Encontro em torno da leitura

50 %
50 %
Information about Encontro em torno da leitura
Education

Published on June 25, 2008

Author: drealentejo

Source: authorstream.com

Slide 1: Encontro “Em torno da leitura” 14 de Maio de 2008 …um vaso de sardinheiras : …um vaso de sardinheiras Slide 3: As árvores e os livros As árvores como os livros têm folhas e margens lisas ou recortadas, e capas (isto é copas) e capítulos de flores e letras de oiro nas lombadas. E são histórias de reis, histórias de fadas, as mais fantásticas aventuras, que se podem ler nas suas páginas, no pecíolo, no limbo, nas nervuras. As florestas são imensas bibliotecas, e até há bibliotecas especializadas, com faias, bétulas e um letreiro a dizer: «Floresta das zonas temperadas». É evidente que não podes plantar, no teu quarto, plátanos ou azinheiras. Para começar a construir uma biblioteca, basta um vaso de sardinheiras. (Jorge Sousa Braga, Herbário, Lisboa, Assírio e Alvim, 1999) Os nossos vasos de sardinheiras… : Os nossos vasos de sardinheiras… Actividades de leitura e de escrita na Biblioteca Escolar : Actividades de leitura e de escrita na Biblioteca Escolar Slide 6: Leituras comuns é um projecto que representa, antes de mais, um desafio aos alunos para a partilha de um espaço e de um tempo em torno de objectos que nos podem fazer viajar por sítios existentes ou inexistentes, na companhia de pessoas conhecidas ou irreais, vivendo vidas semelhantes ou bem diferentes da nossa: os livros. É pois um convite ao sonho, ao mundo da imaginação, deixando-nos conduzir pela mão dos que têm por vida inventar histórias para nós. É também uma tentativa de não ver o livro apenas como um peso na mochila, tornando-o nosso amigo e confidente, nosso companheiro de prazer, tratando-o por tu, trazendo-o para a nossa vida. As viagens com piratas : As viagens com piratas Actividades de leitura e escrita desenvolvidas em paralelo com uma exposição de livros de viagens e aventuras Primeira viagem com piratas : Primeira viagem com piratas Mesmo com a pala no olho… observa a pequena exposição sobre piratas, com muita atenção. NO CAIS DAS PALAVRAS Ainda no cais, antes de entrares no navio, repara bem na bandeira. Se for negra e tiver a imagem de uma …………….., podes estar certo, é um navio de piratas. Para te certificares, vai ao dicionário confirmar a tua suspeita: Pirata é: ………………………………………………………………………………… ……………………………………………………………………………………………. Procura, também, no dicionário de sinónimos, outros nomes engraçados para designar pirata: E mais…. Encontras, também, vários sentidos para a palavra pirata: Rádio pirata é ……………………………………………………………............... Cassete pirata é ……………………………………………………………………. Pirata do ar …………………………………………………………………………… Ciberpirata é …………………………………………………………………………. Atenção! Os marinheiros aproximam-se. Usam na cabeça um …………… e na orelha uma …………….., no ombro, por vezes, um ………………….e alguns caminham devagar devido à sua …………… de ………………. Como estão queimados do sol! Segunda viagem com piratas : Segunda viagem com piratas Agora, que já partiste numa 1ª viagem pelo mundo da pirataria, não convém deixar o barco demasiado tempo ancorado, esquecendo ilhas e mares de aventuras. É preciso partir, sempre partir de novo… este é o destino de qualquer pirata!... PIRATA DE IDEIAS E DE HISTÓRIAS Antes da partida, coloca na bagagem um dos livros de aventuras que já viste do lado de fora: O corsário Negro;A Ilha do Tesouro;A Febre do Ouro ; Sandokan;As Aventuras de Huckleberry Finn; O Livro da Selva ;As Aventuras de Robinson Crusoe; Peter Pan; Viagem ao Centro da Terra;As Aventuras de Tom Sawyer; Sexta-Feira ou A Vida Selvagem; A Volta ao Mundo em 80 Dias; O Último Moicano;A Flecha Negra;As viagens de Gulliver; (BD)A Balada do Mar Salgado; (BD) O Capitão Drake; Peregrinação de Fernão Mendes Pinto contada aos jovens…. Senta-te na proa e mergulha nas páginas de aventura do temível Corsário Negro ou do malvado Capitão Silver ou na destreza e coragem do Tigre da Malásia. Enche os pulmões e, se o fôlego te ajudar, vai fundo e procura bem, no bojo dos navios, tesouros ou objectos de valor, recheios de cofres ou arcas que te ajudarão na tua dura sobrevivência. Talvez entre os despojos encontres um velho caderno e uma pena ou aparo para a tua escrita : a história de um pirata de histórias. E, enquanto te deixas guiar pelas palavras, vai relembrando aventuras passadas ou sonhando com façanhas futuras , cantarolando sem pressa: 15 homens no baú do morto – Iõ-ho-ho E uma garrafa de rum!... A aventura terminou com um concurso de escrita… : A aventura terminou com um concurso de escrita… MANUAL DO PIRATA DE HISTÓRIAS 1º Ler um livro de aventuras (de entre os propostos). 2º Escrever um texto original e inédito, com o mínimo de uma página A4 e o máximo de três, a partir da obra lida escolhendo uma das seguintes propostas: - uma apreciação crítica da obra; - o prolongamento da história; - substituição do final da história por um outro final; - uma história protagonizada por uma ou mais personagens da narrativa lida; 3º Assinar o texto com pseudónimo e entregá-lo num envelope fechado. 4º Entregar um outro envelope fechado revelando o pseudónimo. 5º Respeitar o prazo de um mês e meio a partir do início do concurso. 6º Receber com satisfação um dos três prémios que o júri (a equipa da biblioteca e os professores de Português envolvidos) têm guardado para os melhores piratas de histórias!... Oficina de Escrita com Luísa Costa Gomes : Oficina de Escrita com Luísa Costa Gomes A Escola respondeu à proposta da DGIDC e, no âmbito do projecto “Artes na Escola”, a escritora Luísa Costa Gomes esteve na Biblioteca da ESAG a orientar uma oficina de escrita de contos dirigida aos alunos. 2007-2008 Participação no Concurso Nacional de Leitura : 2007-2008 Participação no Concurso Nacional de Leitura Slide 15: Selecção dos alunos do Ensino Básico Jogo do Ganso Podem jogar dois, três, quatro ou cinco jogadores individuais ou duas, três, quatro ou cinco equipas; Cada jogador / equipa escolhe uma pedra de cor diferente (branca, amarela, vermelha, azul ou verde); Cada jogador lança o dado uma primeira vez para se determinar quem inicia o jogo: começa o jogador que obtiver o número mais elevado, seguindo-se depois a ordem no sentido dos ponteiros do relógio; Todas as pedras são colocadas na casa 1; É feita a primeira pergunta sobre os contos lidos; Se o jogador acertar, lança o dado e avança tantas casas como as indicadas pelos pontos do dado e volta a jogar; se errar permanece na mesma casa e passa o dado ao adversário; Sempre que cair numa casa com ganso, é-lhe feita uma pergunta sobre os contos e procede-se como o referido em 6; Se o jogo for em equipa, cada membro deve contribuir para a resposta de acordo com os conhecimentos que tem sobre a obra que leu; Outras casas sujeitas a questões: 6 e 12 - pontes – perguntas de cultura geral; 15 e 30 – perguntas sobre a História de Portugal; 19 , 31 e 58 – perguntas de Língua Portuguesa 26 e 53 – perguntas de Matemática; 42 e 62 – enigmas. 10. Ganha a equipa que primeiro atingir a casa 63, respondendo certo à última pergunta sobre os contos. Selecção dos alunos do Ensino Secundário Escolha dos livros a partir das obras propostas na lista do Plano Nacional de Leitura e das preferências dos alunos  Apresentação oral dos livros lidos à turma(avaliação da expressão oral)  Preenchimento da ficha de leitura(avaliação das competências de expressão escrita e de leitura crítica / analítica)A actividade foi integrada no “Contrato de leitura” estabelecido para o primeiro período : Selecção dos alunos do Ensino Secundário Escolha dos livros a partir das obras propostas na lista do Plano Nacional de Leitura e das preferências dos alunos  Apresentação oral dos livros lidos à turma(avaliação da expressão oral)  Preenchimento da ficha de leitura(avaliação das competências de expressão escrita e de leitura crítica / analítica)A actividade foi integrada no “Contrato de leitura” estabelecido para o primeiro período Slide 17: Os alunos seleccionados participaram na final distrital, na Biblioteca Pública de Évora, no dia 5 de Abril de 2008 Concursos de escrita : Concursos de escrita O concurso de ortografia da ESAG teve, em 2007-2008, a sua terceira edição. Este concurso, que se insere no Plano Anual de Actividades da Escola, envolve a totalidade dos alunos dos ensinos básico e secundário. A sua coordenação está entregue à orientadora de estágio de Português e às formandas do respectivo núcleo. : O concurso de ortografia da ESAG teve, em 2007-2008, a sua terceira edição. Este concurso, que se insere no Plano Anual de Actividades da Escola, envolve a totalidade dos alunos dos ensinos básico e secundário. A sua coordenação está entregue à orientadora de estágio de Português e às formandas do respectivo núcleo. Concurso internacional “Terminemos este conto”Organizado pela União Latina em conjunto com a CPLP - Comunidade de Países de Língua Portuguesa e o Instituto Internacional de Língua Portuguesa, pretendia premiar a melhor conclusão do conto de Lídia Jorge “A casa dos animais”. : Concurso internacional “Terminemos este conto”Organizado pela União Latina em conjunto com a CPLP - Comunidade de Países de Língua Portuguesa e o Instituto Internacional de Língua Portuguesa, pretendia premiar a melhor conclusão do conto de Lídia Jorge “A casa dos animais”. Slide 25: Apesar de estar previsto apenas um 1º Prémio, dada a qualidade dos trabalhos recebidos, o Júri decidiu atribuir vinte e duas Menções Honrosas a nível nacional. Três alunos da ESAG foram distinguidos com Menções Honrosas: Helena Murteira Reis, do 10º ano, Jô Santiago e Mónica Charrua, ambos do 12º ano. Slide 26: Jô Santiago e Helena Reis com o presidente do júri, Fernando Pinto do Amaral. Slide 28: No dia 29 de Março de 2008, no âmbito das actividades promovidas pela Câmara Municipal de Évora incluídas no Mês da Juventude, a Lígia Fernandes, aluna do 12ºA1, foi agraciada com o prémio literário Garcia de Resende com um conto original, na categoria respectiva. Exercícios de escrita desenvolvidos na sala de aula : Exercícios de escrita desenvolvidos na sala de aula “Sem exagerar, histórias de encantar”(2006-2007) : “Sem exagerar, histórias de encantar”(2006-2007) O projecto foi desenvolvido nas aulas de Estudo Acompanhado com uma turma de 8º ano. Primeira fase : Jogos de palavras e jogos com palavras intrusas que deram origem a alguns textos. Segunda fase: Excertos de inícios de histórias que os alunos tinham de continuar (A partir dos livros Histórias ao Telefone e Novas Histórias ao Telefone, de Gianni Rodari) Terceira fase: Organização de uma colectânea de contos, produzidos e seleccionados pelos alunos. O projecto culminou com a apresentação pública do livro na Biblioteca da Escola. À procura de poemas para o Natal de 2007… : À procura de poemas para o Natal de 2007… Slide 34: A actividade foi coordenada pelas professoras de Língua Portuguesa e Área de Projecto e decorreu na Biblioteca da Escola ao longo de várias aulas. Em pequenos grupos, os alunos do 7º ano procuraram informações sobre a vida e a obra de um poeta português e redigiram uma nota biobibliográfica à qual juntaram um poema do autor escolhido, alusivo ao Natal. E a parede da sala de aula ficou coberta de poemas… : E a parede da sala de aula ficou coberta de poemas… O Diário da Turma(2007-2008) : O Diário da Turma(2007-2008) Esta actividade, iniciada no 2º período e integrada na sequência do programa relativa aos textos autobiográficos, envolve alunos do 10º ano. Cada turma tem um diário personalizado, com imagens seleccionadas e a respectiva “fotografia de família”. Até ao final do ano lectivo, todos os elementos da turma - incluindo a professora – irão escrever uma entrada do diário. Actividades de leitura desenvolvidas na sala de aula : Actividades de leitura desenvolvidas na sala de aula “Um vaso de sardinheiras” (2005-2006) : “Um vaso de sardinheiras” (2005-2006) Projecto que envolveu alunos do 8º ano, articulando o contrato de leitura da disciplina de Língua Portuguesa com a Área de Projecto. O ponto de partida foi o poema As árvores e os livros, de Jorge Sousa Braga. Os alunos iniciaram, assim, a sua “floresta”: Leram um livro em cada período lectivo e fizeram a respectiva apresentação à turma. Simultaneamente, iam fazendo a “folha da árvore dos livros” – uma folha contendo, de um lado, o nome do leitor e, no verso, o título do livro lido e a indicação do seu autor. No final do ano lectivo, a árvore foi exposta no polivalente da Escola. Slide 41: Um projecto semelhante envolveu os alunos do 10º ano, também no âmbito do contrato de leitura. A árvore destes alunos cobriu-se de folhas na Primavera, em plena Biblioteca… Slide 43: Associação da Escola a projectos promovidos por outras entidades Slide 44: Integrado no Percursos – Festival Europeu de Artes do Espectáculo para o Público Jovem, promovido pelo Centro de Pedagogia e Animação do Centro Cultural de Belém, o Teatro Meridional foi convidado a conceber um espectáculo original - “Para além do Tejo”- apresentado em estreia absoluta em Outubro de 2004, no Teatro Garcia de Resende. Integrado neste projecto teatral, por anseio conjunto dos directores do festival e do Teatro Meridional, foi pensado um outro projecto – a criação de um Livro a partir do universo alentejano… Slide 45: Um grupo de alunos e professores da ESAG fez deste projecto o seu projecto. Ao longo de vários meses participaram num Percurso de escrita criativa: a cada elemento foi pedido que construísse um Diário onde deixasse impressões pessoais, recolha de músicas, depoimentos, imagens sugestivas, desenhos, fotografias, estados de alma de si e dos outros, histórias, expectativas e sonhos… 2008 – A ESAG associou-se oficialmente à comemoração do Ano Vieirino : 2008 – A ESAG associou-se oficialmente à comemoração do Ano Vieirino Slide 49: O concurso de ortografia da ESAG foi uma das actividades da comemoração do Ano Vieirino.Os textos utilizados para os alunos do ensino secundário foram extraídos de Sermões do Padre António Vieira. Slide 50: Por decisão dos professores do Departamento de Línguas Românicas, o logótipo do “Ano Vieirino” será utilizado, até ao final de 2008, em todos os documentos destinados aos alunos, como uma forma de os alertar para a importância da obra de Vieira.

Add a comment

Related presentations

Related pages

Encontro e Interação | Teorias educacionais

O livro Aula de português: encontro e interação traz uma reflexão em torno das aulas de Português, sobre a leitura, a escrita e a reflexão da língua.
Read more

EDUPROFS: 9º Encontro de Bibliotecas em Famalicão

O Encontro “Permanecer leitor” visa a criação de um espaço de partilha de ideias em torno das problemáticas sobre o papel da leitura e das ...
Read more

Encontros em Torno da Escrita | Facebook

Encontros em Torno da Escrita, ... Os certificados do "I Encontro em torno da escrita" já estão disponíveis no ... através da leitura de cronistas ...
Read more

Encontro Encontro ““““Em Torno da LeituraEm Torno da ...

Encontro Encontro ““““Em Torno da LeituraEm Torno da LeituraEm Torno da Leitura ...
Read more

ENCONTRO COM A LEITURA

Encontro leitura às 12:15 Nenhum ... Em grupo realize a pesquisa em torno da ... Acredito que um dos grandes desafios de nossa profissão é resgatar o ...
Read more

LETRAS.COM: "AULA DE PORTUGUÊS: ENCONTRO E INTERAÇÃO", DE ...

O livro Aula de português: encontro e interação traz uma reflexão em torno das aulas de Português, sobre a leitura, a escrita e a reflexão da língua.
Read more

Em torno da Leitura - YouTube

Em torno da Leitura ... encerrar as actividades da Semana da Leitura. ... Semana da Leitura 2012 - Encontro com...
Read more

5º Encontro de Leitura e Literatura da UNEB

O Encontro. Voltar. Onde se hospedar. Local do Evento. ... Sarau Lítero-Musical da Escola OLODUM: ... Poesias em Quadros. Ricardo Barreto ...
Read more

A Leitura: A Escola e a família numa encruzilhada - José ...

... de excelente qualidade em torno da sua vida e obra –, o encontro teve assinalável ... da leitura-prazer, não pode, em caso ...
Read more

Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas ...

Visando o desenvolvimento da pessoa para o exercício da cidadania ... Leitura, Literatura e Bibliotecas de Minas Gerais é discutido em encontro em ...
Read more