advertisement

Geografia Humana - 2. MORAES, A. C. R. Geografia: Pequena Historia Critica. Pag. 73-86. Capitulo VII OS DESDOBRAMENTOS DA PROPOSTA LABLACHIANA

50 %
50 %
advertisement
Information about Geografia Humana - 2. MORAES, A. C. R. Geografia: Pequena Historia...
Books

Published on February 20, 2014

Author: jamaralgeo

Source: slideshare.net

advertisement

LEITURA 2 MORAES, A. C. R. Geografia: Pequena Historia Critica. Pag. 73-86. Capitulo VII OS DESDOBRAMENTOS DA PROPOSTA LABLACHIANA Com um trabalho executado por La Blache e seus discípulos, o conceito da região pode ser explicitado. Conceito que viria ser a base central da Geografia francesa. Região - denominação dada a uma unidade de analise geográfica, que exprimia a própria forma de os homens organizarem o espaço terrestre; - não mais seria um instrumento teórico de pesquisa, mas um dado da própria realidade; - cabe ao geografo delimita-las, descreve-las e explica-las; - seria uma escala de analise, uma unidade espacial, dotada de uma individualidade, em relação as suas áreas limítrofes. Assim, pela observação, seria possível estabelecer a dimensão territorial de uma região, localiza-la e traçar seus limites. Desta forma, a Geografia seria prioritariamente um trabalho de identificação das regiões do globo. Gallois entendia a região no aspecto geológico, e com La Blache, de forma progressiva, o conceito de região foi humanizado; cada vez mais, buscava-se sua individualidade nos dados humanos, logo, na historia. A ideia de região propiciou o pensamento geográfico da Geografia Regional, o principal desdobramento da proposta vidaliana que, no geral, obedecia a um modelo de exposição: Introdução (área estudada, projeções cartográficas, enquadramento zonal e coordenadas);“as bases físicas”; “fases da ocupação”; “quadro agrário”; “quadro urbano”; estrutura industrial”; Conclusão. O acumulo de estudos regionais propiciou o aparecimento de especializações, desenvolvendo a Geografia Agraria, Urbana, Geografia das Indústrias, da População, ou do Comercio. Dessas especializações dos estudos regionais, a que manteve a perspectiva mais globalizante foi a Geografia Econômica. Esta privilegiou a vida econômica de uma região discutindo e articulando variados elementos do quadro regional (fluxos, trabalho, produção, população, comercio, indústria, agricultura, transportes, etc.). Desdobrou-se também, da proposta vidaliana a Geografia Histórica, que se dedicou a temas como a organização de espaço, vias comerciais, gênero de via entre outros relacionados a determinadas fases da população na historia. Max Sorre foi o autor que mais avançou nas formulações de La Blache. Manteve os fundamentos da proposta vidaliana, porém desenvolveu-a bastante. Foi a reciclagem da Geografia Humana concebida por Vidal de La Blache. Representou uma retomada e um

enriquecimento das suas teorias, mantendo-lhe a essência. Representou a segunda grande formulação da Geografia francesa. Seu conceito central desenvolvido foi o de habitat: uma construção humana, uma humanização do meio, que expressa as múltiplas relações entre homem e o meio ambiente que o envolve. A Geografia de Sorre pode ser entendida como estudo da Ecologia do Homem. Isto é, da relação dos agrupamentos com o meio em que estão inseridos, processo no qual o homem transforma o meio. Le Lannou concebeu a Geografia como eminentemente regional. Estendeu a questão das formas de ocupação, exploração do solo, estudo dos sistemas de trabalho e das instalações humanas. Privilegiou a organização social, criticando o naturalismo, reforçou o caráter humano do estudo geográfico. Porém, em ultima instancia, vai concebê-lo como um estudo dos agrupamentos e dos estabelecimentos humanos no planeta. Cholley concebeu a geografia como uma ciência dos complexos, tentando, em sua proposta, restaurar a unidade entre Geografia Física e a Humana. Essa sequencia mostrou uma continuidade de fundamentos e concepções, desenvolvimento de uma mesma proposta no pensamento geográfico tradicional, e que teve, na Geografia Regional, sua principal objetivação. No geral, tratou-se do estabelecimento de uma Geografia Humana, explicitamente dedicada ao estudo de fenômenos humanos, que teve, porém, sua ótica orientada para ação humana.

Add a comment

Related presentations

Related pages

Os Desdobramentos Da Proposta Lablachiana - Documents

Os desdobramentos da proposta lablachiana La Blache criou uma doutrina, o Possibilismo, e fundou a escola francesa de Geografia. E, ...
Read more

Geografia Geral e do Brasil

... E JOGUE COM O MAPA DA EUROPA ... 2 JOGOS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL ... (capitulo_4_geologia _evolucao_da_terra_e_fenomenos_geologicos.php) ...
Read more

Industrialização no Brasil. Processo de ...

Geografia Humana do ... Geografia do Brasil O início da industrialização no ... a intensificação da indústria brasileira, entre os ...
Read more

Globalização. A globalização e seus efeitos - Brasil ...

Uma interessante proposta de aula sobre a literatura gótica. ... Geografia A globalização é ... Entre os aspectos positivos da globalização, ...
Read more

Ciência – Wikipédia, a enciclopédia livre

2.2 Origens da Ciência. 2 ... Embora a decisão sobre quem está certo ou errado recaia mais uma vez sobre os ombros da ... Economia,Geografia humana ...
Read more

www.educacao.es.gov.br

www.educacao.es.gov.br
Read more

Ôpa... Página não encontrada... :( - Cultura Brasileira ...

Clique aqui para voltar à Página Inicial Estou reformulando todo o visual e revisando o conteúdo da SUA página Cultura Brasileira!
Read more

Revolução Francesa - História, causas da revolução ...

... camponeses e a pequena burguesia comercial. Os impostos eram pagos somente por este segmento social com o objetivo de manter os luxos da ... Geografia ...
Read more

Geografia Geral e do Brasil

Nas últimas duas décadas têm sido comuns os exercícios militares, tanto da ... VII Simpósio Internacional de Geografia ... da Geografia e das ...
Read more