advertisement

Da Ficha "lascada" aos metadados: novos rumos para a catalogação

100 %
0 %
advertisement
Information about Da Ficha "lascada" aos metadados: novos rumos para a catalogação

Published on August 20, 2007

Author: Modesto

Source: slideshare.net

Description

Apresentação sobre catalogação e as inovações no ambiente da organização e descrição bibliográfica.
advertisement

Da Ficha “lascada” aos Metadados Os rumos novos da catalogação Fernando Modesto 2007 [email_address] http://www.eca.usp.br/prof/fmodesto

Tecnologia Digital Impacta as atividades bibliotecárias; Exige novas configurações para armazenar, recuperar e acessar recursos digitais disponíveis na rede.

Impacta as atividades bibliotecárias;

Exige novas configurações para armazenar, recuperar e acessar recursos digitais disponíveis na rede.

SILVA, J F M. Internet, biblioteca e comunidade acadêmica : Conhecimento, usos e impactos: pesquisa com três universidades paulistas (UNESP, UNICAMP e USP). São Paulo, 2001. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – ECA/USP.

Web Semântica Ferramentas Agentes Web Services Construção de modelos semânticos Metadados Ontologias Linguagens da Web Semânticas Breitman, KK. Websemântica : a internet do futuro. Rio de Janeiro : LTC, 2005.

Web Semântica Ferramentas Agentes Web Services Construção de modelos semânticos Metadados Ontologias Linguagens da Web Semânticas Informações categorizadas e padronizadas Construir, modelar, padronizar, visualizar Softwares – de usuário – procura informações, comunica com SW, compara dados, fornece respostas. Internet como ambiente de negócio, cultura, educação e lazer para as pessoas. Máquinas processem a informação automaticamente. Modelos conceituais: explicita vocabulário usado nas aplicações semânticas. Comunicação sem ambigüidades. Língua Franca da WS. Modelos de ontologias construídas por pessoas e instituições (independentes) como as páginas HTML (há dez anos).

Catálogo - Sir Antonio Panizzi (1797-1879) Biblioteca do Museu Britânico - 1836 Facilitar o acesso às obras que fazem parte da coleção. “ Eu quero que o estudante pobre tenha os mesmos recursos que o homem mais rico deste reino para satisfazer sua vontade de aprender, desenvolver atividades racionais, consultar autoridades nos diversos assuntos e aprofundar-se nas investigações mais intricadas. Acho que o governo tem obrigação de dar a esse estudante a assistência mais generosa e desprendida possível”. O catálogo ser mais que uma listagem e até mais que um simples guia de conhecimento. Ser um instrumento de transformação da sociedade . Battles, M. A conturbada história das bibliotecas. São Paulo : Ed. Planeta, 2003.

Biblioteca do Museu Britânico - 1836

Facilitar o acesso às obras que fazem parte da coleção.

“ Eu quero que o estudante pobre tenha os mesmos recursos que o homem mais rico deste reino para satisfazer sua vontade de aprender, desenvolver atividades racionais, consultar autoridades nos diversos assuntos e aprofundar-se nas investigações mais intricadas. Acho que o governo tem obrigação de dar a esse estudante a assistência mais generosa e desprendida possível”.

O catálogo ser mais que uma listagem e até mais que um simples guia de conhecimento. Ser um instrumento de transformação da sociedade .

Charles Coffin Jewett Catálogo de fichas Fundador da ALA Charles Ammi Cutter 1837 - 1903 Regras para catálogo dicionário. Tabela Cutter Autor, Título, Assunto – usuário procura American Library Association-ALA, 1876 Padrões, Publicações, Políticas para Bibliotecas e Bibliotecários catalogação séc. 19

Controle Bibliográfico Universal Formato MARC Padrões e Protocolos ISO 2709 Princípio de Paris Universalização das regras Semântica da descrição Suporte Impresso Automação Biblioteca SGBD OPACs Internet – Web Bibliotecas Digitais Recursos Eletrônicos Padrões e Protocolos Metadados Século 20

Código Tradicional Mundo Impresso X Mundo Digital ISBD(CF) -> ISBD(ER) AACR – Cap. 9 -> Recursos Eletrônicos Mudanças Modestas Descrição embute suporte físico Recursos novos (Web) – qualidades novas

Mundo Impresso X Mundo Digital

ISBD(CF) -> ISBD(ER)

AACR – Cap. 9 -> Recursos Eletrônicos

Mudanças Modestas

Descrição embute suporte físico

Recursos novos (Web) – qualidades novas

Novo Código - AACR2 AACR2 1978 1988 1998 2002 1997: International Conference on the Principles and Future Development of AACR, Toronto Especialistas Revisão dos principios Conteúdo vs. suporte Estrutura lógica das regras Universalização Metadados (informação bibliográfica) criado por uma ampla variedade de pessoal dentro e fora das bibliotecas; alguns usando esquemas de metadados Dublin Core. Um novo padrão para descrição de recurso e acesso Projetado para o ambiente digital Produtos baseados na Web também para texto disponível Descrição e acesso para todos os recursos digitais e analógicos Resultando registros utilizável no ambiente digital (Internet, Web OPACs, etc.)

AACR2

1978

1988

1998

2002

1997: International Conference on the Principles and Future Development of AACR, Toronto

Especialistas

Revisão dos principios

Conteúdo vs. suporte

Estrutura lógica das regras

Universalização

Um novo padrão para descrição de recurso e acesso

Projetado para o ambiente digital

Produtos baseados na Web

também para texto disponível

Descrição e acesso para todos os recursos digitais e analógicos

Resultando registros utilizável no ambiente digital (Internet, Web OPACs, etc.)

Metadados RDF Framework de Warwick Dublin Core Definição Funções Mitos Críticas ao Modelo Título Criador Assunto Descrição Editor Colaborador Data Tipo Formato Identificador Fonte Idioma Relações Cobertura Direitos Dados sobre dados Administrativa Descritiva Preservação Técnica Utilização Metadados são digitais. Servem apenas para descrever objetos. Vêm de uma única fonte. São estáticos. São para bibliotecários, arquivistas e museólogos. Padrão que amplia o DC, agrega vários tipos de metadados. Resource Description Framework, linguagem padronizada para uso do XML (representar metadados sobre propriedade e relacionamentos do item), implementa o Framework. Informação confiável, falta de neutralidade, preguiça do usuário em descrever recursos, Ignorância, desinformação. Breitman, KK. Websemântica : a internet do futuro. Rio de Janeiro : LTC, 2005.

Título

Criador

Assunto

Descrição

Editor

Colaborador

Data

Tipo

Formato

Identificador

Fonte

Idioma

Relações

Cobertura

Direitos

Tipos e Funções de Metadados Administrativos Utilizados na administração de recursos de informação Aquisição de informação Registro de direitos de reprodução Informação de localização Controle de versão Requisitos legais de acesso Descritivos Utilizados para descrever e identificar recursos de informação Registros de catalogação Busca de informação Anotações Links entre recursos Preservação Relacionados ao gerenciamento dos recursos de informação Documento das condições físicas do recurso Sobre ações tomadas na preservação de versões físicas e digitais do recurso, ex. atualização, migração Técnica Relacionados a funcionalidades do sistema e como seus metadados se comportam Documento sobre hardware e software Informação relativa à digitação, ex. formatos, compressão Registro de tempo de resposta do sistema Autenticação de dados, ex. senha e criptografia Utilização Relacionados ao nível e ao tipo de utilização dos recursos Registro de exibição Registro do uso e dos usuários dos recursos Reutilização do conteúdo e informação relativa a multiversionamento

Metadados Conjunto de elementos com semântica aceita. Mais que descrição bibliográfica e de informações em geral. Operacionalizar programas (robôs e agentes) para compreender os metadados associados aos documentos e recuperar, avaliar e manipular com eficiência.

Conjunto de elementos com semântica aceita.

Mais que descrição bibliográfica e de informações em geral.

Operacionalizar programas (robôs e agentes) para compreender os metadados associados aos documentos e recuperar, avaliar e manipular com eficiência.

METADADOS Princípios: Regras de catalogação – elementos de descrição. Catalogação na fonte (embutir). Formato de Intercâmbio. Elementos de codificação de dados. Encontrar informação do qual conheça autor, título ou assunto ( Charles Ami Cutter, séc. XIX, paradigma do catálogo). Objetivo Facilitar o compartilhamento da informação. Facilitar a gestão da informação (versão, acesso, localização etc.). Tornar mais efetiva as ferramentas de busca da informação.

Princípios:

Regras de catalogação – elementos de descrição.

Catalogação na fonte (embutir).

Formato de Intercâmbio.

Elementos de codificação de dados.

Encontrar informação do qual conheça autor, título ou assunto ( Charles Ami Cutter, séc. XIX, paradigma do catálogo).

Objetivo

Facilitar o compartilhamento da informação.

Facilitar a gestão da informação (versão, acesso, localização etc.).

Tornar mais efetiva as ferramentas de busca da informação.

Elementos AACR Entrada Principal [Título Uniforme] Título e Área de responsabilidade. -- Área de edição. -- Área de detalhamento específico de materiais ( ou tipo de publicação). -- Área de Publicação, distribuição, etc.. Área de descrição física. -- (Área de Série) Área de notas. Área de número padrão (ISBN) 1. Cabeçalho de assunto. I. Entrada secundárias. N. de chamada N. da CDD N. controle Ficha

Exemplo Representação Newman, John Henry. On the scope and nature of university education / John Henry Newman ; introduction by Wilfrid Ward ; prefatory by Herbert Keldany . -- London : Dent ; New York : Dutton , 1915 . Xli, 237 p. ; 19 cm . -- ( Everyman’s library ; no. 273 ) Includes bibliographical references. I. Title.

Etiquetas do MARC TAG

Dublin Core (DC): http://dublincore.org Projeto apresentado em 1995 no Metadata Workshop (Dublin, Ohio) OCLC - Online Computer Library Center NCSA – National Center for Supercomputing Applications Criar um conjunto de padrões voltado para recursos eletrônicos em geral Esforço internacional baseado no protocolo Z39.50, que possibilita a “conversação” entre diferentes sistemas de bases de dados para busca simultânea e da importação de registros .

DC características 1. TITLE    2. CREATOR   3. SUBJECT   4. DESCRIPTION   5. PUBLISHER   6. CONTRIBUTORS   7. DATE   8. TYPE   9. FORMAT   10. IDENTIFIER   11. SOURCE   12. LANGUAGE   13. RELATION   14. COVERAGE   15. RIGHTS MANAGEMENT   Todos os elementos são opcionais. Os elementos podem ser exibidos aleatoriamente (em qualquer ordem). Extensível. Coexiste com outros metadados. Padrão internacional. Ser simples e auto-explicativo. Próprio autor descrever o documento. Dublin Core Metadata Initiative – DCMI (http://purl.org/dc)

1. TITLE    2. CREATOR   3. SUBJECT   4. DESCRIPTION   5. PUBLISHER   6. CONTRIBUTORS   7. DATE   8. TYPE   9. FORMAT   10. IDENTIFIER   11. SOURCE   12. LANGUAGE   13. RELATION   14. COVERAGE   15. RIGHTS MANAGEMENT  

Elementos Dublin Core Title - Título : nome dado ao recurso. Creator – Autor / Criador : responsável pelo conteúdo. Publisher - Editor : responsável disponibilidade do recurso na rede. Description – Descrição : resumo ou descrição do conteúdo Subject - Assunto : palavra ou frase que descrevem o assunto ou conteúdo. Contributor – Colaborador : pessoa ou organização que teve contribuição na criação intelectual Date – Data : associada com a criação ou disponibilidade do recurso Type - Tipo : natureza ou genêro do recurso.Ex. home page, novela, poema, preprint, relatório técnico, ensaio. Format - Formato : formato do arquivo que contém o documento. Texto, PDF, HTML, Doc. Identifier – Identificação : um string ou número usado na identificação do recurso. Ex. URL , ISBN, ISSN

Title - Título : nome dado ao recurso.

Creator – Autor / Criador : responsável pelo conteúdo.

Publisher - Editor : responsável disponibilidade do recurso na rede.

Description – Descrição : resumo ou descrição do conteúdo

Subject - Assunto : palavra ou frase que descrevem o assunto ou conteúdo.

Contributor – Colaborador : pessoa ou organização que teve contribuição na criação intelectual

Date – Data : associada com a criação ou disponibilidade do recurso

Type - Tipo : natureza ou genêro do recurso.Ex. home page, novela, poema, preprint, relatório técnico, ensaio.

Format - Formato : formato do arquivo que contém o documento. Texto, PDF, HTML, Doc.

Identifier – Identificação : um string ou número usado na identificação do recurso. Ex. URL , ISBN, ISSN

Elementos Dublin Core 11. Source – fonte : referência a origem do recurso . 12. Language – Idioma : idioma do conteúdo . 13. Relation - Relação : relacionamento com outros recurso. Versão de um trabalho (IsVersionOf), ou capítulo (IsPartOf). 14. Coverage - Cobertura : localizações espacial ou temporal, sobre que local ou época o texto se refere. 15. Rights – Direitos : indicação de restrições referente a direitos autorais.

11. Source – fonte : referência a origem do recurso .

12. Language – Idioma : idioma do conteúdo .

13. Relation - Relação : relacionamento com outros recurso. Versão de um trabalho (IsVersionOf), ou capítulo (IsPartOf).

14. Coverage - Cobertura : localizações espacial ou temporal, sobre que local ou época o texto se refere.

15. Rights – Direitos : indicação de restrições referente a direitos autorais.

Interoperabilidade and Extensibilidade Museus Dublin Core Interoperabilidade Bibliotecas Geo ? Extensibilidade Modularidade

Sintaxe – HTML - DC <META NAME “ DC. TITLE” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . CREATOR ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . SUBJECT ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . DESCRIPTION ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . PUBLISHER ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . CONTRIBUTORS ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . DATE ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . TYPE ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . FORMAT ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . IDENTIFIER ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . SOURCE ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . LANGUAGE ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . RELATION ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . COVERAGE ” CONTENT = “ “> <META NAME “ DC . RIGHTS ” CONTENT = “ “>  

<META NAME “ DC. TITLE” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . CREATOR ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . SUBJECT ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . DESCRIPTION ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . PUBLISHER ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . CONTRIBUTORS ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . DATE ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . TYPE ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . FORMAT ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . IDENTIFIER ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . SOURCE ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . LANGUAGE ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . RELATION ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . COVERAGE ” CONTENT = “ “>

<META NAME “ DC . RIGHTS ” CONTENT = “ “>  

Dublin Core com Tags HTML <meta name=“dc. publisher &quot; content=&quot;OCLC&quot;> <meta name=“dc. creator &quot; content=&quot;Weibel, Stuart L.&quot;> <meta name=“dc. creator &quot; content=&quot;Miller, Eric J.&quot;> <meta name=“dc. title &quot; content=&quot;Dublin Core Reference Page&quot;> <meta name=“dc. date &quot; content=&quot;1996-05-28&quot;> <meta name=“dc. format &quot; content=&quot;text/html&quot;> <meta name=“dc. language &quot; content=&quot;en&quot;>

<meta name=“dc. publisher &quot; content=&quot;OCLC&quot;>

<meta name=“dc. creator &quot; content=&quot;Weibel, Stuart L.&quot;>

<meta name=“dc. creator &quot; content=&quot;Miller, Eric J.&quot;>

<meta name=“dc. title &quot; content=&quot;Dublin Core Reference Page&quot;>

<meta name=“dc. date &quot; content=&quot;1996-05-28&quot;>

<meta name=“dc. format &quot; content=&quot;text/html&quot;>

<meta name=“dc. language &quot; content=&quot;en&quot;>

DC - MARC 506 e 561 AACR (notas) DC.Rights Etq 008/ 033-043 ou 260$a AACR (área de distribuição) DC.Coverage 76X – 78X AACR (notas) DC.Relation Etq 008/35-37 ou 041 AACR (notas) DC.Language 76X – 78X AACR (notas) DC.Souce 02X AACR (notas – ISBD, ISSN) DC.Identifier 516 AACR (notas) DC.Format Etq008/ 27, 245$h AACR [DGM] DC.Type 260$c AACR (área de distribuição) DC.Date 7XX AACR Entrada Secundária DC.Contributor 505 ou 520 AACR notas de conteúdo DC.Description 6XX Lista de cabeçalho DC.Subject 260$b AACR (área de distribuição) DC.Publisher 1XX AACR (responsabilidade) DC. Creator 245 AACR DC. Title

Metadados - conceitos Dado sobre dado ou informação sobre informação localizado no espaço digital. Sumário de informações sobre a forma e o conteúdo de um recurso eletrônico, ou não, que pode ser: objeto bibliográfico (livro, mapas etc), objetos geoespaciais (imagens de satélites, etc), recursos de museus e visuais, ou implementações de software. Ercegovac, 1999

Dado sobre dado ou informação sobre informação localizado no espaço digital.

Sumário de informações sobre a forma e o conteúdo de um recurso eletrônico, ou não, que pode ser:

objeto bibliográfico (livro, mapas etc),

objetos geoespaciais (imagens de satélites, etc),

recursos de museus e visuais, ou

implementações de software.

Metadados - conceitos Termo genérico para dados que caracterizam qualquer tipo de informação (Gils, 2001) Dados associados a um recurso web, um documento eletrônico, por exemplo, que permitem recuperá-lo, descrevê-lo e avaliar sua relevância, manipulá-lo (o tamanho de um documento, ao se fazer downloading , ou o seu formato, para sabermos se dispomos de programa adequado para manipulá-lo), gerenciá-lo, utilizá-lo, enfim (Marcondes,2006)

Termo genérico para dados que caracterizam qualquer tipo de informação (Gils, 2001)

Dados associados a um recurso web, um documento eletrônico, por exemplo, que permitem recuperá-lo, descrevê-lo e avaliar sua relevância, manipulá-lo (o tamanho de um documento, ao se fazer downloading , ou o seu formato, para sabermos se dispomos de programa adequado para manipulá-lo), gerenciá-lo, utilizá-lo, enfim (Marcondes,2006)

Metadados descrevem: 1. TITLE   2. CREATOR  3. SUBJECT  4. DESCRIPTION  5. PUBLISHER  6. CONTRIBUTORS  7. DATE  8. TYPE  9. FORMAT  10. IDENTIFIER  11. SOURCE  12. LANGUAGE  13. RELATION  14. COVERAGE  15. RIGHTS MANAGEMENT  Quem? O que? Quando? Onde? Por que? Como? Título Criador Assunto Descrição Editor Colaborador Data Tipo Formato Identificador Fonte Idioma Relações Cobertura Direitos

1. TITLE   2. CREATOR  3. SUBJECT  4. DESCRIPTION  5. PUBLISHER  6. CONTRIBUTORS  7. DATE  8. TYPE  9. FORMAT  10. IDENTIFIER  11. SOURCE  12. LANGUAGE  13. RELATION  14. COVERAGE  15. RIGHTS MANAGEMENT 

Quem?

O que?

Quando?

Onde?

Por que?

Como?

Título

Criador

Assunto

Descrição

Editor

Colaborador

Data

Tipo

Formato

Identificador

Fonte

Idioma

Relações

Cobertura

Direitos

• Alguns Conceitos Informação Estruturada – banco de dados. Informação não Estruturada – e-mails. Informação Codificada – documentos, videos. Inteligência Competitiva – informações externas. Gestão do Conhecimento – informações internas. Conhecimento Tácito – andar de bicicleta. Conhecimento Explícito – jogar xadrez. Metadados em Gestão de Informação

 

Arquivos eletrônicos

 

 

 

 

Ferramentas de Indexação Google DeskTop http://info.abril.com.br/download/4539 . shtml Yahoo DeskTop http://info.abril.com.br/download/4045 . shtml AskJeeves DeskTop http://info.abril.com.br/download/4042 . shtml DiskMeta DeskTop http://www.diskmeta.com/ RapidFetch http://software.techrepublic.com.com/download . aspx ? docid =290173 Copernic DeskTop Search http://software.techrepublic.com.com/download . aspx ? docid =234170 FileHawk DeskTop http://software.techrepublic.com.com/download . aspx ? docid =268179 Superior Search 2005 http://software.techrepublic.com.com/download . aspx ? docid =259201 SnapSpace http://software.techrepublic.com.com/download .aspx?docid=249225 DeskTop Search Engines Reviews http://www.consumersearch.com/www/software/desktop-search-engines/index.html

Dublin Core metadata editor http://www.ukoln.ac.uk/metadata/dcdot/

Referências Mèndez, Eva; Senso, José A. Introducción a los metadados: estándares y aplicación. ( http://www.sedic.es/autoformacion/metadatos/ ) Metadata for the masses (artigo)  ( http://www.ariadne.ac.uk/issue5/metadata-masses/ ) Rosetto, Marcia. Metadados e formatos de metadados em sistemas de informação: caracterização e definição. São Paulo, 2003. Dissertação (mestrado em Ciências da Comunicação) - Escola de Comunicações e Artes. Universidade de São Paulo. SOUZA, Marcia Isabel F.; VENDRUSCULO, Laurimar G.; MELO, Geane C. Metadados para a descrição de recursos de informação eletrônica: utilização do padrão Dublin Core. Ciência da Informação , Brasília, v.29, n.1, p. 93-102, jan./abr. 2000. Texto integral (formato PDF) disponível online em http://www.ibict.br/cionline/290100/29010010.htm SOUZA, Terezinha B. de; CATARINO, Maria E.; SANTOS, Paulo C. dos. Metadados: catalogando dados na Internet. Transinformação , Campinas, v.9, n.2, maio/ago. 1997.

Tecnólogo Olha a máquina Bibliotecário (Humanista) Olha o humano

René Descartes (1596 – 1650) Penso, logo existo. MODESTIKUS – bibliotecário grego Indexo, logo recupero.

Obrigado! Fernando Modesto [email_address]

Add a comment

Related pages

O CÓDIGO DE CATALOGAÇÃO - Welcome | rda-jsc.alapub.org

O RDA facilitará a eficiência da catalogação. ... para novos fins. ... metadados e novos usos de registros bibliográficos
Read more

Catalogação e Informação

Novos rumos da catalogação. ... para vários catalogadores a “ficha” já caiu, ... Da Ficha "lascada" aos metadados: novos rumos para a catalogação.
Read more

Catalogação na fonte – Wikipédia, a enciclopédia livre

Exemplo de ficha catalográfica na catalogação na ... a importância e a ideia da catalogação em todos os ... Novos rumos da catalogação ...
Read more

Biblioteca Escolar vai além da leitura - BibMargarida

... depois faça o que é possível e quando voce olhar para ... Da Ficha “lascada” aos Metadados Os rumos ... Catalogação : o que há de ...
Read more

BibMargarida: Desenvolver a autonomia dos alunos para ...

... depois faça o que é possível e quando voce olhar para ... Da Ficha “lascada” aos Metadados Os rumos ... Catalogação : o que há de ...
Read more

Apresentação do PowerPoint - IX EIC - Encontro ...

Declaração de princípios internacionais de catalogação ... proposta de um novo modelo para ... Da ficha ‘lascada’ aos metadados: os rumos novos da ...
Read more