advertisement

Cultura da Ágora - Escultura grega

75 %
25 %
advertisement
Information about Cultura da Ágora - Escultura grega
Education

Published on March 9, 2014

Author: carlosvieira

Source: slideshare.net

Description

Cultura da Ágora - Escultura grega
advertisement

Módulo 1 – Cultura da Ágora Escultura Grega Carlos Jorge Canto Vieira

O Homem é a medida de todas as coisas Protágoras Prof. Carlos Vieira 2

Escultura grega • A Arte Grega encontra-se dividida em três períodos: – Período arcaico VIII a.C.- V a.C. – Período clássico V a.C. - IV a.C. – Período Helenístico IV a.C. - I a.C. Prof. Carlos Vieira 3

RELEVO Prof. Carlos Vieira 4

Relevo • Duas funções: – contar uma "história" mágica ou a vitória de um deus, narrando e comemorando o acto que justifica a edificação do templo; – Funcional - preencher e decorar o espaço arquitectónico. Prof. Carlos Vieira 5

Relevo • Material: – inicialmente feitos em terra-cota, pintados com cores vibrantes; – mármore. Prof. Carlos Vieira 6

Relevo • Tímpanos: – Preenchem a forma triangular do frontão – A dimensão e posição das figuras tinha a ver com o seu grau de importância no acontecimento representado. • as principais eram colocadas de pé, na máxima altura do tímpano; • as restantes adaptavam-se aos lados decrescentes do triângulo, aparecendo primeiro curvadas, depois sentadas e, por fim, deitadas Prof. Carlos Vieira 7

Frontão do templo de Zeus em Olímpia reconstituição Prof. Carlos Vieira 8

Relevo • Métopas – cenas míticas com duas ou três personagens – contavam histórias de heróis, de gigantes, de centauros – O seu conjunto transformava-se em banda desenhada em pedra Métopas do Partenon 30 e 31 Museu Britânico Prof. Carlos Vieira 9

Relevo Métopas do Partenon Prof. Carlos Vieira 10

Relevos do Partenon Autor: Fídias Período clássico V a. C. - IV a. C. Prof. Carlos Vieira 11

Relevo • Friso Jónico – Espaço contínuo; – maior liberdade criadora; – uma acção sequenciada, numa sucessão de ritmos narrativos, sem interrupção e sem monotonia. – Temas • Procissões; • os desfiles; • corridas de carros Prof. Carlos Vieira 12

Fiadeiras Procissão das Pananteneias, Partenon Fídias Museu do Louvre 13

Cavaleiros, Procissão das Pananteneias, Partenon Fídias Museu Britânico 14

Prof. Carlos Vieira 15

ESTATUÁRIA Prof. Carlos Vieira 16

Escultura • Função – – – – – Religiosa; Política; Honorífica; Funerária; Ornamental. • Surge, geralmente associada à arquitectura. Prof. Carlos Vieira 17

PERÍODO ARCAICO Prof. Carlos Vieira 18

Período Arcaico • Fase influenciada por: – Estética da estatuária assíria e egípcia; – Arte oriental; – Arte Micénica. Prof. Carlos Vieira 19

Período Arcaico • Material utilizado – Madeira (?); – Mármore; – Bronze. Prof. Carlos Vieira 20

Período Arcaico KOUROS (plural: KOUROI) Prof. Carlos Vieira KORE (plural: KORAI); 21

Período Arcaico • Podem representar • Um Deus na plenitude da juventude; • Atletas-Heróis • Também são denominados por: • Apolo ou Hermes KOUROS (plural: KOUROI) Prof. Carlos Vieira 22

Período Arcaico • Podem representar • Rapariga-deusa; • Eram pintadas com cores luminosas, vivas e cintilantes; • Vestidos longos; • Cabelos longos e ondulados ou entrelaçados; KORE (plural: KORAI); Prof. Carlos Vieira 23

Período Arcaico • Características – – – – – – – – – – – Ausência de movimento; Braços junto ao corpo e punhos fechados; Hierarquização segundo a sua importância; Expressões faciais iguais: olhos salientes e sorriso arcaico; Cabelos e barba simplificados em caracóis, cordas ou ondas; Esculturas humanas com posturas simétricas.; Frontalidade; Peso dividido entre ambas as pernas; Peitorais bem marcados; Joelhos salientes; Os homens eram representados nus e as mulheres vestidas. Prof. Carlos Vieira 24

Kouros Metropolitan Museum VIII aC. –V a.C. Prof. Carlos Vieira 25

Cléobis e Bitón Mámore Alt. 2,18 m Museu de Delfos Período arcaico VIII a.C -V a.C. Prof. Carlos Vieira 26

Kouros de Anavissos c. 540 a. C. 1, 94 cm Mármore Museu de Atenas Prof. Carlos Vieira 27

- Rosto com a forma triangular - cabelo emoldurado em camadas - as finas incisões no tórax, na borda do manto e no vestido; - Frontalidade - Restaram traços de tinta vermelha no tórax. - Zona inferior circular A dama de Auxerre Escultura de calcário de Creta Alt: 65 cm Museu do Louvre Período arcaico VIII a.C - V a.C. Prof. Carlos Vieira 28

Prof. Carlos Vieira 29

- Estrutura perfeitamente redonda - Estátua coluna - Estrias verticais da saia ao modo das colunas jónicas Hera de Samos Mármore Alt: 1,92 m Museu do Louvre, Paris Período arcaico VIII a.C - V a.C. Prof. Carlos Vieira 30

Koré de Chios Mármore Alt: 0,54 cm c. 510 a.C. Museu da Acrópole, Atenas Prof. Carlos Vieira 31

Koré Peplos Mármore Alt: 1,22 cm c. 530 a.C. Acrópole, Atenas Prof. Carlos Vieira 32

- Jovem que transporta sobre os ombros um vitelo; - Está vestido com um manto que lhe cobre as costas; - existe rigidez, frontalidade e simetria. - Porém existe movimento – posição dos braços; - Ausência das pernas - Existência de um enorme X Moscóforo Atribuído a Phaidimos Mármore c.560 a. C. Alt: 1,65 cm Museu da Acrópole, Atenas Prof. Carlos Vieira 33

Período Arcaico • Estilo severo – Características: • Faz a transição entre o período arcaico e Clássico. • Maior Naturalismo; • Maior realismo; • Anatomia do corpo mais detalhada • Delicado movimento da cabeça; • Ligeira flexão do corpo; • Assimetria – peso sobre uma das pernas (contrapposto); • Expressão séria e contemplativa. Efebo de Kritios Mármore 480 a. C. 86 cm Museu Nacional de Arqueologia de Atenas 34

Posidon, Cabo Artemísio, Eubéia Bronze Alt: 2,10 cm Museu Nacional de Arqueologia de Atenas Período Severo Prof. Carlos Vieira 35

Auriga de Delfos Bronze Alt: 1, 82 cm Museu Arqueólogico de Delfos Período Severo Prof. Carlos Vieira 36

Kouros de Piraeus Bronze c.530-520 a. C. Alt: 1,95 cm Museu de Piraeus, Grécia Prof. Carlos Vieira 37

PERÍODO CLÁSSICO Prof. Carlos Vieira 38

Período Clássico (1ª Fase) • Escultores principais: – FIDIAS • Frisos do Partenon • Estátua da Deusa Atena no Partenon • Estátua de Zeus em Olímpia – POLICLETO • Doríforo, • Diadúmeno. – MÍRON • Discóbolo Prof. Carlos Vieira 39

Míron introduz a noção de movimento eminente Discóbolo (cópia romana) Autor: Míron Alt: 1, 56 cm Período clássico V a. C. - IV a. C. Museu Nazionale Romano em Roma Prof. Carlos Vieira 40

Prof. Carlos Vieira 41

Cânone de Policleto - Harmonia das partes - Ligeira movimento de ombros e quadris - Altura do corpo igual a sete vezes a da cabeça Doríforo (cópia romana) Autor: Policleto Alt: 2,12 cm Período clássico V a. C. - IV a. C. Museu Nacional de Nápoles Prof. Carlos Vieira 42

- Vencedor de competições desportivas - nu - levanta seus braços para amarrar o diadema, uma faixa que indica o vencedor - Existência de contrapposto (peso sobre o seu pé direito, seu joelho esquerdo suavemente inclinado e sua cabeça inclinada para a direita) - posição de equilíbrio Diadumeno (cópia romana de um original em Bronze) Autor: Policleto Alt: 2,12 cm Período clássico V a. C. - IV a. C. Museu Nacional de Arquelogia, Atenas Prof. Carlos Vieira 43

Período Clássico (2ª Fase) • Escultores principais: – Lísipo • Apoxiomano • Retrato de Alexandre – Praxiteles • Hermes e Dioniso • Afrotide de Cnido – Escopas • Estátuas do Mausoleu de Halicarnasso • Menade em Extase Prof. Carlos Vieira 44

Apoxiomenos (cópia romana) Autor: Lísipo Alt: 2,05 cm Período clássico V a. C. - IV a. C. Museu do vaticano Prof. Carlos Vieira 45

Hermes com Dioníso (cópia romana) Autor: Praxitiles Alt: 2,15 cm Período clássico (343 a. C.) V a. C. - IV a. C. Museu Arqueológico de Olímpia Prof. Carlos Vieira 46

Afrodite de Cnidos (cópia romana) Autor: Praxitiles Mármore Período clássico V a. C. - IV a. C. Prof. Carlos Vieira 47

Ménade Autor: Escopas Mármore 340 a.C. Museu de Dresden, Alemanha 48

PERÍODO HELENÍSTICO Prof. Carlos Vieira 49

Período Helenístico • Novas características: – Substitui-se a harmonia, o equilíbrio e a procura do belo ideal por o naturalismo, expressividade e intensidade dramática. – Pathos ≠ ethos. – Grandes centros de produção artística: • • • • • Pérgamo; Rodes; Siracusa; Taranto Agrigento Prof. Carlos Vieira 50

• Taranto • Agrigento Prof. Carlos Vieira 51

Período Helenístico Pathos Ethos – Implica • • • • • • • Paixão; Excesso; Catástrofe; Passagem; Passividade; Sofrimento; Emoção. – Implica ≠ Prof. Carlos Vieira • • • • Valores; Ética; Hábitos; Harmonia. 52

Laocoonte e os seus filhos (cópia romana) Autor: Atanodoro, Hagesandro e Polidoro de Rodes Mármore Alt: 2, 42 cm IV a.C. - I a.C. Museu do Vaticano, Roma 53

Altar de Zeus em Pérgamo Mármore IV a.C. - I a.C. Museu do Altar de Pérgamo 54

Altar de Zeus em Pérgamo (pormenor) IV a.C. - I a.C. Museu do Altar de Pérgamo, Berlim 55

Venus de Milo (cópia romana) Autor: Alexandros de Antióquia Mármore Alt: 2, 03 cm (c. 130 a.C. ) IV a.C. - I a.C. Museu do Louvre, Paris Prof. Carlos Vieira 56

Vitória de Samotrácia Calcário Alt: 3, 28 cm (c. 190 a.C. ) IV a.C. - I a.C. Museu do Louvre, Paris Prof. Carlos Vieira 57

Prof. Carlos Vieira 58

Prof. Carlos Vieira 59

Prof. Carlos Vieira 60

Suícidio do Gálata (cópia romana) Autor: Epigonos de Pérgamo (?) Mármore Alt: 2,10 cm (c. 190 a.C. ) IV a.C. - I a.C. Museu das Termas, Roma Prof. Carlos Vieira 61

Gálata Moribundo (cópia romana) Autor: Epigonos de Pérgamo (?) Mármore Alt: 0,81 x 1, 87 cm (c. 190 a.C. ) IV a.C. - I a.C. Museu do Capitólio, Roma 62

Gálata Ferido (cópia romana) Autor: Epigonos de Pérgamo (?) Mármore Alt: 0,97 x 75cm Museu do Louvre, França Prof. Carlos Vieira 63

Hermafrodite a dormir (cópia romana) Mármore Alt: 0,89 x 1, 67 cm Museu do Louvre, Paris Prof. Carlos Vieira 64

Rapaz com o Ganso (cópia romana) Mármore Alt: 0,94 x 0,45 cm Museu do Louvre, França Prof. Carlos Vieira 65

Afrodite, Pan e Eros Alt. 1,55 cm Mármore c. 100 a.C. Museu Arqueológico de Atenas Prof. Carlos Vieira 66

O Filósofo Bronze c. 240 a. C. Museu Arqueológico de Atenas, Grécia Prof. Carlos Vieira 67

P. Arcaico P Clássico P. Helenístico 68

P. Arcaico P. Clássico P. Helenístico 69

Add a comment

Related presentations

Related pages

Arte e História: A CULTURA DA ÁGORA – MÓDULO 1

A CULTURA DA ÁGORA – MÓDULO 1 ... pois toda a temática da escultura grega, à excepção do centauro e do fauno, é exclusivamente humana. ...
Read more

12 Efe: A escultura (A cultura da Ágora 6)

A escultura grega cumpriu funções religiosas, políticas, honoríficas, funerárias e meramente ornamentais.
Read more

Escultura da Grécia Antiga – Wikipédia, a enciclopédia livre

As raízes da cultura grega clássica podem ser ... representa a evolução da escultura grega em direção ao ... · Acrópole · Ágora ...
Read more

A Cultura da Ágora by TDD3D 10 on Prezi

A Cultura da Ágora ... transmitir os conhecimentos fundamentais da Cultura Grega. ... da Arte Grega: a Arquitetura, a Escultura e a ...
Read more

12 Efe: Cerâmica Grega (A Cultura da Ágora 7)

Cerâmica Grega (A Cultura da Ágora 7) ... Cerâmica Grega (A Cultura da Ágora 7) A escultura (A cultura da Ágora 6) O templo (a cultura da Ágora 5)
Read more

Arte e História: A CULTURA DA ÁGORA | M1

A CULTURA DA ÁGORA | M1 Em busca da harmonia e da proporção. ... pois toda a temática da escultura grega, à excepção do centauro e do fauno, ...
Read more

Escultura do Classicismo grego – Wikipédia, a enciclopédia ...

O Classicismo na escultura grega deriva principalmente da evolução cultural ateniense no século V a.C. Em Atenas a principal figura artística era ...
Read more

história da cultura e das artes | décimo | prof pedro em ...

... Cultura da Ágora • Tronco comum (Tempo, Espaço, Biografia, Local, Acontecimento, Sínteses, Casos Práticos); • A Arquitectura Grega; • A ...
Read more