gestão de pessoas

60 %
40 %
Information about gestão de pessoas
Education

Published on October 29, 2008

Author: editesantosmendes

Source: authorstream.com

MOTIVAÇÃO : Instrutor MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : Aprimorando Atitudes no Grupo Grupos Sociais Equipes de Trabalho (Mecânicas x Orgânicas) Ética Pessoal e Profissional Times de sucesso Motivação e Emoção Necessidades Humanas Desejos x Vontades Incentivo x Estímulo Frustrações e Valores Inteligência Emocional Comunicação - Me Entendendo e Entendendo os Outros Conceitos e Fundamentos da comunicação Principais Disfunções da Comunicação Comunicação como Ferramenta de Gestão Percepção - Minha e dos Outros Diferenças Individuais Estereótipos e Paradigmas Ampliação da Percepção O Que Aprendemos ? Exercício sobre aplicação dos conceitos. Conteúdo Básico MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : Introdução Início: Aquecimento Expectativas do módulo: Motivação Apresentações: Componentes e Facilitador MOTIVAÇÃO Slide 4: Objetivos Sensibilização para as mudanças Aperfeiçoamento de competências Aprimoramento de estilos funcionais Fortalecimento da integração e sinergia Estimular as potencialidades individuais MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : TREINAMENTO X APRENDIZAGEM ANÁLISE CRÍTICA Níveis de Avaliação Reação Aprendizagem Comportamento Resultados MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : Definição de aprendizado mudança na forma de perceber a realidade e/ou aumento de conhecimentos e/ou aumento de habilidades. MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : MOTIVAÇÃO Para que a mudança de comportamento ocorra, quatro condições se fazem necessárias: A pessoa precisa querer mudar. A pessoa precisa saber o que e o como mudar. A pessoa precisa viver e trabalhar num ambiente com o clima favorável. A pessoa precisa ser reconhecida pela mudança. MOTIVAÇÃO : MOTIVAÇÃO Preciso Pagar Impostos. Preciso Fazer Ginástica Preciso me Alimentar Corretamente. Preciso Dormir. Preciso Acordar. Preciso Aprender Todos os Dias. Preciso Falar em Público. Preciso Compreender Outros Idiomas. Preciso Trabalhar Todos os Dias. Preciso Ganhar Dinheiro. Preciso Delegar as Atividades. Preciso Ajudar os Outros. Preciso Tratar os Outros Como Gostaria de Ser Tratado. Preciso Ser Humilde. Preciso Ser Ambicioso. Preciso Ser Feliz. Preciso Ter Sucesso. Preciso Criar Minha Própria Empresa. Preciso Ter Filhos e Família. Preciso Ser Educado. Preciso Ser Entusiasmado. Preciso Fazer a Coisa Certa. Preciso Ser Amigo. Preciso Ser Cidadão. Preciso Ser Otimista. Lições do dia a dia MOTIVAÇÃO : Diferenças Individuais Qual a diferença dos que têm e os que não tem ? Qual a diferença dos que podem e os que não podem ? Qual a diferença dos que fazem e os que não fazem ? MOTIVAÇÃO Seriam as crenças e valores de cada pessoa ? MOTIVAÇÃO : Faliu nos negócios aos 31 anos de idade; Foi derrotado em eleição para o Legislativo aos 32; Faliu outra vez aos 34 anos; Superou a morte da namorada aos 35; Teve um colapso nervoso aos 36; Perdeu outra eleição aos 38; Perdeu as eleições para o Congresso aos 43, 46 e 48; Perdeu uma disputa para o Senado aos 55; Fracassou na tentativa de ser Presidente aos 58; Foi eleito a Presidente aos 60. Abraham Lincoln Anthony Robbins Poder Sem Limites-2007 MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : O que diz nossa crença ? Anthony Robbins Poder Sem Limites-2007 A figura é côncava ou convexa ? MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : MOTIVAÇÃO Física: Capacidade dos materiais de resistirem aos choques. Ciências humanas: Capacidade de um ser humano de resistir às adversidades por uma visão positiva para manter o equilíbrio e a sua integridade física e mental mesmo nos momentos mais críticos RESILIÊNCIA Professora Sandra Maia Farias Vasconcelos, Dr. Núcleo de Divulgação Científica da ECA/USP - São Paulo - Julho/Agosto 2007 Pessoas Resilientes Positivas Orientadas Flexíveis Organizadas Proativas MOTIVAÇÃO : MOTIVAÇÃO   MOTIVAÇÃO : Janela de Johari Ferramenta, criada por Joseph Luft e Harrington Ingham em 1955, que tem como objetivo auxiliar no entendimento da comunicação interpessoal e nos relacionamentos com um grupo. Este conceito pode aplicar-se ao estudo da interação e das relações interpessoais em várias situações, entre indivíduos, grupos ou organizações. A palavra Johari, tem origem na composição dos prenomes dos seus criadores: Jo(seph) e Hari(Harrington -1955). MOTIVAÇÃO Slide 15: JANELA DE JOHARI Conhecida pelos outros Desconhecida pelos outros Conhecida por mim Desconhecida por mim Área Aberta  Área Cega  Área Oculta  Área Desconhecida  MOTIVAÇÃO :   MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : MOTIVAÇÃO Equipes de Elevada Performance CARACTERÍSTICAS A B MOTIVAÇÃO : Grupos ou equipes ? Fator crítico de diferença O que difere de um grupo para uma equipe: consciência mecânica e a orgânica. MOTIVAÇÃO Focados ao PEST - Política, Economia, Social e Tecnológica  MOTIVAÇÃO : MOTIVAÇÃO  O líder toma decisões sem anuncia-las  O líder toma decisões e tenta “vendê-las” à equipe  O líder apresenta as decisões Prováveis e faz perguntas à equipe  O líder apresenta os problemas e pede sugestão à equipe  O líder apresenta os problemas, pede sugestão e chega a decisão  O líder apresenta os problemas, discute com a equipe e chega a uma decisão conjunta  O líder permite que a equipe opere por si só :  ESTILOS LIFO Life Orientation Teoria Lifo Cecília W.Bergamini Motivação e Liderança MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO :  APOIO Idealista Modesto Receptivo Cooperador CONCESSÃO Não Prático Influenciável Subserviente Auto Depreciativo ESTILOS LIFO DÁ E APOIA (Apoio e Concessão) ADAPTAÇÃO Flexível e Adaptável Entusiasta Inspirador Experimental NEGOCIAÇÃO Inconsistente Infantil Melodramático Manipulativo ADAPTA E NEGOCIA (Adaptação e Negociação) MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : ESTILOS LIFO LIDERANÇA Auto Confiante Assume Riscos Controlador Ativo DOMINAÇÃO Arrogante Impulsivo Dominador Impaciente TOMA E CONTROLA (Liderança e Dominação) CONSERVAÇÃO Reservado Tenaz Metódico Fatual APEGO Inamistoso Teimoso e Obstinado Complicado Preso a Dados CONSERVA E ACUMULA (Conservação e Apego) MOTIVAÇÃO GRUPOS Estágios de Crescimento : GRUPOS Estágios de Crescimento 1- FORMAÇÃO Sentimentos Entusiasmo , expectativa e otimismo Afeição imediata à equipe Ansiedade em relação ao futuro Comportamentos Tentativa de definir a tarefa e de como será realizada Tentativa de definir comportamento adequado do grupo Altas e abstratas discussões Impaciência de alguns membros com essas discussões Dificuldades em identificar os problemas pertinentes Reclamações sobre organização e obstáculos MOTIVAÇÃO :  2-TURBULÊNCIA Sentimentos Resistência às tarefas e a metodologia inerentes ao processo Nítidas variações de comportamento, quanto ao grupo e às perspectivas de êxito Comportamentos Discussão entre membros, mesmo quando concordam com a questão básica Atitudes defensivas e competitivas (formação de facções /”lados”) Metas irreais e preocupação com o excesso de trabalho Evidência da aplicação da “lei do mais forte”, desunião, tensão crescente e ciúmes GRUPOS Estágios de Crescimento MOTIVAÇÃO GRUPOS Estágios de Crescimento : GRUPOS Estágios de Crescimento 3- NORMAS Sentimentos Capacidade de criticar construtivamente Integração na equipe Sensação de alívio porque parece que tudo vai funcionar Comportamentos Tentativa de alcançar a harmonia, evitando-se o conflito Membros amistosos e mutuamente confiantes Senso de equipe coesa e metas comuns Estabelecimento e manutenção das regras (normas da equipe) MOTIVAÇÃO GRUPOS Estágios de Crescimento : 4-ATUAÇÃO Sentimentos Percepção quanto aos processos de trabalho em grupo e individual Melhor compreensão dos pontos fracos de cada um Satisfação pelo progresso da equipe Comportamentos Auto mudança construtiva Capacidade de lidar com problemas do grupo Forte apego a equipe GRUPOS Estágios de Crescimento MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO :  EQUIPES DE SUCESSOFatores Decisivos Comportamentos Salutares Moldar-se ao estilo natural de cada participante Ser sensível à comunicação não verbal Ver ouvir e sentir a dinâmica do grupo Ser autêntico sem magoar o outro Manter debates abertos Estabelecer e aprovar normas Elucidar e desenvolver idéias Compartilhar informações Usar dados como base para decisões Decidir em consenso MOTIVAÇÃO EQUIPES DE SUCESSOFatores Decisivos : EQUIPES DE SUCESSOFatores Decisivos Comportamentos Nocivos Autoritarismo Hesitações Participantes antagônicos Participantes relutantes Devaneios e digressões Menosprezo a idéias Rejeição constante de atividades propostas Aceitação absoluta de opiniões como fatos Pressa em finalizar o trabalho/projeto Não utilizar metodologia adequada (ferramentas) MOTIVAÇÃO CONSENSO Conceitos, Visão Prática : CONSENSO Conceitos, Visão Prática SIGNIFICADO Concordância geral VANTAGENS Posições individuais plenamente entendidas Aumenta o poder do grupo Decisões são mais acuradas Gera comprometimento do grupo PRÉ REQUISITOS Maturidade dos membros Melhor solução aceita por todos MOTIVAÇÃO REUNIÕES PRODUTIVASRegras Básicas : REUNIÕES PRODUTIVASRegras Básicas Diretrizes Usar Pautas Ter um facilitador Fazer atas Esboçar a próxima pauta Avaliar sempre a reunião Respeitar a regra das 100 milhas MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO :  MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : Motivação Definição Força ou impulso que leva o indivíduo a agir de uma forma específica Teorias Pirâmide de necessidades de Maslow Teoria dos dois fatores de Herzberg MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : Pirâmide de Necessidades de Maslow Motivação MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : MotivaçãoTeoria de Herzbeg FATORES DE HIGIENE Condições de Trabalho Remuneração Segurança no Trabalho Relações no Trabalho Práticas das Chefias Políticas da Empresa MOTIVADORES Natureza do Trabalho Responsabilidade Senso de Realização Reconhecimento Perspectiva de Evolução MOTIVAÇÃO MOTIVAÇÃO : Motivação   MOTIVAÇÃO Slide 36: Motivação Fatores Condicionantes MOTIVAÇÃO Slide 37: Motivação Ciclo Motivacional MOTIVAÇÃO Percepção x SensaçãoEnvolve : Visão, audição, tato, paladar, olfato e gravidade. Sensações seriam determinadas por fatores neurofisiológicos. Percepções seriam determinadas por fatores psicológicos. Ainda que dois seres humanos, percebam uma mesma cor ou cheiro, não será exatamente igual à cor e cheiro que o outro perceba. Valores: padrões e princípios que determinam o comportamento. Percepção x SensaçãoEnvolve MOTIVAÇÃO Percepção x Sensação x Emoção x Motivação : “SIST. NERVOSO CENTRAL” Percepção x Sensação x Emoção x Motivação Situação: Você acorda de madrugada ouvindo ruídos   CIRCUITO NEURAL DO MEDO HIPOCAMPO RECEBE E COMPARA CÓRTEX AUDITIVO ANALISA É CONHECIDO ? ALERTA GERAL PARA ? S N VOLTA A DORMIR OK ALERTA GERAL CONTINUA LADRÃO ? GÁS ? EXPLOSÃO ? ELETRICIDADE ? “AMÍDALA” RECEBE SINAL E ENVIA “”TRONCO CEREBRAL” “HIPOTÁLAMO” REAÇÕES FÍSICO QUÍMICAS (Corticoprina) PREVISÃO DE PERIGO POSSÍVEIS MECANISMO DE DEFESA ACIONADO ATAQUE LUTA FUGA Percepção x Sensação x EmoçãoEscala das Emoções : Percepção x Sensação x EmoçãoEscala das Emoções IRA Fúria Aborrecimento Ódio TRISTEZA Mágoa Melancolia Depressão MEDO Ansiedade Preocupação Pânico PRAZER Felicidade Satisfação Mania AMOR Amizade Afinidade Paixão SURPRESA Choque Espanto Maravilha NOJO Desprezo Antipatia Repulsa VERGONHA Culpa Remorso Arrependimento < > Percepção x Sensação x Emoção x Motivação : “SIST. NERVOSO CENTRAL” Percepção x Sensação x Emoção x Motivação Situação: Você acorda de madrugada ouvindo ruídos   CIRCUITO NEURAL DO MEDO HIPOCAMPO RECEBE E COMPARA CÓRTEX AUDITIVO ANALISA É CONHECIDO ? ALERTA GERAL PARA ? S N VOLTA A DORMIR OK ALERTA GERAL CONTINUA LADRÃO ? GÁS ? EXPLOSÃO ? ELETRICIDADE ? “AMÍDALA” RECEBE SINAL E ENVIA “”TRONCO CEREBRAL” “HIPOTÁLAMO” REAÇÕES FÍSICO QUÍMICAS (Corticoprina) PREVISÃO DE PERIGO POSSÍVEIS MECANISMO DE DEFESA ACIONADO ATAQUE LUTA FUGA Slide 42:                    Pedro   >>>>>>>>.........   Rosa Sara    Oto     Rui  Rui  Otho   MOTIVAÇÃO :  MOTIVAÇÃO Comunicação : Comunicação Fundamentos Básicos EMISSOR RECEPTOR MENSAGEM CÓDIGO CANAL FEED BACK RUÍDOS: Fatores que interferem na comunicação impedindo que haja o feed back. MOTIVAÇÃO : MOTIVAÇÃO Fontes: Robbins, Anthony Poder Sem Limites – 2007 BestSeller – R. Janeiro MOTIVAÇÃO Núcleo de Divulgação Científica ECA/USP - São Paulo Julho/Agosto 2007 Bergamini, Cecília Witaker Liderança – 1994 Atlas – R.Janeiro Bergamini, Cecília Witaker Líder Eficaz – 2002 Atlas – R.Janeiro Schuler, Maria Comunicação Estratégica - 2004 Atlas S.Paulo

Add a comment

Related presentations

Related pages

Significado de Gestão de Pessoas - O que é, Conceito e ...

A Gestão de Pessoas ocorre através da participação, capacitação, envolvimento e desenvolvimento de funcionários de uma empresa, e a área tem a ...
Read more

Inova Gestão de Pessoas | Facebook

Inova Gestão de Pessoas, Curitiba. 4,719 likes · 43 talking about this · 333 were here. Nossos Serviços Recrutamento e Seleção Consultoria e Gestão ...
Read more

gestão de pessoas - endeavor.org.br

Pessoas são as grandes responsáveis pelo sucesso de uma organização. Confira nossos artigos e dicas sobre pessoas e tenha a melhor equipe em sua empresa.
Read more

Talentos Humanos Gestão de Pessoas | Facebook

Talentos Humanos Gestão de Pessoas, Palhoça. 2,251 likes · 23 talking about this. Precisa de emprego? Deixe seu currículo conosco. Precisa contratar?
Read more

Significado de Gestão - O que é, Conceito e Definição

Gestão significa gerenciamento, administração, onde existe uma instituição, uma empresa, uma entidade social de pessoas, a ser gerida ou administrada.
Read more

VIDEO GESTAO DE PESSOAS - YouTube

VIDEO GESTAO DE PESSOAS dunk172. Subscribe Subscribed Unsubscribe 12 12. ... Gestão de Pessoas com Foco em Resultado - 1/3 - Duration: 15:00.
Read more

Conceito de Gestão de Pessoas | IBC Coaching

Gestão de Pessoas é o departamento dentro da empresa, responsável por administrar e gerir o capital humano, também conhecido como Departamento Pessoal.
Read more

GESTÃO DE PESSOAS paper Carlos - pt.scribd.com

GESTÃO DE PESSOAS. Carlos Roberto Danker Prof. (a) Elizete Inez Boing Ribeiro Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI Administração ...
Read more

Gestão de Pessoas - klsdatacontent.s3.amazonaws.com

Introdução à gestão de pessoas: começando a entender de pessoas U1 8 • Capacitar o aluno a identificar a diferença entre estratégia e tática.
Read more

Gestão de pessoas - Scribd

UNIDADE 1Gestão de Pessoas Introdução à gestão de pessoas: começando a entender de pessoas Nome do autor ©...
Read more