advertisement

Estabilidade de Medicamentos

50 %
50 %
advertisement
Information about Estabilidade de Medicamentos
Science-Technology

Published on March 13, 2009

Author: edilsonfarma

Source: authorstream.com

advertisement

Slide 1: Estabilidade de Medicamentos Slide 2: Estabilidade de Medicamentos Introdução : Introdução A compreensão mais fácil e mais estudada de instabilidade de fármacos é a perda de sua potência resultante de reação química. Razões para qualificar e quantificar a perda de potência de fármacos: O fármaco pode degradar a uma substância tóxica. Ex: Pralidoxima OH- … + -CN Estabilidade de Medicamentos Introdução : b) Degradação do fármaco pode fazer o produto estèticamente inaceitável; Ex: Epinefrina O2 Adrenocromo c) Mesmo que o fármaco seja estabilizado na formulação, o formulador deve mostrar que o fármaco é também estável nas condições de pH do trato gastrointestinal (destacado pH do estômago e não falando de degradação enzimática) no caso de formulações orais. Ex: Penicilinas, Eritromicina e seus análogos… Estabilidade de Medicamentos Introdução Slide 5: Pralidoxima Cloreto Tetraciclina Epinefrina Slide 6: Caminho – ataque nucleofílico/quebra de ligação menos estável/ formação de ligação mais estável. Ácido ou base – catalizadores. Água – bom agente nucleofílico devido aos dois pares de eletrons não ligantes do Oxigênio. Água – normalmente em concentração muito alta em líquidos, suspensões, etc Decomposição química de fármacos Hidrólise - reação Estabilidade de Medicamentos Estabilidade de Medicamentos : Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de fármacos b) Hidrólise Amidas, Esteres, carbamatos, imidas, lactamas e lactonas. Albendazol – ester/amida Aceclofenaco - ester Talidomida - imida Ácido ascórbico - Lactona Ampicilina - lactama Carbamazepina Tabela abaixo: Constante de velocidade aparente de hidrólise de várias amidas Slide 9: Benzilpenicilina Acetaminofen ou Paracetamol Indometacina Cafalotina Cefotaxima Estabilidade de Medicamentos Slide 10: Cefradina Feneticilina Potássio Cefadroxil Carbenicilina Slide 11: Amoxilina Ampicilina Moricizina Lincomicina Slide 12: Cloranfenicol Sulfacetamida Slide 13: Determinar o pH de estabilidade máxima a partir de experimentos cinéticos. Controle da Força Iônica. Alteração da constante dielétrica pela adição de solventes não-aquosos, tais como alcool, glicerina, propileno glicol ou polietilenoglicol. Tornar a droga menos solúvel em caso de suspensões. Formação de complexo com a droga. Ex. Adição de cafeína em soluções aquosas de benzocaína, procaína e ametocaína. Solubilização de uma droga por tensoativos. Decomposição química de drogas c) Hidrólise - prevenção Estabilidade de Medicamentos Slide 14: O controle da estabilidade de droga pela modificação da estrutura química, usando substituintes apropriados, tem sido sugerido para drogas nas quais estas alterações não reduzem a eficiência terapêutica (equação de Hammet). O que Hammet estudou. Decomposição química de drogas c) Hidrólise - prevenção Estabilidade de Medicamentos Slide 15: É uma reação que provoca o decréscimo da posse de elétron pelo Carbono, ou pela formação de ligação entre Carbono e átomo mais eletronegativo (geralmente oxigênio, nitrogênio ou um halogênio) ou pela quebra da ligação entre o Carbono e um átomo menos eletronegativo (normalmente hidrogênio). Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de drogas b) Oxidação: definição Slide 16: Menos estudado. A degradação oxidativa é uma das principais causas de instabilidade de drogas: compostos fenólicos como morfina e fenilefrina; catecolaminas, como dopamina e adrenalina e ainda esteróides, antibióticos, vitaminas, óleos e gorduras. A oxidação envolve a remoção de um átomo eletropositivo, radical ou eletron, ou a adição de um átomo eletronegativo ou radical. Decomposição química de drogas b) Oxidação: Estabilidade de Medicamentos Slide 17: Oxidação via radicais livres: Iniciação: R• + R’–CH2–CH=CH–R’’ R’- CH-CH=CH-R’’ + RH Propagação: O-O• R’- CH-CH=CH-R’’ + O2 R’-CH-CH=CH-R’’ O-O• R’-CH-CH=CH-R’’ + R’–CH2–CH=CH–R’’ O-OH R’-CH-CH=CH-R’’ + R’-CH-CH=CH-R’’ Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de drogas b) Oxidação: • • ? Slide 18: Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de drogas b) Oxidação: Dipirona Vit. C Morfina ½ O2/Cu2+ Ácido dehidroascórbico Slide 19: Alta pureza da água ou outros solventes a fim de evitar Cu2+ e Fe2+, idem inerente à tanques, tubulações, utencílios, etc. Deslocamento de O2 em soluções com CO2 ou N2. Uso de antioxidantes tipo: metabissulfito de sódio, bissulfito de sódio, ácido ascórbico, butilhidroxitolueno (BHT) entre outros. Evitar qualquer contaminante que possa gerar redicais livres. Ex: Cl• a partir de Cl2. Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de drogas b) Oxidação - prevenção: Slide 20: É o processo de conversão de uma droga em seus isômeros óticos ou geométricos. - Isomerização Tetraciclina em meio ácido: Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de drogas c) Isomerização Tetraciclina Tetraciclina natural 4-epi-tetraciclina Slide 21: Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de drogas c) Isomerização Na conversão de uma cefalosporina COOH (normalmente uso oral) em sal sódico COO-Na+ com uso de NaOH (normalmente uso injetável) ocorre isomerização. Slide 22: Muitos compostos farmacêuticos, incluindo os tranquilizantes fenotiazínicos, hidrocortisonas, prednisolona, riboflavina, ácido ascórbico, ácido fólico, nifedipina, furosemida, colchicina, etc, são sensíveis à luz. Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de drogas d) Decomposição fotoquímica: Slide 23: Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de drogas d) Decomposição fotoquímica: • -e +e Clorpromazina - CLP Semiquinona R hv Nifedipina Furosemida Slide 24: Estabilidade de Medicamentos Prednisolona Hidrocortizona Riboflavina Ácido ascórbico Ácido Fólico Observação de possíveis grupos funcionais orgânicos de mais fácil decomposição fotoquímica. Slide 25: Estabilidade de Medicamentos Vitamina A Vitamina D2 Slide 26: Absoluto rigor na ausência de luz do sol que traz junto luz ultravioleta de maior energia. Trabalhar com luz amarela. Cada composto terá o(s) seu(s) ?(s) de foto decomposição, portanto cada caso deve ter literatura consultada. Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de drogas d) Decomposição fotoquímica-prevenção: Slide 27: Estabilidade de Medicamentos Decomposição química de drogas e) Polimerização: Slide 28: Estabilidade de Medicamentos Slide 29: Velocidade com que as reações ocorrem considerados os sistemas em que ocorrem. O comportamento das velocidades quase sempre podem ser simplificados no que a literatura chama de Ordem de Reação. Estabilidade de Medicamentos Cinética: a) Ordem de reação: a1 - Ordem Zero Numa reação de ordem zero a velocidade de reação (decomposição, dissolução, “drug release”) é independente da concentração dos reagentes, isto é, a velocidade é constante. Slide 30: dc/dt = -k; O gráfico ao lado mostra o comportamento de liberação de um esteróide em um adesivo. Estabilidade de Medicamentos Cinética: a) Ordem de reação: a1 - Ordem Zero Slide 31: Estabilidade de Medicamentos Cinética: Ordem de reação: a2 – Primeira Ordem dc/dt = - kc Ao lado: Doseamento via radioatividade do decaimento da concentração de um estimulante cardíaco injetado via endovenosa. Slide 32: Considere os dados ao lado onde c está expresso em mmol/l e t em dias. Estabilidade de Medicamentos Cinética: Ordem de reação: a3 – Segunda Ordem d c/dt = - kc Slide 33: Como C = Co/2 Ordem zero: t = (c-co)/k t1/2 = co/2K 1ª Ordem: t = ln(co/c)k t1/2 = 0,693/k 2ª Ordem: t = (1/c – 1/co)/k t1/2 = 1/cok Estabilidade de Medicamentos Cinética: a4) Meia vida: Slide 34: Estabilidade de Medicamentos Cinética: Slide 35: São raramente encontradas em estudos que envolvem estabilidade de drogas uma vez que requerem colisões simultâneas de três moléculas reagentes. A velocidade total de quebra da ampicilina por hidrólise e polimerização simultâneas pode ser representada por: - d[A]T/ dt = ka[A]T + kb[A]T + kc[A]T Estabilidade de Medicamentos Cinética: a5 ) Reações de terceira ordem: 2 3 Slide 36: Onde ka, kb e kc são as constantes de velocidade aparente, dependentes de pH, para respectivamente, hidrólise, polimerização não-catalisada e polimerização por catálise ácido-base geral da ampicilina. Como visto pela equação acima a velocidade de decomposição mostra dependência da concentração total de ampicilina [A]T de segunda e terceira ordens. Estabilidade de Medicamentos Cinética: a5 ) Reações de terceira ordem: Slide 37: O aumento da temperatura normalmente causa um aumento significante na velocidade de hidrólise de drogas em solução. A equação que descreve o efeito da temperatura sobre a decomposição, e que nos permite calcular a velocidade de degradação da droga à temperatura ambiente a partir de altas temperaturas, é a equação de Arrhenius: Log K = log A – Ea/(2,303 RT), onde Ea = energia de ativação; A – fator de frequencia que se assume como independente da temperatura para uma dada reação; R = 8,314 J/ mol.K e T é a temperatura em Kelvins. Estabilidade de Medicamentos Influência da Temperatura na Estabilidade de Medicamentos Slide 38: A ordem de reação pode ser determinada pela construção de um gráfico usando os dados de estabilidade obtidos a várias temperaturas elevadas ... E obtenção de equação linear. Sendo possível portanto o cálculo da constante de velocidade de decomposição a cada temperatura a partir da inclinação destes gráficos, então a partir da equação de Arrhenius, um gráfico de log K versus 1/T deverá ser linear. log K = log A – Ea/2,303 RT Estabilidade de Medicamentos Teste de Estabilidade e previsão de validade de medicamento Slide 39: Estabilidade de Medicamentos Log K 1/T 3,0 1/T x 1000 70 60 30 3.3 60 30 Slide 40: Referências Bibliográficas: Yoshioka, S; Stella V.J.; Stability of Drugs and Dosage Forms, Springer, New Delhi, India, 2006. Florence, A. T.; Attwood D.; Principios Fisico-Químicos em Farmácia, EDUSP, 2003. Lachman, Leon; Schwartz, Joseph B.; Pharmaceutical Dosage Forms: Tablets. Estabilidade de Medicamentos

Add a comment

Related presentations

Related pages

ESTABILIDADE DE MEDICAMENTOS - infarmed.pt

ESTABILIDADE FÍSICA, FÍSICO-QUÍMICA E GALÉNICA Dificuldade em prever o prazo de validade devido às alterações indesejáveis dos parâmetros em causa.
Read more

Estabilidad de medicamentos | La regencia de farmacia

Los fabricantes de medicamentos que quieren comercializar sus productos en el mercado mundial tienen que realizar estudios de estabilidad para zona ...
Read more

ESTABILIDADE DE MEDICAMENTOS - injetaveis.com

Factores que modificam a estabilidade dos medicamentos: Quando se realiza uma Mistura Intravenosa (MIV), alteram-se de forma significativa todas e ...
Read more

Estabilidad de medicamentos (página 2) - Monografias.com

Una de las funciones del servicio de farmacia es velar por la estabilidad de los medicamentos, puesto que un pequeño cambio en las propiedades físicas o ...
Read more

Workshop Estabilidade de Medicamentos | Jair Calixto ...

Workshop Estabilidade de Medicamentos Jair Calixto. A record-breaking Emmys for "Game of Thrones," McDonald's may be the EU's next tax target, and more news.
Read more

Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Inspeção de Medicamentos, SEPN 515, Bloco “B”, Ed. Omega, 4º ... A estabilidade de produtos farmacêuticos depende de fatores ambientais como ...
Read more

Estabilidade de Produtos Farmacêuticos - scribd.com

Estudo de Estabilidade de Fármacos e Medicamentos. Estudo de Estabilidade de Fármacos e Medicamentos Estabilidade Farmacêutica Por que assegurar
Read more

Estabilidade de Medicamentos Injetáveis | Facebook

Estabilidade de Medicamentos Injetáveis shared Institute for Safe Medication Practices's photo. December 7, 2011 · Institute for Safe Medication Practices.
Read more

PLANO DE ESTUDO DE ESTABILIDADE REDUZIDO DE MEDICAMENTOS

ANEXO I PLANO DE ESTUDO DE ESTABILIDADE REDUZIDO DE MEDICAMENTOS 1. INTRODUÇÃO Agrupamento e Matrização são modelos reduzidos de plano de estudo de ...
Read more

Injectaveis - Getting Health Today

Injectaveis. Home; Weight Loss; About Us; Contact; Other. Privacy Policy; Terms of Service; Getting Health Today. How does the dentist put braces on teeth ...
Read more