Haijin de vez em quando

0 %
100 %
Information about Haijin de vez em quando
Books

Published on March 13, 2014

Author: isaias2014

Source: slideshare.net

Description

Livro de haicai

isaias de faria haijin de vez em quando (haicais) belo horizonte porospoesia 2014

2 © Isaias de Faria / porospoesia Capa, foto da capa, diagramação e revisão: Isaias de Faria Contatos: isaiasjazzfaria@gmail.com http://isaiasfaria.blogspot.com.br/ Faria, Isaias de F225s - Haijin de vez em quando Belo Horizonte: porospoesia, 2014. 72 p. 1.Poesia Brasileira. I.Título CDD. 869.1

3 “Haijin é a pessoa que faz haikai. Hai de haikai mais jin de pessoa. Portanto, poeta.” Alice Ruiz S. Haicai: ” Parece fácil e simples. Uma brincadeira. Três versos sem rima que retratam um instante. Uma fotografia escrita de um momento, de um lugar. Apenas três versos, mas que em poucas palavras devem dizer o suficiente... A aparente simplicidade, porém, camufla a dificuldade...” Denise Góes HAICAI - Ou haikai, ou haiku. Poema japonês breve que apresenta uma cena ou um evento natural em linguagem cotidiana. Os termos haiku e haicai podem ser usados como sinônimos. Muitos autores usam haicai para denominar o poema japonês feito no Brasil e haiku para o tradicional poema feito no Japão. O haiku foi criado pelo mestre Shiki, no século XIX para designar o poema independente de 5-7-5 sílabas: hai- cai +hok -ku.

4 haicais

5 madrugada com frio o vigia a brisa espia

6 na janela espera e ao seu lado um vaso de flor

7 se tem pouca lua tem lampião se tem lua cheia não

8 um átimo: a pétala do ipê ao vento até o chão

9 formiga com asas evita ficar longe da luz

10 alísios quase visíveis na manhã cinzaclaro - ela treme o queixo

11 no chão sem água o mamoeiro amarelado resiste calado

12 noite escura mas os vagalumes iluminam o capinzal

13 da sala de sua árvore a cigarra te olha com canto

14 barulho, fanfarra grilos e rãs num dia pós-chuva

15 menininho dentro do ônibus a pampulha passa e ele chora

16 madrugada em silêncio os grilos no quintal quebram o gelo

17 no encalço do esmero de linguagem velha borracha acaba

18 risco de infância, ladeiras ladeiras, bicicletas: combinação perfeita

19 a rã não se contém a um pulo-bote na água que paira

20 boina fora da cabeça e a voz do lenin e c o a

21 esperava você: por um minuto veio e foi

22 mesa com 4 pessoas ela monossilábica porém, toda sorriso

23 na claraboia pousa a centopeia andaluz

24 é outono e faz frio - se de tardezinha saio levo minha blusa marrom

25 prato de louça branco raso e grande sujo de tomate

26 o que faz a moçoila adormecer no sofá: o cafuné ou o dave brubeck?

27 na varanda: chá de hortelã e o cheiro do inverno

28 a caminho de ouro preto neblinas presas entre montanhas

29 os olhos nada enxergam mas na calçada ele grita: adesivos de unhas 1 real

30 beijo quente & literatura sorvete com mel e patativa do assaré

31 tropeço logo peço – dê-me a mão, galega! pra que eu a devore

32 passar in solitude: o desejo lá na orla noturna

33 jazzmineiro convivas dentro e fora do lar – jazz aqui e acolá

34 rumores de tua volta/ nada a temer/ a não ser/ tua cintura venenosa/

35 chá de maracujá pra me deixar menos desatento

36 no teu corpo passar geleia de maracujá e degustar

37 progesterona numa ampola via correios praquela mulher sem anseios

38 os poetas dizem ó musa e eu coloco teu púbis pra fora

39 pupilas escaldantes unhas terríveis pele de veludo inflamável

40 dentro do tênis meu pé molhado envelhece mais rápido

41 exalta-me os nervos, ver purpurinas nos teus cabelos

42 pomar sem dono festa à vista pros meninos da rua

43 depois da sua saliva na minha saliva tamarindo não fica amargo

44 road movie na tv: paro, e fico querendo partir

45 primavera chegou sorriso largo estampa o vestido

46 depois do banho anda pela casa mas não sai poema

47 teus olhos roubam cor de jambo & mel

48 haicai para heráclito rio corrente entro uma vez pra nunca mais

49 passarei saudades - minha deidade, anda sumida

50 medo de rima em três linhas: pobre ou fina?

51 sábado à tarde tédio de não ter o balanço da rede

52 dez da manhã teus seios ainda com cheiro de avelã

53 no vasto descampado o fino capim espia o tempo

54 na metade da manhã faz sol e depois esfria um pouquinho

55 caule de mamona faz também bolha de sabão

56 o lilás chegou nas folhas da castanheira - já é outono

57 passados os anos, brancos os cabelos - nem percebi

58 ela solta na chuva braços nas nuvens saia e tomara que caia

59 é uma grande amiga a copa da mangueira no verão escaldante

60 o sono do gato mostra-nos a idade da calma

61 borboleta sobrevoa de pertinho meu andar distraído

62 no meio da madrugada dois amigos bêbados cantam abraçados

63 no rio abaixo seu leitmotiv: a foto da musa

64 (para o poeta cássio amaral) e ele sorria porque a cada dia um ippon se repetia

65 um beijo que pode matar diabético duna de açúcar não chega aos pés da doçura do teu beijo

66 dois icebergs no mar parecem muito seus seios no inverno

67 vôlei, peteca e bambolê moça de mãos estendidas tapas e rebolado

68 quê semântica o quê eu tô é cuspindo as palavras

69 acho que sou bem assim carta que nunca entrou no baralho

70 ainda posso usar uma colher de sopa pra regar teus pés

71 pronto. minha saliva pronta pra lambuzar tuas tetas transcendentes

72 a cor do dia vai vai lentamente passa e o arrebol vira noite

Add a comment

Related presentations

Related pages

De vez em quando significado de vez em quando tradução ...

Informações sobre de vez em quando no dicionário e enciclopédia gratuitos em inglês. de vez em quando. Traduções. English: occasional, occasionally.
Read more

Blog do Gramaticando - Gramática Online: De vez em quando ...

A expressão "de vez em quando" tem o mesmo sentido de "às vezes". Veja o exemplo: De vez em quando o meu cachorro come cenoura
Read more

De vez em quando - Dicionário Online - Dicionário inFormal

Significado de de vez em quando. O que é de vez em quando: Ás vezes; Com alguma frequência. Definição; Sinônimos; Antônimos; Relacionadas; Exemplos ...
Read more

Só de Vez Em Quando - YouTube

Provided to YouTube by The Orchard Enterprises Só de Vez Em Quando · José Malhoa Só de Vez Em Quando ℗ 1994 Espacial Released on: ...
Read more

De vez enquando ou de vez em quando? | Yahoo Respostas

de vez em quando, mas quando estiver com duvida em alguma expressão ou palavra e ñ puder conferir, use coisas semelhantes, como às vezes, ...
Read more

IRA! - AS VEZES DE VEZ EM QUANDO - PROGRAMA H (BAND) 1998 ...

ira! - as vezes de vez em quando - programa h (band) 1998 acervo: fà clube oficial ira! ira!
Read more

Traduction de vez em quando français | Dictionnaire ...

Esse método deve ser adaptado de vez em quando de modo a corresponder às melhores práticas internacionais.
Read more

de vez em quando - Wiktionary - Wiktionary, the free ...

de vez em quando. Definition from Wiktionary, the free dictionary. Jump to: navigation, search. Contents. 1 Portuguese. 1.1 Adverb. 1.1.1 Synonyms;
Read more

Orlando De Vez Em Quando, a song by Cabecas No Ar on Spotify

Orlando De Vez Em Quando. 3:38 0:30. Featured on Cabeças No Ar. More by Cabecas No Ar. More Cabecas No Ar. Listen to Cabecas No Ar now. Listen to Cabecas ...
Read more