Craniopunturadeamamoto blzdeaco

50 %
50 %
Information about Craniopunturadeamamoto blzdeaco
Books

Published on February 16, 2014

Author: FisioJniasCarvalho

Source: slideshare.net

Description

Craniopuntura de Yamamoto é um microssistema de acupuntura

Yamamoto  New  Scalp   Acupunture  -­‐  YNSA   CESAC  –  2012   Dr.  Roberto  Caron  

Histórico   •  Toshikatsu  Yamamoto:     –  1956   -­‐   Formado   em   medicina   na   Nippon   Medical   School  (Tóquio)   –  1958   -­‐   Especializado   em   anestesiologia   no   St.   Lukes   Hospital  (New  York)   –  1960   –   Especializado   em   Ginecologia   e   Obstetrícia   (Köln)   –  1966   -­‐   Fundou   o   InsXtuto   de   Acupuntura   em   Nichinan,  na  província  de  Miyazaki  (Japão)   –  1973   –   Apresenta   no   25º   Congresso   de   Ryodoraku   (Japão)  a  YNSA  

Histórico   •  1988   –   Fundação   da   Clínica   de   Reabilitação   Yamamoto  (Miyazaki)  

O  Que  é  YNSA?   •  É   uma   somatotopia   localizada   no   crânio,   onde   um   microssistema   representa   o   organismo   humano  como  um  todo.   A   C   E   D   B  

ECIWO   •  Embryo   Containing   the   InformaXon   of   Whole   Organism  (ECIWO)   –  Yingqing  Zhang  (1986)   –  Holograma  sob  a  forma  de  um  embrião.   –  O  organismo  é  consXtuído  de  inúmeros  embriões   (ECIWO)  que  convivem  de  forma  simbióXca.  

ECIWO  

Somatotopia  YNSA  

Craniopuntura  Chinesa   •  Baseia   -­‐se   na   distribuição   funcional   da   córtex   cerebral;   não   há   pontos,   e   sim   áreas     do   escalpe   localizadas   sobre   áreas   funcionais   do   cérebro.     •  Idealizado  por  Jiao  Shun-­‐Fa,    em  1970.    

Microssistemas   •  •  •  •  •  •  •  •  Auriculoterapia   Su  Jok   Somatotopia  do  2°  Metacarpiano   Somatotopia  do  Nariz   Craniopuntura  Chinesa   Somatotopia  Abdominal   Arcada  dentária   YNSA  

YNSA   •  Principais  Microssistemas   –  8  terapêuXcos       •  Somatotopia  Craniana   •  Somatotopia  Pubiana     •  Somatotopias  J  e  K   •  Somatotopia  Torácica   •  Somatotopia  Vertebral  Cérvico-­‐Torácica   •  Somatotopia  Vertebral  Tóraco-­‐Lombar     •  Somatotopia  C6  –  T2   •  Pontos  Lombossacrais  do  Cérebro   –  2  diagnósXcos  =  cervical  e  abdominal  

Indicações  da  YNSA   •  Todas  as  condições  reversíveis!   –  Distúrbios  dos  Órgãos  Internos   –  Distúrbios  motores   –  Distúrbios  sensiXvos  

A  Experiência  de  Campinas  (SP)   •  2006   –   criação   do   ambulatório   de   YNSA   da   rede  pública  de  Campinas     •  60   médicos   da   rede   municipal   (10%)   uXlizaram  YNSA.   •  Redução   de   12,5%   da   necessidade   de   AINH   em  2006.  

Divisão  Yin  –  Yang  do  Corpo  

Divisão  Yin  –  Yang  do  Crânio  

Divisão  Yin  –  Yang  do  Crânio  

Divisão  Yin  –  Yang  do  Crânio   YIN   YANG  

Pontos  da  YNSA  

Pontos  Cranianos   •  Pontos  Básicos  (11)  =  letra  A  até  K   •  Pontos  Sensoriais  (4)  =  olho,  nariz,  boca  e   ouvido   •  Pontos  Cerebrais  (3)  =  cérebro,  cerebelo  e   gânglios  da  base   •  Pontos  Ypsilon  (12)  =  todos  os  órgãos  internos   •  Pontos  dos  12  pares  cranianos  

Pontos  Cranianos  

Pontos  Básicos  

Ponto  A   •  Situado  0,5  a  1  cm  lateralmente  a  linha  sagital,   na  linha  de  implantação  do  cabelo.   •  Comprimento   verXcal   de   2   cm,   dividido   ao   meio  pela  linha  de  implantação  do  cabelo.   •  Possui     7   pontos   (A1   a   A7),   correspondentes   a   cabeça  e  coluna  cervical.   •  O   ponto   A3   situa-­‐se   aproximadamente   na   linha  de  inserção  do  cabelo.  

Ponto  A   •  Indicações   –  Cefaléias   –  Dor  em  coluna  cervical   –  RadiculopaXa  Cervical   –  Tontura   –  Neuralgia  do  Trigêmeo   –  Odontalgia   –  Paralisia  Facial   –  Seqüelas  de  Doenças  Encefalovasculares  

Ponto  B   •  Localizado  0,5  a  1  cm  lateralmente  ao  ponto  A   na   linha   de   implantação   do   cabelo   ou   2   cm   lateral  a  linha  mediana.   •  Não  há  subdivisões.   •  Corresponde  a  cintura  escapular  e  ombro.  

Ponto  B   •  Indicações   –  Cervicobraquialgia   –  Hemiplegia   –  Sd.  do  Ombro  Doloroso    

Ponto  C   •  Localizado  2,5  cm  lateralmente  ao  ponto  B  ou   5   cm   lateral   a   linha   mediana,   no   ângulo   formado   pela   implantação   frontal   e   temporal   dos  cabelos.   •  Possui  2  cm  de  extensão,  com  uma  angulação   de  45  graus.   •  Possui  11  segmentos:  ombro,  braço,  cotovelo,   antebraço,  punho,  mão  e  os  cinco  dedos.   •  O   cotovelo   está   na   linha   de   implantação   do   cabelo.  

Ponto  C   •  Indicações   –  Sd.  Ombro  Doloroso   –  Hemiplegia   –  Dça.  de  Raynaud   –  Sd.  Túnel  do  Carpo   –  Dça.  De  Parkinson   –  Epicondilites   –  Luxações   –  Todas  as  dores  e  parestesias  de  membro  superior  

Ponto  D   •  Localizado   na   região   temporal,   3   a   4   cm   a   frente   da   hélice   da   orelha   e   1   cm   acima   da   arco  zigomáXco.   •  Situado   na   linha   de   implantação   dos   cabelos   na   região   temporal,   paralelamente   a   uma   linha   que   vai   do   conto   dos   olhos   ao   ângulo   superior  da  orelha.  

Ponto  D   •  Possui  mais  6  pontos  =  pontos  lombares.   •  Localizados  próximo  ao  ponto  de  implantação   da  orelha  na  região  temporal,  com  extensão   de  1  cm.   •  Representam  L1,  L2,  L3,  L4,  L5  e  S1.  

Ponto  D   •  Indicações   –  Lombociatalgia   –  Parestesia,  paresia  e  paralisia  de  MMII   –  Lombalgia   –  Impotência  sexual   –  Hipertrofia  prostáXca   –  Doença  de  Parkinson   –  Osteoartrose  de  MMII   –  Doenças  vasculares  de  MMII  

Ponto  D   •  O   ponto   D   mais   doloroso   é   o   local   de   aplicação   da   agulha.   PersisXndo   a   dor,   pesquisar  pontos  D1  a  D6.  

Ponto  E   •  Localizado   na   mesma   linha   verXcal   do   ponto   A,     aproximadamente   1   a   1,5   cm   acima   das   sobrancelhas,   com   uma   extensão   de   2cm,   formando  um  ângulo  de  15°  de  inclinação.   •  Possui  12  pontos  (E1  a  E12),  representando  a   caixa  torácica  e  coluna  dorsal  (T1  a  T12).   •  E1   situa-­‐se   2   cm   acima   do   ponto   médio   da   sobrancelha.  

Ponto  E   E12   E1  

Ponto  E   •  Indicações   –  Doenças  torácicas   –  Neuralgia  intercostal   –  Doenças  pulmonares  (asma,  DPOC)   –  Doenças  de  nariz  e  laringe   –  Dor  em  coluna  dorsal  

Ponto  F   •  Localizado  na  região  retroauricular,  na  porção   mais  proeminente  do  processo  mastóide.   •  Indicado  em  lombociatalgia.   •  Usado  juntamente  com  o  ponto  D  (D1  a  D6).   •  Na  região  Yin  está  situado  entre  o  ponto  D  e  o   pontos   lombares   (D1   a   D6),   logo   acima   do   arco  zigomáXco.  

F  

Ponto  G   •  O   ponto   G   Yang   está   localizado   na   região   retroauricular   ao   longo   da   borda   inferior   do   processo   mastóide,   sendo   composto   por   3   pontos:     –  G1  =  parte  interna  do  joelho   –  G2  =  parte  anterior  do  joelho   –  G3  =  parte  lateral  do  joelho   •  Os  pontos  G  Yin  situam-­‐se  a  cerca  de  1  a  2  mm   acima  do  ponto  D.  

Ponto  G   •  Indicações   –  Doenças  do  joelho  

Pontos  H  e  I   •  Ponto  H     –  Localizado  0,5  cm  acima  do  ponto  B.   –  Ponto  extra  para  lombalgia.   •  Ponto  I     –  Localizado  4  a  5  cm  posterior  ao  ponto  C.   –  Indicado  para  compromeXmento  dos  MMII.   –  Ponto  extra  para  lombalgia.   •  São  associados  com  os  pontos  D  e  F.  

Pontos    J  e  K   •  Ponto  J   –  Localizado  ao  lado  do  ponto  do  cérebro  na  região   frontal.   –  CompromeXmento  da  região  dorsal  do  pé  (Yin).   •  Ponto  K   –  CompromeXmento  da  região  plantar  do  pé.   –  Localizado  ao  lado  do  ponto  do  cérebro  na  região   occipital  (Yang).  

Pontos    J  e  K  

Pontos  Sensoriais  

Pontos  Sensoriais  

Ponto  Olho   •  Localizado   a   1   cm   da   linha   média   e   1   cm   abaixo  do  ponto  A.   •  I n d i c a d o   e m   t o d o s   o s   d i s t ú r b i o s   o}almológicos.   •  O   ideal   é   uXlizar   este   ponto   na   região   Yang   (1cm  lateral  à  tuberosidade  occipital).  

Ponto  Nariz   •  Localizado   a   1   cm   da   linha   média   e   2   cm   abaixo  do  ponto  A.   •  Indicado  em  todas  as  condições  que  afetam  o   nariz.  

Ponto  Boca   •  Localizado  localizado  a  1  cm  da  linha  média  e   3  cm  abaixo  do  ponto  A.   •  Indicado   em   todos   os   distúrbios   da   cavidade   oral,  disfasias  e  doenças  da  garganta.  

Ponto  Ouvido   •  Localizado  a  meia  distância  entre  o  ponto  E1  e   o   ponto   C,   na   linha   que   passa   entre   o   ponto   Olho  e  Nariz.   •  Indicado   em   distúrbios   do   ouvido,   incluindo   Xnitus,  oXtes  e  verXgens  otológicas.   •  Para   tratar   Xnitus   uXlizar   a   assim   chamada   “Linha   do   Tinitus”   –   pontos   Yin   e   Yang   do   ouvido  e  mais  dois  pontos  extras.  

Linha  do  Tinitus  

Pontos  Cerebrais  

Pontos  Cerebrais  

Pontos  Cerebrais   •  Pontos  Cérebro   –  Localizado   logo   acima   do   ponto   A,   a   1   cm   da   linha   média.     •  Ponto  Cerebelo   –  Localizado   logo   acima   do   ponto   Cérebro,   a   1   cm   da  linha  média.   •  Ponto  Gânglios  da  Base   –  Localizado   na   linha   média,   entre   os   pontos   do   Cérebro  e  Cerebelo.  

Pontos  Cerebrais   •  Indicado   no   tratamento   das   doenças   neurológicas   centrais   –  Hemiplegia   –  Migrânea   –  Neuralgia  do  trigêmeo   –  Doença  de  Parkinson   –  Esclerose  MúlXpla   –  Disfasias   –  Demências   –  Insônia   –  Doenças  Psiquiátricas   –  Epilepsias   –  Dores  Crônicas  

Pontos  Cerebrais   •  Pacientes   parkinsonianos   devem   ser   tratados   bilateralmente!   •  Portadores   de   Esclerose   MúlXpla   são   quase   sempre  tratados  nos  pontos  Yang  do  Cérebro.   •  Nos   casos   de   hemiplegia   o   tratamento   é   contralateral.  

Pontos  Y  

Pontos  Y   •  Dividem-­‐se  em  4  regiões   –  Yin  forte   –  Yin  fraco   –  Yang  fraco   –  Yang  forte   Yin  Fraco   Yang  Fraco   Yin  Forte   •  Em  90%  dos  casos,  uXliza-­‐se    a  região  Yin  Forte!   Yang  Forte  

Pontos  Y   •  Se   a   área   escolhida   e   a   aplicação   forem   corretas,   instantaneamente   a   dor   e   a   alteração   da   consistência   do   ponto   cervical   ou   abdominal  desaparece!   •  Os   pontos   Y   devem   sempre   serem   uXlizados   quando  a  origem  do  distúrbio  é  interna.   •  Cada   ponto   Y   contém   a   totalidade   do   meridiano  que  representa.  

Pontos  Y   •  Indicações   –  Disfunções  relacionadas  aos  órgãos  internos   –  Distúrbios  psíquicos,  motores  ou  funcionais   –  Distúrbios  do  trânsito  intesXnal   –  Doenças  pulmonares  e  cardíacas   –  Doenças  renais  e  hepáXcas   –  Cefaléias,  paralisia  facial,  neuralgia  do  trigêmeo   –  Hemiplegias   –  Esclerose  múlXpla   –  Dores  arXculares  

Pontos  dos  Pares  Cranianos  

Pontos  dos  Pares  Cranianos  

Pontos  dos  Pares  Cranianos   •  São   12   pontos   representando   todos   os   pares   cranianos.   •  Alinham-­‐se  em  uma  linha  verXcal,  iniciando-­‐se  na   linha   de   implantação   do   cabelo,   sobrepondo-­‐se   ao  ponto  A  (segmento  A3).   •  Seguem   de   forma   seqüencial,   linear,   um   ponto   após  o  outro,  até  a  região  do  VG  21.   •  A   distância   total   entre   o   início   e   o   fim   desta   seqüência  de  pontos  é  mais  ou  menos  6  a  8  cm.  

Pontos  dos  Pares  Cranianos   •  Cada  par  craniano  corresponde  a  um  órgão  ou   uma   víscera,   podendo   ser   uXlizado   para   equilibrar   a   função   do   Zang-­‐Fu   alterado   ou   como   ponto   relacionado   à   função   do   próprio   nervo  craniano.  

Pontos  dos  Pares  Cranianos   Par  Craniano   Zang  Fu   I  Par  –  N.  Olfatório   Rim   II  Par  –  N.  ÓpXco   Bexiga   III  Par  –  N.  Oculomotor   Pericárdio   IV  Par  –  N.  Troclear   Coração   V  Par  –  N.  Trigêmeo   Estômago   VI  Par  –  N.  Abducente   Triplo  Aquecedor   VII  Par  –  N.  Facial   IntesXno  Delgado   VIII  Par  –  N.  VesXbulococlear   Baço-­‐Pâncreas   IX  Par  –  N.  Glossofaríngeo   Pulmão   X  Par  –  N.  Vago   Fígado   XI  Par  –  N.  Acessório   Vesícula  Biliar   XII  Par  –  N.  Hipoglosso   IntesXno  Grosso  

Lateralidade  

Lateralidade   •  Doenças   acima   do   diafragma   =   avaliar   sensibilidade  de  IG4.   •  Doenças   abaixo   do   diafragma     =   avaliar   sensibilidade  do  ponto  cervical  do  Rim.   •  O   lado   mais   sensível   determina   o   lado   a   ser   pesquisado  na  região  cervical.  

Lateralidade   •  Hemiplegias   e   hemiparesias   quase   sempre   p o s s u e m   o   p o n t o   m a i s   s e n s í v e l   contralateralmente.   •  O   tratamento   destas   doenças,   portanto,   normalmente  se  faz  do  lado  oposto.  

Lateralidade   •  Dores   musculoesqueléXcas,   via   de   regra,   são   tratadas  ipsilateralmente.  

Palpação  Cervical  

Palpação  Cervical   •  Palpação  do  ponto  do  Rim:   –  Área   muito   sensível   e   endurecida   =   yang   =     usar   área  Yin  dos  pontos  Y.   –  Área   muito   sensível   e   amolecida   ou   edemaciada   =   yin  =  usar  área  Yang  dos  pontos  Y.  

Palpação  Cervical  

Palpação  Cervical  

Palpação  Cervical  

Palpação  Abdominal  

Palpação  Abdominal  

Palpação  Abdominal   •  •  •  •  •  Bexiga  –  VC3   Triplo  Aquecedor  –  VC7   Estômago  –  VC12   Coração  –  VC14   Pericárdio  –  VC15  

Palpação  Abdominal   •  Ao  lado  do  Pericárdio   –  Vesícula  biliar  a  direita   –  Baço-­‐Pâncreas  a  esquerda   •  Nos  lados  da  Bexiga,  estão  os  Rins   •  Ao  lado  do  Estômago  e  um  pouco  abaixo   –  Pulmões  a  direita   –  Fígado  a  esquerda   •  Ao  lado  do  Triplo  Aquecedor  e  logo  acima   –  IntesXno  Delgado  a  direita   –  IntesXno  Grosso  a  esquerda  

Tratamento  

Tratamento   •  YNSA   é   indicado   em   todas   as   doenças   reversíveis.  

Tratamento   •  Os   pontos   básicos   e   sensoriais   são   uXlizados   homolateralmente  ao  lado  doente,  exceto  nos   casos  de  hemiparesia.   •  Em  relação  aos  pontos  cerebrais,  o  lado  onde   IG4  é  mais  sensível  deve  ser  tratado  primeiro   e,   após   nova   pesquisa,   caso   ocorra   mudança   de  lado  com  o  tratamento,  o  mesmo  também   deverá  ser  agulhado.    

Tratamento   •  Os   pontos   Y   são   uXlizados   homolaterais   ao   IG4   mais   sensível,   sendo   este   também   o   lado   da  pesquisa  cervical.  

Tratamento   •  Se   mais   de   uma   área   diagnósXco   esXver   alterada,   e   uma   delas   for   o   ponto   do   Rim   ou   do   Fígado,   agulhar   inicialmente   estes   pontos,   assim  os  demais  poderão  ser  neutralizados.  

Outros  Microssistemas  

SOMATOTOPIA  SAGITAL-­‐MEDIANA   •  Indicações:  paresias,   parestesias,  distúrbios   circulatórios  e  dores  no   aparelho  locomotor.   •  Ao  nível  de  DM20  (Bai   hui),  2  cm  lateral,  temos   a  área  de  tratamento  da   coluna  lombar.  

SOMATOTOPIA  SAGITAL-­‐MEDIANA  

SOMATOTOPIAS    “J”      E    “K”   •  Situadas  sobre  a  sutura  sagital,   são  2  miniaturas,  Yin  e  Yang,   opostas  pela  cabeça  na  altura  de   DM20,  com  os  pés  ladeando  os   pontos  cerebrais.   •  A  figura  anterior    (J)  está  em   decúbito  dorsal  e  tem  os  pés  na   visão  dorsal.   •  A  figura  posterior  (K)    está  em   decúbito  ventral  e  apresenta  a   visão  plantar  dos  pés.   YNSA                                          chum   110  

SOMATOTOPIA  PUBIANA   •  corresponde  em   distribuição  aos  pontos  da   craniopuntura,  mas   localizados  sobre  a  borda   superior  da  sínfise  púbica.   •  UXlizada  para  aquelas   situações  em  que  o   tratamento  na  localização   craniana  deixa  de  ser   eficiente.  

SOMATOTOPIA  TORÁCICA   •  O   corpo   humano   é   representado   ao   longo   do   osso   esterno,   junto   às   arXculações  esternocostais,  onde:   –  A   c a b e ç a   s e   l o c a l i z a   n o     manúbrio.     –  O   pescoço   na   arXculação   entre   manúbrio  e  corpo  do  esterno.   –  Os   membros   superiores   se   estendem    à  primeira  costela.   –  A   coluna   torácica   sobre   as   arXculações   esternocostais   2ª   e   3ª.   –  O   restante   da   coluna   sobre   as   arXculações  4ª,  5ª  e  6ª.   –  os   membros   inferiores   ao   longo   da   borda   condrocostal   estando   os  pés  ao  nível    da    6ª  costela.  

SOMATOTOPIA  VERTEBRAL  CÉRVICO  -­‐   TORÁCICA   •  Temos   a   figura   humana   em   decúbito   ventral:   –  A  cabeça  ao  nível  da  T5.   –  Palmas  das  mãos  pouco  acima  da   região  supra-­‐escapular   –  Quadril  ao  nível  da  C7.     –  O s   m e m b r o s   i n f e r i o r e s   percorrem   o   pescoço   ao   longo   das   vértebras   cervicais   e   os   pés   se   situam   ao   nível   da   linha   posterior   do   cabelo,   planta   dos   pés  virada  para  cima.  

SOMATOTOPIA  VERTEBRAL  CÉRVICO  -­‐   TORÁCICA  

Somatotopia  Vertebral  Tóraco-­‐Lombar  

PONTOS  LOMBOSSACROS  DO  CÉREBRO   •  Localizados  ao  nível  da   junção  L5-­‐S1.   •  Para  localização  é   necessária  palpação   profunda.     •  UXliza-­‐se    homolateral   nas  dores,  e   contralateral  em   paresias  e  parestesias.   YNSA                                          chum   116  

PONTOS  LOMBOSSACROS  DO  CÉREBRO  

SOMATOTOPIA  C6-­‐T2   •  Pontos  localizados  nas   linhas  horizontais  que   passam  abaixo  dos   processos  espinhosos  das   vértebras  entre  C6  e  T2  e  a   linha  verXcal  1  a  2  cm     lateral  à  linha  média   posterior.   •  Tratam  dores  do  aparelho   locomotor  com   agulhamento  homolateral  à   dor,  e  nas  paresias  e   parestesias  agulhamento   contralateral.  

PONTOS  MASTERKEY    (CHAVE  MESTRA)   •  Ponto   para   tratamento   de   Xnido   localiza-­‐se   na   linha   média,   imediatamente  acima  de  C1.   •  Lateralmente   ao   primeiro,   um   pouco   mais   acima,   localizam-­‐se   pontos   para   tratamento   da   metade  inferior  do  corpo   •  Logo   acima   a   estes   localizam-­‐se   os   pontos   para   tratamento   da   metade  superior  do  corpo.     •  Abaixo   de   C1,   bilateralmente   pontos   para   tratamento   de   rouquidão.  

PONTOS  MASTERKEY    (CHAVE  MESTRA)  

Bibliografia   •  YAMAMOTO,   T.;   YAMAMOTO,   H.   Nova   craniopuntura   de   Yamamoto   (NCY).   Editora   Roca.  São  Paulo,  2007.  

Add a comment

Related presentations