advertisement

Higieneesegurana

100 %
0 %
advertisement
Information about Higieneesegurana
Education

Published on March 3, 2014

Author: anafreire

Source: slideshare.net

advertisement

H gi ene i e Seguranç a no Trabal ho

A Higiene e a Segurança no Trabalho devem ser preocupações constantes em todos nós a fim de evitar e prevenir acidentes ou situações que nos ponham em perigo ou a quem nos rodeia.

Tendo em conta a Higiene como limpeza e precaução contra doenças e a Segurança como a perceção de se estar protegido de perigos ou perdas dando a garantia e tranquilidade de espírito podemos pensar nos - Manutenção da saúde - Eliminação das causas das doenças profissionais - Prevenção do agravamento de doenças e lesões - Aumento da produtividade pelo controlo do ambiente de trabalho.

No trabalho a segurança opõe-se ao acidente

Devemos usar os meios de proteção adequado às máquinas e equipamentos que se está a usar (óculos de proteção, luvas, proteções auriculares, proteções respiratórias);

Desculpas que não podemos dar

Sinalização de segurança Fornece indicações relativas à segurança através de cores, formas e símbolos.

Proibição Paragem Combate ao fogo Alarme Aviso de perigo Atenção Ausência de perigo Refugio Socorros Informação a seguir Cumprimento do dever

As f orm as

A sinalização serve para: - Prevenir Acidentes; - Identificar os equipamentos de segurança; - Delimitar áreas; - Identificar de Tubulações de líquidos e gases advertindo contra riscos; - Identificar e advertir acerca dos riscos existentes.

Sinais de proibição

Sinais de perigo ou aviso

Sinais de Obrigação

Sinais de informação Sinais de Salvamento ou Emergência

Sinais relativos ao material de combate a Incêndios Características: -Forma retangular ou quadrada, -Pictograma branco sobre o fundo vermelho.

Dispositivos de proteção individual

O equipamento de proteção individual deve fundamentalmente: 1-Proteger adequadamente 2-Ser resistente 3-Prático 4-Cómodo 5-De fácil manutenção

Tipos de Dispositivos de proteção individual que protegem o nosso corpo contra ações mecânicas, óticas, químicas e térmicas. Ações mecânicas, através de poeiras, partículas ou aparas. Ações óticas, através de luz visível (natural ou artificial), invisível (radiação ultravioleta ou infravermelha) ou ainda raios laser. Ações térmicas, devidas a temperaturas extremas. Ações químicas, através de produtos corrosivos(sobretudo ácidos e bases) no estado sólido líquido ou gasoso;

Proteção da cabeça • queda de objetos • projeção de gravilha • pancadas

Proteção das Vias Respiratórias A atmosfera dos locais de trabalho encontra-se, muitas vezes, contaminada em virtude da existência de agentes químicos agressivos, tais como gases, vapores, neblinas, fibras, poeiras. A proteção das vias respiratórias é feita através dos chamados dispositivos de proteção respiratória - aparelhos filtrantes (máscaras). Utilizam-se em situações que envolvam poeiras, vapores, fumos ou gases

Proteção dos Olhos e do Rosto Os olhos e também o rosto protegem-se com óculos e viseiras apropriados, cujos vidros deverão resistir ao choque, à corrosão e às radiações, conforme os casos.

Proteção do tronco O tronco é protegido através do vestuário, que pode ser confecionado em diferentes tecidos. O vestuário de trabalho deve ser cingido ao corpo para se evitar a sua prisão pelos órgãos em movimento. A gravata ou cachecol constituem, geralmente, um risco.

Proteção dos Ouvidos Há fundamentalmente, dois tipos de protetores de ouvidos: os auriculares (ou tampões) e os auscultadores (ou protetores de tipo abafador). Os auriculares são introduzidos no canal auditivo externo e visam diminuir a intensidade das variações de pressão que alcançam o tímpano.

Proteção das Mãos e dos Membros Superiores Os ferimentos nas mãos constituem o tipo de lesão mais frequente que ocorre na indústria. Daí a necessidade da sua proteção. O braço e o antebraço estão, geralmente menos expostos do que as mãos, não sendo contudo de subestimar a sua proteção.

Proteção dos Pés e dos Membros Inferiores A proteção dos pés deve ser considerada quando há possibilidade de lesões a partir de efeitos mecânicos, térmicos, químicos ou elétricos. Quando há possibilidade de queda de materiais, deverão ser usados sapatos ou botas revestidos interiormente com biqueiras de aço, eventualmente com reforço no peito do pé.

ACIDE N TE DE TRAB ALHO Aquele que se verifica no local de trabalho e no tempo de trabalho e produz, direta ou indiretamente, lesão corporal, perturbação funcional ou doença de que resultem redução da capacidade de trabalho ou de ganho ou a morte.

Fatores que contribuem para a existência de acidentes de trabalho Fadiga Distração ou negligência Rotina Imprudência face ao perigo Falta de proteção de maquinas e ferramentas Ausência de medidas de segurança.

Fatores que contribuem para a ausência de acidentes de trabalho Espaço adequado Boa iluminação Ausência de ruído Ar puro Temperatura ambiente agradável Higiene.

ILUMINAÇÃO Uma boa iluminação adequada no local de trabalho é uma condição fundamental para um bom desempenho das pessoas e contribui para preservar de um modo geral a saúde. A iluminação e o uso dos computadores Quando usamos o computador devemos: •Evitar os reflexos provenientes das janelas, luzes e superfícies brilhantes no ecrã. •Utilizar estores ou persianas para atenuar a luz do dia que atinge o posto de trabalho. •Colocar o monitor de tal maneira que o ponto central do ecrã esteja um pouco abaixo do nível dos olhos. •Organização adequada do posto de trabalho.

O ruído O ruído é qualquer som que se considera desagradável e que na atividade laboral pode provocar uma simples fadiga, ou em casos de exposição prolongada ao ruído intenso, danos graves ao aparelho auditivo. Ação do ruído sobre o organismo O risco a que estão sujeitas as pessoas que desenvolvem uma atividade depende dos seguintes fatores: Tempo de exposição ao ruído – quanto mais longo, maior é o risco. Tipo de ruído – contínuo, intermitente ou súbito. Distância da fonte de ruído – Quanto menor, maior é o risco Sensibilidade individual – varia com a idade e de pessoa para pessoa

Add a comment

Related presentations

Related pages

Certificação

De acordo com o disposto no art.º 11º da Lei n.º 42/2012 de 28 de agosto, as entidades devem solicitar a certificação para ministrar os cursos de ...
Read more

Serviços Externos - SRRH - Secretaria Regional dos ...

Considera-se serviço externo o serviço que é desenvolvido por entidade que, mediante contrato com o empregador, realiza atividades de segurança ou de ...
Read more

Com EVT: segurança do trabalho: Sinalização

A arte como ferramenta para construção do processo de conhecimento, o estímulo à criatividade e a vivência em grupo.
Read more