Conhecendo Melhor O Linux

33 %
67 %
Information about Conhecendo Melhor O Linux

Published on May 20, 2008

Author: tenentblueberry

Source: slideshare.net

Description

Esta apresentação foi feita primeiro pensando no meu local de trabalho (uma escola), e o público-alvo, que são professores resistentes ao pinguim. Portanto, há a necessidade de cortar alguns slides, que não tem sentido.
Aceito sugestões de como melhorar, e/ou organizar melhor a apresentação.

Esse é o meu retorno à comunidade, peguei umas 10 apresentações aqui e montei essa. Espero que gostem!

Conhecendo melhor o Linux Ricardo Jurczyk Pinheiro

Ricardo Jurczyk Pinheiro

O que é esse tal de Linux? Sistema operacional de código aberto, baseado em Unix. Kernel monolítico, mantido por Linus Torvalds e muitos outros ao redor do mundo (desde 1991). Um conjunto de programas, cada vez maior! Versão atual do kernel: 2.6.25.2 (12/05/2008) Licença de uso – GPL. ”O sistema do pinguim” (Tux).

Sistema operacional de código aberto, baseado em Unix.

Kernel monolítico, mantido por Linus Torvalds e muitos outros ao redor do mundo (desde 1991).

Um conjunto de programas, cada vez maior!

Versão atual do kernel: 2.6.25.2 (12/05/2008)

Licença de uso – GPL.

”O sistema do pinguim” (Tux).

Unix 1965 – Desenvolvimento do Multics Empresas e governo. 1969 – Desenvolvimento do Unics, pelo Bell Labs, da AT&T Ritchie e Thompson. Assembly, depois B, e finalmente C. 1973 – Unix forma forma, em C. 1975 – Unix ganha o mundo, graças à lei anti-truste.

1965 – Desenvolvimento do Multics

Empresas e governo.

1969 – Desenvolvimento do Unics, pelo Bell Labs, da AT&T

Ritchie e Thompson.

Assembly, depois B, e finalmente C.

1973 – Unix forma forma, em C.

1975 – Unix ganha o mundo, graças à lei anti-truste.

Filosofia do Unix (Quase) tudo é arquivo. Os programas devem ter uma função bem-definida e devem fazê-la bem. Os programas devem aceitar a entrada-padrão (teclado) e a saída-padrão (tela). Os programas devem poder ser ”conectados” entre si, por ”dutos” (pipes). Há uma separação rigorosa entre o modo usuário e o modo kernel.

(Quase) tudo é arquivo.

Os programas devem ter uma função bem-definida e devem fazê-la bem.

Os programas devem aceitar a entrada-padrão (teclado) e a saída-padrão (tela).

Os programas devem poder ser ”conectados” entre si, por ”dutos” (pipes).

Há uma separação rigorosa entre o modo usuário e o modo kernel.

Exemplos de sistemas UNIX Comerciais: Sun Solaris, IBM AIX, HP-UX, SGI IRIX, Coherent, Mac OS X, etc. Gratuitos: ” Família” BSD: NetBSD, OpenBSD, FreeBSD, etc. Tropix, Uzix, etc. Muitos outros: Hoje em dia há mais de 50 sistemas ”padrão Unix” - seguem o padrão POSIX, determinado pela IEEE.

Comerciais:

Sun Solaris, IBM AIX, HP-UX, SGI IRIX, Coherent, Mac OS X, etc.

Gratuitos:

” Família” BSD: NetBSD, OpenBSD, FreeBSD, etc.

Tropix, Uzix, etc.

Muitos outros: Hoje em dia há mais de 50 sistemas ”padrão Unix” - seguem o padrão POSIX, determinado pela IEEE.

Projeto GNU Richard M. Stallman Pesquisador do MIT (Laboratório de IA) Longa tradição hacker. Trocar programas como se trocam receitas de bolo. Insatisfeito com as mudanças (Brigas na Justiça pela propriedade do Unix, código fechado, etc) 1983 - Manifesto GNU (GNU Not Unix) Objetivo: Sistema operacional completamente livre, baseado em Unix.

Richard M. Stallman

Pesquisador do MIT (Laboratório de IA)

Longa tradição hacker.

Trocar programas como se trocam receitas de bolo.

Insatisfeito com as mudanças (Brigas na Justiça pela propriedade do Unix, código fechado, etc)

1983 - Manifesto GNU (GNU Not Unix)

Objetivo: Sistema operacional

completamente livre, baseado em Unix.

Linux: Linus Torvalds Aluno de Ciência da Computação (Universidade de Helsinki). 1991 (outubro) – kernel versão 0.02. Primeira versão disponível a todos. Objetivo: Only for fun (”Só de farra”). Uso de ferramentas GNU – por isso GNU/Linux. GPL - Licença de uso – ”(...) amarrei minhas próprias mãos para garantir a liberdade do Linux(...)”

Linus Torvalds

Aluno de Ciência da Computação

(Universidade de Helsinki).

1991 (outubro) – kernel versão 0.02.

Primeira versão disponível a todos.

Objetivo: Only for fun (”Só de farra”).

Uso de ferramentas GNU – por isso GNU/Linux.

GPL - Licença de uso – ”(...) amarrei minhas próprias mãos para garantir a liberdade do Linux(...)”

Licenças Toda produção intelectual é (ou deve ser) regida por uma licença de uso. Define direitos e deveres. Creative Commons - artes. Com software, não poderia ser diferente: Licenças comerciais (EULA) Licenças do tipo shareware, freeware, ad-ware, etc. Licenças open-source (quase 70!): GPL, LGPL, Apache, MS-PL, MPL, Artística, etc.

Toda produção intelectual é (ou deve ser) regida por uma licença de uso.

Define direitos e deveres.

Creative Commons - artes.

Com software, não poderia ser diferente:

Licenças comerciais (EULA)

Licenças do tipo shareware, freeware, ad-ware, etc.

Licenças open-source (quase 70!):

GPL, LGPL, Apache, MS-PL, MPL, Artística, etc.

Software Livre Uma questão de liberdade, não de preço. ”Free as in free speech , not as in free beer .” Quatro liberdades: Usar o programa para o que quiser. Estudar o programa e aprender com ele. Modificar o programa para os seus propósitos. Distribuí-lo da mesma forma que você o recebeu. As modificações feitas continuam livres.

Uma questão de liberdade, não de preço.

”Free as in free speech , not as in free beer .”

Quatro liberdades:

Usar o programa para o que quiser.

Estudar o programa e aprender com ele.

Modificar o programa para os seus propósitos.

Distribuí-lo da mesma forma que você o recebeu.

As modificações feitas continuam livres.

Distribuições Kernel Linux + ferramentas GNU + programas. Feitas por empresas, uma pessoa ou um grupo de pessoas. Personalização: Empacotamento, suporte, preço, arquiteturas suportadas, público-alvo, etc. Muitas centenas de distribuições. Exemplos: Fedora, Ubuntu, Gentoo, Mandriva, Slackware, Debian, CentOS, openSUSE, Kurumin, Damn Small Linux, etc.

Kernel Linux + ferramentas GNU + programas.

Feitas por empresas, uma pessoa ou um grupo de pessoas.

Personalização:

Empacotamento, suporte, preço, arquiteturas suportadas, público-alvo, etc.

Muitas centenas de distribuições.

Exemplos: Fedora, Ubuntu, Gentoo, Mandriva, Slackware, Debian, CentOS, openSUSE, Kurumin, Damn Small Linux, etc.

Algumas personalidades do SL Rasmus Lerdorf Dinamarca PHP Miguel de Icaza México GNOME/Mono Alan Cox Escócia Linux Kernel Brian Behlendorf EUA Apache Alexandre Oliva Brasil GCC Aurélio Vargas: Brasil Shell e sed Djalma Valois Brasil CIPSGA Augusto Campos: Brasil BR-Linux.org Júlio Cesar Neves Brasil Shell script

Onde tem Linux por aí? Servidores e desktops Clusters de alto desempenho Top500.org – 85,2% dos supercomputadores rodam Linux. Sistemas embarcados Celulares, Internet tablets, smartphones Android (Google), Motorola, OpenMoko ”20% dos celulares terão Linux em 2013” (IT Web, 24/04/08)

Servidores e desktops

Clusters de alto desempenho

Top500.org – 85,2% dos supercomputadores rodam Linux.

Sistemas embarcados

Celulares, Internet tablets, smartphones

Android (Google), Motorola, OpenMoko

”20% dos celulares terão Linux em 2013”

(IT Web, 24/04/08)

Exemplos de uso do Linux Estimativa: 55% da Internet roda sobre Linux. Prefeituras de Munique e Viena. Sistema educacional suíço. Governos francês, espanhol, etc. Dell, HP, Asus – micros com Linux instalado. Fórmula-1: McLaren, Ferrari, Renault. IBM, Intel, AMD, Google, Oracle, Shell, Pixar, Boeing, Nokia, Motorola, Sony, Cisco, Novell, HP, NASA, etc.

Estimativa: 55% da Internet roda sobre Linux.

Prefeituras de Munique e Viena.

Sistema educacional suíço.

Governos francês, espanhol, etc.

Dell, HP, Asus – micros com Linux instalado.

Fórmula-1: McLaren, Ferrari, Renault.

IBM, Intel, AMD, Google, Oracle, Shell, Pixar, Boeing, Nokia, Motorola, Sony, Cisco, Novell, HP, NASA, etc.

Exemplos de uso no Brasil Governo Federal Programa ”Computador para Todos” Ministérios, estatais, etc. Governos estaduais São Paulo – telecentros Forças Armadas. Empresas (alguns exemplos): Casas Bahia, Ricardo Eletro, Itaú, HSBC, Saraiva, Cobra, Caixa Econômica, ABN, Carrefour, BB, etc.

Governo Federal

Programa ”Computador para Todos”

Ministérios, estatais, etc.

Governos estaduais

São Paulo – telecentros

Forças Armadas.

Empresas (alguns exemplos):

Casas Bahia, Ricardo Eletro, Itaú, HSBC, Saraiva, Cobra, Caixa Econômica, ABN, Carrefour, BB, etc.

Por que usar Linux? Código disponível – aprendizado por exemplo. Muitas aplicações. Distribuição Debian - Mais de 15.000 pacotes disponíveis via Internet para serem instalados. Seguro – o código-fonte está disponível. ”Linux é preservado em evento onde Windows e Mac OS foram invadidos” (Br-Linux, 30/03/08) Uso de padrões abertos. Rápido e escalável.

Código disponível – aprendizado por exemplo.

Muitas aplicações.

Distribuição Debian - Mais de 15.000 pacotes disponíveis via Internet para serem instalados.

Seguro – o código-fonte está disponível.

”Linux é preservado em evento onde Windows e Mac OS foram invadidos” (Br-Linux, 30/03/08)

Uso de padrões abertos.

Rápido e escalável.

Por que usar Linux? (cont.) Confiável. ”Bolsa Mercantil de Chicago movimenta US$ 1,2 quatrilhão usando 4000 servidores Linux” (Br-Linux, 23/04/08) Custo do software: Zero. Muitas opções para suporte, pago ou gratuito. Cada vez mais fácil de instalar e de usar. Farta documentação. Alternativa crescente no mercado.

Confiável.

”Bolsa Mercantil de Chicago movimenta US$ 1,2 quatrilhão usando 4000 servidores Linux” (Br-Linux, 23/04/08)

Custo do software: Zero.

Muitas opções para suporte, pago ou gratuito.

Cada vez mais fácil de instalar e de usar.

Farta documentação.

Alternativa crescente no mercado.

Por que (ainda) não usar Linux? Nem tudo é perfeito. Algumas aplicações não são tão completas como os seus equivalentes comerciais. Área de design é a que tem mais carência. Constante desenvolvimento e aperfeiçoamento. Falta de aplicações populares nativas para Linux. ”Photoshop tops "most wanted" Linux app list” (DesktopLinux, 01/02/2006)

Nem tudo é perfeito.

Algumas aplicações não são tão completas como os seus equivalentes comerciais.

Área de design é a que tem mais carência.

Constante desenvolvimento e aperfeiçoamento.

Falta de aplicações populares nativas para Linux.

”Photoshop tops "most wanted" Linux app list” (DesktopLinux, 01/02/2006)

Por que (ainda) não usar Linux? (cont.) Falta de interesse de fabricantes de hardware de fazerem drivers para Linux. ”Decola o projeto de desenvolvimento gratuito de drivers para Linux” (Br-Linux, 29/07/07) Poucos jogos ditos populares .

Falta de interesse de fabricantes de hardware de fazerem drivers para Linux.

”Decola o projeto de desenvolvimento gratuito de drivers para Linux” (Br-Linux, 29/07/07)

Poucos jogos ditos populares .

”Mas não tem programas...”

Por que o Linux não é tão popular no Brasil? Cultura de ”pirataria”: Copie e seja ilegal. Lei de Gérson? Resistência à novidade. Medo de fazer besteira no computador. WUBI – Instalador do Ubuntu no Windows. O pecado mortal da preguiça . ”Se é gratuito, então não presta”.

Cultura de ”pirataria”: Copie e seja ilegal.

Lei de Gérson?

Resistência à novidade.

Medo de fazer besteira no computador.

WUBI – Instalador do Ubuntu no Windows.

O pecado mortal da preguiça .

”Se é gratuito, então não presta”.

Um pensamento sobre isso... ”Usuário é engraçado... Usa Windows, com todos os seus problemas: vírus, spywares, falhas de segurança, travamentos e outros. Aí vai usar Linux. Na primeira dificuldade diz que Linux não presta e volta para o Windows!” Piter Punk, da comunidade Slackware-BR.

”Usuário é engraçado... Usa Windows, com todos os seus problemas: vírus, spywares, falhas de segurança, travamentos e outros. Aí vai usar Linux. Na primeira dificuldade diz que Linux não presta e volta para o Windows!”

Piter Punk, da comunidade

Slackware-BR.

Movimentos no mercado ”Adobe inicia abertura de formatos de arquivo do Flash” (Br-Linux, 2/05/08) ”(...)Sun diz que Java vai ser completamente código aberto no final do ano” (Br-Linux, 29/04/08) ”Adotamos Linux lentamente, admite governo” (Info, 18/04/2008) ”Infraero anuncia adoção do BrOffice” (Br-Linux, 22/04/08)

”Adobe inicia abertura de formatos de arquivo do Flash” (Br-Linux, 2/05/08)

”(...)Sun diz que Java vai ser completamente código aberto no final do ano” (Br-Linux, 29/04/08)

”Adotamos Linux lentamente, admite governo” (Info, 18/04/2008)

”Infraero anuncia adoção do BrOffice” (Br-Linux, 22/04/08)

Movimentos no mercado (cont.) ”(...)Desenvolvedores e profissionais em software livre recebem até 40% mais” (Br-Linux, 20/04/08) ”Ingex: o projeto multimídia de código aberto da BBC” (Br-Linux, 14/04/08) ”Yahoo aposta suas fichas em estratégia de código aberto” (Computerworld, 12/05/08) ”Linux avança no setor corporativo” (IT World, 2/05/08)

”(...)Desenvolvedores e profissionais em software livre recebem até 40% mais” (Br-Linux, 20/04/08)

”Ingex: o projeto multimídia de código aberto da BBC” (Br-Linux, 14/04/08)

”Yahoo aposta suas fichas em estratégia de código aberto” (Computerworld, 12/05/08)

”Linux avança no setor corporativo” (IT World, 2/05/08)

Futuro – alguns destinos Mobilidade. Cada vez mais aplicações web Diminuição da importância do sistema operacional do cliente. ”O futuro é livre” (IBM). A ressureição dos mainframes – a IBM está trocando 3900 servidores por 33 mainframes internamente – tudo rodando Linux.

Mobilidade.

Cada vez mais aplicações web

Diminuição da importância do sistema operacional do cliente.

”O futuro é livre” (IBM).

A ressureição dos mainframes – a IBM está trocando 3900 servidores por 33 mainframes internamente – tudo rodando Linux.

Afinal, como esse pessoal paga as contas? Foco no serviço, e não no produto. O software é livre, mas o suporte pode ser pago! Exemplo: Canonical (Ubuntu)

Foco no serviço, e não no produto.

O software é livre, mas o suporte pode ser pago!

Exemplo: Canonical (Ubuntu)

Afinal, como esse pessoal paga as contas? (cont.) Não gostou dos preços? É só ir atrás de outra empresa que faça o mesmo. Desenvolvimento Desenvolvimento para ambientes específicos (aplicações embarcadas). Customizações de aplicações e distribuições para clientes específicos. Criação de software (livre ou proprietário) que funcione em cima de software livre. Certificação e treinamento.

Não gostou dos preços? É só ir atrás de outra empresa que faça o mesmo.

Desenvolvimento

Desenvolvimento para ambientes específicos (aplicações embarcadas).

Customizações de aplicações e distribuições para clientes específicos.

Criação de software (livre ou proprietário) que funcione em cima de software livre.

Certificação e treinamento.

Interface gráfica ”Ah, aqueles desenhos engraçados...” Facilitar a interação entre o homem e a máquina. Uso de mouse, ícones, janelas, entre outros elementos. No Unix: Modelo cliente-servidor Servidor gráfico interage com um gerenciador de janelas Conexões via TCP/IP – como se fosse numa rede.

”Ah, aqueles desenhos engraçados...”

Facilitar a interação entre o homem e a máquina.

Uso de mouse, ícones, janelas, entre outros elementos.

No Unix:

Modelo cliente-servidor

Servidor gráfico interage com um gerenciador de janelas

Conexões via TCP/IP – como se fosse numa rede.

KDE Versão 4.04 Completo Fácil de usar Biblioteca Qt (TrollTech)

Versão 4.04

Completo

Fácil de usar

Biblioteca Qt (TrollTech)

GNOME Versão 2.22 Simples Limpo Biblioteca GTK+

Versão 2.22

Simples

Limpo

Biblioteca GTK+

Outros Desktops XFCE Gerenciadores de janelas Blackbox IceWM Enlightenment FVWM WindowMaker (made in Brazil) Quase 100. É só escolher um.

Desktops

XFCE

Gerenciadores de janelas

Blackbox

IceWM

Enlightenment

FVWM

WindowMaker (made in Brazil)

Quase 100. É só escolher um.

Ubuntu Mark Shuttleworth África do Sul Milionário Primeiro africano no espaço. Ubuntu = palavra zulu que significa ”humanidade através de outros”. Canonical Empresa que apóia o desenvolvimento do Ubuntu. Objetivo: ” Linux para seres humanos ”

Mark Shuttleworth

África do Sul

Milionário

Primeiro africano no espaço.

Ubuntu = palavra zulu que significa ”humanidade através de outros”.

Canonical

Empresa que apóia o desenvolvimento do Ubuntu.

Objetivo: ” Linux para seres humanos ”

Ubuntu (cont.) Uso do GNOME como interface gráfica. 2 lançamentos por ano, suporte por 18 meses. 1 CD-ROM, com o sistema e aplicações (SL) selecionadas. Variações: Kubuntu (KDE), Xubuntu (máquinas lentas), Edubuntu (educação), Ubuntu Studio (multimídia), Mythbuntu (media center), etc. Atual: Ubuntu 8.04 (Hardy Heron)

Uso do GNOME como interface gráfica.

2 lançamentos por ano, suporte por 18 meses.

1 CD-ROM, com o sistema e aplicações (SL) selecionadas.

Variações:

Kubuntu (KDE), Xubuntu (máquinas lentas), Edubuntu (educação), Ubuntu Studio (multimídia), Mythbuntu (media center), etc.

Atual: Ubuntu 8.04 (Hardy Heron)

Situação atual na ETER Em torno de 40 programas instalados:

Em torno de 40 programas instalados:

Uso de SL na escola - servidores Atual (alguns exemplos): Ubuntu Linux (sistema operacional) Banco de dados (MySQL e PostgreSQL). Servidor de arquivos para Windows (Samba). Proxy para Internet (Squid). Scripts de manutenção e automatização. Futuro (algumas idéias): Mensagem instantânea (Jabber). Grupos de trabalho (eGroupware). Wikis (dokuwiki, tikiwiki, phpwiki).

Atual (alguns exemplos):

Ubuntu Linux (sistema operacional)

Banco de dados (MySQL e PostgreSQL).

Servidor de arquivos para Windows (Samba).

Proxy para Internet (Squid).

Scripts de manutenção e automatização.

Futuro (algumas idéias):

Mensagem instantânea (Jabber).

Grupos de trabalho (eGroupware).

Wikis (dokuwiki, tikiwiki, phpwiki).

Uso de SL na escola – desktops Atual (alguns exemplos) Ubuntu Linux em todas as máquinas (dual-boot). Live CD customizado para instalar as máquinas. Vários SL na instalação do Windows - o mais conhecido é o Firefox. Futuro: Aumentar o uso de SL para Windows, substituindo o que for possível. Aumentar o uso do Linux como base para ferramenta de ensino.

Atual (alguns exemplos)

Ubuntu Linux em todas as máquinas (dual-boot).

Live CD customizado para instalar as máquinas.

Vários SL na instalação do Windows -

o mais conhecido é o Firefox.

Futuro:

Aumentar o uso de SL para Windows, substituindo o que for possível.

Aumentar o uso do Linux como base para ferramenta de ensino.

Foco no ensino Ensinemos o conceito, não a ferramenta. Ensinar o aluno a ”pescar”, não a manejar um tipo de vara, anzol e molinete. Suíça: ”(...) o motivo da mudança é a busca de melhores práticas para a educação.” Distribuições específicas para educação: Edubuntu, Freeduc, MIL, etc. Soluções ao redor do mundo: Austrália: ComputerBank México: RedScolar

Ensinemos o conceito, não a ferramenta.

Ensinar o aluno a ”pescar”, não a manejar um tipo de vara, anzol e molinete.

Suíça: ”(...) o motivo da mudança é a busca de melhores práticas para a educação.”

Distribuições específicas para educação: Edubuntu, Freeduc, MIL, etc.

Soluções ao redor do mundo:

Austrália: ComputerBank

México: RedScolar

E o que a gente faz? Treinamento Estudo Pesquisa Aprendizado – afinal, somos professores, né? E como a gente começa?

Treinamento

Estudo

Pesquisa

Aprendizado – afinal, somos professores, né?

E como a gente começa?

Um último pensamento ”Acredito que as pessoas com os ideais mais elevados estão interessadas em código aberto, e são essas pessoas que têm as maiores motivações para colocar seus talentos tecnológicos para trabalhar em benefício do mundo. (...) Mas também não significa que elas sejam contra fazer dinheiro.” Steve Wozniak, co-fundador da Apple.

”Acredito que as pessoas com os ideais mais elevados estão interessadas em código aberto, e são essas pessoas que têm as maiores motivações para colocar seus talentos tecnológicos para trabalhar em benefício do mundo. (...) Mas também não significa que elas sejam contra fazer dinheiro.”

Steve Wozniak, co-fundador da Apple.

Sites úteis: http://br-linux.org http://www.ubuntubrasil.org http://www.ibm.com/linux http://www.iti.br http://www.linuxalt.com/ http://www.vivaolinux.com.br http://www.slideshare.net

http://br-linux.org

http://www.ubuntubrasil.org

http://www.ibm.com/linux

http://www.iti.br

http://www.linuxalt.com/

http://www.vivaolinux.com.br

http://www.slideshare.net

Fim Chega, né?

Chega, né?

Add a comment

Related presentations

Related pages

Conhecendo Melhor O Linux - Technology

Esta apresentação foi feita primeiro pensando no meu local de trabalho (uma escola), e o público-alvo, que são professores resistentes ao pinguim.
Read more

Conhecendo o Linux - YouTube

Conhecendo o Linux spiketec. Subscribe Subscribed Unsubscribe 46 46. Loading ... Qual é o melhor sistema operacional da atualidade? - Duration ...
Read more

Conhecendo o DuZeru T.I [Dica] - Viva o Linux

Conhecendo o DuZeru T.I. Recentemente, um grupo de brasileiros criou o DuZeru, ... Criando um roteador com o Linux. Assistir TV Online pelo Linux
Read more

Aula - Conhecendo o Linux - YouTube

Aula - Conhecendo o Linux VideoAulasIFC Videira. Subscribe Subscribed Unsubscribe 123 123. Loading... ... Conhecendo o Linux - Duration: 36:23.
Read more

Conhecendo melhor o PHP [Dica] - vivaolinux.com.br

Vale a pena aprender PHP? . Essa foi a pergunta levantada em sala de aula, segundo a opinião de um sujeito o PHP é uma linguagem fácil de aprender e ...
Read more

Conhecendo o Linux…

Conhecendo o Linux quarta-feira, 18 de julho de 2007. ... Escolher um linux. Qual o melhor? Mais fácil de usar? Como preparar meu PC para o linux?
Read more

Conhecendo o Knoppix/Apresentando o Knoppix - Wikilivros

Conhecendo o Knoppix/Apresentando o Knoppix. ... melhor. Para o desempenho típico, ... Linux é o kernel.
Read more

Conhecendo melhor o FreeBSD e a história ... - BR-Linux.org

À luz do artigo “Linux e BSDs“, do final da semana passada (aquele que lembrou a afirmação de Linus Torvalds sobre a possibilidade de nem ter havido ...
Read more

Projeto Conhecendo o Linux | LinkedIn

View Projeto Conhecendo o Linux’s professional profile on LinkedIn. LinkedIn is the world's largest business network, helping professionals like Projeto ...
Read more