Como orar de modo correto

50 %
50 %
Information about Como orar de modo correto
Spiritual-Inspirational

Published on October 21, 2018

Author: hfcblog

Source: authorstream.com

Apresentação do PowerPoint: 18/10/18 20:00:44 Como orar de modo correto Pesquisa e Formatação Música: The third act -Ernesto Cortazar Transição manual dos Slides HELIO CRUZ Apresentação do PowerPoint: Dizem que o católico reza; que o protestante ora, e que o espírita faz prece. Na realidade, prece, oração, reza, são palavras sinônimas, e que representam um pensamento endereçado ao Alto. Pode ter por objeto um pedido, um agradecimento, ou uma glorificação (louvação). Louvar é reconhecer e enaltecer a Deus por tudo o que Ele criou. Significa aceitar com alegria tudo o que nos rodeia, que, no tocante à participação do Senhor em nossa vida, é sempre justo, equilibrado e perfeito. No tocante à prece de pedido, eis algo que todos fazemos, mas são poucos, em verdade, os que sabemos fazê-lo, o que nos leva geralmente a pedir a Deus aquilo que não se deve. Não devemos pedir, por exemplo, o afastamento da dor, mas as forças e a compreensão para suportá-la. Apresentação do PowerPoint: É bom que nos lembremos de agradecer também a Deus a bênção da vida, a família que temos, os amigos que nos rodeiam, a saúde e as oportunidades que Ele nos concede todos os dias com a generosidade e a paciência de um verdadeiro Pai. Podemos orar por nós mesmos ou por outrem, pelos vivos ou pelos mortos. As preces feitas a Deus escutam-nas os Espíritos incumbidos da execução de suas vontades; as que se dirigem aos bons Espíritos são reportadas a Deus. A prece é o traço de união entre a Terra e o Céu. A oração é uma força em nossa vida. A principal obra da doutrina espírita, O Livro dos Espíritos, dedica um capítulo inteiro à prece, definindo esta como um legítimo ato de adoração ao Criador da vida, cuja importância para nós é muito grande e bem superior à que geralmente imaginamos. Apresentação do PowerPoint: “Orar a Deus, ensina o Espiritismo, é pensar n’Ele; é aproximar-se d’Ele; é pôr-se em comunicação com Ele.” (O Livro dos Espíritos, item 659.). Oração é emanação do pensamento bem direcionado, rico em conteúdos vibratórios que se expande até sincronizar-se com ondas semelhantes. A prece nos coloca, portanto, em relação mental com o ser a quem nos dirigimos. Também ensina-nos O Evangelho Segundo o Espiritismo que “a prece é uma invocação, mediante a qual o homem entra, pelo pensamento, em comunicação com o ser a quem se dirige”. Ensinada pelo Cristo e pelos instrutores espirituais, a prece é, em verdade, uma manifestação da alma em busca da Presença Divina, uma espécie de conversa com o Criador ou com seus prepostos, e por isso deve ser despida de todo e qualquer formalismo. Apresentação do PowerPoint: A prece deve ser o primeiro ato no nosso retorno às atividades de cada dia e, em face disso, cultivado diariamente. A oração fazia parte das rígidas disciplinas do culto judaico. Os judeus rezavam duas vezes por dia, mais ou menos às 9 e 13 horas, postados em direção a Jerusalém. Na cidade santa, voltavam-se para o Templo. Muitos faziam dessa prática um recurso de ostentação e religiosidade (é bem mais fácil aparentar contrição do que viver os princípios religiosos). Achavam que através do culto exterior se habilitariam ao recebimento das graças, divinas, esquecendo-se de que a religião visa principalmente à renovação moral do indivíduo. Jesus referia-se a eles como sepulcros caiados, brancos por fora e cheios de podridão por dentro! Uma imagem forte, mas real. Não há nada mais lamentável do que a falsa religiosidade! Apresentação do PowerPoint: Jesus também contou esta parábola a alguns que punham a sua confiança em si mesmos, como sendo justos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo para orar; um era fariseu, publicano o outro. O fariseu, conservando-se de pé, orava assim, consigo mesmo: Meu Deus, rendo-vos graças por não ser como os outros homens, que são ladrões, injustos e adúlteros, nem mesmo como esse publicano. Jejuo duas vezes na semana; dou o dízimo de tudo o que possuo. O publicano, ao contrário, conservando-se afastado, não ousava, sequer, erguer os olhos ao céu; mas batia no peito, dizendo: Meu Deus, tem piedade de mim, que sou um pecador. Declaro-vos que este voltou para a sua casa, justificado, e o outro não; porquanto, aquele que se eleva será rebaixado e aquele que se humilha será elevado. ( LUCAS, cap. XVIII, vv. 9 a 14). Apresentação do PowerPoint: No cotidiano, encontramos muitas pessoas que dizem orar e não conseguirem êxito nas suas preces. Mas, isso tem explicação, e a explicação é muito simples. A oração é, antes de mais nada, uma concentração do pensamento. Certamente, essas criaturas que se queixam não costumam orar, não têm o hábito da oração. Elas só resolvem orar, quando a situação aperta, quando a coisa fica muito difícil. Por isso, fica evidente que o seu pensamento está concentrado nas suas dificuldades. O seu pensamento está concentrado, não naquilo que elas querem, mas, naquilo que elas não querem. Oração não é um amontoado de palavras que nós pronunciamos; a oração não é um passe de mágica; a oração tem que ser sentida, e não falada. Nós só devemos usar palavras na oração, para ajudar na concentração do pensamento. Apresentação do PowerPoint: Mas não são as palavras que determinam a eficácia de uma oração. Para tentar entender, vamos dar um exemplo muito simples de como funciona a oração. Tudo no Universo é vibração. Aqui na Terra nós temos vários níveis de vibração, desde aqueles muito densos, muito baixos, até aqueles mais sutis, mais elevados. Conforme o nosso padrão de pensamento, sentimento, e energia, nós sintonizamos com um determinado nível de vibração, mais alto ou mais baixo. Tudo que nós queremos na oração é nos elevar. Então, nós temos que nos desligar dos nossos problemas, das nossas aflições, das nossas preocupações, e perturbações. Quem sabe meditar, entra naturalmente num estado propício para a oração, um estado que facilita a oração. Quem não sabe meditar, mas tem o hábito da oração, poderá ter desenvolvido, com o tempo, um reflexo condicionado. Apresentação do PowerPoint: A pessoa se prepara para orar e já vai se elevando. Na metade da oração ele já se eleva automaticamente. Por que é preciso se elevar? Porque quanto mais alto, quanto mais afastado da matéria densa, mais leve nós nos sentimos, mais espitualizados; com pensamentos bons. Cada nível de vibração é ocupado pelo pensamento de milhões e milhões de Espíritos encarnados e desencarnados. Quando nós conseguimos elevar a nossa vibração nós entramos em contato com os pensamentos, sentimentos e energias dos Espíritos mais elevados, daí nós sermos automaticamente influenciados por eles, e podemos eventualmente ser ajudados por eles. Quando nós pedimos ajuda em oração, então é bom nós sabermos se ela será ouvida. A nossa oração só será ouvida, ou melhor, só será percebida pelos Espíritos que podem nos ajudar se nós nos elevarmos. Apresentação do PowerPoint: Se nós permanecermos preocupados, angustiados enquanto estamos orando, nós ficamos com o nível de vibração baixo, por isso, nós vamos nos sintonizar com a mente dos Espíritos encarnados e desencarnados que compartilham dessas preocupações. Como sair desse estado de preocupação e de angústia? Existem algumas técnicas. A técnica mais simples e que não exige nenhum conhecimento, é a respiração. No Oriente a respiração é levada a sério. Aqui, nós não temos a cultura de valorizar a respiração. É bom nós aprendermos a respirar corretamente; nós usamos apenas uma pequena parte da nossa capacidade respiratória. Como preparação para a oração basta respirar profundamente. É bom preenchermos primeiramente a região do abdome, a respiração diafragmática; isso dobra ou triplica a nossa capacidade de respiração. Apresentação do PowerPoint: Isso é muito bom de fazer antes de dormir, quando estamos naqueles momentos de preparação, para nos desligarmos parcialmente do plano físico. Respire bem profundamente, durante uns cinco segundos, e solte o ar bem lentamente, durante uns dez segundos. Se você repetir esse processo umas vinte vezes, você já estará o suficientemente relaxado para iniciar a oração. Por que é recomendado fazer esse exercício antes de dormir? Porque geralmente esse é o momento que nós temos de maior recolhimento. Concluída essa etapa da respiração, nós já estamos um pouco mais leve e podemos abrir o caminho para a oração. Como abrir o caminho? Agradecendo. Sempre, em qualquer circunstância, o meio mais eficaz de elevarmos o nosso pensamento, é agradecendo. Apresentação do PowerPoint: Isso é muito bom de fazer antes de dormir, quando estamos naqueles momentos de preparação, para nos desligarmos parcialmente do plano físico. Respire bem profundamente, durante uns cinco segundos, e solte o ar bem lentamente, durante uns dez segundos. Se você repetir esse processo umas vinte vezes, você já estará o suficientemente relaxado para iniciar a oração. Por que é recomendado fazer esse exercício antes de dormir? Porque geralmente esse é o momento que nós temos de maior recolhimento. Concluída essa etapa da respiração, nós já estamos um pouco mais leve e podemos abrir o caminho para a oração. Como abrir o caminho? Agradecendo. Sempre, em qualquer circunstância, o meio mais eficaz de elevarmos o nosso pensamento, é agradecendo. Apresentação do PowerPoint: Faça cada qual a sua prece de acordo com as suas convicções e da maneira que mais lhe agradar, pois um bom pensamento vale mais do que numerosas palavras que não tocam o coração”. O pensamento, sendo um fluido, é elemento condutor que, quando se expande, atua concretizando ideias e materializando expectativas. Entendo que a prece é uma necessidade universal, independente de seitas ou de religiões, e, que, na atualidade, é uma atividade esquecida por grande parte das pessoas. A prece é uma projeção do pensamento, a partir do qual irá se estabelecer uma corrente fluidica, cuja intensidade dependerá do teor vibratório de quem ora, e nisto reside o seu poder e o seu alcance. Pela prece, o homem eleva sua alma, entra em comunhão com Deus, e sente-se mais forte. Apresentação do PowerPoint: Ela é o seu sustento moral na adversidade, é o orvalho divino que tranquiliza o calor excessivo das aflições. A prece nada mais é do que a elevação do nosso pensamento à divindade. Vale dizer que a prece nunca é inútil, quando bem feita. Mas, às vezes, a nossa prece não passa do telhado da casa. Para ela chegar até o pensamento divino, nós temos que aumentar a nossa vibração. Nós temos que sentir aquilo que estamos fazendo. Por isso, é que a prece é um momento especial na nossa vida. A prece não é simplesmente um movimento dos lábios, de frases decoradas, onde as palavras mirabolantes perdem o sentido, perdendo-se, também, o pensamento. Muitos não compreendem que o valor e a eficácia da prece estão na qualidade do sentimento. Apresentação do PowerPoint: A prece eficaz não tem nada a ver com aquela ideia desgastada de que basta rogar a Deus para algo acontecer, nem tampouco com uma negociação onde trocamos graças por promessas. O essencial não é orar muito, mas orar bem. Pois, não é pela multiplicidade das palavras que seremos ouvidos, mas pela sinceridade com que fazemos a prece. Quando oramos com disposição, boa intenção e sinceridade nos ligamos às esferas superiores, recebendo delas inspiração e a força necessária para suportarmos nossas provas. A prece é a expressão de um sentimento que sempre alcança a Deus, quando ditada pelo coração de quem ora. Ela afasta os pensamentos opressivos, suaviza a angústia, alivia o sofrimento da alma. A prece que fazemos para aliviar nossas provas é um impulso natural. Apresentação do PowerPoint: Porém, temos que ter consciência de que Deus não irá modificar a natureza das nossas provas, e nem desviar-lhes o curso, pois, essas provas são necessárias para o progresso do Espírito, e devem ser suportadas até o fim. Nem sempre o que pedimos é o que realmente nos convém para a nossa evolução. Muitas pessoas que se dizem religiosas, adormecem e se levantam sem erguerem seu pensamento a Deus, como acontece com os animais, que vivem apenas a vida material. Conosco, seres humanos, isso não deveria acontecer. A razão deveria nos conduzir a uma atitude de reverência para com o nosso Pai Criador. A prece deve ser cultivada sempre, e não de vez em quando. Se você procede assim, não custa nada modificar o seu hábito. Muita Paz! Apresentação do PowerPoint: Visite o meu Blog: http://espiritual-espiritual.blogspot.com.br A serviço da Doutrina Espírita; com estudos comentados, cujo objetivo é levar as pessoas a uma reflexão sobre a vida. Leia Kardec! Estude Kardec! Pratique Kardec! Divulgue Kardec! O amanhã é sempre um dia a ser conquistado! Pense nisso!

Add a comment

Related presentations