Evento.top pe.oquerolou

100 %
0 %
Information about Evento.top pe.oquerolou
Education

Published on March 6, 2014

Author: _pedro_

Source: slideshare.net

Description

evento ESPM

COM PAR TILHA NDO O QUE RO LOU http://www.topdeplanejamento.com.br/

1 VOCÊ PERCEBEU AS MUDANÇAS? O mundo mudou. Rápido. Os negócios perdem espaço para disrupções que estão aí. Planejamento é igual a percepção. É a leitura que fazemos do futuro e como percebemos seu impacto hoje. Felipe Morais - @plannerfelipe felipemorais2309@gmail.com Ótimo se os planejadores forem ótimos analistas, pessoas inteligentes, brilhantes. Mas isso é só o meio para chegar ao fim. Para fazer a diferença, o planejamento tem que ser simples, resolver problemas, ser útil. Engajar é a chave para uma boa ação e reação do plano, através de pessoas. Vale o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=UnOqpzfPoM

2 Branding e a Copa Abrindo o tema com dados da cirurgia plástica, aborda importância de profundidade de entendimento do cenário de negócio e do perfil do consumo para trabalhar marca e ativação. A Copa, apesar das divergências de opinião e apreensão sobre o cenário político, pode ser considerado para o mercado como um grande carnaval, um momento de explorar como entretenimento. Só que muito maior, global, com mais de 6 bilhões de telespectadores. A Copa anterior que vivemos foi em 50, tinhamos ¼ da população e nenhuma tecnologia. São cenários incomparáveis. Exceto pela cultura brasileira, que segue sendo alegre, de hospitalidade única e paixão por futebol. Outro ponto é que vários setores serão impactados positivamente pelo evento. Deixar de explorar isso nos negócios não se justifica. marcio@blueboxcomunicacao.com.br Cel. 11.99517.7773

3 Live Marketing Planejamento é como economia.Você escolhe onde vai apostar sua grana, entendendo o passado e as projeções de futuro. Assume riscos e estabelece o prazo em que espera ter um retorno x. 63% dos CEOs dizem que investirão mais em 2014 do que em 2013 na aposta em mídia alternativa (leia-se online e PDV). A nova Classe C no Brasil, com mais poder de compra e informação traz um novo perfil de consumidores que requer uma nova comunicação também. Se as promoções são as mãos do marketing, e o Marketing Promocional é a cabeça, o Live Marketing são as asas. Junta-se marketing, promoção e internet. As modalidades promocionais são ao vivo, colocam o consumidor no palco. CASES: Sprite e refrescancia http://www.jornaldaparaiba.com. br/intervalo/sprite-faz-acaorefrescante-na-praia/ Scotch-Brite e jovens: http://www.youtube.com/watch?v =F7esRCgjO30 Promoção Ganhe uma Loja Kopenhagen (o público queria ser dono do próprio nariz) Drunk Valet http://www.youtube.com/watch?v =kNpNbx4vLKw A gente não quer mais ser liderado, a gente quer participar. Todo mundo é líder de si mesmo. Se você quer ser um líder como nos moldes antigos, deve se auto intitular porta-voz. Agora, as vendas acontecem ao vivo. On e Off line estão juntos, é o AllLine. Não se pode mais errar porque espalha muito rápido. Não é fácil trazer novidade porque todos estão ultra informados. A chave está em gerar momentos e experiências, histórias, participação. E para ser produtivo nisso é preciso conhecer o consumidor, ter foco, aprofundar análise e ir direto ao alvo, tocando-o como individualmente faz sentido. Para ter sucesso no live marketing a atuação deve ser direcionada a públicos focados, para solução de problemas imediatos. É o único meio de usar os 5 sentidos humanos e estimular efetivamente vendas por emoção. As ações falam com o shopper e com o consumidor, É uma jornada de compras completa.

4 Planejando a Ideia Completa Apresentação foca na análise do impacto do novo comportamento digital. Resgata histórico e traz mudança do modelo de comunicação. Do One-Way da Big Idea (frame top-down) para o comportamento bottom-up do social information, social media. A desconexão entre esses 2 modelos vem do ciclo vicioso que o modelo anterior traz, da riqueza gerada na indústria de advertising. Assim, há pouco esforço para capturar a intensão de colaboração de forma efetiva. O ideal é construir uma ideia completa, onde o produto que é o foco da venda esteja envolto em esferas de lifestyle, serviços e comunicação integrada. Nesse link tem a apresentação além da íntegra do que foi apresentado. http://pt.slideshare.net/fabianocoura/fromsocial-media-to-social-business13510370?ref=http://www.fabianocoura.com/ 5 Great Brands Live Trought Greater Ideas A apresentação agregou pouco, trouxe mais do mesmo sobre o tema da importancia de trazer conexão emocional para se diferenciar na multidão. Importante pessoalizar, ser verdadeiro e humanizar a marca e o negócio.

6 Somos Estrategistas Traz a visão de um histórico em diferentes culturas, refletindo que em todo lugar somos humanamente iguais e é aí que fazemos a diferença. Num mundo que muda muito rápido, com muitas mídias e incerteza total, planejar nos moldes tradicionais deixa de fazer sentido. O planejamento tradicional é linear. O novo foco deve estar na estratégia, que é dinâmica e onde não há certo e errado. Tem que ser algo orgânico, e não há um caminho seguro. Erramos e acertamos, e para errar menos precisamos ter muita informação e flexibilidade para ajustes rápidos. Conceito chave de que a estratégia não tem um dono, mas sim co-autores. E não tem lugar, posso construir em qualquer lugar. E é nos lugares mais informais que surgem mais inspirações inovadoras que fazem a diferença. CASES: Vivo – relançamento da marca com pacote de serviços / Objetivo: continuidade da história (http://www.youtube.com/ watch?v=4yiBCRbciJI) Strip White Oral B / Objetivo: chamar atenção para produto desconhecido (http://www.youtube.com/ watch?v=3T7UUWen7_o) watch?v=kK8P_SsW4Rs) Estratégia tem que manter olhar no aqui e agora. Agir a todo momento é fundamental. E para cada passo, entender com clareza qual é o problema que vamos resolver e qual o resultado de melhoria / impacto que buscamos ter. Vale uma nota sobre a apresentação em si: bem diferente, jeito de apresentar prende a atenção. Com apresentação pessoal usando fotos, storytelling, com gifs e trechos de filmes slide a slide e um bom ensaio na projeção dos vídeos de cases. Oral B Complete / Objetivo: Reforçar nome (http://www.youtube.com/watch?v=Z9K1Pz7cI5c) Vivo e Samsung – Raul Seixas Objetivo: gerar movimento de rede aproveitando mote do momento (http://www.youtube.com/ marciobeauclair@beauclair.com.br

7 Comunicação Integrada É default que a comunicação deve ser integrada. Então não vamos discutir isso.Vamos discutir como integrar. Há 2 modelos, o colaborativo e o diretivo de desdobramento. Ambos são válidos, depende do propósito e da realidade do negócio onde se aplicam. 1- Modelo de desdobramento: é mais oldschool e funciona, mas não rompe paradigmas que trazem inovação e valor exclusivo. Não permite a desconstrução de uma ideia que já nasce pronta. É execução. Vale atentar que as pessoas que a executam precisam estar alinhadas e ter alguma liberdade de interação, pois fechar ações em caixas leva à perda de produtividade (eu poderia fazer algo pela outra caixa porque sei e quero, mas não posso porque estou restrito ao meu quadrado). 2- Modelo de colaboração: As informações são compartilhadas com todos os atores da estratégia e planejamento, e todos envolvem-se no dia-a-dia do negócio. Todos contribuem de forma dinâmica, com fortalecimento da parceria e comprometimento pela causa. Requer mudança de mindset num mundo onde tudo isso é muito novo. Mas vale o desafio. Case: O Boticário Quasar Quest Conceito de produto co-criado com agências, gerou troca no nome do produto, game de sampling que gera visitação nas lojas, entendimento daaderência de games para público feminino, ação da semana de dia dos pais, sampling machine, etc. Tudo possibilitado por não terem separado os quadrados, mas colocado agências multiplataforma integradas no negócio, com Inovação, Marca, etc. (obs.: o sigilo da informação é garantido por contrato e pela parceria da relação.

Add a comment

Related presentations