Conto textocompletodef2

40 %
60 %
Information about Conto textocompletodef2
Education

Published on March 6, 2014

Author: bibliotecagilvicente

Source: slideshare.net

C onto C 7º ANO oletivo PORTUGUÊS SEMANA DA LEITURA 40 anos de abril: refazer a revolução Biblioteca Escolar | 17 – 21 de fevereiro de 2014 «Havia na terra muitos pobres que apareciam aos sábados em bandos (…). Mas MOTE 1 o Búzio aparecia sozinho, não se sabia em que dia da semana, era alto e direito, lembrava o mar e os pinheiros, não tinha nenhuma ferida e não fazia pena. Ter pena dele seria como ter pena de um plátano ou de um rio, ou do vento.»1 Sophia de Mello Breyner Andersen, «Homero», Contos exemplares A sua dignidade transparecia para os outros, mas não tinha muitos amigos, pois de quem ele realmente gostava era do seu grande amigo, o mar. Como tinha poucos amigos, sentava-se sozinho na praia, a falar com o mar, o seu único confidente. Contava-lhe as suas desventuras e como as pessoas o tratavam mal, dando-lhe um tostão e mandando-o embora. Embora, triste… O Búzio sempre quisera ter alguém… alguém que lhe desse amor, carinho… tudo aquilo a que ele nunca teve direito… Um dia, o Búzio encontrou a sua amada Estrela que desaparecera há muitos anos atrás. Logo que a viu, sentiu-se muito feliz. Começou a falar com ela, contando-lhe histórias do tempo em que ainda não era mendigo. A seguir, a Estrela também lhe falou sobre o que havia debaixo do mar. Falaram muito, matando saudades, até cair a noite e adormecerem. Ao amanhecer, o Búzio acordou e reparou que a sua amiga Estrela já não 7º 4ª estava ao seu lado, mas que lhe tinha deixado uma mensagem a dizer que voltaria [Orientação: no dia seguinte. Dr.ª Mariana No dia seguinte, não regressou. Então, o Búzio foi à procura da sua amiga. Dias] Durante a sua procura, descobriu uma pista e seguiu-a. Essa pista levou-o a uma terra completamente diferente. Era um local deserto, sem água e com caminhos arenosos. Devido ao calor sufocante que se fazia sentir, Búzio viu ao longe a Estrela, mas, sempre que se aproximava do sítio onde ela se encontrava, a figura da amiga parecia ficar cada vez mais distante, como uma miragem. Búzio andou, andou e andou sem rumo, nessa incessante busca até anoitecer. Deparou-se, então, com umas ruínas de pedra e ficou curioso. Ao entrar, encontrou 7º 3ª um lago onde estavam refletidas imensas estrelas. Em cada uma delas, Búzio [Orientação: procurou reconhecer a sua amiga, mas, apesar do brilho intenso, as estrelas do Dr.ª Mariana céu não partilhavam com ele memórias e sentimentos. Dias] De repente, começou a ouvir uns ruídos. Pareciam tique-taques de um relógio. O seu volume ia aumentando e acelerando. Búzio olhou à sua volta à procura da origem do barulho. As pedras pareciam deslocar-se. Definitivamente, as paredes 1

estavam a estreitar. Assustado, Búzio olhou à sua volta, tentando procurar uma saída. Não encontrou nada. Em pânico, deu um passo atrás e reparou numa cobra que passava por seus pés, afastando-se. Na areia do chão, ela desenhava enigmas. Búzio estava demasiado nervoso para perceber: as paredes não paravam. Num impulso, decidiu seguir a cobra. Estranhamente, a cobra mergulhou no lago. Com a entrada obstruída e com as paredes cada vez mais perto, não lhe 7º 1ª restava outra solução senão mergulhar. Mas o fundo do lago era escuro. Búzio [Orientação: estava com medo. De repente, uma das pedras da parede que se deslocava veio Dr. Nuno na sua direção. Bateu-lhe na nuca e ele tombou desmaiado no lago. Soares] Do outro canto do lago, estava Estrela que teve um mau pressentimento e foi logo a correr pedir às suas amigas estrelas do céu para descobrirem lá de cima onde este se encontrava. Disseram-lhe que Búzio estava do outro lado do lago desmaiado. 7º 5ª Estrela apressou-se a socorrê-lo. Quando chegou, bastou dar-lhe um beijo na [Orientação: testa para ele acordar refeito. Entretanto, sem quê nem porquê, veio uma cheia que Dr.ª Anabela os levou para o fundo do lago. Ferreira] Mas, felizmente, lá estava o peixe vermelho, atento, pronto a salvá-los. Cheio de coragem, com as suas longas barbatanas, abraçou o par, trazendo-o suavemente à superfície. À tona da água, Búzio e Estrela olharam-se meigamente nos olhos, felizes por estarem vivos. E o que é que pensam que aconteceu a este tão apaixonado par? O destino ter-lhe-á guardado o maior tesouro que se pode imaginar. 7º 6ª [Orientação: Dr.ª Graciela Nunes] Mas deixemos o destino para mais tarde. Búzio e Estrela repararam que a seus pés estava a cobra que tinha mergulhado no lago. A cobra estava a crescer. A felicidade do casal passou a medo. Os dois correram para o que lhes pareceu ser a entrada de uma gruta. Chegaram à gruta cada vez mais ansiosos. Mas havia qualquer coisa de estranho: o chão era húmido e do teto saíam umas estalactites que lembravam uns dentes afiados. Hesitaram e olharam em redor. A cobra continuava a crescer. Apanhou-os, envolveu-os e começou a estrangulá-los. Búzio procurou, desesperadamente, um instrumento afiado. Conseguiu agarrar uma pedra e feriu a cobra. Esta rebentou como um balão. Entre os restos da cobra encontraram uma chave. A Estrela pegou na chave e eles procuraram sair calmamente dali. Olharam em frente e viram um brilho. - Seria o sol? Ou era ouro? 7º 2ª [Orientação: Dr. Nuno Soares] SEMANA DA LEITURA | 40 anos de abril: refazer a revolução | Biblioteca Escolar | 17 – 21 de fevereiro de 2014 2

Add a comment

Related presentations

Related pages

Conto textocompletodef2 - Education

Conto textocompletodef2. by biblioteca-gil-vicente. on Jun 22, 2015. Report Category: Education
Read more

Copromancia - Conto - Documents - DOCSLIDE.COM.BR

Conto textocompletodef2 1. ContoC7º ANOoletivoPORTUGUÊSSEMANA DA LEITURA 40 anos de abril: refazer a revolução Biblioteca Escolar | 17 ...
Read more