Apa Workshop Nov 08 Manuel D Pinheiro

43 %
57 %
Information about Apa Workshop Nov 08 Manuel D Pinheiro
Technology

Published on November 23, 2008

Author: livia.tirone

Source: slideshare.net

Description

Prof. Manuel D Pinheiro

Sistema de Certificação ambiental voluntário – Sistema LiderA Abordagem Manuel Duarte Pinheiro e Certificação Concluindo 21 de Novembro de 2008, APA Manuel Duarte Pinheiro

Tópicos abordados  Procura da sustentabilidade abrange várias dimensões; Sistema LiderA – Abordagem proposta;  Como aplicar e certificar; Abordagem e Certificação Concluindo  Concluindo. Manuel Duarte Pinheiro

Procura da sustentabilidade abrange a Abordagem e energia e outras dimensões... Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

Pressão sobre o Ambiente ! I mpacte =P opulação xA ctividade xT ecnologia Projectar para 25 a 50 Abordagem e Anos Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

Impactes Construção e Edificado 50% 29,6 % PT Edificado +4,7 % ->34,3% Construção 46 % Lisboa Edificado Energia final 90 % do Tempo no Edificado 10 a 15 anos de operação Energia Incorporada 44 % DMI (2001) DMI PT 44% Construção Materiais 33 % Industriais Construção Resíduos 30 % CO2 Edificado Emissões atmosféricas Abordagem e Certificação 18,3 % Construção Solo Edificado Perdura Concluindo por 50 anos ou 11 % Edificado (potável 74 %) Água mais Manuel Duarte Pinheiro

Procura de construção sustentável ‘Criação e gestão responsável de um ambiente construído saudável, baseado na eficiência de recursos e princípios ecológicos’ Kibert, Charles (Tampa, 1994) Actividade Produto Obra Edificado Abordagem e Gestão Ambiental Certificação Concluindo Abordagem integrada e em múltiplas Manuel Duarte Pinheiro áreas e múltiplas soluções

Desafios Necessidades Intervenções (certificação energética) ! Consumo crescente * Reduzir consumo,  Edifícios eficientes de Combustíveis Arqtª Bioclimática Fósseis  ... ! Aumento GEE * Aposta renováveis  Térmico Solar  Eólico  Fotovoltaico ... ! Consumo de água  Sistemas de * Reduzir consumo crescente redução do consumo  Aproveitamento de águas ... ... ... Abordagem ! Efeitos em múltiplas * Abordagem sectorial  Múltiplas soluções ... e vertentes... e global, incluindo Certificação conforto... Concluindo !! Efeitos ambientais * Reduzir os efeitos e  Procura de soluções elevados das assegurar o equilíbrio crescentemente actividades e do ambiental, económico e sustentáveis de forma Manuel Duarte Pinheiro edificado social integrada

Sustentabilidade na Construção ? Reduzo consumo de energia, água, materiais, ... O meu empreendimento também é Abordagem e Sustentável, é “verde” !? Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro http://www.architectstudio3d.org/AS3d/people_facehouse.html

Abordagem e Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro Pode ser necessário mais do que juntar vegetação ...

Ocupantes “ Queremos ter edifícios sustentáveis mas são muito poucos (ou não existem). “We would like to have sustainable buildings but there are very few available.” Projectistas / Construtores Investidores Nós financiaríamos edifícios sustentáveis (-) Podemos construir edifícios sustentáveis mas os promotores não pedem. “We can mas não existe procura para eles. “We build sustainable buildings, but the would fund sustainable buildings, but there developers don’t ask for them.” is no demand for them.” Ciclo Vicioso (*) Promotores Queremos edifícios sustentáveis, mas os investidores não pagam para os ter. “We would ask for sustainable buildings, but the investors won’t pay for them.” (+) Abordagem Valor Ambiental e Certificação (Sinais para o mercado e de desempenho) Concluindo Instrumentos de Avaliação, Gestão Ambiental e Certificação Manuel Duarte Pinheiro * Cadman, David Upstream Strategies, http://www.upstreamstrategies.co.uk/uploadedfiles/Vicious_Circle_of_Blame(8).pdf

Como Abordagem e Superam? Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

Utilizam Sistemas de Utilizam sistemas de Critérios New York, USA Vikki, Helsinquia Avaliação e The project will comply 20 River Terrace, with Battery Park City's Battery Park City, quot;Green Guidelines,quot; New York City using energy efficient and environmentally sound principals. Certificação da High Performance Building Guidelines, New York 1999 Tax Credit: Construção $2,709,157.6 0 Maryland, USA GMV, London, UK Abordagem e Sustentável Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

Apoiar e certificar a sustentabilidade Abordagem e Certificação na construção Concluindo ajustadas à realidade de cada Manuel Duarte Pinheiro

Sistemas Voluntários de Avaliação do Edificado (UK, USA, PT) Lista de Verificação do Projecto Sim ? Não Locais Sustentáveis 14 Pontos S Prereq 1 Erosão & Controlo da Sedimentação Requisito Crédito 1 Selecção do local 1 Redesenvolvimento Urbano (Cálculo da evolução da densidade tanto para a área do projecto como para a sua Crédito 2 1 área envolvente.) Redesenvolvimento de locais ambientalmente contaminados por actividades outrora aí existentes Crédito 3 1 (Brownfield site é a classificação atribuída pela EPA a este tipo de locais.) Crédito 4.1 Transporte Alternativo, Acessos a transportes públicos 1 Transporte Alternativo, Infraestruturas específicas para bicicletas & Infraestruturas para troca de roupa / Crédito 4.2 1 equipamento Crédito 4.3 Transporte Alternativo, Estações alternativas para abastecimento de combustíveis 1 Crédito 4.4 Transporte Alternativo, Capacidade do Parque 1 Redução dos distúrbios provocados pela construção do projecto no local, sobretudo zonas verdes, Requisitos Crédito 5.1 1 Protecção e Recuperação de Espaços Abertos Redução dos distúrbios provocados pela construção do projecto no local, Desenvolvimento da Pegada Crédito 5.2 1 Ecológica do edifício Gestão de Situações de Mau Tempo, com chuva forte. Taxa e Quantidade (Plano de redução de fluxo de água Crédito 6.1 1 em terrenos significativamente permeáveis > 50%) Gestão de Situações de Mau Tempo, com chuva forte. Tratamento (Boas práticas para remoção dos sólidos Crédito 6.2 1 suspensos totais e de fósforo total.) Crédito 7.1 Paisagem & Design exterior para reduzir zonas localizadas de calor, Superfícies sem cobertura exterior 1 Crédito 7.2 Paisagem & Design exterior para reduzir zonas localizadas de calor, Superfícies cobertas 1 Crédito 8 Redução da saída de radiação de luz directa, do local do edifício 1 Sim ? Não Eficiência na utilização de Água 5 Pontos Eficiência na utilização de Água, Redução em 50% (elevada eficiência do equipamento de irrigação e redução do Crédito 1.1 1 consumo de água potável para irrigação) Eficiência na utilização de Água, Não utilizar água potável (e.g. utilizar um sistema de captura de água da chuva) Crédito 1.2 1 ou não efectuar irrigação. Crédito 2 Tecnologias inovadoras de tratamento, no local, dos efluentes do edifício. 1 Crédito3.1 Redução na utilização de água, Redução em 20% 1 Crédito 3.2 Redução na utilização de água, Redução em 30% 1 Sim ? Não Energia & Atmosfera 17 Pontos S Prereq 1 Instruções fundamentais dos sistemas do edifício. Requisito S Prereq 2 Desempenho energético mínimo (de acordo com a regulamentação). Requisito S Prereq 3 Redução de CFC's no equipamento do sistema de ar condicionado e ventilação. Requisito Desempenho energético optmizado, Redução de 20% para edifícios novos e de 10% para edifícios existentes Crédito 1.1 2 (relativamente às normas ASHRAE/IESNA 90.1-1999, secção 11). Desempenho energético optmizado, Redução de 30% para edifícios novos e de 20% para edifícios existentes Crédito 1.2 2 (relativamente às normas ASHRAE/IESNA 90.1-1999, secção 11). Desempenho energético optmizado, Redução de 40% para edifícios novos e de 30% para edifícios existentes Crédito 1.3 2 (relativamente às normas ASHRAE/IESNA 90.1-1999, secção 11). Desempenho energético optmizado, Redução de 50% para edifícios novos e de 40% para edifícios existentes Crédito1.4 2 (relativamente às normas ASHRAE/IESNA 90.1-1999, secção 11). Desempenho energético optmizado, Redução de 60% para edifícios novos e de 50% para edifícios existentes Crédito 1.5 2 (relativamente às normas ASHRAE/IESNA 90.1-1999, secção 11). Crédito 2.1 Energias renováveis, Contribuição em 5% 1 Crédito 2.2 Energias renováveis, Contribuição em 10% 1 Crédito 2.3 Energias renováveis, Contribuição em 20% 1 Crédito 3 Instruções adicionais 1 Crédito 4 Deplecção da Camada do Ozono 1 Crédito 5 Medição & Verificação 1 Crédito 6 Energia Verde (fontes de energia renováveis) 1 Sim ? Não Materiais & Recursos 13 Pontos S Prereq 1 Recolha & Armazenamento de Materiais Recicláveis (locais específicos para) Requisito Crédito1.1 Reutilização do Edifício, Manutenção de 75% das linhas gerais de estrutura do edifício. 1 Crédito 1.2 Reutilização do Edifício, Manutenção de 100% das linhas gerais de estrutura do edifício. 1 Platina (52 – 69 pontos) Ponte da Pedra Fase II (Matosinhos) Avaliação e Ponderação Abordagem e Certificação Hotel Jardim Atlântico (Calheta, Madeira) Concluindo Verificação Manuel Duarte Pinheiro e Certificação

Resultado de I & D iniciada em 2000 Abordagem e Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

Que é? Sistema de avaliação voluntário para procura da sustentabilida de na Abordagem e Certificação Concluindo construção Manuel Duarte Pinheiro

Destina-se a: Orientar o desenvolvimento e implementação dos projectos e empreendimentos que procurem sustentabilidade Certificação da Abordagem e Certificação sustentabilidade na construção Concluindo Marca Registada Manuel Duarte Pinheiro (Classe C a A++)

Que vertentes e Abordagem áreas considerar? e Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

Vertentes e Áreas sugeridas (LiderA) • Solo • Efluentes • Qualidade do Ar Interior • Ecologia • Emissões no Ar • Conforto Térmico • Mobilidade • Resíduos Urbanos • Iluminação Natural • Paisagem • Ruído Exterior • Ruído e Acústica • Amenidades •Poluição Térmica Ambiente Localização Cargas Interior e Integração Ambientais Contribuir para a Procura da Sustentabilidade (Edificado) Consumo de Durabilidade e Gestão Ambiental Acessibilidade Recursos e Inovação • Informação Ambiental • Sistema de Gestão • Durabilidade • Energia Ambiental • Modularidade Manuel Duarte Pinheiro • Água • Inovação • Acessibilidade • Materiais

• Solo Localização e Integração • Ecologia • Mobilidade • Paisagem • Amenidades Greenwich Millenium Village, Londres Exemplo Expo 98 Abordagem e Certificação Concluindo Residência Brunsell Obie Browman Sea Ranch, Califórnia, EUA 1987 Manuel Duarte Pinheiro

Consumo de Recursos • Energia • Água • Materiais Torre Sul Arqtª Livia Tirone  BRE, Reino Unido Aldeia de Luz, Alqueva Solar XXI Estação de Campo Peneda Gerês Abordagem e BEDZED Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

Cargas Ambientais Fito ETAR Alcochete • Efluentes • Emissões no Ar • Resíduos Urbanos  • Ruído Exterior •Poluição Térmica BEDZED Abordagem Hotel Jardim e Certificação Casa Atlântico Abel Concluindo Mantero Sintra Manuel Duarte Pinheiro CCB, Lisboa

Ambiente Interior • Qualidade do Ar Interior • Conforto Térmico • Iluminação Natural • Ruído e Acústica Casa DT, Oeiras CTO, Porto Abordagem Vodafone, Escola do Crato e Certificação Lisboa Concluindo Centro Operacional de Carcavelos Casa Oásis, Faro Manuel Duarte Pinheiro BRISA

Durabilidade e Acessibilidade • Durabilidade Villa Savoye, França • Modularidade • Acessibilidade Edifício da Empresa Municipal de Águas e Casa Interactiva do Futuro, Lisboa (PT) Resíduos de Portimão (EMARP) Abordagem e Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro Parque Gulbenkian

Gestão Ambiental e Inovação • Informação Ambiental Torre Verde como o Torre Sul • Sistema de Gestão Ambiental • Inovação Hotel Jardim Atlântico Certificação ISO 14001; Rótulo Ecológico ... Estádio do Sporting de Braga Abordagem e Certificação Centro Operacional da Brisa Concluindo Carcavelos Manuel Duarte Pinheiro

Exº Ponderações por Área LiderA V1.04 CONTROLABILIDADE POLUIÇÃO TÉRMICA RUÍDO EXTERIOR AMENIDADES Desempenho energético passivo C10 PAISAGEM ACESSIBILIDADE Redução do consumo de electricidade C11 DURABILIDADE Electricidade produzida a partir de fontes renováveis C12 ACÚSTICA Redução do consumo de outras fontes de energia C13 ILUMINAÇÃO Uso de outras formas de energia renovável C14 EFLUENTES Eficiência de equipamentos C15 INOVAÇÃO Redução do consumo de água para C16 MOBILIDADE abastecimento doméstico GESTÃO AMBIENTAL Redução dos consumos de água espaços comuns e exteriores C17 RESÍDUOS Controlo dos consumos e perdas C18 EMISSÕES ATMOSFÉRICAS Utilização de águas pluviais C19 MATERIAIS Gestão das águas locais C20 ECOSSISTEMAS NATURAIS Baixa intensidade em materiais C21 CONFORTO TÉRMICO Materiais locais C22 QUALIDADE AR INTERIOR Materiais reciclados e renováveis C23 Abordagem SOLO Materiais certificados ambientalmente / Materiais de baixo impacte C24 e ÁGUA Certificação ENERGIA 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

Critérios Desempenho energético passivo C10 Redução do consumo de electricidade C11 Electricidade produzida a partir de fontes renováveis C12 Redução do consumo de outras fontes de energia C13 Uso de outras formas de energia renovável C14 Eficiência de equipamentos C15 Redução do consumo de água para C16 • Energia abastecimento doméstico • Água Redução dos consumos de água espaços comuns e exteriores Controlo dos consumos e perdas C17 C18 • Materiais Utilização de águas pluviais Gestão das águas locais C19 C20 Baixa intensidade em materiais C21 Materiais locais C22 Materiais reciclados e renováveis C23 Materiais certificados ambientalmente / Materiais de baixo impacte C24 Soluções e Níveis Desempenho Abordagem e Certificação Concluindo Desempenho Ambiental (melhoria face ao desempenho actual) Manuel Duarte Pinheiro

Como aplicar e Abordagem e Certificação Concluindo certificar ? Manuel Duarte Pinheiro

Aplicar (Novos ou Reabilitação) Decidir Projectar Implementar Orientação Avaliação Gerir Avaliar e Certificar Abordagem e Comprovar LiderA V1.02 – Torre Verde (2007) Indicadores / Indicators G F E D C B A LOCAL E INTEGRAÇÃO Certificação C1 Selecção do local (Site selection) ++ C2 Área ocupada pelo edifício (Building Footprint) (Site & Integration) C3 Funções ecológicas do solo (Soil ecological functions) • Área do solo permeável C4 Zonas naturais (Natural areas) ocupada (Pervious occupied 2 C5 Valorização ecológica (Ecological valorization) soil area): 1 225 m C6 Integração local (Local integration) C7 Amenidades locais (Local amenities) • Área zonas naturais (Natural ++ C8 Mobilidade de baixo impacte (Low impact mobility) 245 m2 areas): C9 Acesso a transportes públicos (Public transports Access) C10 Desempenho energético passivo (Passive design performance) + C11 Consumo de electricidade (Electricity consumption) Consumo de electricidade produzida a partir de fontes C12 renováveis (Electricity consumption from renewable sources) Consumo de outras fontes de energia (Other types of energy • Consumo energético real C13 + consumption) anual (Annual effective Consumo de outras formas de energia renovável energetic consumption): C14 (Other types of energy consumption from renewable sources) 2 Eficiência dos equipamentos (Equipment efficiency) 4,2 kgep/m .ano RECURSOS C15 (Resources) C16 Consumo de água potável nos espaços interiores (Water consumption in interior spaces) Consumo de água nos espaços exteriores (Water • % materiais de baixo C17 consumption in exterior spaces) impacte (% of low impact C18 Controlo dos consumos e perdas (Consumption and losses materials): Baixo (low) control) C19 Utilização de águas pluviais (Rainwater collection and use) C20 Gestão das águas locais (Local water management) • Consumo de água (Water C21 Consumo de materiais (Materials consumption) consumption): Concluindo C22 Materiais locais (Local materials) 127,44 l/hab.dia (interior) C23 Materiais reciclados e renováveis (Recycled and easily (inside) renewable materials) C24 Materiais certificados / Materiais de baixo impacte (Certified/low impact materials) C25 Caudal de águas residuais (Wastewater production) C26 Tipo de tratamento das águas residuais (Wastewater treatment) Caudal de reutilização de águas usadas (Wastewater • Caudal de águas residuais CARGAS AMBIENTAIS C27 recycling) descarregadas (wastewater: (Environmental Loads) Substâncias com potencial de aquecimento global production): 101,95 l/hab.dia C28 (GEE) (Global warming potential (GHG emissions)) Partículas e/ou Substâncias com potencial acidificante C29 (SO2, NOx) (Acidifying Potential (SO2, NOx and particles emissions)) Substâncias com potencial de afectação da camada de • Quantidade de resíduos C30 ++ ozono (CFC's) (Ozone Layer Depletion (CFCs emissions)) produzidos (waste production): C31 Produção de resíduos (Waste production) s/ informação (no information) C32 Gestão de resíduos perigosos (Hazardous waste management) C33 Reciclagem de resíduos (Recycled waste) C34 Fontes de ruído para o exterior (Noise emissions for the exterior) C35 Efeito de ilha de calor (Heat island effect) C36 Ventilação natural (Natural ventilation) Ambiente Interior C37 Emissões de COVs (VOC emissions) (Indoor Environment) C38 Micro-contaminações (Micro-contaminations) • Nível de contaminações C39 Conforto térmico (Thermal comfort) (Contaminations level): Baixo (low) + C40 Níveis de iluminação (Lighting levels) • Iluminação natural (Natural C41 Iluminação natural (Natural light) lighting): todas as divisões Isolamento acústico/Níveis sonoros (Acoustic insulation/noise principais (all main areas) C42 levels) • Conforto térmico (Thermal C43 Controlabilidade (Controllability) comfort): Bom (Good) Acessibilidade Durabilidade e C44 Adaptabilidade (Adaptability) Accessibility) Durabilidade (Durability & C45 (Durability (Lifespan)) Acessibilidade a pessoas portadoras de deficiências • Área acessível a pessoas C46 (Accessibility to disabled people) com deficiências (accessible area to disabled people): Edifício C47 Acessibilidade e interacção com a comunidade (Building) (Accessibility and relations with the community) Manuel Duarte Pinheiro Ambiental e Informação ambiental (Environmental C48 Management & (Environmental information) Inovação Gestão innovation) C49 Sistema de gestão ambiental (Environmental management • Nível do SGA (SGA level): system) sistema de monitorização C50 Inovações de práticas, soluções ou integrações (Innovation (monitoring system) in practices, solutions and integrations)

Escalas função da intervenção  Apoio no desenvolvimento de planos e projectos de construção sustentável; Edifício Eficiência energia e água Durabilidade da construção Aquecimento solar Separação na origem Fotovoltaico Uso materiais locais... Zona / Comunidade  Potenciar espaços públicos Gestão no ciclo da água e das zonas naturais Aquecimento central/Zona Armazenamento térmico Reciclagem orgânica Agricultura bio extensiva Abordagem Carpooling; Car sharing e Certificação Município  Utilizar materiais locais no espaço Concluindo público Energia Eólica Reciclagem de material inorgânica Manuel Duarte Pinheiro Mobilidade pública http://www.coldhamarchitects.com/cohousing/green_lesson.htm ...

Que níveis de desempenho Abordagem e Certificação ? Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

Exº Existem soluções que procuram “Equilíbrio” de Energia, Carbono, ... Armory, Texas, USA BEDZED, UK Abordagem e Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

A lógica integrada em desempenho crescente Eficiência e reduzir o consumo da energia (C, B e A) Procurar zero de consumo Abordagem Produtor energético, e Certificação contribuinte liquido Concluindo (bioclimático, Manuel Duarte Pinheiro renováveis, ...)

Novas dimensões Capacidades regenerativas Reduzir Melhoria contínua para menos de 25 % a Projecto contribuinte Regenerativo liquido.... Metas Sustentáveis (100% menos danos) Reduzir 25 % Melhoria Absoluta a 75 % Metas “Verdes” (Reduzir os danos) Melhoria Exº Reduzir Relativa 5 a 25 % ... Metas assentes nas práticas convencionais Manuel Duarte Pinheiro

Que níveis de desempenho ? Tecnologias Disponíveis e viáveis retorno 7 anos ou inferior Factor 10 Factor 4 90% 75% Factor 2 Melhoria 50% 37,5 Abordagem Melhoria e Certificação 25 % Concluindo Parque Oriente (Lisboa) Desempenho Reconhecimento Manuel Duarte Pinheiro Actual Plano

As primeiras certificações Abordagem e no Edificado Certificação Concluindo Manuel Duarte Pinheiro

Certificado Verso Verificação terceira

Add a comment

Related presentations

Related pages

American Psychological Association (APA)

The American Psychological Association (APA) ... APA educates the public about psychology, behavioral science and mental health; ...
Read more

National Oilwell Varco

National Oilwell Varco. Search; Regions; myNOV; Segments. ... NOV Completion & Production Solutions ... Jan 08, 2016. A Focus on Safety Read More. Jan 07, ...
Read more

The Basics of APA Style ®

This free tutorial is designed for those who have no previous knowledge of APA Style. ... Publication Manual; APA Style CENTRAL; ... The Basics of APA ...
Read more

Purdue OWL Site Map - Welcome to the Purdue University ...

Welcome to the Site Map. Purdue OWL; Writing Lab; OWL News; ... APA Style; APA Workshop. General Format. ... Chicago Manual 16th Edition;
Read more

Purdue OWL: APA Formatting and Style Guide

... second printing of the APA manual, ... APA Overview and Workshop; ... can find a complete list of all the errors in the APA's 6th edition style guide.
Read more

Home │ psychiatry.org

Learn more about Home at psychiatry.org. About APA. APA's Vision, Mission, Values, and Goals; Meet Our Organization; ... apa@psych.org ...
Read more

2016 APA Convention - American Psychological Association (APA)

... and you’ll be entered to win a FREE trip to the 2017 APA Convention in ... Call or email for general information about APA's convention, as well ...
Read more

American Planning Association

American Planning Association. Log In / Join. ID or E-mail: Password: Login Help. JOIN APA. ... Training & Workshops. Planning Education .
Read more

COURSE CONFERENCES - Payroll Education, Payroll Training ...

Congress Workshops Expo Global Payroll Forum Highlights Keynote ... Courses & Conferences. APA educational programs are developed using the highest quality ...
Read more