e universo.

Renascimento exposta na Galleria degli A obra está Botticelli: O nascimento de Vênus, 1485 Uffizi, em Florença, na Itália. Consiste de têmpera sobre tela e mede 172,5 cm de altura por 278,5 cm de largura. A pintura representa a deusa Vênus emergindo do mar como mulher adulta, conforme descrito na mitologia romana. É provável que a obra tenha sido feita em 1485, sob encomenda para Lorenzo di Pierfrancesco de Médici, que a teria pedido para enfeitar sua residência, a Villa Medicea di Castello. Alguns estudiosos sugerem que a Vênus pintada para Pierfrancesco, e mencionada por Giorgio Vasari, teria sido outra que não a obra exposta em Florença e estaria perdida até o momento.

Renascimento É, na visão do artista uma representação do Juízo Final inspirada na narrativa bíblica. Nesta pintura, Michelangelo, que nascera no ano em que a capela foi construída, dedicou todo seu engenho e força de 1535 a1541. Já havia travado um ardoroso combate com Júlio II durante o período de pintura do monumental Teto da Michelangelo: O Juízo Final, 1534-41. Capela Sistina Capela Sistina.

Renascimento Michelangelo: O Juízo Final, 1534-41. Capela Sistina

Conclusão • Como todos ficamos a saber tinhamos muitos pintores famosos(Michelangelo; Leonardo Da Vinci ;etc);autores(Luís de Camões ;etc)e muitos astrólogos(Nicolau Copérnico; Galileu Galilei;etc)… • Espero que tenham gostado ;) .

Bibliografia • http://sociologiapolitica.com.br/2013/03/18/a lbrecht-durer-o-renascimento-e-a-rupturacom-o-medievo/ • http://www.wikipedia.org • http://www.google.com/images

Add a comment

Related presentations

Related pages

Historia da Arte - Aqui ajudamos você a compreender o que ...

Margaret Imbroisi. Arte Educadora com Graduação em Educação Artística e Artes Plásticas, Pós Graduação em História da Arte Ocidental ...
Read more

História da arte – Wikipédia, a enciclopédia livre

História da arte é a história de qualquer atividade ou produto realizado pelo Homem com propósito estético ou comunicativo, enquanto expressão de ...
Read more

História da Arte - artedahistoria.blogspot.com

Biografia: No final do século XIX a França passava por grandes transformações, a revolução do século anterior ainda fazia sentir seus efeitos na ...
Read more

HISTORIA DA ARTE - patricia-vasconcellosha.blogspot.com

HISTORIA DA ARTE - patricia-vasconcellosha.blogspot.com
Read more

História da Arte - Douglas Tufano - YouTube

Category People & Blogs; License Standard YouTube License; Music "Concerto for Oboe, Streicher & B.c. In D Minor, Op. 1 (mit Bach's ...
Read more

PENSI - História da Arte - Arte Moderna - YouTube

Professor Rodrigo Retka ministra uma aula sobre: Arte Moderna (Vanguardas Européias
Read more

História Da Arte - scribd.com

HISTÓRIA DA ARTE. HISTÓRIA DA ARTE Série Bibliográfica Unit 160 Roberto Sousa Santos História da Arte Jouberto Uchôa de Mendonça Reitor
Read more

História da Arte - apontamentoshca.blogspot.com

Se alguém gostaria de ver alguma parte da matéria de História e Cultura das Artes aqui publicada, por favor façam um comentário a indicar.
Read more

História da Arte Brejeira | Facebook

História da Arte Brejeira. 29,175 likes · 32 talking about this. Enviem as vossas sugestões para historiadaartebrejeira@gmail.com para deleite artístico...
Read more

HACER - História da Arte e Cultura Estudos e Reflexões

Um novo espaço para quem curte História da Arte e da Cultura, com material produzido por historiadores da arte e estudantes.
Read more