Febre 2014

50 %
50 %
Information about Febre 2014

Published on March 23, 2014

Author: pauloalambert

Source: slideshare.net

Febre significa temperatura corporal acima da faixa da normalidade

 1-TEMPERATURA CENTRAL1-TEMPERATURA CENTRAL TemperaturaTemperatura do interior do corpodo interior do corpo  2-TEMPERATURA CUTÂNEA2-TEMPERATURA CUTÂNEA Temperatura daTemperatura da parte externa do corpo.parte externa do corpo.

 Constante, variação em tornoConstante, variação em torno de 0,6°C, mesmo quandode 0,6°C, mesmo quando exposto a extremos de frio ouexposto a extremos de frio ou de calor, graças aode calor, graças ao aparelhoaparelho termorreguladortermorregulador  Varia conforme o horário doVaria conforme o horário do dia e o local da medida.dia e o local da medida.  Ritmo Circadiano:MáximoRitmo Circadiano:Máximo (18-22 horas) e Mínimo (2-4(18-22 horas) e Mínimo (2-4 horas)horas)

A temperatura da parte externa do corpo (temperatura cutânea),A temperatura da parte externa do corpo (temperatura cutânea), está sujeita às variações das condições ambientaisestá sujeita às variações das condições ambientais Características daCaracterísticas da Temperatura ExternaTemperatura Externa

 A temperatura diminui 24 a 36 horas antes do início daA temperatura diminui 24 a 36 horas antes do início da menstruação e continua neste nível durante o períodomenstruação e continua neste nível durante o período menstrual.menstrual.  Coincidindo com a ovulação , a temperatura se eleva e assim seCoincidindo com a ovulação , a temperatura se eleva e assim se mantém até um ou dois dias antes da próxima menstruaçãomantém até um ou dois dias antes da próxima menstruação  A temperatura deve ser tomada nestes casos pela manhã,antesA temperatura deve ser tomada nestes casos pela manhã,antes de se levantar e de realizar qualquer atividade (Devido ade se levantar e de realizar qualquer atividade (Devido a diferença entre esses níveis térmicos raramente ultrapassardiferença entre esses níveis térmicos raramente ultrapassar 1ºC)1ºC)

O organismo humano é homeotérmico, isto é, produz e dissipa calor, mantendo a temperatura estável

Dissipação de calorProdução de calor

A principal fonte de calor é a combustão de alimentos ,no repouso ocorrendo no fígado e nos esforços nos músculos (Entender os tremores musculares na produção de calor)

MECANISMOS DE DISSIPAÇÃO DO CALOR

 IrradiaçãoIrradiação  ConduçãoCondução  ConvecçãoConvecção  EvaporaçãoEvaporação

 É A PERDA DE CALOR SOB A FORMA DE RAIOS TÉRMICOSÉ A PERDA DE CALOR SOB A FORMA DE RAIOS TÉRMICOS INFRAVERMELHOSINFRAVERMELHOS QUE SE IRRADIAM DA PELE PARAQUE SE IRRADIAM DA PELE PARA QUALQUER AMBIENTE DE TEMPERATURA MAIS BAIXA QUE AQUALQUER AMBIENTE DE TEMPERATURA MAIS BAIXA QUE A PRÓPRIA PELE.EM TORNO DE 60% DA PERDA DE CALORPRÓPRIA PELE.EM TORNO DE 60% DA PERDA DE CALOR CORPORAL É FEITA POR IRRADIAÇÃOCORPORAL É FEITA POR IRRADIAÇÃO

 É A PERDA DE CALOR POR INTERMÉDIO DO CONTATO ENTREÉ A PERDA DE CALOR POR INTERMÉDIO DO CONTATO ENTRE A PELE E UMA SUPERFÍCIE FRIA.CERCA DE 3% DA PERDA DOA PELE E UMA SUPERFÍCIE FRIA.CERCA DE 3% DA PERDA DO CALOR CORPORAL É FEITA POR ESSE MECANISMOCALOR CORPORAL É FEITA POR ESSE MECANISMO

É o centro de controle de regulação daÉ o centro de controle de regulação da temperaturatemperatura

 Esse termostato hipotalâmico mantém aEsse termostato hipotalâmico mantém a temperatura normal por mecanismos detemperatura normal por mecanismos de produção de calor, como calafrios eprodução de calor, como calafrios e metabolismo, e mecanismos demetabolismo, e mecanismos de resfriamento, tal como sudorese eresfriamento, tal como sudorese e dilatação dos vasos sanguíneos da pele.dilatação dos vasos sanguíneos da pele.

 Quando a temperatura corporal atinge 37°C ,inicia-se aQuando a temperatura corporal atinge 37°C ,inicia-se a sudorese, que, a partir deste ponto , aumenta rapidamentesudorese, que, a partir deste ponto , aumenta rapidamente com um mínimo de elevação da temperatura corporal. A taxacom um mínimo de elevação da temperatura corporal. A taxa de produção de calor é reduzida a partir deste instante. Ode produção de calor é reduzida a partir deste instante. O aquecimento da área termostática pré-óptica aumenta a taxaaquecimento da área termostática pré-óptica aumenta a taxa de eliminação do calor corporal de dois modos: estimulando asde eliminação do calor corporal de dois modos: estimulando as glândulas sudoríparas e causando vasodilatação dos vasosglândulas sudoríparas e causando vasodilatação dos vasos cutâneos.cutâneos.

 Quando o corpo é resfriado abaixo deQuando o corpo é resfriado abaixo de 37°C são desencadeados mecanismos37°C são desencadeados mecanismos de conservação de calor:de conservação de calor: Vasoconstrição da pele , piloereção,Vasoconstrição da pele , piloereção, produção de tiroxina e tremoresprodução de tiroxina e tremores musculares.musculares.

.

A febre raramente aparece sem outros sintomas. Ela é freqüentemente acompanhada por queixas inespecíficas, que podem ajudar a identificar a doença causadora da febre, e portanto o tratamento necessário.

A febre resulta de um reajuste NO pontoA febre resulta de um reajuste NO ponto termorregulador ou de uma anormalidadetermorregulador ou de uma anormalidade no próprio sistema termorreguladorno próprio sistema termorregulador

Interrupção do termostato hipotalâmico Produção aumentada de calor Diminuição da perda de calor Doença do SNC, hipertermia maligna Exercicios físicos,calafrio s,tireotoxicose Insuficiência cardíaca, ausência de glândulas sudoríparas, drogas, intermação FF EE BB RR EE

Entrada de pirógenos exógenos, como bactérias , vírus ou imunocomplexos no corpo Produção de pirógenos endógenos FEBREFEBRE

 Os pirógenos exógenos, ao agirem sobre os leucócitos,Os pirógenos exógenos, ao agirem sobre os leucócitos, promovem a síntese e a liberação de pirógenos endógenospromovem a síntese e a liberação de pirógenos endógenos (citocinas pirogênicas).(citocinas pirogênicas).  São citocinas pirogênicasSão citocinas pirogênicasIL1 (Interleucina l),FNT (fator deIL1 (Interleucina l),FNT (fator de necrose tumoral,alfa1 interferon,IL-6 (interleucina 6) e IL2necrose tumoral,alfa1 interferon,IL-6 (interleucina 6) e IL2 (interleucina 2)(interleucina 2)  Os pirógenos endógenos passam para o SNC e estimulam aOs pirógenos endógenos passam para o SNC e estimulam a liberação de ácido araquidônico e, dessa forma, a síntese deliberação de ácido araquidônico e, dessa forma, a síntese de prostaglandinas, principalmente a E2,que,por sua vez vai atuarprostaglandinas, principalmente a E2,que,por sua vez vai atuar no hipotálamo, desencadeando a reação febril.no hipotálamo, desencadeando a reação febril.

 Os Pirógenos ordenam o hipotálamo aOs Pirógenos ordenam o hipotálamo a aumentar a temperatura até um certo ponto.aumentar a temperatura até um certo ponto. Em resposta, nosso corpo começa a tremer;Em resposta, nosso corpo começa a tremer; nossos vasos sanguíneos apresentamnossos vasos sanguíneos apresentam vasoconstricção, nós nos cobrimos em umavasoconstricção, nós nos cobrimos em uma tentativa de atingir a nova temperatura que étentativa de atingir a nova temperatura que é mais alta que a basal.mais alta que a basal.

 AsteniaAstenia  InapetênciaInapetência  CefaléiaCefaléia  TaquicardiaTaquicardia  TaquipnéiaTaquipnéia  TaquisfigmiaTaquisfigmia  OligúriaOligúria  Dor no corpoDor no corpo  CalafriosCalafrios  SudoreseSudorese  NáuseasNáuseas  VômitosVômitos  DelírioDelírio  Confusão mentalConfusão mental  Convulsões em criançasConvulsões em crianças

Gráfico ou Quadro Térmico Normal

A temperatura permanece sempre acima do normal, com variações de até 1ºC e sem grandes oscilações

Picos muito altos intercalados por temperaturas baixas ou períodos de apirexia

Hipertermia diária com variações de mais de 1ºC,sem períodos de apirexia

A hipertermia é interrompida por um período de normal.Ex: Febre terçã.

1-Por aumento na produção de calor 2-Por bloqueio na perda de calor 3-Por lesão dos tecidos

Hipertiroidismo

Insuficiência Cardíaca Congestiva Ausência Congênita de Glândulas Sudoríparas Doenças da pele (Ictiose)

 InfecçõesInfecções  Cirurgias e esmagamentosCirurgias e esmagamentos  NeoplasiasNeoplasias  DoençasDoenças hemolinfopoiéticashemolinfopoiéticas  VasculopatiasVasculopatias hemorrágicas ouhemorrágicas ou isquêmicasisquêmicas  Doenças imunológicasDoenças imunológicas  Doenças do SistemaDoenças do Sistema nervoso Centralnervoso Central

 Todo processo febril com duração de maisTodo processo febril com duração de mais de três semanas ,com temperaturasde três semanas ,com temperaturas maiores que 38,3ºC,por várias vezes, cujomaiores que 38,3ºC,por várias vezes, cujo diagnóstico não é estabelecido após umadiagnóstico não é estabelecido após uma semana de hospitalização Petersdorf esemana de hospitalização Petersdorf e Beeson (1961)Beeson (1961)

Semiologia da FebreSemiologia da Febre

INTENSIDADE TEMPERATURA LEVE OU FEBRÍCULA Até 37,5 ºC MODERADA 37,5º a 38,5º C ALTA > 38,5º C

 DURAÇÃODURAÇÃO: Horas, dias, semanas, meses: Horas, dias, semanas, meses e anos.e anos.  TÉRMINOTÉRMINO:: Em criseEm crise:queda rápida.:queda rápida. (geralmente acompanhado de(geralmente acompanhado de sudorese,palidez,taquicardia).sudorese,palidez,taquicardia).Em liseEm lise:: lentamente.lentamente.

 AxilarAxilar  SublingualSublingual  RetalRetal

Add a comment

Related pages

Kalender Februar 2014

Kalender Februar 2014. Betrachte hier den Monatskalender von Februar 2014 einschließlich Wochennummer. Siehe den täglichen Sonnenaufgang und ...
Read more

Febre 2014 - Superfantástico - YouTube

Febre 2014 - He-man - Duration: 1:50. by Regina C 14 views. 1:50 Balão Mágico Superfantástico ORIGINAL MUSICA HD - Duration: 3:13. ...
Read more

Febre 2014 - Dormi na Praça - YouTube

Febre 2014 - Apresentação do Grupo Febre - Final - Duration: 5:17. by Regina C 50 views. 5:17 mc vitinho é febre - tropa do moço GTA SA ...
Read more

Bautagebuch - Febr. 2014 - unser-schwedenhauss Webseite!

Bautagebuch - Febr. 2014; Bautagebuch - März 2014; Bautagebuch April 2014; ... Bautagebuch - Nov. 2014; Bautagebuch - Mai 2015; Bautagebuch - Juli 2015 ...
Read more

Febr. 2014

Wird auch Ihr nächster ein Megger? Der multifunktionelle Installationstester MFT1835 bietet alle Prüffunktionen für die vorgeschriebene ...
Read more

Calendário de Vacinação 2014 fev

Calendário nacional de vacinação dos bovinos e bubalinos contra a febre aftosa 2014* UF JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ
Read more

Realschule Regenstauf: Berufserkundung Febr 2014

Max-Ulrich-von-Drechsel-Realschule. Staatliche Realschule Regenstauf. Sie sind hier: Schulleben → vdr unterwegs → Berufserkundung Febr 2014
Read more

Febr 2014 www.fire-circle.de 1 - Landesfeuerwehr- und ...

Febr 2014 2 Vergleich Ausbildung in der Feuerwehr notwendig? k Vergleich: r Mannschaftsport (Fußball) – Feuerwehr www.fire-circle.de
Read more

SEPTEMBER 2013 – FEBR. 2014 - Ihr Urlaub an der Ostsee ...

Heiligenhafen | Oldenburg i. H. | Heringsdorf Gremersdorf | Neukirchen | Wangels VERANSTALTUNGSKALENDER SEPTEMBER 2013 – FEBR. 2014
Read more