Arte românica e gótica

50 %
50 %
Information about Arte românica e gótica

Published on September 25, 2016

Author: BrunaCamargo17

Source: slideshare.net

1. H I S T O R I A D A A R T E Arte Românica e Gótica

2. INTRODUÇÃO  Durante a Idade Média (século V ao XV), a arte europeia foi marcada por uma forte influência da Igreja Católica. Esta atuava nos aspectos sociais, econômicos, políticos, religiosos e culturais da sociedade. Logo, a arte medieval teve uma forte marca temática: a religião. Pinturas, esculturas, livros, construções e outras manifestações artísticas eram influenciados e supervisionados pelo clero católico.

3. ESTILO ROMÂNICO  Este estilo prevaleceu na Europa no período da Alta Idade Média (entre os séculos XI e XIII). Na arquitetura, principalmente de mosteiros e basílicas, prevaleceu o uso dos arcos de volta-perfeita e abóbadas (influências da arte romana). Os castelos seguiram um estilo voltado para o aspecto de defesa. As paredes eram grossas e existiam poucas e pequenas janelas. Tanto as igrejas como os castelos passavam uma ideia de construções “pesadas”, voltadas para a defesa. As igrejas deveriam ser fortes e resistentes para barrarem a entrada das “forças do mal”, enquanto os castelos deveriam proteger as pessoas dos ataques inimigos durante as guerras.

4. ESCULTURAS  A escultura românica, embora sempre de uma imaginação excepcional, está ao serviço da arquitetura.  A escultura surge, principalmente, para decorar os elementos principais dos edifícios. Decoração essa, que já não é entendida como fim em si mesma, mas sim com o objetivo didático, para instruir os que a veem.  Por exemplo, na porta das igrejas a área mais ocupada pelas esculturas era o tímpano, nome que recebe a parede semicircular que fica logo abaixo dos arcos que arrematam o vão superior da porta.  As esculturas eram imitação de formas rudes, curtas ou alongadas, ausência de movimentos naturais.

5. ILUMINURAS  Com quantidade grande de saqueadores devastando as cidades do antigo império Romano, os monastérios eram tudo que restavam entre a Europa Ocidental e o caos. Monges e freiras copiavam manuscritos, mantendo vivas a arte da ilustração em particular e a civilização ocidental em geral.  Nessa época, os rolos de papiro usados no Egito e Roma foram substituídos pelos códices de pergaminho de pele de boi ou de carneiro, feitos de páginas separadas unidas por uma das extremidades. Os manuscritos eram considerados objetos sagrados que continham a palavra de Deus e tinham desenhos inseridos nos escritos, sempre de grande beleza, da qual originou.

6. ESTILO GOTICO  O estilo gótico predominou na Europa no período da Baixa Idade Média (final do século XIII ao XV). As construções (igrejas, mosteiros, castelos e catedrais) seguiram, no geral, algumas características em comum. O formato horizontal foi substituído pelo vertical, opção que fazia com que a construção estivesse mais próxima do céu. Os detalhes e elementos decorativos também foram muitos usados. As paredes passaram a ser mais finas e de aspecto leve. As janelas apareciam em grande quantidade. As torres eram em formato de pirâmides. Os arcos de volta-quebrada e ogivas foram também recursos arquitetônicos utilizados.  Com relação às esculturas góticas, o realismo prevaleceu. Os escultores buscavam dar um aspecto real e humano às figuras retratadas (anjos, santos e personagens bíblicos).  No tocante à pintura, podemos destacar as iluminuras, os vitrais, painéis e afrescos. Embora a temática religiosa ainda prevalecesse, observa-se, no século XV, algumas características do Renascimento: busca do realismo, expressões emotivas e diversidade de cores.

7. Berlinghiero Berlinghieri  Seguia a arte românica com influências da arte bizantina. É considerado um dos principais artistas da arte da Toscana do período. Suas obras podem ser encontradas no San Matteo National Museum, em Pisa; no Museo nazionale di Villa Guinigi, em Lucca; no North Carolina Museum of Art, em Raleigh (Carolina do Norte) no Cleveland Museum of Art e no Metropolitan Museum of Art, em Nova York.

8. Mestre de Taüll E considerado o maior pintor mural do século XII na Catalunha, bem como um dos mais importantes pintores românicos da Europa. Seu principal trabalho é a igreja de São Clemente de Taüll, com a famosa abside pintada, agora transferida para o Museu Nacional de Arte da Catalunha, em Barcelona.

9. GAUDÍ Y CORNET  Arquiteto espanhol (Reus, preto de Tarragona, 1852 - Barcelona 1926). Sua obra, marcada pela influência racionalista assim como pelo gosto da arte medieval e tradição catalã, caracterizou-se por grande inventividade formal e técnica. A escolha dos materiais (tijolo, cerâmica, cimento), a organização do espaço arquitectónico

10. GIOVANNI PISANO  Escultor e arquitecto italiano (? C. 1248 - Siena após 1314). Filho e colaborador de Nicola Pisano, inspirou-se, como o pai, nos relevos antigos, mas aliou à cultura clássica um grande conhecimento da escultura gótica francesa. De 1284 a 1299 dividiu sua actividade entre a fachada da catedral de Siena e os últimos trabalhos de decoração do baptistério de Pisa. Foi o autor do púlpito de Sant´Andrea da Pistola ( terminado em 1301), num estilo atormentado, e do da catedral de Pisa (1302-1310), mais clássico.

11. Alguns exemplos de construções românicas: Basílica de São Sernin Toulose

12. Catedral e Batistério de Pisa

13. Alguns exemplos de construções baseadas na arquitetura gótica: Catedral Notre-Dame de Reims - Fraça

14. Catedral de Colônia- Alemanha

15. BIBLIOGRAFIA  http://contandoohistoria.blogspot.com.br/2012/06/ arte-romanica-e-arte-gotica.html  http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/arte_ medieval.htm  http://blackwhiteangel.blogs.sapo.pt/5464.html  http://www.historiadasartes.com/nomundo/arte- medieval/arte-romanica/  https://pt.wikipedia.org/wiki/Berlinghiero_Berling hieri

Add a comment