Desiquilibrio Ambiente

50 %
50 %
Information about Desiquilibrio Ambiente

Published on February 11, 2009

Author: sergiojluiz

Source: slideshare.net

 

O MUNDO ONDE VIVEMOS…

AMBIENTE NO SÉC. XX A TEMPERATURA DA TERRA AUMENTOU MAIS OU MENOS DE 0,6ºC A 2ºC. AS NAÇÕES UNIDAS PREVÊEM UM AUMENTO ENTRE 1,4ºC E 5,8ºC ATÉ 2100. UMA GRANDE PARTE DAS 50 A 90% DAS ESPÉCIES VIVAS DO PLANETA QUE EXISTEM NAS FLORESTAS SERÁ EXTINTA A MEIO DESTE SÉCULO. HÁ 10 MIL ANOS A TERRA TINHA MENOS DE SEIS MILHÕES DE PESSOAS. HOJE, HÁ MAIS DE SEIS MIL MILHÕES.

Cinco mil espécies de animais e plantas são extintas na Terra em cada ano que passa.

Há mil anos, 80% da Europa Central estava florestada. Hoje, essa percentagem reduziu-se para 20%. Se o mundo reciclasse metade do papel que consome, 40 mil quilómetros quadrados de terras seriam libertados do cultivo de árvores de crescimento rápido que abastecem a indústria do papel.

Há mil anos, 80% da Europa Central estava florestada. Hoje, essa percentagem reduziu-se para 20%.

Se o mundo reciclasse metade do papel que consome, 40 mil quilómetros quadrados de terras seriam libertados do cultivo de árvores de crescimento rápido que abastecem a indústria do papel.

Calcula-se que, numa cidade de cem mil habitantes sejam lançados, todos os meses, nos esgotos, 4 toneladas de liquido para limpar sanitas, 14 toneladas de detergentes domésticos e 3,44 toneladas de óleo de automóvel.

Calcula-se que, numa cidade de cem mil habitantes sejam lançados, todos os meses, nos esgotos, 4 toneladas de liquido para limpar sanitas, 14 toneladas de detergentes domésticos e 3,44 toneladas de óleo de automóvel.

2/3 DOS ESGOTOS DESPEJADOS NO MEDITERRÂNEO NÃO SÃO TRATADOS DESDE 1900,MAIS DE METADE DA FLORESTA TROPICAL, EM TODO O MUNDO, JÁ FOI DESTRUÍDA. TODOS OS ANOS SE DESTROEM 142 000 KM2 DE FLORESTA TROPICAL E OUTROS 150 000 KM2 SÃO TREMENDAMENTE AFECTADOS. ESTIMATIVAS ACTUAIS APONTAM PARA UMA PERDA DE CERCA DE 15 000 A 20 000 ESPÉCIES POR ANO AFIRMANDO-SE SER PROVÁVEL O DESAPARECIMENTO DE METADE DE TODAS AS ESPÉCIES TERRESTRES NOS PRÓXIMOS 50 ANOS SE SE MANTIVER A SITUAÇÃO ACTUAL DE AGRESSÃO AO AMBIENTE. CADA 100 ESPÉCIES DE AVES E 1 EM CADA 50 ESPÉCIES DE MAMÍFEROS FORAM EXTINTAS NOS ÚLTIMOS QUATRO SÉCULOS. CALCULA-SE QUE ATÉ AO ANO 2020 10 MILHÕES DE ESPÉCIES ESTARÃO PROVALVELMENTE EXTINTAS. A EXTINÇÃO E UMA ÚNICA PLANTA PODE CAUSAR A PERDA DE 30 ESPÉCIES DE ANIMAIS E INSECTOS QUE DEPENDEM DELA. A NATUREZA DEMOROU CERCA DE 1 MILHÃO DE ANOS A PRODUZIR A QUANTIDADE DE COMBUSTIVEIS FÓSSEIS QUE A HUMANIDADE QUEIMA EM12 MESES

2/3 DOS ESGOTOS DESPEJADOS NO MEDITERRÂNEO NÃO SÃO TRATADOS

DESDE 1900,MAIS DE METADE DA FLORESTA TROPICAL, EM TODO O MUNDO, JÁ FOI DESTRUÍDA.

TODOS OS ANOS SE DESTROEM 142 000 KM2 DE FLORESTA TROPICAL E OUTROS 150 000 KM2 SÃO TREMENDAMENTE AFECTADOS.

ESTIMATIVAS ACTUAIS APONTAM PARA UMA PERDA DE CERCA DE 15 000 A 20 000 ESPÉCIES POR ANO AFIRMANDO-SE SER PROVÁVEL O DESAPARECIMENTO DE METADE DE TODAS AS ESPÉCIES TERRESTRES NOS PRÓXIMOS 50 ANOS SE SE MANTIVER A SITUAÇÃO ACTUAL DE AGRESSÃO AO AMBIENTE.

CADA 100 ESPÉCIES DE AVES E 1 EM CADA 50 ESPÉCIES DE MAMÍFEROS FORAM EXTINTAS NOS ÚLTIMOS QUATRO SÉCULOS.

CALCULA-SE QUE ATÉ AO ANO 2020 10 MILHÕES DE ESPÉCIES ESTARÃO PROVALVELMENTE EXTINTAS.

A EXTINÇÃO E UMA ÚNICA PLANTA PODE CAUSAR A PERDA DE 30 ESPÉCIES DE ANIMAIS E INSECTOS QUE DEPENDEM DELA.

A NATUREZA DEMOROU CERCA DE 1 MILHÃO DE ANOS A PRODUZIR A QUANTIDADE DE COMBUSTIVEIS FÓSSEIS QUE A HUMANIDADE QUEIMA EM12 MESES

Quais s ão as causas das perturbações dos ecossistemas? Causas naturais Causas humanas CAUSAS NATURAIS – PROVOCADAS POR FENÓMENOS NATURAIS (SISMOS, VULCÕES, TEMPESTADES…) CAUSAS HUMANAS – DECORRENTES DA ACÇÃO HUMANA

CAUSAS NATURAIS – PROVOCADAS POR FENÓMENOS

NATURAIS (SISMOS, VULCÕES,

TEMPESTADES…)

CAUSAS HUMANAS – DECORRENTES DA ACÇÃO HUMANA

 

 

 

 

 

CAUSAS HUMANAS Aumento da população e dos aglomerados humano Utilização de combustíveis fósseis poluentes Estilo de vida, sociedade de consumo e bem-estar (consumismo) Crescimento económico alheio à protecção do ambiente Resíduos industriais, urbanos, hospitalares, tóxicos e radioactivos Comportamentos sociais e individuais inadequados para a defesa do meio ambiente Meios de transportes poluentes Utilização de produtos químicos Sobreexploração de matérias-primas, na terra e no mar Catástrofes ambientais provocadas pelo ser humano Conflitos militares e nucleares

Aumento da população e dos aglomerados humano

Utilização de combustíveis fósseis poluentes

Estilo de vida, sociedade de consumo e bem-estar (consumismo)

Crescimento económico alheio à protecção do ambiente

Resíduos industriais, urbanos, hospitalares, tóxicos e radioactivos

Comportamentos sociais e individuais inadequados para a defesa do meio ambiente

Meios de transportes poluentes

Utilização de produtos químicos

Sobreexploração de matérias-primas, na terra e no mar

Catástrofes ambientais provocadas pelo ser humano

Conflitos militares e nucleares

CONSEQUÊNCIAS AMBIENTAIS A perda de biodiversidade : Desflorestação Poluição dos ecossistemas aquático e terrestre Destruição dos habitats, o tráfico ilegal de espécies vivas Caça furtiva e contrabando Desertificação: Desflorestação; extinção de espécies, destruição de ecossistemas Aumento do efeito de estufa: Aquecimento global da terra, enfraquecimento da camada de ozono, chuva ácida, desertificarão, degelo dos pólos, smog, doenças…

A perda de biodiversidade :

Desflorestação

Poluição dos ecossistemas aquático e terrestre

Destruição dos habitats, o tráfico ilegal de espécies vivas

Caça furtiva e contrabando

Desertificação:

Desflorestação; extinção de espécies, destruição de ecossistemas

Aumento do efeito de estufa:

Aquecimento global da terra, enfraquecimento da camada de ozono, chuva ácida, desertificarão, degelo dos pólos, smog, doenças…

CONSEQUÊNCIAS AMBIENTAIS Alterações climáticas Aumento do nível médio da água do mar Aumento de catástrofes naturais Diminuição da qualidade do ar e água Degradação estética/visual e da paisagem natural e cultural

Alterações climáticas

Aumento do nível médio da água do mar

Aumento de catástrofes naturais

Diminuição da qualidade do ar e água

Degradação estética/visual e da paisagem natural e cultural

DESFLORESTAÇÃO CAUSAS: ABATE DE ÁRVORES (COMÉRCIO DE MADEIRA) EXPANSÃO URBANA PASTAGENS INCÊNDIOS CHUVAS ÁCIDAS CONSEQUÊNCIAS: EROSÃO AQUECIMENTO MENOS OXIGÉNIO EXTINÇÃO DE ESPÉCIES ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

CAUSAS:

ABATE DE ÁRVORES (COMÉRCIO DE MADEIRA)

EXPANSÃO URBANA

PASTAGENS

INCÊNDIOS

CHUVAS ÁCIDAS

CONSEQUÊNCIAS:

EROSÃO

AQUECIMENTO

MENOS OXIGÉNIO

EXTINÇÃO DE ESPÉCIES

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

Tempestades de areia. Produtos orgânicos existentes no ar: pólen. Os vulcões libertam cinzas e gases tóxicos para a atmosfera. Quais s ão as fontes de alteraç ão da atmosfera? A atmosfera é frequentemente alterada por causas naturais.

Quando as alterações atmosféricas têm origem em actividades humanas Poluição atmosférica Fábricas. Veículos com motores de combustão. Centrais termoeléctricas. Quais s ão as fontes de alteraç ão da atmosfera?

Quando as alterações atmosféricas têm origem em actividades humanas

Com o desenvolvimento das sociedades criaram-se máquinas e indústrias que emitem grandes quantidades de dióxido de carbono (CO 2 ) para a atmosfera. Aumento do efeito de estufa Quais s ão as fontes de alteraç ão da atmosfera?

AQUECIMENTO GLOBAL

O sol envia energia que atinge a superfície da Terra. Parte dessa energia é reenviada para a atmosfera, sob a forma de calor. Parte dessa energia é absorvida por alguns gases: água (H 2 O) e dióxido de carbono (CO 2 ). CO 2 H 2 O E é novamente reenviada para a Terra, ficando retida na atmosfera. Efeito de estufa

Quais s ão as consequências da poluição atmosférica? Aumento do efeito de estufa Aumenta a quantidade de calor que fica retida na atmosfera. Aquecimento global Degelo nas zonas polares e nos glaciares. Subida do nível médio das águas do mar, inundando algumas zonas do globo. Desequilíbrio biológicos: devido ao calor a reprodução dos insectos é mais rápida. que provoca

Ind ústria Veículos com motores de combustão NO 2 SO 2 O 2 NO 3 H 2 O O 2 H 2 O HNO 3 (ácido nítrico) (ácido sulfúrico) Chuvas á cidas Quais s ão as consequências da poluição atmosférica? H 2 SO 4 SO 3 HNO 3 H 2 SO 4 H 2 O H 2 O

Quais s ão as consequências da poluição atmosférica? Chuvas á cidas Alteração do pH da água dos lagos. Efeitos das chuvas ácidas numa floresta. Corrosão dos edifícios.

Quais s ão as consequências da poluição atmosférica? Ozono Gás incolor com cheiro muito intenso e cuja molécula é constituída por três átomos de oxigénio (O 3 ). Troposférico Estratosférico Ozono bom — situa-se entre os 10 e os 50 km de altitude e forma uma camada (camada de ozono) que protege o planeta das radiações UV. Ozono mau — acumula-se na camada mais baixa da atmosfera, resulta da poluição atmosférica e é tóxico para os seres vivos.

A camada de ozono , que se localiza na estratosfera (+-25 km) filtra 95% dos raios U.V . A camada de ozono protege a Terra (seres vivos) dos raios U.V. que são mortais para os seres vivos. As primeiras formas de vida (seres fotossintéticos marinhos) produziram oxigénio que depois formou a camada de ozono, que por sua vez permite a existência de vida fora dos oceanos… Importância da Camada de Ozono CAMADA DE OZONO UV-B UV-A

A camada de ozono , que se localiza na estratosfera (+-25 km) filtra 95% dos raios U.V .

A camada de ozono protege a Terra (seres vivos) dos raios U.V. que são mortais para os seres vivos.

As primeiras formas de vida (seres fotossintéticos marinhos) produziram oxigénio que depois formou a camada de ozono, que por sua vez permite a existência de vida fora dos oceanos…

Temperatura média na Terra : 15 o C Temperatura média na Terra sem efeito de estufa : -18 o C Da radiação solar que incide na Terra uma parte é reflectida pela atmosfera ou absorvida pelo ozono estratosférico. A que atinge a superfície gera calor , que é irradiado sob a forma de radiação infravermelha . Importância do efeito de estufa (pequeno e natural)

Temperatura média na Terra : 15 o C

Temperatura média na Terra sem efeito de estufa : -18 o C

Da radiação solar que incide na Terra uma parte é reflectida pela atmosfera ou absorvida pelo ozono estratosférico.

A que atinge a superfície gera calor , que é irradiado sob a forma de radiação infravermelha .

Temperatura média na Terra : 15 o C Temperatura média na Terra sem efeito de estufa : -18 o C Os gases “de estufa ” (vapor de água, CO2, metano, ozono) absorvem alguma da radiação Infravermelha e irradiam parte desta de volta para a superfície Como resultado, a superfície aquece pois recebe mais calor do que receberia sem a presença dos gases “de estufa”... A Terra seria muito mais fria, sem o pequeno efeito de estufa NATURAL Importância do efeito de estufa (pequeno e natural)

Temperatura média na Terra : 15 o C

Temperatura média na Terra sem efeito de estufa : -18 o C

Os gases “de estufa ” (vapor de água, CO2, metano, ozono) absorvem alguma da radiação Infravermelha e irradiam parte desta de volta para a superfície

Como resultado, a superfície aquece pois recebe mais calor do que receberia sem a presença dos gases “de estufa”...

A Terra seria muito mais fria, sem o pequeno efeito de estufa NATURAL

Quais s ão as consequências da poluição atmosférica? Durante décadas os sprays , frigoríficos, máquinas de refrigeração, etc. libertaram compostos — CFC — que provocaram a destruiç ão da camada de ozono. CFC Acumulação de CFC na estratosfera Buraco do ozono Destruição da camada de ozono Cancro de pele. Cataratas: doença dos olhos que provoca cegueira. Planeta Terra — 8.º ano

Perturbação dos ecossistemas Causas naturais Atmosfera CFC Dióxido de enxofre ó xido de azoto Efeito de estufa Chuvas ácidas Aquecimento global Será que aprendi? pode ser por Causas humanas Poluição pode ser causada por Vários gases poluentes formam destroem Ozono estratosférico da provoca

Quais s ão as fontes de poluição da água? As fontes de poluição da água podem ser de dois tipos: Quando o local de emissão dos poluentes está bem identificado. Quando a emissão dos poluentes é dispersa e não tem um ponto de descarga. Poluição pontual Poluição difusa

Quais s ão as consequências da poluição da água? (Aumento da quantidade de matéria orgânica presente num ecossistema aqu ático) Há um aumento do número de fitoplâncton (microalgas). A água fica turva, impedindo a passagem de luz. Eutrofização A água fica estagnada, pouco oxigenada, putrefacta o que causa a morte de muitos organismos.

Quais s ão as consequências da poluição da água? Em acidentes com navios, podem ocorrer derrames de combustível ou de crude. Marés negras A ingestão de produtos tóxicos e a perda de impermeabilizaç ão , pode matar muitos de seres vivos: lontras, aves marinhas, etc.

Quais s ão as consequências da poluição da água? Alguns efluentes industriais e da actividade mineira libertam na água substâncias químicas: mercúrio, chumbo, etc. — metais pesados . Ao serem ingeridos, os metais pesados entram na cadeia alimentar, ao longo da qual se vão acumulando. Bioacumulação

Perturbação dos ecossistemas Marés negras Matéria orgânica pode ser causada por pode ser por Causas humanas Causas naturais Poluição Atmosfera da da Água Metais pesados Crude Podem originar Bioacumulação Eutrofização origina origina

Quais s ão as fontes de poluição do solo? As fontes de perturbação dos solos são variadas. Desertificação Entrada de produtos tóxicos nas cadeias alimentares. Destruição de habitats. Pesticidas, entulhos, lixos domésticos e industriais.

Quais s ão as causas das perturbações dos ecossistemas? A ocupação do território: agricultura e construção de edifícios. Perturbação do equilíbrio dos ecossistemas e diminuição da biodiversidade. Poluição: atmosfera, águas e solos. principais causas da

Perturbação dos ecossistemas Solo Pesticidas Pode levar à Construção de edifícios pode ser por Causas humanas Causas naturais Ocupação do território causada por Agricultura Poluição Lixos domésticos e industriais Entulhos dão origem a Destruição de habitats Desertificação do

Perturbação dos ecossistemas Construção de edifícios Matéria orgânica Aquecimento global pode ser por Causas humanas Causas naturais Ocupação do território causada por Agricultura Poluição Solo Lixos domésticos e industriais Entulhos Pesticidas dão origem a Destruição de habitats Pode levar à Desertificação da Água Metais pesados Crude pode ser causada por Podem originar Bioacumulação Eutrofização origina Marés negras Atmosfera pode ser causada por origina provocam Efeito estufa destroem Ozono estratosférico Chuvas ácidas da do provoca CFC Dióxido de enxofre ó xido de azoto Vários gases poluentes

POLUIÇÃO TODA A ALTERAÇÃO QUE OCORRE NO MEIO NATURAL E LHE MODIFICA A COMPOSIÇÃO, CHEGANDO A SER PREJUDICIAL AO HOMEM. A POLUIÇÃO, NAS SUAS DIFERENTES FORMAS, CONSTITUI UMA AMEAÇA À EXTINÇÃO DE NUMEROSAS ESPÉCIES ANIMAIS E VEGETAIS, BEM COMO À QUALIDADE DE VIDA DAS PRÓXIMAS GERAÇÕES.

TODA A ALTERAÇÃO QUE OCORRE NO MEIO NATURAL E LHE MODIFICA A COMPOSIÇÃO, CHEGANDO A SER PREJUDICIAL AO HOMEM.

TIPOS DE POLUIÇÃO POLUIÇÃO DAS ÁGUAS INTERIORES POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA POLUIÇÃO SONORA POLUIÇÃO DAS ÁGUAS DOS OCEANOS RESÍDUOS URBANOS, INDUSTRIAIS E TÓXICOS

POLUIÇÃO DAS ÁGUAS INTERIORES

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA

POLUIÇÃO SONORA

POLUIÇÃO DAS ÁGUAS DOS OCEANOS

RESÍDUOS URBANOS, INDUSTRIAIS E TÓXICOS

Poluição da água Esgotos domésticos Esgotos industriais Aumento da matéria orgânica, o que aumenta o número de bactérias que consomem o oxigénio, levando peixes à morte por asfixia.

Esgotos domésticos

Esgotos industriais

Aumento da matéria orgânica, o que aumenta o número de bactérias que consomem o oxigénio, levando peixes à morte por asfixia.

Detergentes Resultado de lavagens domésticas e industriais. Reduzem penetração de oxigénio na água, afectando diversas formas de vida aeróbias. Aves: remove secreção oleosa das penas (impermeabilizante), assim as aves podem afundar e morrer afogadas. Quando biodegradáveis, contribuem para o processo de eutrofização.

Resultado de lavagens domésticas e industriais.

Reduzem penetração de oxigénio na água, afectando diversas formas de vida aeróbias.

Aves: remove secreção oleosa das penas (impermeabilizante), assim as aves podem afundar e morrer afogadas.

Quando biodegradáveis, contribuem para o processo de eutrofização.

Substâncias não biodegradáveis Dejectos Substâncias tóxicas (cianetos, alcatrões, fenóis e metais – chumbo, zinco, cobre entre outros) Fertilizantes e pesticidas agrícolas (carregados para os rios pelas chuvas)

Dejectos

Substâncias tóxicas (cianetos, alcatrões, fenóis e metais – chumbo, zinco, cobre entre outros)

Fertilizantes e pesticidas agrícolas (carregados para os rios pelas chuvas)

Metais pesados Mercúrio: Ingestão (cadeia alimentar) Inalação de vapores Ataca sistema nervoso Cegueira; emagrecimento Chumbo perturbações nervosas; Nefrites crónicas; Anemias Distúrbios do sistema digestivo

Mercúrio:

Ingestão (cadeia alimentar)

Inalação de vapores

Ataca sistema nervoso

Cegueira; emagrecimento

Chumbo

perturbações nervosas;

Nefrites crónicas;

Anemias

Distúrbios do sistema digestivo

Petróleo Impede entrada de luz e compromete actividade fotossintética; Adere às brânquias dos peixes e de outros animais aquáticos, impedindo a respiração; Penas das aves “colam-se”, deixando-as sem proteção contra o frio e sem o voo; intoxicação

Impede entrada de luz e compromete actividade fotossintética;

Adere às brânquias dos peixes e de outros animais aquáticos, impedindo a respiração;

Penas das aves “colam-se”, deixando-as sem proteção contra o frio e sem o voo;

intoxicação

Eutrofização Processo pelo qual a água se apresenta enriquecida por compostos, principalmente, nitrogenados e fosforados, o que favorece o crescimento de microorganismos decompositores, levando à morte por asfixia.

Processo pelo qual a água se apresenta enriquecida por compostos, principalmente, nitrogenados e fosforados, o que favorece o crescimento de microorganismos decompositores, levando à morte por asfixia.

Eutrofização “ Bloom” ou “floração das algas” Aumento das algas superficiais, impedindo a entrada de luz, assim a atividade das algas submersas fica afetada. Final do processo, morte das algas e diminuição da quantidade de oxigênio, levando à morte por asfixia.

“ Bloom” ou “floração das algas”

Aumento das algas superficiais, impedindo a entrada de luz, assim a atividade das algas submersas fica afetada.

Final do processo, morte das algas e diminuição da quantidade de oxigênio, levando à morte por asfixia.

Destruição dos solos Desflorestamento leva à erosão da área devastada; Ventos e chuvas levam a camada superficial do solo, tendo húmus e microorganismos destruídos pelos raios solares;

Desflorestamento leva à erosão da área devastada;

Ventos e chuvas levam a camada superficial do solo, tendo húmus e microorganismos destruídos pelos raios solares;

MEDIDAS GERAIS DE PROTECÇÃO AMBIENTAL TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS E INDUSTRIAIS, TRATAMENTO DE RESÍDUOS URBANOS, INDUSTRIAIS, TÓXICOS, HOSPITALARES E RADIOACTIVOS ECOPONTOS, ECOCENTROS E CENTROS DE TRIAGEM A CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DE ÁREAS PROTEGIDAS ADOPÇÃO DE MEDIDAS DE DIMINUIÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA APOSTAR EM ENERGIAS ALTERNATIVAS NÃO POLUENTES E RENOVÁVEIS DIMINUIÇÃO DO TRÁFEGO AUTOMÓVEL, INCENTIVAR OS TRANSPORTES PÚBLICOS DEFENDER E APLICAR O PRINCÍPIO DE POLUIDOR-PAGADOR DESENVOLVER E APLICAR MEDIDAS DE PROTECÇÃO AMBIENTAL NA INDÚSTRIA (EX: INSTALAR CATALISADORES- FILTROS) EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO AMBIENTAL DA POPULAÇÃO: MUDANÇA AO NÍVEL DAS ATITUDES, VALORES E COMPORTAMENTOS MAIOR FISCALIZAÇÃO DAS ENTIDADES COMPETENTES RESPEITAR AS RESOLUÇÕES NACIONAIS E INTERNACIONAIS DESENVOLVER TECNOLOGIAS

TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS E INDUSTRIAIS,

TRATAMENTO DE RESÍDUOS URBANOS, INDUSTRIAIS, TÓXICOS, HOSPITALARES E RADIOACTIVOS

ECOPONTOS, ECOCENTROS E CENTROS DE TRIAGEM

A CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO DE ÁREAS PROTEGIDAS

ADOPÇÃO DE MEDIDAS DE DIMINUIÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA

APOSTAR EM ENERGIAS ALTERNATIVAS NÃO POLUENTES E RENOVÁVEIS

DIMINUIÇÃO DO TRÁFEGO AUTOMÓVEL, INCENTIVAR OS TRANSPORTES PÚBLICOS

DEFENDER E APLICAR O PRINCÍPIO DE POLUIDOR-PAGADOR

DESENVOLVER E APLICAR MEDIDAS DE PROTECÇÃO AMBIENTAL NA INDÚSTRIA (EX: INSTALAR CATALISADORES- FILTROS)

EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO AMBIENTAL DA POPULAÇÃO: MUDANÇA AO NÍVEL DAS ATITUDES, VALORES E COMPORTAMENTOS

MAIOR FISCALIZAÇÃO DAS ENTIDADES COMPETENTES

RESPEITAR AS RESOLUÇÕES NACIONAIS E INTERNACIONAIS

DESENVOLVER TECNOLOGIAS

TIPOS DE ENERGIA 1) Energias fósseis, poluentes e esgotáveis  como o  petróleo,  o  gás  ou o  carvão.   2) As energias  solar,    hídrica  e  eólica  são energias alternativas. Todas elas são  limpas e ecológicas,  além de inesgotáveis! Hoje em dia, 87% da energia que consumimos é  poluente . Os combustíveis fósseis são responsáveis por mais de 80% do  dióxido de carbono  que se liberta para a atmosfera e que provoca o efeito de estufa.

1) Energias fósseis, poluentes e esgotáveis  como o  petróleo,  o  gás  ou o  carvão.  

2) As energias  solar,    hídrica  e  eólica  são energias alternativas. Todas elas são  limpas e ecológicas,  além de inesgotáveis!

Hoje em dia, 87% da energia que consumimos é  poluente . Os combustíveis fósseis são responsáveis por mais de 80% do  dióxido de carbono  que se liberta para a atmosfera e que provoca o efeito de estufa.

ENERGIAS ALTERNATIVAS Energia solar: Neste momento só aproveitamos cerca de 17% da energia do sol. Há várias aplicações de energia solar. Uma é a conversão directa em  energia térmica,  que com o auxílio dos  colectores solares ou painéis solares,  produz água quente. Outra é a conversão em energia eléctrica . Energia hídrica: Uma forma de aproveitamento de energia hídrica vem das  ondas  e das  marés.  Quando as diferenças entre maré alta e maré baixa são suficientemente grandes para movimentar  turbinas,  consegue-se fazer funcionar  centrais hidroeléctricas  com a força das marés (tirando partido do movimento oscilatório das ondas). Energia eólica: Os  aerogeradores são dispositivos de conversão de energia eólica em energia eléctrica. Há parques eólicos em 50 países do Mundo e a venda de aerogeradores aumentou cerca de 40%!

Energia solar:

Neste momento só aproveitamos cerca de 17% da energia do sol. Há várias aplicações de energia solar. Uma é a conversão directa em  energia térmica,  que com o auxílio dos  colectores solares ou painéis solares,  produz água quente. Outra é a conversão em energia eléctrica .

Energia hídrica:

Uma forma de aproveitamento de energia hídrica vem das  ondas  e das  marés.  Quando as diferenças entre maré alta e maré baixa são suficientemente grandes para movimentar  turbinas,  consegue-se fazer funcionar  centrais hidroeléctricas  com a força das marés (tirando partido do movimento oscilatório das ondas).

Energia eólica:

Os  aerogeradores são dispositivos de conversão de energia eólica em energia eléctrica. Há parques eólicos em 50 países do Mundo e a venda de aerogeradores aumentou cerca de 40%!

ENERGIAS ALTERNATIVAS Energia geotérmica: consiste no aproveitamento do calor interior da Terra. Uma das formas de aproveitar este recurso é fazer passar a água pelas rochas quentes que se encontram em profundidade. Deste modo, a água aquece e ao regressar à superfície é aproveitada para obter energia eléctrica; O  biogás:  um gás combustível que resulta da decomposição de restos orgânicos pela acção das bactérias. A matéria-prima para a obtenção de biogás são os excrementos de animais e restos vegetais. É uma fonte energética muito utilizada na China.

Energia geotérmica: consiste no aproveitamento do calor interior da Terra. Uma das formas de aproveitar este recurso é fazer passar a água pelas rochas quentes que se encontram em profundidade. Deste modo, a água aquece e ao regressar à superfície é aproveitada para obter energia eléctrica;

O  biogás:  um gás combustível que resulta da decomposição de restos orgânicos pela acção das bactérias. A matéria-prima para a obtenção de biogás são os excrementos de animais e restos vegetais. É uma fonte energética muito utilizada na China.

 

 

 

O LIXO OCUPA ESPAÇO Cada português produz aproximadamente 250 quilos de lixo por ano . Este número, aparentemente baixo, se comparado, por exemplo, com a tonelada produzida por um britânico em igual período, serviu de desculpa para não se terem criado aterros sanitários e centros de reciclagem. Enquanto em Portugal apenas se recupera 13% do vidro, a Holanda recicla 53% do seu vidro e a Belgica 36%. Produzir menos lixo nem sempre revela maiores preocupações com o ambiente.

O LIXO OCUPA ESPAÇO

Cada português produz aproximadamente 250 quilos de lixo por ano .

Este número, aparentemente baixo, se comparado, por exemplo, com a tonelada produzida por um britânico em igual período, serviu de desculpa para não se terem criado aterros sanitários e centros de reciclagem. Enquanto em Portugal apenas se recupera 13% do vidro, a Holanda recicla 53% do seu vidro e a Belgica 36%. Produzir menos lixo nem sempre revela maiores preocupações com o ambiente.

 

 

 

VAMOS PROTEGER O PLANETA AZUL!!

Add a comment

Related presentations

Related pages

Desequilibrio Ambiental - YouTube

Desequilibrio Ambiental - Duration: 5:59. Saymon Soares 9,450 views. 5:59 ... HUMANIDADE E AMBIENTE - DESEQUILIBRIO AMBIENTAL E BIODIVERSIDADE.
Read more

Desequilibrio Ambiental - YouTube

Desequilibrio Ambiental ... HUMANIDADE E AMBIENTE - DESEQUILIBRIO AMBIENTAL E ... Actividad Humana y el Desequilibrio Ecologico ...
Read more

Hábitos de consumo que generan desequilibrio ambiental by ...

Transcript of Hábitos de consumo que generan desequilibrio ambiental ¿Qué son los hábitos de consumo?
Read more

desequilibrio del sistema - Deutsch-Übersetzung ...

Viele übersetzte Beispielsätze mit "desequilibrio del sistema" – Deutsch-Spanisch Wörterbuch und Suchmaschine für Millionen von Deutsch-Übersetzungen.
Read more

desequilibrio económico - Deutsch-Übersetzung ...

Viele übersetzte Beispielsätze mit "desequilibrio económico" – Deutsch-Spanisch Wörterbuch und Suchmaschine für Millionen von Deutsch-Übersetzungen.
Read more

Miles de peces murieron en Brasil por desequilibrio ...

Brasilia.- Según informa el periódico digital “El Siglo del Torreón”, decenas de miles de peces muertos fueron recogidos por las autoridades ...
Read more

Un presunto desequilibrio psíquico de un individuo ...

Un presunto desequilibrio psíquico de un individuo podría ser la causa que lo indujo a masturbárse dentro de un autobús de la EMT
Read more