Diretório Nacional de Catequese

42 %
58 %
Information about Diretório Nacional de Catequese
Spiritual-Inspirational

Published on December 30, 2007

Author: Workman

Source: authorstream.com

Slide 1: “Isto que vimos e ouvimos, nós vos anunciamos, para que estejais em comunhão conosco” (1Jo 1,3) DIRETÓRIO NACIONAL DE CATEQUESE Slide 2: A catequese é uma atividade tão antiga quanto a Igreja. Alguns textos do Novo Testamento nasceram como formas de catequese aos primeiros cristãos. Necessitando estruturar o processo de iniciação à fé cristã, a comunidade eclesial dos primeiros séculos elaborou um longo itinerário que ficou conhecido com o nome de CATECUMENATO. Slide 3: Era um processo complexo, dirigido aos adultos, que incluía o anúncio da fé, a audição da palavra de Deus, a participação na vida da comunidade, o exercício da conversão, o acompanhamento de “padrinhos”, a instrução na doutrina da Igreja e a celebração de ritos iniciáticos culminando com o Batismo, a Eucaristia e a Unção do Crisma. Neste processo catecumenal, reservava-se o nome de “catequese” para o momento próprio do ensino e aprofundamento na fé. Slide 4: as pessoas já nasciam dentro do clima cristão. Eram “iniciadas” à fé simplesmente no convívio do dia a dia. Com a evolução do cristianismo, desapareceu o catecumenato como processo iniciático à fé, pois toda a sociedade já estava impregnada dos princípios e práticas cristãs: Slide 5: Com a socialização recebia-se a herança evangélica: foi a época do “catecumenato social”. Ser cristão era mais uma questão de pertença a uma família, a um grupo, a uma nação, do que propriamente uma opção pessoal. Slide 6: Neste contexto, do complexo itinerário catecumenal sobreviveu apenas a catequese, assim mesmo com uma característica eminentemente doutrinal e voltada preferencialmente para as novas gerações. E assim permaneceu durante séculos. Hoje a Igreja redescobre e reafirma sua vocação evangelizadora, missionária também para povos que já conheceram a fé. Slide 7: Diante de tantas populações longe ou afastadas da fé, ou portadoras de uma religiosidade apenas tradicional, sem experiências cristãs profundas e pessoais... a Igreja sente a necessidade de proclamar, às vezes como primeiro anúncio, o núcleo central da fé cristã e a conversão ao Evangelho. Slide 8: O Concílio Vaticano II impulsionou a renovação da catequese: eclesiologia de comunhão, liturgia renovada, retorno à Bíblia, etc... Os projetos PRNM, SINM e “Queremos ver Jesus, Caminho, Verdade e Vida”... resgataram a comunidade eclesial como lugar privilegiado da educação da fé, particularmente na vivência litúrgica, e impulsionou-se o princípio de interação fé e vida. Slide 9: Hoje, no clima de nova evangelização, a catequese se reveste de características evangelizadoras e reassume o modelo catecumenal da Igreja primitiva, como processo de educação e crescimento na fé. Neste clima de renovação e em obediência ao que propõe o Diretório Geral para a Catequese – DGC (1997), a CNBB decidiu pela elaboração de um Diretório Nacional de Catequese. Slide 10: Eis o que o Diretório Geral para a Catequese que solicita às Conferências Episcopais. “adaptação à realidade de cada país mediante a elaboração de um Diretório Nacional”. O nosso Diretório documento leva em conta, de modo particular a rica história dos quarenta anos de renovação conciliar, a realidade brasileira e projeta novos passos. Slide 11: E texto era refeito a partir das colaborações recebidas e a cada ano apresentado à Assembléia Geral da CNBB (2002, 2003 e 2004) recebendo a plena aprovação na Assembléia Geral de agosto de 2005, com apenas 3 votos em branco. Logo depois da grande mobilização nacional sobre Catequese com Adultos (1999-2001) foi iniciado o processo participativo de elaboração do Diretório Nacional de Catequese. Slide 12: c) orientar, coordenar e estimular a atividade catequética nas diversas regiões f) delinear uma catequese mais bíblica, vivencial, ligada à mística evangélico-missionária, participativa e comunitária”. O OBJETIVO DO DNC é: a) “apresentar a natureza e finalidade da catequese; b) traçar os critérios de ação catequética; Slide 13: O DNC pretende: “estimular, para o futuro, estudos e pesquisas mais profundas, que respondam às necessidades da catequese e às normas e orientações do Magistério” (nº 13), por parte das igrejas locais. O DNC vem responder a este pedido e se coloca nas pegadas do Diretório Geral para a Catequese que, de certa maneira, sintetiza e recolhe a caminhada da catequese no século XX. Slide 14: Ele não só repete e repisa princípios e critérios já estabelecidos, mas, sobretudo, faz avançar a renovação da catequese. Considera sobretudo a Evangelii Nuntinadi, a Catechesi Trasdendae e a memorável visita de João Paulo II ao Brasil em 1980, quando por duas vezes afirmou aos bispos: “A catequese é uma urgência no vosso país”. “Fazei da catequese uma prioridade”. Slide 15: Mas, a partir de 1983 a realidade mudou. Novos desafios emergiram. O Brasil urbanizou-se. Mudanças na comunicação, na cultura, no modo de ser das pessoas, novas conquistas das ciências, o trânsito religioso, a busca da liberdade, da subjetividade... O DNC não substitui o Doc. “Catequese Renovada – Orientações e Conteúdo” (CR), Tudo isto exige novos avanços rumo a uma catequese que responda às exigências da educação da fé na realidade atual. Slide 16: O DNC à semelhança de nossas Diretrizes Gerais, pretende ter um caráter mais teológico-pastoral, do que jurídico-normativo, apontando para a prática concreta da ação catequética. Nele encontramos, sobretudo, critérios inspiradores para a ação catequética e não tanto indicação de normas imperativas como poderia sugerir, talvez, a palavra diretório. Slide 17: O DNC está mais interessado em esclarecer a natureza e finalidade da catequese do que em proporcionar fórmulas e normas imediatas ou receituário para a atividade catequética. Ele retoma os grandes temas que fundamentam e orientam o exercício da catequese: do ponto de vista teológico(o conceito de Revelação Divina, a ênfase da catequese como ministério da palavra, a dimensão evangelizadora da catequese); Slide 18: E do ponto de vista pedagógico (como o modelo da pedagogia divina e humana, a questão dos métodos, o novo redirecionamento para os destinatários ou interlocutores principais, ou seja os adultos, a pessoa e formação do catequista, os aspectos organizativos da educação da fé na Igreja particular e nas comunidades.). Slide 19: Mais do que um texto normativo e resposta para os problemas práticos de responsabilidade da Igreja Particular, o Diretório quer ser um referencial para: - a missão da Comissão Bíblico-Catequética da CNBB; - a organização da catequese nas Igrejas Particulares; - a elaboração material catequético; - a formação de catequistas e formação de novos presbíteros nos Seminários e institutos de Teologia; Slide 20: - a orientação das publicações sobre catequese; - a orientação para as Escolas Catequéticas, cursos de teologia/catequese para leigos; - A animação das comissões regionais e coordenações diocesanas de catequese. Slide 21: Qual o novo que o Diretório propõe? Há vários ganchos que emergem e sinalizam para um avanço em relação à concepção tradicional de catequese, em continuidade com o documento Catequese Renovada e o Diretório Catequético Geral. Citamos aqui alguns exemplos: - a catequese evangelizadora, - a centralidade e prioridade da catequese com adultos, - a Palavra de Deus como fonte da catequese, Slide 22: - a profunda relação e complementaridade entre liturgia e a catequese, - a nova visão de uma catequese evangelizadora, - o ministério do catequista, - a catequese com os deficientes, - a insistência na formação dos catequistas, - o catecumenato antigo como modelo inspirador do processo iniciático à fé, Slide 23: - a formação catequética nos seminários, - a missão do bispo e do presbítero e da família na catequese, - o valor e ao mesmo tempo a relatividade de textos e subsídios com relação ao testemunho da comunidade e da comunicação vital do catequista, - a memória histórica da catequese no Brasil... Slide 24: Esses temas certamente vão despertar interesse e vão ajudar a avançar na prática da catequese nas dioceses, paróquias e comunidades. Mas alguns pontos podem suscitar debates e discussões: a possibilidade prevista para as dioceses de instituírem o “ministério da catequese”; a insistência em orientar a prática catequética sobre o modelo catecumenal, o que irá requerer grande esforço de mudança em muitas comunidades que se pautam ainda por uma “catequese tradicional”. Slide 25: 1.1- Enfoca as recentes conquistas e desafios do movimento catequético no Brasil. 1.2 - Aprofunda o tema revelação. Situa bem a catequese na missão evangelizadora da Igreja. Clareia a verdadeira tarefa da catequese. O DNC divide-se em duas partes: Iª Parte: Fundamentos teológicos pastorais da Catequese. São os quatro primeiros capítulos. Slide 26: 1.3 - À luz da missão evangelizadora da Igreja se faz uma leitura da realidade brasileira e da história como lugares teológicos da manifestação de Deus. 1.4 - Ao abordar mensagem e o conteúdo da catequese destaca-se a Bíblia, a liturgia, os catecismos, a Tradição e o Magistério da Igreja. Slide 27: IIª Parte: - Orientações para a Catequese na Igreja Particular. A segunda parte, de caráter mais prático se compõe de quatro capítulos. 2.1 - Aprofunda a pedagogia catequética, tendo como fundamento a pedagogia de Deus, modelo de educação da fé pretendida pela catequese. 2.2 - No capítulo sexto os destinatários são considerados como interlocutores no processo catequético. Ênfase aos adultos. Slide 28: 2.3 - No capítulo sétimo o texto apresenta o ministério da catequese e as diversas responsabilidades com insistência na missão do bispo, do presbítero e do/a catequista. 2.4 - O último capítulo enfoca os lugares da catequese e sua organização na Igreja Particular, com ênfase na família, na comunidade, na paróquia e situa o serviço da coordenação da catequese em diversos níveis. Slide 29: O bispo, é o “primeiro responsável da catequese” afirma o Diretório dos Bispos de 2004 (Este documento Apostolorum Sucessores, dedica o parágrafo III do capítulo V (Munus Docendi) ao tema do (nºs 127 a 136). Afirma ainda que “o Bispo tem a função principal, junto com a pregação, de promover uma catequese ativa e eficaz” (nº 128, citando CT 63). Slide 30: Os milhares de catequistas, conhecidos ou anônimos, na cidade ou no sertão, no litoral ou na floresta acompanharam com interesse a elaboração do Diretório Nacional de Catequese como expressão de amor e valorização da CNBB pela catequese e como incentivo à missão catequética tão necessária à renovação permanente da Igreja. Slide 31: E logo depois do aval da Sé Apostólica de Roma do Diretório Nacional de Catequese, haverá uma grande mobilização nacional entre os quase um milhão de catequistas do Brasil para o DNC ser conhecido, traduzido para a linguagem do povo e ser aplicado Slide 32: E acontecerá, à luz do DGC e do DNC, a elaboração ou adaptação do Diretório de Catequese de cada Diocese. Tudo isso, sem dúvida dará um grande impulso à continuidade da renovação da catequese em nossa Igreja no Brasil que veio se pautando pelo documento CR mas sempre se atualizando e aperfeiçoando.

Add a comment

Related presentations

Related pages

DOCUMENTOS DA CNBB – 84 - Portal de Catequese

CONfErêNCiA NACiONAl DOS BiSpOS DO BrASil DirETóriO NACiONAl DE CATEqUESE Texto aprovado pela 43ª Assembléia Geral itaici – indaiatuba (Sp), 9 a 17 ...
Read more

Diretório geral para a Catequese - La Santa Sede

DIRETÓRIO GERAL PARA A CATEQUESE. DOCUMENTOS DO MAGISTÉRIO. AA: Conc. Ecum. Vaticano II, Decreto sobre o apostolado dos leigos, Apostolicam Actuositatem ...
Read more

Portfólio Catequista Curso DNC - Diretório Nacional de ...

Catequese - Nem tudo o que sabemos está nos livros - Padre Zezinho scj - Duration: 4:11. Portal DEHON Brasil 13,381 views
Read more

Catequese em reflexão

O Diretório Nacional de Catequese é um esforço de adaptação à realidade do Brasil do Diretório Geral para a Catequese. É um documento em que a ...
Read more

DIRETÓRIO NACIONAL DA CATEQUESE | CATEQUESE E MISSÃO

O "Diretório Nacional de Catequese, que é um instrumento de trabalho aprovado pela 43ª Assembléia Geral da CNBB.
Read more

diretório nacional de catequese (apresentação ...

diretório nacional de catequese (apresentação)download from 4shared Files Photo Music Books Video. Sign Up. Log In ...
Read more

Diretório nacional de catequese - Doc. CNBB 84 - Paulinas

O objetivo geral do Diretório Nacional de Catequese é apresentar a natureza e a finalidade da catequese, traçar os critérios de ação catequética ...
Read more

Catequese Caminhando: Diretório Nacional de Catequese

Catequese Caminhando Feira de Santana, Bahia, Brazil Blog criado pelas catequistas Clécia e Sandra da Paróquia Nossa Sra. do Perpétuo Socorro ...
Read more

DIRETÓRIO NACIONAL DE CATEQUESE

TRANSFORMAÇÕES DA CATEQUESE ATÉ O DIRETÓRIO NACIONAL DE 2005. Apresentação para o Encontro de Catequistas da Diocese de Maringá - SP. Pe.
Read more