Elementos estruturais do corpo

50 %
50 %
Information about Elementos estruturais do corpo

Published on December 6, 2016

Author: AndreiaGomes20

Source: slideshare.net

1. Elementos Estruturais do Corpo dos Vertebrados Universidade Estadual do Maranhão Centro de Estudos Superiores de Imperatriz UEMA/CESI Departamento de Química e Biologia Disciplina: Anatomia Animal Comparada Professora Esp. Fernanda Emanuele Silva Costa

2.  As atividades dos animais são determinadas por traços estruturais e fatores comportamentais.

3.  Osso  Cartilagem  Músculo  Tendão  Ligamento  Fibras de colágeno

4. Apresentam três propriedades que garantem a durabilidade e o uso constante ao longo da vida:  Crescimento  Capacidade de Reparo  Capacidade de se ajustar as circunstâncias.

5.  Força  Estresse (força em uma direção)  Pressão (força em todas as direções)  Carga (qualquer força aplicada a objeto sólido)  Tensão (carga aplicada a algum objeto ocorrendo deformação)  Elasticidade (capacidade de voltar a forma original após remoção da carga)  Resistência (capacidade de resistir a forças sem quebras ou deformações).

6.  Sinartrose (imóvel): Ossos ligados somente por tecido conjuntivo ou cartilagem. As fendas entre os ossos são chamadas de suturas.

7.  Anfiartrose (intermediária): Apesar de rígida permite algum movimento. A superfície dos ossos pode ser recoberta por cartilagem hialina. A união dos ossos com esse tipo de articulação é chamada de sínfise.

8.  Diartrose (mobilidade livre): Cobertas por cartilagem hialina lisa, na vida fetal forma uma cavidade articular, que é envolvida pela cápsula articular que por sua vez é revestida por membrana sinovial. MENISCOS: “almofadas” rígidas de cartilagem fibrosa localizadas no interior das cavidades articulares que têm por função guiar e aumentar os possíveis movimentos.

9. 1) Uma cápsula articular; 2)Ligamentos; 3) Cavidade articular; 4) Cartilagem articular; 5) Líquido sinovial; 6) E pode ou não possuir um disco articular.

10.  Proporcionalidade: É a relação entre a proporção do corpo e do tamanho em animais aparentados e com formas similares.

11. ISOMÉTRICO ALOMÉTRICO O animal pequeno se tornará igual ao grande quando todas as suas dimensões lineares forem multiplicadas pelo mesmo fator. É o crescimento desproporcional, quando duas estruturas crescem a formas distintas.

12.  Exploram nichos pequenos, encontrando microclimas, alimentos e abrigo seguro.

13.  Liberdade a predação  Habilidade de vagar por grandes áreas em busca de alimento  Utilização e produção de energia vagarosa  Alta capacidade de produção de calor (baixa razão superfície-volume).

14. Anfíbio Extinto (4,5 m) LABIRINTODONTE Crocodilo (13 m)

15. Baleia Azul (30m / 150 ton) Hipopótamo (4.500 kg)

16.  Áquaticos – flutuação  Terrestres – reduzem seus requerimentos de sustentação  Coluna rija (eixos colunares retos)  Evitam solavancos  Membros pouco flexionados (forças de compressão aumentam e de flexão diminuem)  Pés amplos / Cabeça do úmero e fêmur voltadas para cima / Rádio e Fíbula grandes e livres / Escápula e Íleo amplos / Oleocrano inclinado para trás.

17. Os vertebrados que correm pelo solo e são estruturalmente modificados para aprimorar a velocidade ou a resitência. A maioria é predador ou herbívoro de médio a grande porte.

18. São aqueles vertebrados que saltam, geralmente são bípedes e os membros pelvinos são utilizados simultaneamente numa série de saltos. O seu “passo” é chamado de ricochete.

19. Forrageio em grandes áreas (cães selvagens) Busca de alimentos e água (raposa do ártico) Vantagens sobre as variações sazonais (caribu) Predadores correm atrás das presas Fuga dos predadores Saltam para superar obstáculos ou visualisar presas (coelhos) Subir em árvores

20. Comprimento e proporção dos membros: Membros pelvinos longos em relação as demais partes do corpo

21. Postura do pé: Ungululigrada (casco+andar) aumentam o tamanho efetivo do membro apoiando-se na ponta dos dedos

22. O papel da coluna vertebral: Ondulam sua coluna no plano horizontal ou vertical de acordo com sua estrutura para se impulsionar.

23. Intervalos sem apoio: Passos de corrida usualmente incluem períodos suspensão quando todos os membros estão fora do solo.

24.  O papel do ombro – a articulação do ombro se move em um plano sagital promovendo o alongamento do membro.  A mecânica dos músculos – os músculos são capazes de mover as articulações através de ângulos maiores quando se inserem próximos a elas e se contraem mais rapidamente do que os músculos de outros animais.  Somatório de velocidades –estrutura de alavanca muscular, resistência e design para economia de esforços.

25. Vertebrados subterrâneos ou não que passam maior parte de sua vida no solo realizando escavação e são conhecidos como fossórios.

26.  Propicia microhábitats adequados ao repouso ou hibernação.  Obtenção de alimentos através do solo.  Armazenamento de alimento sob o solo.  Fuga de predadorres.  Proteção para o depósito de ovos e criação de filhotes.

Add a comment