Abolição e Proclamação da República no Brasil - Ensino Fundamental

42 %
58 %
Information about Abolição e Proclamação da República no Brasil - Ensino Fundamental
Education

Published on March 8, 2014

Author: AlinnieSilvestreMoreira

Source: slideshare.net

Description

Textos, atividades, exercícios e vídeos para uso em sala de aula.

Abolição e República • • • A pressão inglesa pelo fim do tráfico de escravos e a Lei Eusébio de Queiros (1850), que proibia a entrada deles no Brasil, representaram um duro golpe contra a escravidão. Mas o processo que levou ao fim da escravidão no Império se iniciou antes dessa lei e se prolongou por quase todo o século XIX. Entre os elementos que contribuíram para o fim da escravidão estavam a resistência dos próprios escravizados e o movimento abolicionista. A escravidão acabou no ano de 1888, com a assinatura da lei Áurea. Um ano depois (1889) o sistema que a mantinha, o IMPÉRIO, cedia lugar à REPÚBLICA. O que um sistema de trabalho e político tinham em comum? Copie 08/03/14 1

Será, que já raiou a liberdade, ou se foi tudo ilusão? D. Pedro II recebendo o comunicado dos militares para que se retire do Brasil. Detalhe: a gravura é de 1860 e a República foi proclamada em 1889. Será que foi adivinhação? Em 1889, o marechal Deodoro da Fonseca proclamou a República. D. Pedro II foi expulso do país e o Brasil passou a ser governados por presidentes.  O que havia mudado?  O que teria de ser conservado?  Que tipo de República nascia? 08/03/14 2

Copie A crise da monarquia No final da década de 1880, a monarquia brasileira estava em crise, pois representava uma forma de governo que não correspondia mais às mudanças sociais em processo. Fazia-se necessário uma nova forma de governo que fosse capaz de fazer o país progredir e se modernizar nas questões políticas, econômicas e sociais. 08/03/14 “S ilê nc io , o I p e ra d o r D. Pe d ro I e s tá g o ve rna nd o o m I Bra s il. ” Esta era uma piada comum entre os republicanos, que queriam demonstrar que imperador e a monarquia estavam velhos e deveriam ser substituídos 3

Razões para o fim da Copie Monarquia brasileira O fim do regime monárquico resultou de duas razões importantes: • Das críticas feitas pelo Exército Brasileiro, que não aprovava a corrupção existente na corte; E da falta de apoio dos proprietários rurais, principalmente dos cafeicultores do Oeste Paulista. Além delas, houve também: • A interferência de D. Pedro II nos assuntos religiosos, que provocou um descontentamento da Igreja Católica. • E a abolição da escravatura, que fez com que a monarquia perdesse o apoio dos seus aliados, os c a fe ic ulto re s d o Va le d o Pa ra íba . 08/03/14 A charge retrata a aposta do Barão de Cotegipe, que desafiava a Princesa Isabel dizendo que ela não conseguiria fazer a abolição. 4 Ela conseguiu, mas perdeu seu trono.

Exercícios: 1- Qual a principal diferença entre os regimes monárquico e o republicano? R: Está basicamente no poder de escolha de uma nação sobre o seu governante. No Império, o poder é exercido por um imperador ou rei, resultado de sucessão familiar e fica no poder até morrer ou ser derrubado por um golpe. Na república o representante máximo é um presidente, que é eleito (por um colegiado ou pelo voto direto, o povo), que fica no poder um tempo limitado (mandato). 2- Quais foram motivações mais importantes para a crise da monarquia brasileira? R: As críticas feitas pelo Exército Brasileiro, que não aprovava a corrupção existente na corte. E a falta de apoio dos proprietários rurais, principalmente dos cafeicultores do Oeste Paulista. 3- Que grupos sociais conduziram este processo? R: Os militares e os cafeicultores, principalmente os do Oeste Paulista. 08/03/14 5

A questão militar Charge da época que retrata o episódio em que se proibiu a opinião pública dos militares.    Desde o início do Império, os militares tiveram pouca participaão política, limitando-se a apoiar o governo e manter a ordem no país. Porém, depois da Guerra do Paraguai, surgiu como força política e organizada. A maioria dos militares que lutaram nesta guerra, recebram influência dos países em guerra, todos republicanos e abolicionistas, e passaram a defender estes ideais. Os militares também estavam descontentes com a proibição, imposta pela Monarquia, pela qual os oficiais do Exército não podiam se manifestar na imprensa sem uma prévia autorização do Ministro da Guerra. Por isso fizeram um manifesto, escrito por Rui Barbosa e assinado por Deodoro da Fonseca, no ano de 1887, defendendo a honra militar. 08/03/14 6

A questão religiosa  A Constituição de 1824 estabelecia que a religião católica era oficial, mas que a Igreja deveriia respeitar o governo. Além de determinar que todas as decisões do papa deveriam ser aprovadas por ele, para serem obedecidas pelo Clero brasileiro.  Em 1864 o papa proibiu a ligaçao de padres com os maçons (sociedade secreta de grande influência sobre políticos e religiosos). D. Pedro II, porem não provou a ordem pois boa parte dos políticos era maçon.  Entretanto, os bispos de Olinda e do Pará rejeitaram esta medida do Imperador e, por isso, foram presos. Isso provocou o descotentamento da Igreja e ressaltou os aspectos negativos do poder político sobre o religioso, destacando os ideais republicanos que defendia liberdade de culto e a separação entre a igreja e o Estado. 08/03/14 7

Copie A questão abolicionista De p o is d e 3 0 0 a no s d e e s c ra vid ã o , o Bra s il nã o s up o rta va m a is a s p re s s õ e s d o s a bo lic io nis ta s e d a I la te rra p a ra ng a c a ba r c o m e s te re g im e d e tra ba lho . Pa ra nã o c a us a r p re juíz o a o s p ro p rie tá rio s , q ue g ra d ua lm e nte s ub s tituía m o s e s c ra vo s p o r im ig ra nte s e a s s a la ria d o s , o g o v e rno fo i fa z e nd o a a bo liç ã o a o s p o uc o s :  Entre 1810 e 1831 foram feitas leis, por pressão da Inglaterra, para abolir a escravidão. Elas foram denominadas “Leis para inglês ver.” Mas não foram cumpridas.  O primeiro passo que realmente valeu, foi dado em 1850 (lei Eusébio de Queirós( , com a extinção do tráfico negreiro.  Vinte anos mais tarde, foi declarada a Lei do Ventre-Livre (de 28 de setembro de 1871). Esta lei tornava livre os filhos de escravos que nascessem a partir de sua promulgação.  Em 1885, foi aprovada a lei Saraiva-Cotegipe ou dos Sexagenários que beneficiava os negros de mais de 65 anos.  Mas foi em 1 3 d e m a io d e 1 8 8 8 , com a Lei Áurea, que liberdade total foi alcançada pelos negros. Esta lei, assinada 08/03/14 Princesa Isabel, abolia de vez a escravidão no Brasil. pela Charge ironizando a lei do ventre-livre, que representou mais um agrado aos abolicionistas do que uma medida significativa para os negros. 8

Copie Leis Abolicionistas • 1831: Lei Barbacena Abolição do Tráfico de Escravos Africanos (Regente Feijó) • 1850: Lei Eusébio de Queirós Proibia o tráfico africano de escravos. • 1866: Abolição para os Escravos aptos para o serviço militar (Guerra do Paraguai) • 1871: Lei Visconde do Rio Branco (Ventre Livre) – Libertava Os filhos das escravas nascidas a partir da lei. • 1885: Lei Saraiva-Cotegipe (Sexagenários)- Libertava os escravos a partir dos 60 anos. • 1888: Lei Áurea (Princesa Isabel)- Abolição

Exercícios 1- O que a abolição da escravatura, em 1888, teve haver com o enfraquecimento da monarquia? R- Tanto a escravidão, quanto a Monarquia foram associados a regimes atrasados que precisavam ser abolidos e substituídos pelos valores da modernidade. Os cafeicultores do Vale do Paraíba, principal força de sustentação do governo imperial, foi contrariada com a abolição da escravidão, retirando seu apoio ao Império. 2- Os livros de História do passado colocaram a Princesa Isabel como uma heroína da abolição da escravidão. Você concorda com esta visão? Como os negros obtiveram sua liberdade? Resposta pessoal 3-Na sua opinião, a abolição da escravidão em 1888 significou a inclusão do negro na sociedade brasileira? Explique sua resposta. Resposta pessoal 08/03/14 10

Revisão! A escravidão indígena adotada no início da colonização do Brasil foi progressivamente abandonada e substituída pela africana entre outros motivos, devido: a) ao constante empenho da Igreja Católica na defesa dos índios contra os colonos. b) à bem-sucedida campanha dos jesuítas em favor dos índios. c) à completa incapacidade dos índios para o trabalho. d) aos grandes lucros proporcionados pelo tráfico negreiro aos capitais particulares e à Coroa portuguesa. 08/03/14 11

Cem anos após a abolição (1988), as escolas de samba trataram do tema. • Pergunte ao criador , pergunte Mangueira – Cem anos de liberdade, realidade ou ilusão? •Será... Que já raiou a liberdade Ou se foi tudo ilusão Será... Que a lei Áurea tão sonhada Há tanto tempo assinada Não foi o fim da escravidão Hoje dentro da realidade Onde está a liberdade Onde está que ninguém viu Moço Não se esqueça que o negro também construiu As riquezas do nosso Brasil 08/03/14 • • • Sonhei.... Que Zumbi dos Palmares voltou A tristeza do negro acabou Foi uma nova redenção Senhor.. Eis a luta do bem contra o mal Que tanto sangue derramou Contra o preconceito racial O negro samba Negro joga capoeira Ele é o rei na verde e rosa da Mangueira • 12

Mangueira – Cem anos de liberdade, realidade ou ilusão? 08/03/14 13

Vamos praticar a reflexão? Preste atenção neste trecho do samba da Mangueira de 1988: “Será.../Que já raiou a liberdade/Ou se foi tudo ilusão/Será.../Que a lei Áurea tão sonhada/Há tanto tempo assinada/Não foi o fim da escravidão/. Hoje dentro da realidade/Onde está a liberdade/Onde está que ninguém viu?” Os versos sugerem que: a)A lei Áurea garantiu a liberdade para os escravos. b)A lei Áurea significou uma liberdade limitada para os negros, só os nascidos após a data da lei 1888. c)A lei Áurea libertou os escravos mas não significou a inclusão social dos negros. d)A lei Áurea não existiu, foi uma ilusão. 08/03/14 14

O último baile da Monarquia Copie O último baile da monarquia aconteceu na Ilha Fiscal, no Rio de Janeiro, no dia 09 de novembro. Ou seja, seis dias antes da proclamação da República. Diante das pressões, da falta de apoio popular e das constantes críticas que partiam de vários setores sociais, o imperador e seu governo encontravam-se enfraquecidos e frágeis. Doente, D.Pedro II estava cada vez mais afastado das decisões políticas do país. Chegou até a se retirar da cidade do Rio de Janeiro, e foi para Petrópolis. Enquanto isso, o movimento republicano ganhava força no Brasil, simbolizando a modernidade 08/03/14 15

A campanha republicana O ideal republicano entusiasmou muita gente de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro. A empolgação era maior nas cidades no que nas áreas rurais, com exceção dos cafeicultores do Oeste Paulista. Comerciantes, professores, jornalistas, enfim, muitas pessoas da classe média eram republicanas. Na capital do Império haviam dois grupos de republicanos: os evolucionistas e os revolucionários: • Os primeiros, como Quintino Bocayuva, defendiam que as mudanças deveriam ser calmas e conduzidas pelas classes superiores. • Os segundos, como Silva Jardim e Lopes Trovão, queriam que a República chegasse através de uma revolução popular, como a Revolução Francesa de 1789. Para vocês, quais destes ideais guiaram a República no Brasil? 08/03/14 Charge da época, de Agostini, sobre a união entre os ideais republicanos e o federalista 16

O café e a República Convenção do PRP (partido Republicano Paulista), fundando em 1873, na cidade de Itu. Durante século XIX, o café se firmava como a principal fonte de renda do Império brasileiro.  A principal região produtora era, até 1870, o Vale do Paraíba (RJ) e parte de São Paulo (Taubaté e Guaratinguetá), mas que utilizava uma tecnologia primitiva e baseava-se no trabalho escravo. Com a proibição do tráfico de escravos, em 1850, perdeu muitos trabalhadores e também a sua pobre tecnologia fizeram com que se enfraquecessem. A mentalidade aristocrática fazia com que apoiassem a permanência da monarquia.  A partir de 1870, porém, cafeicultores de uma outra região, o Oeste Paulista, passaram a adotar máquinas e transportes mais modernos, além de conciliar o trabalho escravo com o livre, dos imigrantes estrangeiros. Esta mentalidade mais “empresarial” fez com que eles se identificassem com os ideais republicanos e o federalismo. Além disso, estes cafeicultores ricos também queriam participar das decisões políticas do país. Fundaram, assim o PRP (PARTIDO REPUBLICANO PAULISTA que se tornou o mais importante da República e contou com a classe média. 08/03/14 17

Exercícios: 1- Quais a principais diferenças entre os cafeicultores do Vale do Paraíba e do Oeste Paulista? A principal região produtora era, até 1870, o Vale do Paraíba (RJ) e parte de São Paulo (Taubaté e Guaratinguetá), mas que utilizava uma tecnologia primitiva e baseava-se no trabalho escravo. Já os cafeicultores do Oeste Paulista passaram a adotar máquinas e transportes mais modernos, além de conciliar o trabalho escravo com o livre, dos imigrantes estrangeiros 2- Por que os fazendeiros paulistas se tornaram republicanos? A mentalidade mais “empresarial” destes fazendeiros fez com que eles se identificassem com os ideais republicanos e o federalismo. Além disso, estes cafeicultores ricos também queriam participar das decisões políticas do país. 08/03/14 18

A proclamação da República Copie Proclamação da República por Deodoro ro no Campo de Santana, no centro do Rio de Janeiro. Apesar dos canhões, não houve um único tiro. Todas as questões reunidas propiciaram para que, no dia 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca, com o apoio dos republicanos, demitisse o Conselho de Ministros e seu presidente. Na noite deste mesmo dia, o marechal assinou o manifesto proclamando a República e instalando um governo provisório. D. Pedro II, que estava em Petrópolis, ainda tentou salvar a monarquia com o seu prestígio, mas já era tarde demais. A monarquia, enfraquecida, não resistiu ao golpe militar. Assim foi proclamada a REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. 08/03/14 19

Deodoro, o primeiro presidente da República Federativa do Brasil Copie Após 67 anos de existência, a monarquia chegava ao fim. No dia 18 de novembro, D.Pedro II e a família imperial partiam rumo à Europa. Tinha início a República Brasileira com o Marechal Deodoro da Fonseca assumindo provisoriamente o posto de Presidente do Brasil. A partir de então, o pais seria governado por um presidente escolhido pelo povo através das eleições. Foi um avanço em relação à democracia no Brasil, mas isso não incluiu o povo, que permaneceu afastado das decisões importantes. 08/03/14 A pintura oficial exalta Deodoro da Fonseca, retratada em jornais e livros escolares, marcando o triunfo da República, do Exército e de Deodoro. Mas... onde está o povo? 20

Outro centenário homenageado pelas escolas de samba foi a Proclamação da República, em 1989. 08/03/14 21

Vamos praticar a reflexão? Leia os versos abaixo, eles são do samba enredo da Imperatriz Leopoldinense de 1989: “Vem, vem, vem reviver comigo amor O centenário em poesia Nesta pátria, mãe querida O império decadente, muito rico, incoerente Era fidalguia.” Sobre estes versos, responda a que processo histórico, cujo centenário ele se refere? a) Independência do Brasil b) Segundo Reinado c) Abolição da escravidão d) Proclamação da República 08/03/14 22

Vamos praticar a reflexão? “Na noite quinze reluzente Com a bravura, finalmente O marechal que proclamou Foi presidente.” A que fato histórico os versos da Imperatriz se referem? a)Independência do Brasil, em 07/09/1822 b)Proclamação da República, em 15/11/1889. Qual foi o primeiro presidente do Brasil? a)Marechal Deodoro b)Marechal Floriano Peixoto 08/03/14 23

Vamos praticar a reflexão? Leia e responda à questão. A escravidão foi banida no Brasil em 1888 e, ainda hoje, surgem denúncias de que o trabalho escravo persiste em algumas regiões do país. (...) A maioria desta mão de obra, fugindo da seca e da falta de trabalho em suas comunidades de origem, se aventura, ou melhor, sem nenhuma outra opção, acaba migrando em busca da sobrevivência para várias regiões brasileiras, alguns até para o exterior. Fonte: ROMANO, S. Trabalho escravo no Brasil ainda é uma realidade. Disponível em: <http://ultima instancia.uol.com.br/artigos/ler_noticia.php?idNoticia=47246> . Acesso em: 9 de abr. 2009. Segundo o texto, mais de cento e vinte anos após a Lei Áurea, de 1888, a escravidão no Brasil A) acabou definitivamente e todo trabalho é assalariado. B) persistiu, legalmente, apenas no meio rural. C) existe ainda no Brasil e deriva de problemas sociais. D) pode ser utilizada se a empresa e o trabalhador quiserem. 08/03/14 24

Exercícios de reflexão 1-Na sua opinião, a Proclamação da República significou um avanço na democracia do Brasil? Ela beneficiou o povo? R: O fato de podermos escolher o nosso presidente, a cada mandato, representou um avanço. Mas o povo ainda é mantido (e se mantém) fora das grandes decisões políticas. Um exemplo disso é a Copa do Mundo de 2014. Você foi consultado sobre isso? Eu não! 08/03/14 25

Será que já raiou a liberdade? “Raça, classe e divisão do trabalho! Em uma foto, tudo isso junto e misturado: categoria desvalorizada, trabalho desprezado e a força da população trabalhadora negra! Todo o poder ao povo negro!” Por Marcelo Maccord.” 08/03/14 26

O povo (que luta) muda a sua história... Olhem os garis fazendo a história deles...E o Prefeito jogando lixo no chão! 08/03/14 27

A greve dos professores em 2013 também foi um exemplo disso... Autoridade: dá-se a quem (realmente) tem... 08/03/14 28

Poder para o povo! 08/03/14 29

Add a comment

Related presentations

Related pages

Sugestões de atividades com quadrinhos sobre Proclamação ...

Sugestões de atividades com quadrinhos sobre Proclamação da República do Brasil (Do ensino ... abolição da escravidão, temas ... Proclamação da ...
Read more

Proclamação da República do Brasil – Wikipédia, a ...

... entre a abolição da escravatura e a proclamação da república, ... Proclamação da República no Brasil ... O Ensino Jurídico, ...
Read more

Abolição e Proclamação da República no Brasil - Ensino ...

Search; Home; Education; Abolição e Proclamação da República no Brasil - Ensino Fundamental
Read more

Banco de Atividades: Proclamação da República- texto com ...

Proclamação da República- texto com atividades ... inclusive no ensino superior, ... Geografia- mapas do Brasil regiões; Proclamação da República;
Read more

A Proclamação da República no Brasil. Proclamação da ...

A Proclamação da República marca um novo período ... A Proclamação da República no Brasil. Rss; ... essas tensões cresciam e a abolição da ...
Read more

Portal do Professor - A República chega ao Brasil ...

... monárquico no Brasil - UCA. Ensino Fundamental ... no processo de abolição da escravidão no Brasil. ... a partir da proclamação da República ...
Read more

Guia Prático para Professores de Ensino Fundamental I ...

O Guia Prático para Professores de Ensino Fundamental: ... a abolição da escravidão, ... Proclamação da República
Read more

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA DO BRASIL - ailce.blogspot.com

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL ... econômica por causa da abolição A ausência de um ensino universal ... para o 2º ciclo do E.Fundamental.
Read more

O negro na História do Brasil visto pelos quadrinhos - Scribd

... por meio da abolição da ... que pode se usada no ensino de história para o fundamental I ... e a Proclamação da República no Brasil, ...
Read more