Hist Mov Wesl 4

67 %
33 %
Information about Hist Mov Wesl 4
Education

Published on December 18, 2008

Author: RamondC

Source: slideshare.net

Description

Última fase da vida de John Wesley

OLHAR SEU TRABALHO DIÁRIO, Quinta, 24 de março, 1785 – Considero agora como cresceu de forma surpreendente, o grão de mostarda que foi plantado há cinqüenta anos...Espalhou-se por toda a Grã Bretanha e Irlanda, A Ilha de Wight e a Ilha de Man; então América(...) todo o continente para o Canadá e Newfoundland(...)

O VELHO PASTOR... DIÁRIO, 28 de junho de 1785 – Pela boa providência de Deus, completei oitenta e dois anos. Há algo difícil para Deus? Já faz onze anos desde que senti coisas parecidas com fraqueza: Muitas vezes minha voz falhou ao falar mais alto e não pude continuar. Fiquei sem força e não pude andar muito.Mesmo assim, desde então não senti mais fraqueza e estou bem da cabeça aos pés. Isso não é natural: é a vontade de Deus.

DIÁRIO, 28 de junho de 1785 – Pela boa providência de Deus, completei oitenta e dois anos. Há algo difícil para Deus? Já faz onze anos desde que senti coisas parecidas com fraqueza: Muitas vezes minha voz falhou ao falar mais alto e não pude continuar. Fiquei sem força e não pude andar muito.Mesmo assim, desde então não senti mais fraqueza e estou bem da cabeça aos pés. Isso não é natural: é a vontade de Deus.

...NÃO SENTE DESÂNIMO... DIÁRIO, 1 de março de 1787 – Percebo as diferenças com o passar do tempo: Me encontro: 1) Menos ativo; 2) Ando mais devagar, sobretudo em subidas; 3) Minha memória não está tão rápida; 3) Não posso ler tão rápido à luz de velas. Mas louvo a Deus que todos os outros poderes de meu corpo e mente continuam do jeito que eram.

DIÁRIO, 1 de março de 1787 – Percebo as diferenças com o passar do tempo: Me encontro: 1) Menos ativo; 2) Ando mais devagar, sobretudo em subidas; 3) Minha memória não está tão rápida; 3) Não posso ler tão rápido à luz de velas.

Mas louvo a Deus que todos os outros poderes de meu corpo e mente continuam do jeito que eram.

SINAIS DE SAÚDE ESPIRITUAL, MENTAL E FÍSICA DIÁRIO, 28 de Junho de 1787 – Hoje completo oitenta e cinco anos e por isso louvo a Deus, não apenas pelas milhões de bençãos espirituais, mas pelas físicas também! Quão pouco sofri apesar “dos numerosos anos!”

DIÁRIO, 28 de Junho de 1787 – Hoje completo oitenta e cinco anos e por isso louvo a Deus, não apenas pelas milhões de bençãos espirituais, mas pelas físicas também! Quão pouco sofri apesar “dos numerosos anos!”

MANTER-SE NAS MÃOS DE DEUS Qual a causa de eu estar como estou? Primeiro, sem dúvida, pelo poder de Deus, me fazendo servir para a obra à qual fui chamado (...) e ligado a isto às orações de Seus filhos...

Qual a causa de eu estar como estou? Primeiro, sem dúvida, pelo poder de Deus, me fazendo servir para a obra à qual fui chamado (...) e ligado a isto às orações de Seus filhos...

MÉTODOS DE VIVER A GRAÇA... Talvez possamos imputar também a meios inferiores: Meu exercício constante e mudança de ares? Por nunca ter perdido uma noite de sono, doente ou não, no mar ou em terra, desde que nasci? Pelo constante hábito, por mais ou menos sessenta anos de me levantar as quatro da manhã? Pelo constante hábito de pregar as cinco da manhã, por pelo menos cinquenta anos? Por ter tido pouca dor em minha vida, ou pouca tristeza, ou por andar ansioso?

Talvez possamos imputar também a meios inferiores:

Meu exercício constante e mudança de ares?

Por nunca ter perdido uma noite de sono, doente ou não, no mar ou em terra, desde que nasci?

Pelo constante hábito, por mais ou menos sessenta anos de me levantar as quatro da manhã?

Pelo constante hábito de pregar as cinco da manhã, por pelo menos cinquenta anos?

Por ter tido pouca dor em minha vida, ou pouca tristeza, ou por andar ansioso?

DIÁRIO, DOMINGO, 23, 1789 – Preguei ali outra vez no anfiteatro, de manhã e à noite, creio que pela última vez. Agora minha voz já não mais comanda a crescente multidão. Deveria ter no momento mais de 25 mil . É possível que nem todos tenham ouvido....

DIÁRIO, DOMINGO, 23, 1789 – Preguei ali outra vez no anfiteatro, de manhã e à noite, creio que pela última vez. Agora minha voz já não mais comanda a crescente multidão. Deveria ter no momento mais de 25 mil . É possível que nem todos tenham ouvido....

ÚLTIMO ANO DO DIÁRIO SEXTA, 1º DE JANEIRO DE 1790 – Sou um homem velho agora. Decaído da cabeça aos pés. Meus olhos (....), minha mão direita treme muito; minha boca está quente e seca toda manhã; tenho uma febre leve quase todo dia; minha locomoção é fraca e lenta. Contudo, louvado seja Deus, NÃO RELAXO MEU TRABALHO : AINDA POSSO PREGAR E ESCREVER.

SEXTA, 1º DE JANEIRO DE 1790 – Sou um homem velho agora. Decaído da cabeça aos pés. Meus olhos (....), minha mão direita treme muito; minha boca está quente e seca toda manhã; tenho uma febre leve quase todo dia; minha locomoção é fraca e lenta. Contudo, louvado seja Deus, NÃO RELAXO MEU TRABALHO : AINDA POSSO PREGAR E ESCREVER.

SUAS ÚLTIMAS HORAS - Fomos buscar o Dr Whitehead. Quando ele chegou, o Sr. Wesley sorriu e disse: “doutor, eles estão mais com medo do que feridos” - Sábado : continuou na mesma, falou pouco. Domingo : com a ajuda do Sr Bradford, o Sr Wesley levantou, tomou uma xícara de chá e pareceu melhor... Segunda : sua fraqueza aumentou... Terça: Nunca reclamando de seu estado de saúde... Começou a cantar: Toda glória a Deus nas alturas, e paz na terra que Ele restaurou... Cantando dois versos sua força acabou... Depois de um tempo deitado, pediu ao Sr. Bradford uma pena e tinta....

- Fomos buscar o Dr Whitehead. Quando ele chegou, o Sr. Wesley sorriu e disse: “doutor, eles estão mais com medo do que feridos”

- Sábado : continuou na mesma, falou pouco.

Domingo : com a ajuda do Sr Bradford, o Sr Wesley levantou, tomou uma xícara de chá e pareceu melhor...

Segunda : sua fraqueza aumentou...

Terça: Nunca reclamando de seu estado de saúde... Começou a cantar: Toda glória a Deus nas alturas, e paz na terra que Ele restaurou... Cantando dois versos sua força acabou... Depois de um tempo deitado, pediu ao Sr. Bradford uma pena e tinta....

“ADEUS” Quarta de manhã... Vimos que a hora final se aproximava. O Sr Bradford orou com ele e a última palavra que o ouvimos articular foi: “ ADEUS!”

Quarta de manhã... Vimos que a hora final se aproximava. O Sr Bradford orou com ele e a última palavra que o ouvimos articular foi:

“ ADEUS!”

Add a comment

Related presentations