Crise da república romana

67 %
33 %
Information about Crise da república romana
Education

Published on October 24, 2014

Author: patrickbarbosa528

Source: slideshare.net

Description

Apostila sobre a crise romana

1. Capítulo 4: ROMA –A crise da república Prof.LenícioDutraMarinhoJúnior

2. 1.Antecedentes e crise da República Romana; 2.Os irmãos Graco e as reformas fundiárias; 3.As crises políticas e o poder dos generais; 4.Os Triunviratos e o fim da República romana; INTRODUÇÃO

3. DuranteaRepública,Romaexpandiurapidamenteseusdomínios.Entretanto,todoessecrescimentotrouxegravesproblemassociaisepolíticos.

4. A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA Antecedentes=novoquadrosocioeconômicoocasionadopeloimperialismoromano. Reformas e mudanças políticas Votação secretaNovo perfil político

5. AfrescomostrareuniãodoSenado,emqueCícero,umdosgrandesoradoresejurisconsultosdoséculoIa.C.,discursaparaosmagistrados

6. Tibério Graco e o Tribuno da Plebe (133 a.C.) Admirador de Péricles -Democracia Oposição dos latifundiários e assassinato Reforma agrária –limitação fundiária A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA

7. •CaioGraco(irmãoeseguidordeTibério): -apoiodoexércitoedoscomerciantes; -estendeuacidadania(diretaouindireta); -possibilitouqueplebeusricosassumissemposiçõesnostribunaisdefinanças; -LeiFrumentária–abaixouopreçodotrigo; -Colôniaagrícola–Cartago; Caio,assimcomooirmão,sofreuenormespressõesdoSenadoedesetoresdaplebe,quetemiamqueoaumentodecidadãosemRomadesestabilizasseapolíticadedistribuiçãodealimentoegerasseumcrisepolíticasocial. A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA

8. Tibério e Caio Graco

9. •Sucessivascrisespolíticas=aumentavaapopularidadeeforçapolíticadosgeneraisvitoriosos. •OgeneralMárioeaprofissionalizaçãodoexército(105a.C)=novacarreiraparaosproletários. •Márioalcançoumuitapopularidadeetornou- secônsul. A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA

10. Pela vestimenta romana podemos observar a distinção social e política.

11. •91a.C.=estouraasGuerrasSociais -Osaliadosromanosserebelarame,depoisdedoisanosdeguerra,conquistamacidadaniaplena. -OgeneralSila,saicomoheróidaguerraetorna-secônsulnaÁsia(emguerracontraRoma); -SilacontrolaaregiãodaÁsiaeretornafortalecidoparaRoma.Em82a.C.,cassou90senadorese2.600cavaleirospartidáriosdeMário. -SilarecebeudoSenadootítulodeditadoreficoucompoderesquaseilimitados.SilagovernouRomaaté79a.C.; AsditadurasdeMárioeSilaacabarampordemonstrarqueosprincipaisinstrumentosdepoderemromaeramaestruturamilitareplebe.Dessesepisódiosemdiante,ahistóriapolíticadeRomaestevediretamenterelacionadacomospolíticosqueambicionavamodomíniodoEstadopormeiodamanipulaçãodessesdoisinstrumentosdepoder. A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA

12. •MortedeSila–crisesucessória(disputaspelopoder) •LicínioCrasso(quevenceuSpartacus)ePompeu(seguidordeSila)forameleitoscônsuleserestabeleceramospoderestribunícios. •67a.C.,Pompeuencarregou-sedeorganizarasprovínciasorientaisecombaterospiratasdaSicília. •JúlioCésar(dopartidopopularesobrinhodeMário) tambémfoieleitocônsul. •Em60a.C.,apoiadospeloexército,ostrêsassumiramocomandodeRoma,reduzindoopoderdoSenado. (PrimeiroTriunvirato). •Césartorna-seprocônsuldaGáliaederrotaosgaulesesrebeldes.CésartriunfouemRomaeformouumpoderosoexército. A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA

13. •Em55a.C.,Crassomorreu.EraofimdoTriunviratoeoSenadonomeouPompeucônsulúnico. •César,em49a.C,invadiuapenínsulaItálica,obrigandoPompeueossenadoresarefugiarem-senaGréciaedepoisnoEgito.OndeofaraóPtolomeumandoumatarPompeu. •CésardepôsofaraóenomeouCleópatra(irmãdePtolomeu),assumindoocontroledo“celeirodomundo”edepoisdaÁsiaedaÁfrica. •Em47a.C.,retornouaRomaeobteveotítulodeditador. •Césarcontavacomamploapoiodoexércitoedaplebeurbana,porisso,reduziuconsideravelmenteainfluênciadoSenado. •Acumuloumuitostítulos:PontíficeMáximo,DitadorPerpétuo,CensorVitalícioeCônsulVitalício(podiaexerceroImperium–comandodetodoexército). A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA

14. •ComtantopoderCésar: -sufocouguerrascivis; -modernizouocalendário; -construiugrandesobraspúblicas; -regulouadistribuiçãodetrigo; -fundounovascolônias; -estendeuacidadaniaàsprovíncias -enomeoupessoalmentetodososgovernadores; A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA

15. Calendário Juliano

16. •Paraobterotítuloderei(contrárioaideiadeRepública)aliou-seaMarcoAntonio; •MarcoAntonioinstigouaplebecontraoSenadoe,em44a.C.,ofereceu,empúblico,odiademadereiparaCésar,querecusouaoferta.NomesmoanoCésarfoiassassinadodentrodoSenado. •MarcoAntonioinflamouaplebecontraossenadores,caçadosatéamorte. •OnovoSenadoentregouopoderparaosobrinhodeCésar,Otaviano,queuniu-seaMarcoAntonioeLépido.(SegundoTriunvirato). A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA

17. O assassinato de Júlio César, 44 a.C.. Os senadores temiam a limitação de poderes.

18. •Inicia-seumperíodocassaçõeseexecuçõesdeopositores. •MarcoAntonioenvolve-secomCleópatra, apoderando-sedotestamentodeseurival. •AreaçãodeOtáviofoiimediata:invadiuoEgitoederrotouastropasdeMarcoAntonio, quesuicidou-sejuntocomCleópatra. •Depoisdeapoderar-sedoEgito,OtávioeraadmiradoemRoma,comolegítimosucessordeCésare“SalvadordaRepública”. A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA

19. A ascensão de Otavio Augusto representou o fim da República romana e o início do império

20. •ApoiadonaplebeenoexércitoOtávioacumulavacadavezmaispoderes. •OSenadoenfraquecidodiantedopoderdeOtávio,concedeu-lheotítulodePontíficeMáximoePrincepsSenatus.Foideclaradosacrossantoeinviolável,recebendootítulodeimperator(honrareservadaagrandesgenerais). •Em27a.C.,oSenadoconcedeu-lheotítulodeAugusto(escolhidodosdeuses).Quandomorreuem14a.C.,recebeuaapoteose. A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA

21. •Comodesenvolvimentocomercial,háumaumentodonúmeroedaimportânciadotrabalhoescravo;amplia-seadisparidadederiquezasentreosgrupossociais,ocorreumrelaxamentomoraleafrouxam-seoslaçosfamiliares.Oscomerciantespassamadisputarabertamenteopoderpolítico. •TibérioeCaioGracotentamevitarodescontentamentodaplebe,atravésdereformas. •AcrisepolíticaprovocaosurgimentodeTriunviratos. •OtáviosetornouoprimeiroimperadordeRoma, centralizandoopoderpolíticoepassandoaserintituladoAugusto(divino). Considerações finais

22. (UEL)Varrão,escritorromanodoperíodorepublicano(116-27a.C.),emseu"RerumRusticarum"(DaCoisaRústica),descreviaaosseuscontemporâneoscomodeveriamtratarosescravos:"Vocênãodevedeixarseusescravosmuitodeprimidosouanimados.Nãodeixeoscapatazesusaremoschicotes,seconseguiremomesmoresultadocomencorajamento.Nãocompremuitosescravosdomesmopaís,poiselesconversamentresi.Sevocêostratarbem,lhesderalimentoseroupasextrasepermissãoparaseusanimaispastaremnoseuterreno-elestrabalharãomelhor". (RODRIGUES,JoelzaEster."HistóriaemDocumento:imagemetexto".2.ed.SãoPaulo:FTD, 2002.p.235.) Combasenotextoenosconhecimentossobreaescravidãoromana,considereasafirmativasaseguir. I.Varrãopropõeabrirmãodaviolêncianotratamentodosescravosvisandoaobterumrendimentomaiordeseutrabalho. II.Varrãoprocurademonstrarainviabilidadedacompradeescravosdeummesmopaís,postoquepropiciariaarealizaçãodeprocessoscomunicativosepossíveisrevoltas. III.Oscapatazesromanos,navisãodeVarrão,deveriamusarestratégiassutisderepressãoparaobterumtrabalhoconsentido. IV.VarrãocompartilhadasidéiasdeColumela,autordaépocaqueapregoaareduçãodoscustosdotrabalhoescravoparaobtençãodemaiorprodutividade. Estãocorretasapenasasafirmativas: a)IeII.b)IIeIV.c)IIIeIV.d)I,IIeIII.e)I,IIIeIV. ATIVIDADES

23. (UFRS) No período anterior às conquistas, a sociedade romana estava dividida em dois grandes grupos sociais, os patrícios e os plebeus. As transformações sociais provocadas pela expansão romana fizeram surgir, no entanto, novos grupos, originados dos anteriores. Relacione adequadamente as caracterizações apresentadas na coluna 2 com os grupos sociais referidos na coluna 1. Coluna 1 1 -Senadores 2 -Cavaleiros 3 -Clientes 4 -Proletários 5 -Colonos Coluna 2 ( ) Eram plebeus enriquecidos pelas conquistas e pelo grande comércio. ( ) Tinham origem aristocrata e eram grandes proprietários de terras. ( ) Eram plebeus miseráveis, cuja única posse era uma família numerosa. ( ) Eram indivíduos subordinados às famílias patrícias, cumpridores de diversas obrigações econômicas, morais e religiosas. A seqüência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é a) 2 -1 -5 -4. b) 2 -1 -4 -3. c) 3 -2 -1 -5. d) 3 -2 -4 -5. e) 1 -3 -5 -4. ATIVIDADES

Add a comment

Related presentations

Related pages

Crise da República Romana – Wikipédia, a enciclopédia ...

A crise da República Romana se refere a um longo período, entre 134 a.C. e 27 a.C., [1] [2] [3] de instabilidade política e social que culminou com a ...
Read more

Crise na República Romana - História Total | Just ...

Crise na República Romana – República romana entre em crise nos séculos II e I a.C. – Muitos soldados camponeses ingressavam no Exército para ter ...
Read more

CIVILIZAÇÃO ROMANA - CRISE DA REPÚBLICA - YouTube

Vídeo-aula abordando a crise da República Romana. Prof. Rodolfo Neves http://historiaonline.com.br
Read more

A crise da República Romana - YouTube

Want to watch this again later? Sign in to add this video to a playlist
Read more

crise da república romana (vl10pts)? | Yahoo Respostas

Melhor resposta: A crise da República romana A crise da República romana teve início quando o Senado romano passou a ter seu poder desafiado ...
Read more

Crise de república romana? | Yahoo Respostas

Como foi a crise da república romana e como foi o processo de mudança para o imperialismo? Grato
Read more

República Romana - história, resumo, características ...

História da República Romana, características, ... Consequências das conquistas militares: transformações em Roma e crise da república
Read more

Crise da República Romana - Wikipedia, a enciclopedia libre

A orixe da crise da república hai que buscala no triunfo de Roma sobre Cartago, desde aquela Roma quedou sen unha potencia que puidera contrarrestar a ...
Read more

República Romana – Wikipédia, a enciclopédia livre

República Romana (em latim: Res Pvblica Romana) foi um período da antiga civilização romana onde o governo operou como uma república. Começou com a ...
Read more

Portal do Professor - A Crise da República Romana

Portal do Professor - A Crise da República Romana - - As estruturas republicanas de Roma. - O cotidiano romano. - A expansão romana; - As Guerras Púnicas.
Read more